[VITÓRIA 5X0 ATLÉTICO] QUANDO O GAME OVER ERA DADO COMO CERTO, ELE INSERIU NOS CREDITOS.


Ameaçado no cargo o treinador Toninho Cerezo decidiu não inventar, fez o simples mantendo a base da ultima partida mesmo esta não tendo sido bem no jogo em questão, as mudanças ficaram por conta de Douglas retornando ao gol e Rodrigo fazendo a sua estréia, no mais o time foi o mesmo.

Diferentemente da partida contra o Serrano os jogadores iniciaram buscando o jogo e levando perigo, mas o time do Atlético tem atletas de uma certa qualidade, Tácio, Garrinchinha, Deon e Robert levaram perigos em duas oportunidades e Douglas foi muito bem, o jogo ficou sem criatividade com os laterais presos e Lucio Flavio e Mineiro sem apresentar um bom futebol, Arthur Maia até que tentava mas sem participação não tinha como ser efetivo, mas mesmo assim o gol saiu, cobrança de escanteio e toque de cabeça no primeiro pau encontrando Neto Artilheiro do Brasil Baiano que chutou forte e abriu o placar Vitória 1×0 Atlético, depois disso o Vitória passou a ter mais volume, porém sem muita efetividade, ainda mais que Marcos Paulo esteve bem no gol adversário.

O primeiro tempo se encaminhava para o fim, quando em um contra ataque fulminante, Lucio Flavio, lançou Arthur Maia, o zagueiro chegou antes e jogou a bola pra lateral, porém Maia foi inteligente e cobrou rápido em Mineiro que disparou em direção ao livre e foi derrubado dentro da área, Pênalti! Neto Baiano partiu e marcou o segundo dele e do Vitória na partida, fim de primeiro tempo.

Na segunda etapa o Vitória veio mais tranqüilo para o jogo e desde o inicio sufocou o adversário que em jogada rápida de Léo teve um jogador expulso, aí foi só alegria, Lucio Flavio quase marca em linda cobrança de falta que o goleiro salvou milagrosamente mandando para escanteio, e foi justamente neste lance que veio o gol mais bonito da partida, após a cobrança Gabriel dominou no peito e bateu de bate pronto fazendo o terceiro do Leão, Toninho atendeu a torcida e colocou Geovanni no lugar de Lucio Flavio e G10 mostrou sua qualidade sendo participativo, chamando a responsabilidade e até orquestrando a torcida, ele e Nino que entrou no lugar de Romário deram velocidade ao Vitória que desperdiçou muitos contra ataques, Marquinhos foi bem, mas longe daquilo que sabemos que ele pode render, esteve muitas vezes impedido e adiantando demais a bola, o mesmo acontecendo com Mineiro que vinha mal, mas queimou a língua de muitos quando acertou um chutaço de fora e marcou o quarto do Vitória.

Dankler entrou no lugar de Rodrigo e jogo ficou definido da seguinte forma, Nino recebe, corre,e  toca em Arthur Maia que  empurra para Marquinhos e Mineiro, foram vários lances assim, em duas oportunidades Maia chutou de fora e quase marcou, gostei da partida dele muito participativo, mas ainda sem a confiança necessária o que deixou intranqüilo em alguns momentos, tal como a chance de gol que ele recebeu livre, bateu forte e Marcos Paulo defendeu. O Vitória ainda queria mais, Geovanni cobrou falta e o goleiro mais uma vez fez grande defesa, e quando tudo se encaminhava para 4×0, eis que Mineiro deu um chutão na bola, Marquinhos correu e evitou a saída, Arthur Maia atrás e Neto Baiano e Geovanni na área eram as opções, ele lançou rasteiro e Neto Artilheiro do Brasil Baiano tirou o goleiro, virou a cara e marcou, VITÓRIA 5X0 ATLÉTICO, Cerezo se salvou e agora vem a Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA: Vitória 5 x 0 Atlético de Alagoinhas
Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA).
Data: Domingo, 4 de março.
Horário: 16h.
Árbitro: Gleidson Santos Oliveira.
Assistentes: José Carlos Oliveira dos Santos e Jefferson Abel Ferreira Lima.
Gols: Neto Baiano (3x), Gabriel Paulista e Mineiro
Público: 4813 pagantes.
Renda: R$ 41.970,00.

Vitória: Douglas; Romário (Nino), Gabriel, Rodrigo e Léo; Michel, Mineiro, Arthur Maia e Lucio Flávio (Geovanni); Marquinhos e Neto Baiano. Técnico Cerezo

Atlético: Marcos Paulo; Ademir (Antônio Carlos), Bira, Rogério e George; Fausto, Tácio, Garrinchinha (Lazáro) e Narciso; Robert e Deon. Técnico – Lameu (interino).

PS: Maiores artilheiros da história do Barradão


Rank Jogador Gols/Temporada(s)
1 Ramon Menezes 44/ 5
2 Allan Dellon 40/7

3 Neto Baiano 38/3
… 3 Neto Baiano 38 3

Rumo A Lideranca Neto … !

Alguém duvida que ele vai assumir a liderança?

Resultados de 13º rodada do Campeonato Baiano
Fluminense 0 x 2 Bahia
Vitória 5 x 0 Atlético
Bahia de Feira 3 x 0 Juazeirense
Camaçari 1 x 1 Serrano
Feirense 3 x 1 Vitória da Conquista
Juazeiro 1 x 0 Itabuna

Anúncios

[Vitória x Atlético] A ultima chance de Cerezo!


Com uma campanha pra lá de irregular no campeonato baiano 2012, Toninho Cerezo esta ameaçado no cargo e um insucesso hoje pode gerar a demissão do treinador que não esta agradando em nada neste momento. Há quem afirme que mesmo ganhando o mineiro pode deixar o Vitória hoje, e que só uma boa atuação da equipe com triunfo salvaria Cerezo da degola.

 

Vitória cheio de mudanças

 

Para tentar se manter, Cerezo promoverá mudanças na equipe afim de dar uma sacudida no elenco no jogo de hoje, Léo e Rodrigo entraram por causa das suspensões de Mansur e Victor Ramos, Renan deve dar lugar a Douglas no ridículo processo de rodízio de goleiros, mas é no meio que as coisas de vem acontecer. Mineiro, Arthur Maia e Lucio Flavio estão ameaçados por Robston, Pedro Ken e Geovanni respectivamente e há quem garanta que o Vitória irá a campo com Michel, Robston. Arthur Maia e Geovanni neste setor, agora é esperar para ver!

 

 

FICHA TÉCNICA

Vitória x Atlético-BA

Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA).

Data: Domingo, 4 de março.

Horário: 16h.

Árbitro: Gleidson Santos Oliveira.

Assistentes: José Carlos Oliveira dos Santos e Jefferson Abel Ferreira Lima.

 

Vitória: Renan (Douglas); Romário, Dankler (Rodrigo), Gabriel e Léo; Michel, Mineiro (Robston), Lúcio Flávio (Geovanni) e Arthur Maia (Pedro Ken); Marquinhos e Neto Baiano. Técnico: Toninho Cerezo.

 

Atlético: Marcos Paulo; Ademir, Rogério, Bira e George; Fausto, Garrinchinha, Tácio e Marcos Neves; Roberto e Deon. Técnico: Lameu.

Fora Cerezo e uma mudança de pensamento tático


Confesso que sonhei com a vinda de Cerezo, e quando seu nome foi especulado meu sorriso se abriu, isso tudo porque a filosofia de futebol ofensivo e estilo parecido ao do Carrossel holandês com rodízio de marcação e ataque, é tudo que o futebol moderno espera de um time, e o Vitória particularmente sempre se deu bem nesta formula. Em sua grande passagem aqui em 1999 Toninho demonstrou ser adepto a este esquema e por isso ele era tido por mim como o melhor nome para assumir o Vitória neste processo de mudanças que vive o clube, mas infelizmente isso não tem ocorrido.

Tenho pensado sobre a possível saída de Cerezo e algumas coisas me preocupam; Mudar de treinador na 12ª rodada é um risco para o campeonato baiano e para a Copa do Brasil que já irá começar; Quem no mercado seria capaz de dar um estilo de jogo vencedor a este elenco? Será que a diretoria não irá insistir erroneamente em Ricardo Silva novamente?. Estes são  alguns dos questionamentos que eu me faço, mas a verdade é que algo precisa mudar e tem que ser logo.

Se não bastasse o fato de que o rubro negro tem o pior inicio de campeonato baiano dos últimos 20 anos, o que mais me incomoda é as declarações de Cerezo, após a derrota para o Serrano Pedro Canisio questionou a ele sobre Lucio Flavio e a resposta dele foi:” Gostei da atuação do Lucio, acho que ele foi bem, deu alguns passes e construiu algumas jogadas, ele não teve culpa de nada, uma arbitragem dessas…” Dá para acreditar nisso? As incoerências de Cerezo é que estão me matando e se ele não tirar Lucio Flavio no Domingo por mim tem que ir embora, Geovanni tem que ser titular neste momento, este é o único modo de dar uma sacudida no Vitória.

Uma mudança de pensamento

Tenho percebido que diante da carência do Vitória em encontrar um meia armador e veloz, que o esquema tático deve ser modificado, o Leão deve passar a atuar em minha opinião no 3-5-2 ou 5-3-2 com a variação em campo a depender se o time esta atacando ou defendendo, Douglas , Gabriel, Rodrigo, Victor Ramos, Nino, Uelliton, Wellington Saci,Geovanni, Marquinhos, Rildo e Neto Baiano. Com isso continuaria com uma boa proteção no sistema defensivo e ganharia em velocidade e possibilidades de jogadas ofensivas, isso porque Uelliton tem boa marcação e boa aproximação ao ataque, Geovanni e Marquinhos podem dar o toque de qualidade e a velocidade necessária para ligar Neto e Rildo, e os cruzamentos de Saci e a velocidade de Nino também são grandes fatores, a correria de Rildo é outro fator preponderante para o sucesso deste esquema.

Ficariam como suplentes Renan, Romário, Mansur, Dankler, Alan Henrique,Mineiro, Arthur Maia, Rodrigo Mancha,Neto Coruja, Michel, Pedro Ken, Tartá,  Lucio Flavio,índio e Dinei.

Faça parte do Grupo Leão Minha Paixão no Facebook :

http://www.facebook.com/?ref=logo#!/groups/259704767429855/

 

[VITÓRIA DA CONQUISTA 0X5 VITÓRIA] Mas sinceramente fiquei sem entender


Expectativa para o começo do jogo, fazendo os últimos ajustes para sentar e ver o Leão, quando saí a escalação: Douglas,Léo, Gabriel, Dankler,Wellington Saci, Uelliton, Mineiro e aí vem a surpresa e decepção Michel no lugar de Arthur Maia, Lucio Flavio, Rildo e Neto Baiano.

Além do ditado  time que esta ganhando não se meche, tirar o jovem meia da base depois da brilhante partida para colocar mais um homem de marcação foi absurdo Cerezo, e contradiz tudo aquilo que a torcida rubro negra vê em você e espera de você, ofensividade é a cara do Leão, e não justifica enfrentar o Bode com o meio truncado como foi no inicio do jogo.

A partida começou com a equipe da casa buscando o jogo e o Vitória saindo nos contra ataques, não demorou e numa jogada rápida Rildo foi derrubado e Neto HAT TRICK Baiano brocou o seu primeiro na partida, o jogo continuou o mesmo e Douglas ainda precisou salvar o Leão em duas oportunidades, mas em novo contra ataque Rildo disparou e lançou para Mineiro que mesmo sem tocar na bola fez um boliche na defesa e marcou o segundo dando números finais ao primeiro tempo.

Esperava mudanças de Cerezo para o segundo tempo ainda mais que Lucio Flavio isolado na criação estava apagado, e nada justificava a presença de Uelliton e Michel juntos na partida mas o time foi o mesmo e logo o rubro negro marcou o terceiro com Léo um golaço por sinal, depois disso o Vitória comandou o jogo e Douglas não viu a cor da bola, mas Cerezo só mudou o time nos momentos finais e novamente um susto, sai Lucio Flavio e entra Rodrigo Mancha pra que? Tirava Uelliton ou Michel, logo depois ele minimizou tirando o camisa 05 e me surpreendeu colocando Felipe(Arthur Maia joga de titular 2 primeiras partidas é destaque na ultima e continua no banco, incoerente), nessas idas e vindas Michel chutou de fora e a bola explodiu na trave, Neto Baiano que não desiste nunca só teve o trabalho de empurrar para o gol, só então Arthur Maia foi para o jogo no lugar de Mineiro que fez um partidaço, quando tudo se encaminhava para o final, a bola foi alçada na área e a defesa dormiu Neto tirou o goleiro e fechou o placar em 5×0, um  detalhe importante no lance, Arthur Maia e Neto correm no lance Neto consegue tirar o goleiro e Maia esta na expectativa de receber a bola, claro que como homem gol e em busca da artilharia Neto não tocaria a bola e quando o jovem promissor o Leão percebe isso fecha o semblante e fica  observando Neto marcar sem nenhuma reação positiva, o que é justificável não houve coerência com o garoto no jogo de hoje.

Douglas: Muito seguro, pegou tudo quando foi exigido

Léo: Melhor partida dele no profissional, golaço para coroar.

Dankler: Esteve melhor em campo ontem,  bem postado na defesa.

Gabriel: Também esteve muito atento e foi bem na partida.

Uelliton:Marcou muito bem, mas ficou muito preso na meiuca.

Michel: Tem muita garra, e pega bem de fora da área, gostei do capitão.

Mineiro: O garoto vem sendo o destaque do Leão, bela partida e um gol espírita heheheh

Lucio Flavio: Apagado, ficou isolado no esquema, não teve com quem dividir a construção.

Rildo: O nome dele é pênalti, correria pura, faltou o seu gol, e sua saída por contusão preocupa, espero que não seja nada grave, pois o lance foi forte.

Neto Baiano: Camisa 9 pressionado pelas contratações, esta tratando de fazer seu nome com o treinador 6 gols e artilharia isolada da competição.

Rodrigo Mancha: Entrou bem e ensaiou ajudar saindo para o ataque.

Felipe: Pouco tempo, não deu para mostrar muita coisa.

Arthur Maia: Sem tempo, fiquei na bronca o garoto merecia atuar pelo menos uns 30 minutos deste jogo.

Cerezo: Sinceramente mesmo com os 5×0 me decepcionou, fez tudo que eu não espero dele, claro que fiquei contente pelo triunfo de goleada, ainda mais contra um adversário que costuma dar trabalho.

Ficha técnica – Vitória da Conquista 0 x 5 Vitória
3ª rodada do Campeonato Baiano 2012.

Local: Estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista (BA).
Data: Quarta-feira, 25 de janeiro de 2012.
Horário: 21h50.

Público: 2.814 pagantes.
Renda: R$ 34.197,50.

Árbitro: Manoel Nunes Lopo Garrido.
Assistentes: Adailton José Jesus da Silva e Jefferson Abel Ferreira Lima.

Gols: Neto Baiano (três vezes: aos 17 minutos do primeiro tempo e aos 38 e 49 do segundo tempo), Léo (aos 18 minutos do segundo tempo) e Maurício Pantera (gol-contra, aos 34 minutos do primeiro tempo) para o Vitória.

Cartões amarelos: Sílvio e Lídio (Vitória da Conquista); Neto Baiano (Vitória).

                        Vitória da Conquista: Neto; Zé Leandro, Emílio (Roni), Sílvio e Lucivaldo; Edmar, Mica, Lídio (Zé Tiago) e Carlinhos; Cacá (Éder Caetité) e Maurício Pantera. Técnico: Elias Borges.

Vitória: Douglas; Léo, Dankler, Gabriel e Wellington Saci; Uelliton(Felipe), Mineiro(Arthur Maia), Michel e Lúcio Flávio (Rodrigo Mancha); Rildo e Neto Baiano. Técnico: Toninho Cerezo.

[VITÓRIA 6X1 JUAZEIRO] Um reencontro perfeito


A ultima partida do Leão no barradas tinha sido traumática uma derrota que ainda dói quando lembramos, mas no reencontro com o torcedor o Vitória tratou de nos alegrar com uma bela goleada, daquelas que fazem a saudade ter valido a pena.

Lucio Flavio e Arthur Maia deram show de bola

Questionados, os meias do rubro negro resolveram mostrar futebol, primeiro o jovem da base que driblou três e tocou para Neto Baiano abrir o placar, depois ambos buscaram a partida e levaram perigo, o camisa 10 bateu uma na trave e serviu Uelliton no quarto gol, Maia tirou 3 e lançou Neto que foi derrubado na área e pênalti marcado e bizarramente desperdiçado por Neto Baiano, antes de sair o garoto que jogou muito hoje ainda quase deixa o dele em um belo chute defendido pelo arqueiro juazeirense, Lucio Flavio teve mais sorte após algumas chances o meia acertou um belo chute de fora da área e marcou o quinto do Leão.

Rildo e Uelliton

Riberildo sofreu dois penais e mais uma vez com sua velocidade foi decisivo para o Leão, já o traíra da camisa 05(Uelliton vá se f… o meu Vitória não precisa de você) Fez dói gols e tentou se redimir, mas ainda estou na bronca com este mal caráter.

A imprensa corrompida baiana

O Bahia vai ser campeão invicto, é obrigação atropelar os times do interior, e um monte de asneiras foram afirmadas antes do campeonato, mas mais uma vez eles tomaram na cara… SÃO 11 ANOS SEM TÍTULOS… E esse choro ninguém cala!

Ultras do Vitória

Foi legal presenciar o nascimento da nova torcida do Leão, Dieguinho, Dumel, Jonas, Matheus, Marcelo, Falconery, Djalminha e toda a galera que fez a festa ao lado do comando vermelho e preto e chamou a atenção do Renan Pinheiro e do Renato Lavigne, além do fotografo do Correio, vocês estão de parabéns…

Douglas foi pouco exigido e fez duas boas defesas, sem chances no gol.

Dimas mesmo improvisado, teve uma boa atuação e até se arriscou no ataque.

Dankler vacilou em alguns momentos, parecia disperso pela facilidade do jogo.

Gabriel Falhou no gol novamente, precisa acordar

Wellington Saci Assim como Gabriel vacilou no gol, mas foi bem e atacou com qualidade.

Uelliton dois golaços e uma boa partida.

Mineiro fechou bem no meio, tem talento.

Arthur Maia hoje justificou a fama, brilhante em campo só faltou o gol.

Lucio Flavio o gol no final foi a cereja do bola na sua ótima partida.

Rildo é muito veloz e já são 3 penalidades sofridas na competição.

Neto Baiano 3 gols e um penal bizarro, vai pedir musica!

Michel justificou a fama de Pitbull pegador desde que entrou

Elton o garoto tem um chute de qualidade e ajudou na meiuca.

Alan Pinheiro teve pouco tempo, e parecia um tanto nervoso.

Toninho Cerezo Escalou bem e mudou corretamente.

Ficha técnica Vitória 6 x 1 Juazeiro
2ª rodada do Campeonato Baiano 2012.

Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA).
Público: 5383 (pagantes) e 6114 (total).

Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação.
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira e Alberto Tavares Neto.

Gols: Neto Baiano (três: aos 7 e aos 38 do primeiro tempo e aos 48 do segundo tempo), Uelliton (dois: aos 24 e aos 42 do primeiro tempo) e Lúcio Flávio (aos 42 do segundo tempo) para o Vitória; Nino Guerreiro (aos 11 do primeiro tempo) para o Juazeiro.

                        Vitória: Douglas; Dimas, Dankler, Gabriel e Wellington Saci; Uelliton (Michel), Mineiro, Arthur Maia (Élton) e Lúcio Flávio; Rildo (Alan Pinheiro) e Neto Baiano. Técnico: Toninho Cerezo.

Juazeiro: Bruno (Esaúl); Mateus (Juninho Petrolina), Dias, Itamar (Araújo) e Piau; Daniel, Gama, Tiago e Alan; Tinho e Nino. Técnico: Emerson Matheus.

Algumas fotos da galera do Ultras arrumando a faixa e começando a ocupar o espaço, mais tarde ou amanhã terá mais!