Wellington Saci não é mais atleta do Vitória, outros jogadores podem sair(Índio, Adaílton e G10)


O lateral-esquerdo, Wellington Saci, está deixando o Vitória. O atleta até já viajou para São Paulo para se apresentar ao Corinthians, ele deve ser novamente emprestado, e ao que tudo indica ele continuará na série B só que no Atlético Paranaense.

Saci teve um bom começo no rubro-negro baiano, mas se contundiu e desde o seu retorno não conseguiu repetir o bom futebol, passou então a oscilar entre os titulares e reservas e há algumas rodadas tem sido reserva de Mansur, com a contratação de dois atletas para posição (Dener e Gabriel Araújo), o espaço ficou ainda menor e por isso ele e o clube chegaram a um acordo sobre a sua dispensa.

Adailton deve ser o próximo a deixar o clube, sem muito espaço e com a chegada de Marco Aurélio, está fora dos planos de Carpegiani. Especula-se ainda que índio também deve sair, o jogador vem conversando com a diretoria para definir o seu futuro e caso encontre algum clube não deve ter dificuldades de deixar o Vitória, o América de Natal tem interesse em contar com as flechadas do atacante. Outro que segue com futuro incerto é Geovanni, o ex-camisa 10 treina com o time b atualmente e desperta o interesse do Goiás, mas o alto salário tem atrapalhado a sua ida para o esmeraldino.

[Bahia 3×3 Vitória] Não faltaram raça, amor e paixão!


Parabéns Esporte Clube Vitória pelos seus 113 anos, parabéns a cada um dos jogadores que entraram em campo hoje e foram guerreiros, vocês honraram o manto e por falar de guerreiros, quero parabenizar aos 3 mil leoninos que estiveram no nosso parquinho metropolitano, vocês me enchem de orgulho, aos 3  milhões e meio de torcedores do Vitória fica aqui o meu obrigado, é um prazer torcer ao lado de vocês.

Perdemos o título, mas ao contrario do ano passado, para mim o Vitória esta no caminho certo, o time tem jogadores de qualidade e Ricardo Silva encontrou um bom esquema de jogo, é preciso que a diretoria cumpra a sua palavra e reforce o elenco que aí vamos brigar pelo título do campeonato brasileiro e da Copa do Brasil, agora quero falar um pouco do jogo.

Meus amigos que jogo foi este? Uma bela partida de futebol hoje no nosso parquinho metropolitano, o Vitória entrou mal escalado e eu disse isso no texto pré-jogo, para mim Marquinhos sem condições de jogo deveria começar no banco e Geovanni deveria continuar como titular, mas a pressão da imprensa corrompida baiana foi grande e Ricardo Silva cometeu seu único erro na tarde de hoje.

O Vitória começou em cima e conseguiu brocar logo no inicio com um cruzamento lindo de Victor Ramos e um golaço de Neto Artilheiro do Brasil Baiano, quem esperava maior tranquilidade, viu o Vitória vacilar incrivelmente no lance seguinte e levar o empate numa jogada batida do Bahia, Gabriel levanta a bola e alguém arremata, desta vez Fahel recebeu livre para bater forte e contar com a falha de Douglas que não fechou bem o ângulo, após o gol o Bahia cresceu e o Vitória se perdeu em campo, e aos 46 outra bola lançada e Douglas vacilou feio e a bola entro direto, virada do Bahia em Pituaçu, ao Vitória só restava vim para o segundo tempo e tentar a virada histórica.

Ricardo Silva tirou Marquinhos acertadamente e colocou Dinei, o Vitória foi para cima e após escanteio o jogador do Vitória foi derrubado pênalti que Neto Baiano cobrou com maestria e empatou o jogo, o Leão acordou e foi para cima. Contra ataque rápido e a bola fica com Tartá que foi derrubado na área o juiz da a vantagem e Pedro Ken cruza milimetricamente para Dinei marcar o gol da virada e o que seria o gol do título.

O jogo estava franco e aberto e quando Neto Baiano saiu eu sinceramente me preocupei, Geovanni entrou para cadenciar o jogo e tentar arrematar no contra ataque, mas quem chegou ao gol foi o Bahia, após a terceira cobrança de falta  na área o jogador do Bahia cabeceia e Douglas rebate para pequena área, Diones pega a sobra e marca o gol do empate e do título do Bahia, é verdade que o Vitória ainda foi pra cima e Rodrigo Mancha e Pedro Ken por duas vezes tiveram a chance de brocar, mas ficaram nas defesas milagrosas de Marcelo Lomba, por fim o esporte é assim mesmo, nós que estamos acostumados com as taças, temos que parabenizar o rival pelo seu título após 11 anos de puro jejum, agora resta ao Vitória vencer a Copa do Brasil e a série B do Brasileiro e espero em Deus que isso vai acontecer.

PARABÉNS ESPORTE CLUBE VITÓRIA!

DOUGLAS: Foi mal hoje, sentiu a pressão e falhou quando não podia. Nota 4.0

ROMÁRIO: Estava bem indo para cima, se contundiu muito cedo.

RODRIGO: Foi valente, mostrou raça, mas vacilou no terceiro gol.  Nota 7.0

VICTOR RAMOS: Belo passe e muita vontade o jogo todo, estou gostando das suas atuações:  Nota 8.0

WELLINGTON SACI: Levou pressão no primeiro tempo e no segundo cresceu com o time, mas é muito fraco:  Nota 5.0

UELLITON: Raça, meu capitão é simbolo de garra, é isso que a torcida espera de você.  Nota 8.0

RODRIGO MANCHA: Foi valente, mostrou qualidade, mas perdeu o gol do título: Nota 7,5

PEDRO KEN: Um ruim primeiro tempo e o segundo tempo de muita garra, ótimo passe e só faltou o gol do título.  Nota 8.0

TARTÁ:Teve muita vontade, mas não foi bem hoje: Nota 5,0

MARQUINHOS: Péssimo, foi um grande erro sua entrada de primeiro, pior em campo: Nota 2,0

NETO BAIANO: Valente, guerreiro, brigador e artilheiro, pena que não deu, mas você é o cara. Nota 10,0

GABRIEL: Improvisado e mesmo assim foi muito bem, não houve avanços do Bahia pelo seu lado. Nota 8,5

DINEI: Entrou e deu outra cara ao Vitória, muito bem em campo e gol que poderia ser o do título: Nota 8,5

GEOVANNI: Sem muito tempo, entrou para tentar ligar os contra ataques, mas o jogo ficou muito parado com confusões, catimbas e tudo mais depois do gol de empate. Nota 6,0

RICARDO SILVA: Só vacilou ao entrar com Marquinhos e eu avisei, tem que ler mais o LMP, mas substituiu bem e o time tem tido um bom rendimento com ele em campo. Nota 7,5

[Vitória x Bahia] Decisão, rivalidade e paixão


A decisão pelo título estadual começa amanhã no Barradão, antes um aperitivo no sub-20 hoje em piTUIaçu, o clima na cidade já é de pura rivalidade nas resenhas não se fala de outra coisa, enquanto os treinadores fazem treinos secretos os torcedores comentam sobre a escalação, arbitragem, esquema tático e até relembram antigos BAVIs, a verdade é que o coração esta batendo a mil e a paixão pelo rubro negro faz a ansiedade ser ainda maior.

Não acredito em surpresas em ambos os lados, para mim Ricardo Silva monta o mesmo time dos últimos jogos, é verdade que existe a possibilidade de Léo e Rodrigo saírem para dar lugar a Romário e Gabriel, mas não acredito que irá ocorrer. Já no Bahia Falcão ameaça entrar com 3 volantes e com Fabinho que também é volante improvisado na lateral direita, meu amigo se isso se confirmar afirmo com toda certeza que o Leão vai estraçalhar o Itinga no Manoel Barradas.

DOUGLAS SERÁ O TITULAR NO GOL

Douglas retorna ao gol do Vitória as vésperas do  BAVI, isso porque Renan foi confirmado com uma lesão no joelho e por isso ficará afastados das finais e também do jogo de volta contra o Botafogo pela Copa do Brasil.

Muitos estranharam o fato de Gustavo ter sido relacionado para concentração, mas hoje pela manhã o motivo veio a tona, Renan foi avaliado e diagnosticado com lesão no joelho o que o impede de atuar nos próximos jogos do Leão.
Noticias da assessoria de imprensa do Vitória!

em BAVI G10 sempre Broca

O choro é livre e já começou pelas bandas de Itinga, reclamaram da quantidade de torcedores do Vitória no nosso parquinho metropolitano, reclamaram da quantidade de torcedores deles no Barraquistão e agora num claro gesto de desespero questiona o sorteio da arbitragem para o jogo. Manoel e seus assistentes são credenciados pela FIFA e é claro que possuem pré-requisitos para apitar o clássico, mas como sempre eles queriam Arilson para tentar sair da fila.

VITÓRIA: Renan, Léo (Romário), Victor Ramos, Rodrigo (Gabriel), Wellington Saci, Uelliton, Michel, Pedro Ken, Geovanni, Tartá e Neto Baiano. Técnico: Ricardo Silva.

BAHIA: Marcelo Lomba, Madson (Fabinho), Rafael Donato, Titi, Gerlei, Fahel, Diones, Gabriel, Moraes, Zé Roberto, e Souza.Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Ficha Técnica: Vitória x Bahia

Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão)

Data: 06 de Maio de 2012 às 16:00 horas

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Altemir Hausman (RS) e Roberto Braatz (PR)

Vamos que Vamos, pra cima deles Vitória, Pega Leãooooooooooooooo!

PS: Pagina do blog Leão Minha Paixão no Facebook: https://www.facebook.com/leaominhapaixao

Fora Cerezo e uma mudança de pensamento tático


Confesso que sonhei com a vinda de Cerezo, e quando seu nome foi especulado meu sorriso se abriu, isso tudo porque a filosofia de futebol ofensivo e estilo parecido ao do Carrossel holandês com rodízio de marcação e ataque, é tudo que o futebol moderno espera de um time, e o Vitória particularmente sempre se deu bem nesta formula. Em sua grande passagem aqui em 1999 Toninho demonstrou ser adepto a este esquema e por isso ele era tido por mim como o melhor nome para assumir o Vitória neste processo de mudanças que vive o clube, mas infelizmente isso não tem ocorrido.

Tenho pensado sobre a possível saída de Cerezo e algumas coisas me preocupam; Mudar de treinador na 12ª rodada é um risco para o campeonato baiano e para a Copa do Brasil que já irá começar; Quem no mercado seria capaz de dar um estilo de jogo vencedor a este elenco? Será que a diretoria não irá insistir erroneamente em Ricardo Silva novamente?. Estes são  alguns dos questionamentos que eu me faço, mas a verdade é que algo precisa mudar e tem que ser logo.

Se não bastasse o fato de que o rubro negro tem o pior inicio de campeonato baiano dos últimos 20 anos, o que mais me incomoda é as declarações de Cerezo, após a derrota para o Serrano Pedro Canisio questionou a ele sobre Lucio Flavio e a resposta dele foi:” Gostei da atuação do Lucio, acho que ele foi bem, deu alguns passes e construiu algumas jogadas, ele não teve culpa de nada, uma arbitragem dessas…” Dá para acreditar nisso? As incoerências de Cerezo é que estão me matando e se ele não tirar Lucio Flavio no Domingo por mim tem que ir embora, Geovanni tem que ser titular neste momento, este é o único modo de dar uma sacudida no Vitória.

Uma mudança de pensamento

Tenho percebido que diante da carência do Vitória em encontrar um meia armador e veloz, que o esquema tático deve ser modificado, o Leão deve passar a atuar em minha opinião no 3-5-2 ou 5-3-2 com a variação em campo a depender se o time esta atacando ou defendendo, Douglas , Gabriel, Rodrigo, Victor Ramos, Nino, Uelliton, Wellington Saci,Geovanni, Marquinhos, Rildo e Neto Baiano. Com isso continuaria com uma boa proteção no sistema defensivo e ganharia em velocidade e possibilidades de jogadas ofensivas, isso porque Uelliton tem boa marcação e boa aproximação ao ataque, Geovanni e Marquinhos podem dar o toque de qualidade e a velocidade necessária para ligar Neto e Rildo, e os cruzamentos de Saci e a velocidade de Nino também são grandes fatores, a correria de Rildo é outro fator preponderante para o sucesso deste esquema.

Ficariam como suplentes Renan, Romário, Mansur, Dankler, Alan Henrique,Mineiro, Arthur Maia, Rodrigo Mancha,Neto Coruja, Michel, Pedro Ken, Tartá,  Lucio Flavio,índio e Dinei.

Faça parte do Grupo Leão Minha Paixão no Facebook :

http://www.facebook.com/?ref=logo#!/groups/259704767429855/

 

[VITÓRIA DA CONQUISTA 0X5 VITÓRIA] Mas sinceramente fiquei sem entender


Expectativa para o começo do jogo, fazendo os últimos ajustes para sentar e ver o Leão, quando saí a escalação: Douglas,Léo, Gabriel, Dankler,Wellington Saci, Uelliton, Mineiro e aí vem a surpresa e decepção Michel no lugar de Arthur Maia, Lucio Flavio, Rildo e Neto Baiano.

Além do ditado  time que esta ganhando não se meche, tirar o jovem meia da base depois da brilhante partida para colocar mais um homem de marcação foi absurdo Cerezo, e contradiz tudo aquilo que a torcida rubro negra vê em você e espera de você, ofensividade é a cara do Leão, e não justifica enfrentar o Bode com o meio truncado como foi no inicio do jogo.

A partida começou com a equipe da casa buscando o jogo e o Vitória saindo nos contra ataques, não demorou e numa jogada rápida Rildo foi derrubado e Neto HAT TRICK Baiano brocou o seu primeiro na partida, o jogo continuou o mesmo e Douglas ainda precisou salvar o Leão em duas oportunidades, mas em novo contra ataque Rildo disparou e lançou para Mineiro que mesmo sem tocar na bola fez um boliche na defesa e marcou o segundo dando números finais ao primeiro tempo.

Esperava mudanças de Cerezo para o segundo tempo ainda mais que Lucio Flavio isolado na criação estava apagado, e nada justificava a presença de Uelliton e Michel juntos na partida mas o time foi o mesmo e logo o rubro negro marcou o terceiro com Léo um golaço por sinal, depois disso o Vitória comandou o jogo e Douglas não viu a cor da bola, mas Cerezo só mudou o time nos momentos finais e novamente um susto, sai Lucio Flavio e entra Rodrigo Mancha pra que? Tirava Uelliton ou Michel, logo depois ele minimizou tirando o camisa 05 e me surpreendeu colocando Felipe(Arthur Maia joga de titular 2 primeiras partidas é destaque na ultima e continua no banco, incoerente), nessas idas e vindas Michel chutou de fora e a bola explodiu na trave, Neto Baiano que não desiste nunca só teve o trabalho de empurrar para o gol, só então Arthur Maia foi para o jogo no lugar de Mineiro que fez um partidaço, quando tudo se encaminhava para o final, a bola foi alçada na área e a defesa dormiu Neto tirou o goleiro e fechou o placar em 5×0, um  detalhe importante no lance, Arthur Maia e Neto correm no lance Neto consegue tirar o goleiro e Maia esta na expectativa de receber a bola, claro que como homem gol e em busca da artilharia Neto não tocaria a bola e quando o jovem promissor o Leão percebe isso fecha o semblante e fica  observando Neto marcar sem nenhuma reação positiva, o que é justificável não houve coerência com o garoto no jogo de hoje.

Douglas: Muito seguro, pegou tudo quando foi exigido

Léo: Melhor partida dele no profissional, golaço para coroar.

Dankler: Esteve melhor em campo ontem,  bem postado na defesa.

Gabriel: Também esteve muito atento e foi bem na partida.

Uelliton:Marcou muito bem, mas ficou muito preso na meiuca.

Michel: Tem muita garra, e pega bem de fora da área, gostei do capitão.

Mineiro: O garoto vem sendo o destaque do Leão, bela partida e um gol espírita heheheh

Lucio Flavio: Apagado, ficou isolado no esquema, não teve com quem dividir a construção.

Rildo: O nome dele é pênalti, correria pura, faltou o seu gol, e sua saída por contusão preocupa, espero que não seja nada grave, pois o lance foi forte.

Neto Baiano: Camisa 9 pressionado pelas contratações, esta tratando de fazer seu nome com o treinador 6 gols e artilharia isolada da competição.

Rodrigo Mancha: Entrou bem e ensaiou ajudar saindo para o ataque.

Felipe: Pouco tempo, não deu para mostrar muita coisa.

Arthur Maia: Sem tempo, fiquei na bronca o garoto merecia atuar pelo menos uns 30 minutos deste jogo.

Cerezo: Sinceramente mesmo com os 5×0 me decepcionou, fez tudo que eu não espero dele, claro que fiquei contente pelo triunfo de goleada, ainda mais contra um adversário que costuma dar trabalho.

Ficha técnica – Vitória da Conquista 0 x 5 Vitória
3ª rodada do Campeonato Baiano 2012.

Local: Estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista (BA).
Data: Quarta-feira, 25 de janeiro de 2012.
Horário: 21h50.

Público: 2.814 pagantes.
Renda: R$ 34.197,50.

Árbitro: Manoel Nunes Lopo Garrido.
Assistentes: Adailton José Jesus da Silva e Jefferson Abel Ferreira Lima.

Gols: Neto Baiano (três vezes: aos 17 minutos do primeiro tempo e aos 38 e 49 do segundo tempo), Léo (aos 18 minutos do segundo tempo) e Maurício Pantera (gol-contra, aos 34 minutos do primeiro tempo) para o Vitória.

Cartões amarelos: Sílvio e Lídio (Vitória da Conquista); Neto Baiano (Vitória).

                        Vitória da Conquista: Neto; Zé Leandro, Emílio (Roni), Sílvio e Lucivaldo; Edmar, Mica, Lídio (Zé Tiago) e Carlinhos; Cacá (Éder Caetité) e Maurício Pantera. Técnico: Elias Borges.

Vitória: Douglas; Léo, Dankler, Gabriel e Wellington Saci; Uelliton(Felipe), Mineiro(Arthur Maia), Michel e Lúcio Flávio (Rodrigo Mancha); Rildo e Neto Baiano. Técnico: Toninho Cerezo.