[FLUMINENSE 1X2 VITÓRIA] Maracanã minha casa…


Torcida-Fluminense-Maracana-Bruno-LimaLANCEPress_LANIMA20130722_0002_26

Quando olhei a tabela e vi que o jogo era contra o Fluminense no Maracanã, fiquei aliviado, tratei logo de colocar Marquinhos no cartola e já havia avisado asa sardinhas, se preparem para o triunfo rubro negro na minha terceira casa, eles sorriram, me chamaram de clubista, e insisti, Vitória 2×0 hoje, pena que deixaram eles marcar impedido, mas esta valendo.

Não iria admitir perder para esse time de segunda divisão, isso mesmo, não importa se eles tem Fred e Cavalieri da seleção e o monstro Conca, é uma questão de honra, raça, suor e sangue, mas teríamos que vencer.

E o Vitória venceu, venceu com categoria, conhecendo as suas limitações e apostando nelas para triunfar, sistema tático perfeito montado por Ney Franco e surpreendeu o tricolor de Cristovão Borges e digo uma coisa, o Leão vai forte para o clássico.

NOITE DE QUEBRA DE TABUs

Leão quebrou a invencibilidade do Fluminense, que vinha de 4 triunfos, sendo dois no brasileiro onde estava 100%, além de marcar gols na equipe pó de arroz que não era vazado a 4 jogos, tendo marcado 12 gols e não sofrido nenhum. Já o Leão vinha de 5 partidas sem vencer e triunfou.

FLUMINENSE X VITÓRIA

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE X VITÓRIA 

Campeonato Brasileiro – 3ª rodada

Local: Maracanã, em Rio de Janeiro (RJ)

Data: 03/05/2014
Horário: 21h
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)

Auxiliares: Ramires Santos Cândido (ES) e Leonardo Mendonça (ES)
Cartões amarelo: Souza (Vitória); Fred (Fluminense).
Gols: Marquinhos (Vitória); Wagner (Fluminense).


FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Elivelton e Carlinhos; Diguinho, Jean, Wagner e Conca; Rafael Sobis (Walter) e Fred.- Técnico: Cristovão Borges
VITÓRIA : Wilson, Ayrton, Dão, Rodrigo Defendi e Juan; Luiz Gustavo, José Welison e Hugo; Caio, Marquinhos e Souza (Vinicius) – Técnico: Ney Franco

 

 

Anúncios

Testosterona elevada teria sido acusada em caso de doping de Ayrton e Marquinhos no Vitória


AYRTON E MARQUINHOS DOPPING

De acordo com as informações os exames dos atletas Marquinhos e Ayrton acusaram alta dosagem de Testosterona, a substância é produzida pelo corpo humano e não estaria na lista das chamadas “proibitivas” mas o problema é que as tais podem ser utilizadas em alguns casos  com o intuito de mascarar uso de outras substâncias, mas o que só a contra prova pode determinar.

O clube ainda não se pronunciou oficialmente e aguarda o resultado da contra prova, mas de acordo com setoristas, dirigentes demonstram tranquilidade com o caso e acreditam que os atletas não serão punidos.

Outro fato bem curioso é que 8 jogadores incluindo os 2 do Vitória teriam sido pegos com uso da mesma substância, o que pode demonstrar algum tipo de erro no procedimento realizado

Ayrton e Marquinhos teriam sido flagrados pelo anti-dopping


AYRTON E MARQUINHOS DOPPING

De acordo com a resenha esportiva da Transamérica os jogadores Ayrton e Marquinhos teriam sido flagrados no exame anti dopping no campeonato brasileiro do ano passado e que a contra prova esta sendo aguardada para definir a situação dos atletas.

Marcio Martins afirmou que obteve a informação de que a CBF e o Vitória já aguardam o resultado e que ele iria checar a veracidade da notícia embora o clube esteja buscando manter tudo em sigilo.

PS: A única intriga é que em casos de Dopping os jogadores são obrigados a cumprir 30 dias preventivamente e ambos continuam atuando, mas vamos aguardar o desfecho.

PS2: O jornalista e amigo Reinaldo Oliveira afirmou que em contato com a assessoria do clube, foi informado de que  não foram informados de tal assunto

PS3: Em caso de confirmação, os jogadores podem ser punidos com até 2 anos de suspensão, o Vitória não corre riscos de perda de ponto

[ATLÉTICO-MG 2X2 VITÓRIA] Valeu pela bela campanha, mais sucesso em 2014!


1005225_559055020809203_564539009_n

Essa frase resume o sentimento, foi um bom campeonato, e que gostaríamos muito de sermos coroados com a libertadores, o que infelizmente não aconteceu, mas fica a expectativa de um 2014 arrasador e de muitas conquistas para o rubro negro.

Um ótimo trabalho de Ney Franco que chegou e disse que iria buscar o título simbólico do 1º turno e estamos aí 36 pontos junto com o Cruzeiro, campanha sensacional, espero sinceramente que a base do time seja mantida e vou falar um pouco disso agora.

Escudero: Esse cara é um monstro, futebol de gênio e raça de guerreiros, dá orgulho de ver ele com o manto rubro negro.

Maxi Biancucchi: 11 gols e um futebol de gente grande, outro que precisa renovar.

Ayrton e Juan: Os caras mudaram a maneira do Leão jogar, nos deram muitos alegrias, marcam e apoiam com qualidade.

Wilson: Goleiraço, pega muito, as vezes falha como qualquer goleiro, mas desde que assumiu a 1, ele vem honrando, que bom que já esta garantido.

Defesa: O ponto fraco do time em todo 2013, precisa contratar bem melhor, não dá para aturar David Braz e Fabricio e Kadu e Victor Ramos são apenas razoáveis, este é o setor que precisa de reformulação.

Cáceres e Marquinhos: Que bom que possuem contrato, terminaram o ano jogando muito.

Renato Cajá: Joga mais do que parece, mas muito, muito menos mesmo do que ele pensa, não renova, precisamos de 2 meias de criação.

Dinei: Demorou a engrenar, no final passou a ser o atacante que esperamos, mas precisamos de um bom reforço, além da recuperação e renovação de André Lima.

ELENCO PARA 2014 considerando as renovações:

Goleiros: Wilson, Gustavo, Fernando e Guilhermo está muito bom

Laterais: Nino, Ayrton, Juan, Euller, Mansur: Muita qualidade, setor fortíssimo.

Zaga: Luiz Gustavo e Contratar 4

Volantes: Marcelo, Cáceres, Neto Coruja e mais duas contratações.

Meia: Escudero, Arthur Maia e contratar 3 atletas.

Atacantes: Marquinhos, Maxi Biancucchi, Willian Henrique e Leílson muita qualidade.

Centroavante: Dinei, André Lima e mais um contratação.

Técnico Ney Franco: Coragem e qualidade que há muito tempo esperamos no Vitória.

DISPENSAS e não renovações: Renato Santos, Reniê, David Braz, Fabricio, Victor Ramos

Danilo Tarracha, Michel, Vander, Renato Cajá, Alemão, Pedro Oldoni

VENDE ou Empresta: Léo, Willie, Felipe,

OPINIÃO LMP: Como já afirmei foi uma grande competição e nos da esperanças de um ano bem  melhor em 2014, acredito num ano fantástico com Ney Franco a frente desde o inicio, ano de renovar e fazer SOU MAIS VITÓRIA. Durante essa semana , talvez amanhã mesmo, postarei com imagens ilustrativas o porque dá campanha nos dá orgulho.

[VITÓRIA 4X2 FLAMENGO] Fotos e Videos do Leão na briga pela Libertadores!


vitória x flamengo
Quando a bola rolou para a despedida do Leão do Barradão no ano de 2013, ficou evidente a obrigação de vencer e alimentar as chances de ir a libertadores e também de se despedir do presidente Alexi Portela em grande estilo. E o rubro negro não decepcionou, um grande jogo e um atropelo no Flamengo.
Agora o Leão continua firme e tem que torcer para uma rodada semelhante a esta para cravarmos o nosso nome na libertadores 2014.
FOTOS: ESPORTE NA REDE/ GABRIELA SIMÕES
FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 4 X  2 FLAMENGO
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 1º de dezembro de 2013, domingo
Hora: 16 horas (horário de Salvador)
Árbitro: Paulo Cesar de Oliveira (SP)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Rogerio Pablos Zanardo (SP)
Gols: Dinei (2), Maxi Biancucchi e Marquinhos (Vitória); Wallace e Hernane (Flamengo)
VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Cáceres, Renato Cajá (Danilo Tarracha) e Escudero (Wiilliam Henrique) ; Marquinhos, Dinei e Maxi Biancucchi (Luiz Gustavo).
Técnico: Ney Franco
FLAMENGO: Paulo Victor, Digão, Wallace, Samir, João Paulo; Amaral, Luis Antônio, Adryan, Gabriel (Nixon); Bruninho (Rafinha) e Hernane
Técnico: Jayme de Almeida

[VITÓRIA 2X1 CORITIBA]


VITÓRIA X CORITIBA

O Leão voltou a vencer no campeonato brasileiro da primeira divisão e chega a quinta colocação com 40 pontos e de olho fito no G-4.

O Vitória começou de maneira arrasadora pressionando o Coritiba e não dando espaços para o adversario sair por jogo. Até que numa bola rebatida Juan mandou pra área e Marquinhos saiu de frente e bateu firme para abrir o placar, Vitória 1×0 Coritiba. Logo após o gol o rubro negro teve duas chances de ampliar e não fez, daí em diante o Coxa cresceu e chegou a sufocar, e quando todos esperavam o fim do primeiro tempo, eis que Michel dá um presente para o Robinho que lançou nas costas de Luiz Gustavo e Geraldo marcou um verdadeiro golaço, 1×1 e fim de papo.

dinei_vitoria_ae.jpg_95

No segundo tempo Ney resolveu manter o mesmo time e esperávamos a mesma postura do começo do primeiro tempo, porém foi o alviverde comandado por Chamusca que criou as oportunidades e esbarrou em Wilson e na falta de pontaria dos seus atacantes.

Sem conseguir criar, Ney Franco chamou Willian Henrique e tirou o Renato Cajá, logo depois colocou Euller na lateral esquerda em lugar de Luiz Gustavo e chamou Juan para o meio de campo, e deu certo, Euller, Juan e Willian Henrique foram responsáveis por incendiar o jogo e o Vitória chegou ao gol justamente com jogadas destes atletas.

Ayrton  lançou Juan que mandou para Willian Henrique fazer, mas ele conseguiu chutar em cima do goleiro, mas a bola sobrou para Dinei completar e chegar ao seu nono gol e se tornar o novo artilheiro do Vitória.

O Leão cresceu e Juan passou a comandar o jogo, seguido pelo garoto Euller as jogadas começaram a acontecer e o rubro negro teve pelo menos 3 oportunidades de selar o placar, mas Marquinhos e Willian Henrique duas vezes desperdiçaram, mas o importante é que o Vitória venceu e chegou a quinta colocação.

IMAGEM_NOTICIA_3

FICHA TÉCNICA

Série A

Vitória x Coritiba

Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA)

Data: 12 de outubro de 2013

Hora: 18h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Francisco de Assis Almeida Filho(CE)

Assistentes: Clóvis Amaral da Silva(PE)  e Carlos Jorge Titara da Rocha (AL)

Gols: Marquinhos e Dinei (Vitória) / Geraldo (Coritiba)

 

Vitória: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel, Luiz Gustavo (Euller), Cáceres e Renato Cajá (William Henrique); Marquinhos e Dinei. Técnico: Ney Franco.

 

Coritiba: Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Chico e Diogo; Júnior Urso, Gil, Germano (Lincoln) e Robinho (Botinelli); Geraldo e Julio César (Bill). Técnico: Péricles Chamusca.

Wilson; Muito seguro, boas saídas do gol, foi muito importante para o resultado. 8.0

 

Ayrton: Mostrou como fez falta no BAVI, muito seguro, bom nas bolas paradas, segura a onda na posição, importantíssimo. 7.5

 

Victor Ramos: Quase entrega pela displicência, mas fez uma boa partida, precisa ficar atento. 7.0

 

Kadu: Jogou pra pirão, é um cara de muita seriedade, errou quando tentou sair jogando, mas no mais muito eficiente. 7.0

 

Juan: O nome do jogo, apagado na lateral, onde só segurou o jogo, cresceu quando foi para o meio e criou pelo menos 3 chances claríssimas de gol, numa delas saiu o do triunfo. 8.0

 

Michel: Não entendo sua titularidade, novamente entregou e quase complica o jogo, tem que sair desse time e ir para o banco. 4.0

Luiz Gustavo: Não fez uma boa partida, tomou nas costas no primeiro e toda saída de bola adiantava e perdia. 5.0

Cáceres: Brigador, foi o cara da luta no meio com Luiz Gustavo e Michel jogando mal, joga pro time. 7.0

Renato Cajá: Mais uma partida muito abaixo, e imprensa e torcida continuam o suportando, quando é Arthur Maia em 15 minutos, precisa jogar mais do que Zidane em final da copa de 98, não entendo. 3.0

Marquinhos: Um belo gol, e depois 3 chances claras que não se pode desperdiçar, vai ser poupado por que foi um cara participativo, que buscou o jogo e não se omitiu. 7.0

Dinei: Gol de camisa 09, como esperamos dele, tem que ser assim, na raça na vontade, na sobra, na canela, o importante é bola na rede. 8.0

Willian Henrique: Entrou elétrico, dando velocidade, e opção, mas perdeu dois gols incríveis, graças a Deus não fez falta, mas não pode perder. 6.0

Euller: Não sente a pressão, o garoto entra e joga com personalidade, apoiou, encostou e foi importante. 7.5

Pedro Oldoni: Entrou faltando  minuto para gastar o tempo.

Ney Franco: Triunfo na suas mudanças, apostou e deu certo, esta de parabéns, mas 3 pontos na conta. 8.0

[Bahia x Vitória] Vencer e continuar na briga rumo ao G-4


BAHIA X VITÓRIA

O leão continua na perseguição a vaga no g-4 e para isso tem que entrar focado e vencer o rival na Arena Fonte Nova (ARENA 51, ARENA FONTE NOSSA e etc). A expectativa é que o rubro negro mantenha a freguesia, sem perder para o Itinga a mais de 10 anos no estádio, com mais de 2 anos sem perder BAVI, com várias surras aplicadas este ano (5×1,7×3,3×0), agora o Leão tem ainda mais um motivo para atropelar geral.

Com os desfalques de Escudero, Ayrton e Maxi Biancucchi de quem se tinha a expectativa de retorno, Ney Franco não contou conversa e promoveu o retorno de Michel, deslocando Luiz Gustavo para lateral direita e colocando o jovem Leílson no meio campo pelo lado esquerdo, o Vitória vai manter o esquema que vem dando certo e espera voltar logo ao caminho dos triunfos e embalar novamente uma grande sequência sem derrotas.

Do lado de lá é só desespero!

A torcida do Bahia mesmo com maior numero de ingressos, deve ser novamente minoria no estádio, desconfiados os tricolores não estão tão animados com o mando de campo, para completar, a Bamor já avisou que não vai a fonte, Feijão declarou que tem raiva do Vitória e a diretoria afastou o jogador Souza. Calma, não precisva demonstrar tanto medo, queremos respeito, reajam, demonstrem um mínimo de hombridade, pelo menos finjam que serão competitivos, tenho que dizer, procura-se um rival.

Tudo efeito que o rubro negro provoca do outro lado, mas não adianta correr, chegou a hora de mais uma porrada.

Vitória: Wilson, Luiz Gustavo, Victor Ramos, Kadu, Juan, Michel,Cáceres, Renato Cajá, Leilson, Marquinhos, Dinei

Bahia: Marcelo Lomba: Madson, Rafael Donato, Lucas Fonseca, Fahel, Feijão, Diones, Helder, Marquinhos Gabriel, Wallyson, Fernandão

Saiba tudo sobre o Nordestão!

https://valmerson.wordpress.com/2013/10/08/copa-do-nordeste-definido-o-caminho-do-vitoria-rumo-ao-hexa/

[VASCO 1X2 VITÓRIA] O Leão rugiu no alto da Colina


VASCO X VITÓRIA

Depois de um longo tempo o Vitória voltou a rugir alto fora da selva Barradão e o momento era o melhor possível, vencer o primeiro time da zona de rebaixamento se afastar da zona fantasma e voltar a aparecer na parte principal da tabela de classificação.

Eu vinha criticando Caio Junior a muito tempo, e mostrava o porque das minhas criticas ao antigo treinador, e a falta de postura fora de casa e a incoerência eram os fatos que eu batia a cada jogo. Com Ney Franco a postura é outra e existe coerência, o apoio a base, as falas do que precisam ser corrigidos e os problemas da equipe são coerentes com o que vemos em campo e por isso venho elogiando o trabalho do novo treinador, espero que ele seja sempre assim.

Wilson: Boas defesas e hoje parou as faltas de Juninho. 7.0

Ayrton: Ainda não acertou suas faltas, mas tem feito boas partidas, foi importante no lance do gol. 6.5

Victor Ramos: Venho criticando a muito tempo, mas muito tempo mesmo, vai pro banco, RS3 vem aí. Vacilou com 22 segundos e o Vasco desperdiçou e depois com toda aquela altura não subiu e o Vasco marcou. 3.0

Kadu: Falta técnica, mas sobra vontade, ele mostra que quer crescer num clube grande, eu dizia que precisávamos de um zagueiro e um volante que desse botinada, chutasse para o onde nariz apontasse, impusesse respeito, e ele faz isso. Tomará que Ney corrija alguns vacilos dele de posicionamento. 7.0

Juan: Muita experiência e muita vontade, tem chegado sempre e criado oportunidades, fez belas tabelas com Escudero, vai crescer ainda mais daqui para frente. 6.5

Michel: Esteve perdido na marcação, não conseguia pegar a segunda bola, saiu machucado. 4.0

Luiz Alberto: Também deu muito espaço e erra muito na saída de bola, melhorou no segundo tempo, mas ainda esta abaixo da média. 5.0

Renato Cajá: Vai pro banco meu filho, seu futebol sumiu. 4.0

Escudero: É impressionante, eu dizia que minha preocupação era o grande tempo parado e o trauma grande que ele sofreu, mas o argentino parece não sofrer como os meros mortais, folego impressionante e até deslocado para segundo volante faz uma postura técnica impressionante. 6.0

Marquinhos: GOLAÇO não precisa dizer mais nada 9.0

Dinei: Hoje não marcou, mas foi importante, brigou na frente e teve poucas oportunidades 6.0

Vander: Solta a bola rapaz, que mania da zorra de prender, só que Ney é treinador. 4.0

Alemão: Gol importante, para ganhar moral com a torcida e com o treinador, entrou muito bem, 8.0

Leílson: Conseguiu em pouco tempo dar mais movimentação do que Renato Cajá. 6.5

Ney Franco: Muito coerente, mesmo com as ausências importantes e o desentrosamento, teve coragem, colocou o time para frente e foi premiado com um belo triunfo. 10.0

FICHA TÉCNICA VASCO 1 X 2 VITÓRIA

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de setembro de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Célio Amorim (SC)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Daniel Ziolli (SP)
Cartões amarelos: Wendel e Montoya (Vasco)
GOLS
VASCO: André, aos 7min do primeiro tempo
VITÓRIA: Alemão, aos 35min do segundo tempo; Marquinhos, aos 44min do segundo tempo

VASCO: Diogo Silva; Fágner, Jomar, Cris e Yotún; Wendel (Edmílson), Pedro Ken, Juninho Pernambucano e Dakson (Montoya); Marlone e André (Tenório)
Técnico: Dorival Júnior

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel (Vander) (Alemão), Luís Alberto, Renato Cajá (Leilson) e Escudero; Marquinhos e Dinei
Técnico: Ney Franco

[VITÓRIA 3X1 PONTE PRETA] O triunfo da superação


VITÓRIA X PONTE PRETA

Quando a bola rolou no estádio Manoel Barradas- BARRADÃO nesta noite de quarta feira, eu tinha certeza de que teria que ser na base da superação, e disse isso no texto de pré-jogo, e não deu outra, o Leão mesmo com tantas dificuldades conseguiu uma virada emblemática daquelas de entrar para história por tudo que envolveu o jogo.

O Vitória começou muito bem, com a grande ousadia do garoto Euller ( o novo filho do vento rsrsrsr calma, muita calma, é só brincadeira) que chegava com toda força na defesa da macaca e levava perigo. Depois com os chutes de fora da área ( ALELUIA) de Luiz Alberto e que chutaço na trave, mas vacilou na saída com passe errado de Luiz Alberto, vacilo de Cáceres e gol do bom centro avante Willian.

Depois do gol o rubro negro se perdeu, sentou o golpe e ficou atordoado, foi muito bom o soar do gongo e fim de primeiro tempo para restabelecer as forças e buscar a recuperação no embate.

No segundo tempo Caio Junior retornou com Pedro Oldoni e ele não decepcionou aos 7 minutos a bola cabeceada por Cáceres em cobrança de escanteio de Renato Cajá, encontro o centro avante que de joelho empatou a partida e marcou seu primeiro gol com a camisa do Vitória.

1016998_564005343647504_1596436423_n

Após o gol o Leão cresceu, a torcida guerreira que esta de parabéns empurrou o time e aos 17 Vander fez uma verdadeira pintura, onde a Coruja dorme, golaço.

Com a virada no placar o rubro negro cresceu ainda mais e Caio Junior colocou Marquinhos e Eliseu em lugar de Cáceres e Camacho. Aos 42 Pedro Oldoni foi valente, brigou com os zagueiros e a bola ficou limpa para Marquinhos que entrou esperto, arisco com a vontade que todos pedimos a ele e ainda deu um drible desconcertante no defensor e tocou no canto do goleiro Roberto decretando Vitória 3×1 Ponte Preta.

WILSON: Trabalhou pouco desta vez, mas quando solicitado respondeu bem. 7.0

Gabriel Paulista: QUE DESPEDIDA HEIM? Parabéns que você agora honre o nome daqueles que vestiram o manto e saíram da nossa base na europa 7,5

Victor Ramos: Hoje foi bem miais seguro, trabalhou bem na defesa. 7.0

Fabricio: Levou um nó seco no gol de Willian, mas a culpa foi de Cáceres e Luiz Alberto, boa partida. 7.0

Euller: Muita coragem e segurança, foi o grande destaque ofensivo no primeiro tempo,, o garoto não sentiu a pressão, mantém ele Caio Junior. 8,0

Luiz Alberto: Uma partidaça, um único erro, faltou aquele golaço com a bola no travessão, 8.0

Cáceres: Vacilou, a bola veio na fogueira mas era para dar um bico, perdeu e tomamos o gol, mas não se abateu e fez seu jogo. 6,5

Camacho: Destou, foi melhor do que nas outras oportunidades, mas ainda não rendeu o que se espera dele. 4,5

Renato Cajá: Bela partida, voltou a ser importante com bons passes e na bola parada. 7.0

Vander: Estava precisando desse gol, que pintura hein garoto? Agora é dar continuidade. 7.5

Rômulo: Não foi bem mais uma vez, hoje teve até mais bolas, mas não soube fazer o pivô; 4,5

Pedro Oldoni: Partidaça, um gol importante e vamos dizer uma assistência. 8.0

Marquinhos: Fez o que esperamos dele, belo gol, tem que ser sempre assim decisivo. 8.0

Eliseu: Entrou com vontade e conseguiu manter a pegada no meio campo. 7.0

Caio Junior: Hoje acertou tudo, escalou o que tinha e substituiu muito bem, 10,0

Torcida: Não deu os 15 mil que pedi, mas os 5 mil guerreiros foram importantes, aplaudiram, cantaram, apoiaram e foi premiado com uma bela Vitória.

 

FICHA TÉCNICA

Série A
Vitória x Ponte Preta
Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: 14/08/2013
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (Asp.Fifa/PR)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa/MG) e Neuza Inês Back (Asp. Fifa/SC)
Gols: Vander, Marquinhose Pedro Oldoni (Vitória) / William (Ponte Preta)
Vitória: Wilson; Gabriel Paulista, Victor Ramos, Fabrício e Euller; Luís Alberto, Cáceres (Marquinhos), Renato Cajá e Camacho (Elizeu); Vander e Rômulo (Pedro Oldoni).Técnico: Caio Júnior.

Ponte Preta: Roberto; Artur, César, Ferron (Brian Sarmiento) e Diego Sacoman; Baraka, Uendel e Chiquinho; Éverton Santos (Alemão), Rildo e William. Técnico: Paulo César Carpegiani.

PS: O zagueiro Thiago Carvalho chega nesta quinta feira a Salvador, mas a informação é de que o atleta tem um problema medico, caso isso se confirme ele não assina com o Vitória.

PS2: Parabéns a Gabriel Paulista, torço pelo sucesso dele lá na Espanha, que bela despedida, carregado pelos companheiros, beijo no Escudo e apoio do torcedor, 142 partidas com a camisa do Leão.

[VITÓRIA 4X0 JUAZEIRENSE] Como tem que ser, sem piedade!


vitc3b3ria-x-salgueiro1

O Vitória entrou a campo na noite desta quinta feira contra o Juazeirense que detinha a melhor campanha da competição e simplesmente atropelou o adversário e praticamente selou a classificação para a final do campeonato baiano.

O Leão começou logo com gol, Cajá lançou e Gabriel Paulista tocou para Dinei marcar ainda com 1 minuto de jogo. Com vantagem revertida logo no inicio, o rubro negro ficou tranquilo para desempenhar seu futebol, a verdade é que o Juazeirense tentou de todas as formas e Deon até teve chances de empatar o jogo mas desperdiçou, o Vitória busca os contra ataques e num lance onde a jogada parecia dominada, Maxi acreditou e ganhou a bola, e tocou na saída do goleiro, 2×0 e fim de primeiro tempo.

No segundo tempo o Vitória resolveu administrar, Cajá saiu machucado e entrou Vander que foi para esquerda e Escudero veio fazer a armação, a verdade é que o Juazeirense apertava e Deola teve que se virar, fez grandes defesas e mostrou grande segurança. O placar parecia terminar 2×0, até que Sidrailson derrubou Nino e foi expulso, com isso o Vitória partiu para definir e chegou ao gol numa bela jogada de Vander, ele recebeu na esquerda, trouxe para o centro e bateu de fora da área colocado no canto esquerdo do goleiro, um golaço, e 3×0, a torcida comemorava e o Leão continuava em cima, em jogada de Escudero a bola sobrou com Vander , ele lançou e Marquinhos completou de cabeça, Vitória 4×0 Juazeirense e fim da partida.

O time demonstra amadurecimento tático e técnico, ainda precisa equilibrar o setor de ataque, alternando os lado, Escudero continua isolado, o time só utiliza o lado direito e faz com que a marcação em determinados momentos seja facilitada.

FICHA TÉCNICA
Campeonato Baiano – Semifinal
Vitória 4 x 0 Juazeirense
Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: 02/05/2013
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO)
Auxiliares: Elicarlos Franco de Oliveira (FBF) e Alberto Tavares Neto (FBF)
Gols: Dinei, Maxi, Vander e Marquinhos (Vitória)
Cartões amarelos: Nino (Vitória) / Deon, Rodrigo, SIdraílson (Juazeirense)
Cartões vermelhos: Sidraílson (Juazeirense)
Público: 8.167 pagantes
Renda: R$ 82.895,00Vitória: Deola; Nino Paraíba, Gabriel Paulista, Fabrício e Mansur; Michel, Luís Alberto, Escudero e Renato Cajá (Vander); Maxi (Marquinhos) e Dinei (Marcelo Nicácio). Técnico: Caio Júnior.

Juazeirense: Maikon; Muriel (Edy), Sidrailson, Rodrigo e Nenem; Waguinho, Naldo, Capone e Vanderson (Madson); Willian Carioca (Quirino) e Deon. Técnico: Quintino Barbosa.