VITÓRIA X SAMPAIO CORRÊA Um jogo pra história?


O Vitória tem uma missão digna do filme: Missão impossível, vencer por quatro gols de diferença ou por 3 sem levar gol para conseguir levar a decisão para disputa de pênaltis. O clube fez promoção de ingresso, pede o apoio da torcida e confia que este será mais um daqueles jogos que entram pra história.

Para fazer a história acontecer, o técnico Vagner Mancini tem muitos problemas, sem poder contar com os recém contratados por não estarem inscritos na competição, o treinador ainda teve problemas médicos com isso Ronaldo ganha sua tão esperada chance em 3 anos no profissional, Ramon mais uma vez será titular na zaga e Guilherme Costa terá a oportunidade de mostrar o porque clamam por sua titularidade.

Barradão lotado, muita pressão mas Roberto Fernandes garante que o Sampaio não veio para somente se defender e que buscará o gol, até porque marcando o rubro negro seria obrigado a golear por 5×1 para classificar as semifinais.

Penta Campeão do nordeste, maior vencedor da competição, o Vitória até agora só decepcionou no retorno do maior regional do país, para mudar isso o leão vai precisar fazer um jogo histórico, daqueles que ficam marcados por muita gerações, apoio não vai faltar e que este seja o jogo divisor de aguas para o ano do clube

FICHA TÉCNICA
Vitória x Sampaio Corrêa

Copa do Nordeste – quartas de final (jogo de volta)
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 24/05/2018 (quinta-feira)
Horário: 19h
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Assistentes: Lorival Candido das Flores (RN) e Luis Carlos de França Costa (RN)

Vitória: Ronaldo; Lucas, Kanu, Ramon e Jeferson; José Welison, Willian Farias, Guilherme Costa e Yago; Neilton e André Lima. Técnico: Vagner Mancini.

Sampaio Corrêa: Andrey; Bruno Moura, Maracás, Fredson e Kaike; Willian Oliveira, Diego Silva, Fernando Sobral, João Paulo e Bruninho; Carlão. Técnico:  Roberto Fonseca.

Anúncios
Imagem

Vitória 2×1 Ceará Leão ruge no clássico nordestino e sobe na tabela


O Leão venceu a primeira no Barradão, a segunda consecutiva no brasileiro e chega a 10ª colocação na classificação, deixando o Ceará na zona de rebaixamento.

Em uma manhã de sol forte, com greve de ônibus, 8 mil guerreiros no Barradão e mudanças de Mancini, o Vitória triunfou diante do Ceará por 2×1 com gols de Wallyson e Neilton e agora mira a difícil tarefa de reverter o placar contra o Sampaio Corrêa.

Com Elias fazendo sua estreia no gol e Zé Welison de volante o Vitória de Mancini mostrou uma melhor consistência defensiva, o time ainda esta longe de uma grande exibição, mas mostrou evolução em alguns quesitos e o mais importante foi vencer e deixar a zona de rebaixamento.

Um bela partida de Neilton que deu assistência para o primeiro gol e fez o segundo de pênalti e menção negativa para Rhayner que além de continuar jogando mal, saiu ironizando as vaias da torcida.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Ceará
Campeonato Brasileiro – 6ª rodada

Local: Barradão, em Salvador
Data: 20/05/2018
Horário: 11h
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
Assistentes adicionais: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ) e Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Cartões amarelos: Kanu, André Lima, Jeferson e Lucas Fernandes (Vitória)
Gols: Wallyson e Neilton (Vitória) / Wescley (Ceará)

 

Vitória: Elias; Lucas (Guilherme Costa), Kanu, Wallison Maia e Jeferson; José Welison, Willian Farias e Rhayner (Rodrigo Andrade); Wallyson, Neilton e André Lima (Lucas Fernandes). Técnico: Vagner Mancini.

Ceará: Everson; Samuel Xavier (Pio), Luiz Otávio, Rafael Pereira, Romário; Richardson (Hyuri), Juninho e Ricardinho; Wescley, Éder Luís (Felipe Azevedo) e Elton. Técnico: Marcelo Chamusca

Vitória x Ceará “Decisão” nordestina no Barradão


Clássico nordestino na manhã de domingo no Barradão, o Vitória recebe o Ceará num duelo para ver quem foge da zona de rebaixamento, o leão quer vencer a primeira em casa e embalar na competição.

Mancini deve promover mudanças no gol, questionado Caique deve dar lugar a Ronaldo ou ao recém contratado Elias, e Zé Welison deve iniciar na sua posição de origem na “volância”.

PROBLEMA

Rodoviários em greve, “Buzu” paralisado e aumenta a dificuldade do torcedor em chegar ao Barradão.

Vitória x Ceará
Campeonato Brasileiro – 6ª rodada
Local: Barradão, em Salvador
Data: 20/05/2018
Horário: 11h
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
Assistentes adicionais: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ) e Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)

Vitória: Ronaldo (Caíque); Lucas, Kanu, Wallison Maia e Jeferson; José Welison, Willian Farias e Rhayner; Wallyson, Neilton e André Lima. Técnico: Vagner Mancini.

Ceará: Everson; Samuel Xavier, Luiz Otávio, Rafael Pereira, Romário; Richardson, Pio, Juninho e Ricardinho; Wescley e Elton. Técnico: Marcelo Chamusca.

[Vitória x Fluminense] Leão pressionado por triunfo


O Vitória recebe o Fluminense pressionado pelo triunfo, precisando dos 3 pontos para deixar a zona de rebaixamento e para ter a tranquilidade nesta semana decisiva.

Vagner Mancini terá os reforços de Aderllan recém contratado, e Luas e André Lima recuperados de lesão mas tem os desfalques de Willian Farias e Zé Welison com desconforto musculares e do goleiro Fernando Miguel que esta deixando o clube.

Já Abel Braga celebra o retorno de Gilberto a equipe após cumprir suspensão mas pode poupar o zagueiro Gum e Ayrton Lucas. O treinador falou da preocupação com os contra ataques do Vitória e a força do Barradão.

HISTÓRICO

São 37 jogos com 15 triunfos do Fluminense  13 empates e 9 triunfos do Vitória no ultimo jogo no Barradão em 2017, as equipes empataram em 2×2.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro 4ª Rodada

VITÓRIA X FLUMINENSE

LOCAL: Estádio Manoel Barradas-BARRADÃO

DATA:06.05.2018 às 16 horas

ARBITRAGEM:Rodrigo D’Alonso Ferreira(SC)

ASSISTENTES: Helton Nunes(SC) e Alex dos Santos(SC)

ESCALAÇÃO

VITÓRIA: Caique. Jeferson, Kanu, Ramon, Botelho, Correia, Felipe Soutto, Yago, Rhayner, Neilton, Denílson Téc: Vagner Mancini.

FLUMINENSE: Julio Cesar, Renato Chaves, Gum, Frazam, Gilberto, Richard, Jadson, Sornoza, Ayrton Lucas, Robinho, Pedro. Téc: Abel Braga.

 

 

Vitória 0x0 Corinthians resultado poderia ser melhor mas a postura agradou


Vitória e Corinthians empataram em 0x0 no jogo de ida das oitavas de finais da Copa do Brasil no Barradão e agora os times precisam vencer para ficar com a vaga nas quartas na semana que vem.

O time de Vagner Mancini adotou o a postura reativa aguardando o Corinthians em seu campo de defesa e saindo forte no contra ataque e levou mais perigo do que a equipe de Carile, faltou capricho para o leão vencer o jogo e levar um resultado positivo para arena Corinthians mas a postura do rubro negro em campo agradou, o time conseguiu anular as principais jogadas de ataque do adversário e não levou gols, o que é fato raro no ano da equipe.

Para o Vitória faltou mais precisão no ultimo passe e nas finalizações, o time chegou inúmeras vezes com velocidade mas pecou no momento de definir, na defesa, Caique, Ramon e Kanu foram eficientes e pararam Rodriguinho e cia.

Agora o leão enfrenta o América MG e aguarda data para ir aSão Paulo precisando vencer para avançar, empate leva a disputa para penalidades

CAIQUE Duas grandes defesas, foi muito seguro, boa partida do goleiro do leão

WELISON Ajudou muito na defesa e ainda ousou aparecer no fundo, pena ter levado terceiro amarelo.

KANU Zagueiro, zagueiro, hoje com seriedade, chutão na bola e concentração, foi muito bem.

RAMON Partidaça, marcou forte, anulou o quarteto do adversário.

JUNINHO Partida muito ruim, errou muito, destou na defesa e no ataque.

FARIAS Ainda sente muito o ritmo mas cresceu na segunda etapa.

CORREIA Fez boa partida, conseguiu ajudar e saiu para os contra ataques.

YAGO Burocrático, muito toque de lado, quando chutou levou perigo.

RHAYNER Errou muito passe, parte em velocidade mas no momento da conclusão, peca muito.

NEILTON infernizou a defesa, partiu com a bola e se houvesse mais aproximação poderia render ainda mais. levou o 3º amarelo e também desfalca a equipe

DENILSON Tenta, se esforça mas falta qualidade, teve duas vezes a bola para definir mas errou o chute.

BOTELHO Entrou e não complicou, ainda conseguiu ajudar a defesa.

GUILHERME Quase faz o dele, precisa de mais tempo em campo, esta pedindo vaga.

NICKSON Entrou com pouco tempo e ajudou a recompor e tentou sair em contra ataque.

MANCINI Postura do time hoje foi perfeita, faltou mais agilidade nas mudanças.

PS: Informação de que os cartões foram zerados nesta fase, com isso Welison e Neilton terão condições de jogo na segunda partida.

Dbq-GmmXcAA6YbP

FICHA TÉCNICA
Vitória x Corinthians
Copa do Brasil – oitavas de final (jogo de ida)
Local: Barradão, em Salvador
Data: 25/04/2018 (quarta-feira)
Horário: 19h30
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Neuza Inês Back (SC/Fifa)
Cartões amarelos: José Welison e Neilton (Vitória); Henrique e Gabriel (Corinthians)

Vitória: Caíque; José Welison, Ramon, Kanu e Juninho (Pedro Botelho); Willian Farias, Uillian Correia, Yago (Nickson) e Rhayner (Guilherme Costa); Neilton e Denilson. Técnico: Vagner Mancini.

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Maycon, Ralf (Gabriel), Romero, Jadson (Mateus Vidal), Rodriguinho e Clayson (Emerson Sheik). Técnico Fábio Carille.

A quem interessa implodir o Esporte Clube Vitória?


5 presidentes e 8 diretores de futebol este é o saldo assustador do Vitória em apenas 5 anos, onde o clube deveria ter apenas dois mandatários de 2013 até 2019, mas sucessivas crises tornaram a toca do leão o lugar mais instável do futebol brasileiro, ninguém mudou tanto em tão pouco tempo e assim como é possível tocar um projeto?

Os estudiosos e até mesmos os “boleiros” pregam que a continuidade é um grande fator de sucesso do futebol moderno, projetos de uniformização e implantação de modelos demanda tempo e com 5 filosofias de trabalho em 5 anos como pode o rubro negro evoluir? Desde Carlos Falcão eleito em 2013, o clube teve como sucessores na presidência Raimundo Viana, Ivã de Almeida, Agenor Gordilho e o recém-eleito Ricardo Davi e cresce a pressão na que já chamo a muito tempo de corrompida imprensa esportiva baiana, de vozes pedindo a cabeça do atual mandatário com pouco mais de 4 meses no cargo e também de setores políticos derrotados na eleição.

No período de 5 anos apenas Raimundo Queiroz que passou da gestão Alexi para Carlos Falcão e Anderson Barros da gestão Falcão e Viana ficaram mais de uma temporada no comando do futebol do clube que teve na ordem: Raimundo Queiroz, Felipe Ximenes, Marcos Moura, Anderson Barros, Sinval Vieira, Petkovic, Cleber Giglio, Erasmo Damiani que permanece no comando, mas vem sendo duramente contestado.

Na ultima década o pedido por profissionalização do departamento de futebol e a reestruturação das divisões de base, além da democratização do clube, foram os principais clamores do torcedor rubro negro, o ultimo foi conquistado no ultimo pleito, as outras ficam cada vez mais distantes sempre que o comando do clube é alterado e o projeto iniciado é engavetado para que um novo modelo seja implantado.

Não quero, contudo, isentar Ricardo David e Damiani das criticas muitas são pertinentes mas provocar novamente uma instabilidade no clube e trocar o comando é algo que precisa ser visto com maus olhos, o Vitória retornou a primeira divisão com o pouco de estabilidade que Viana conseguiu implantar no clube e escapou por milagre das degolas em 2016 e 2017 e não suportará em 2018 se novamente o ambiente for detonado por anseios políticos. 2019 bate à porta e qualquer anseio nesse sentido deve aguardar até lá, RD precisa de tempo e tem que correr contra ele, o Vitória precisa anunciar reforços, precisa demonstrar que o setor de inteligência a integração da base está saindo do papel e que definitivamente existe gestão no clube.

O torcedor deve exigir um Vitória forte, mas não pode cair nas falácias de quem sempre tem por objetivo implodir o clube com interesses políticos e anseio pelo poder,sendo capazes de tudo para conseguir, não é coerente passar de #FechadosComOLeão a #ForaRicardoDavi e detonar o clube por conta da perda de um estadual sem 7 titulares, vamos cobrar, mas acima de tudo vamos apoiar e se mudanças forem necessárias que a democracia conquistada faça ouvir sua voz, no pleito de 2019.

SRN

PS: Este texto seria publicado amanhã (26) até porque o foco é o jogo de logo mais, uma verdadeira decisão, mas para que não seja deturpado por conta do resultado do jogo, resolvi soltar antes. COMENTEM!

PS2: Quero deixar claro que não fui cabo eleitoral de Ricardo Davi como na verdade não fui de nenhum outro, mesmo tendo minhas preferencias como torcedor mas nunca usei esta plataforma de forma a influenciar o voto de cada rubro negro.

VITÓRIA X CORINTHIANS O começo da decisão


O Vitória recebe o Corinthians no Barradão para o inicio da decisão que vale na próxima fase da Copa do Brasil 2018, o leão precisa fazer o resultado em casa para segurar a classificação no jogo da volta e Mancini quer um time inteligente para surpreender o adversário.

A única duvida no Vitória é o lateral Juninho que foi poupado no final de semana, chegou a ser confirmada a lesão mas surpreendentemente foi relacionado para o jogo. No timão o provável desfalque fica por conta de Renê JR.

O técnico Carille afirmou que o objetivo da equipe é vencer e que por isso não vai abrir mão da ofensividade mas disse que a equipe precisa tomar cuidado e ser inteligente contra o Vitória.

A expectativa é de um bom publico e a nação empurrando o leão rumo ao triunfo.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Corinthians
Copa do Brasil – oitavas de final (jogo de ida)
Local: Barradão, em Salvador
Data: 25/04/2018 (quarta-feira)
Horário: 19h30
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Neuza Inês Back (SC/Fifa)

Vitória: Caíque; José Welison, Ramon, Kanu e Pedro Botelho (Juninho); Willian Farias, Uillian Correia, Yago e Rhayner; Neilton e Denilson. Técnico: Vagner Mancini.

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Maycon, Ralf, Romero, Jadson, Rodriguinho e Clayson. Técnico Fábio Carille.

VITÓRIA 1X0 INTER Leão vence, Neilton e Caique brilham, classificação e 2,4 milhões na conta!


O futebol é apaixonante, tem o poder de mudar tudo a sua volta em muito pouco tempo e vivenciamos isso na noite de ontem(19) no Barradão, o Vitória recebeu o Inter precisando vencer e o goleiro Caique que falhou na derrota do 1º teve e a  chance de se redimir e o fez. Primeiro numa partida com 3 grandes defesas e depois na disputa de pênaltis onde defendeu 2 e ajudou o leão a chegar as oitavas de finais da Copa do Brasil.

O jogo começa com a surpresa na escalação, Neilton que estava machucado e desfalcou a equipe nos últimos jogos foi pro jogo e reforçado o leão se lançou o ataque mas no primeiro tempo sem organização e pouca velocidade nas transições, o time parou na forte marcação do colorado. Na segunda etapa a equipe voltou mais acesa, foi buscando o gol, acertou a trave com Denílson, obrigou Lomba a fazer grande defesa com Rhayner e aos 35 minutos, Kanu foi derrubado e o juiz assinalou o primeiro pênalti da noite, Neilton pegou a bola e bateu com categoria para fazer 1×0 no placar e levar o jogo para decisão nas penalidades.

Caique que já havia feito 3 grandes defesas durante os 90 minutos, foi novamente protagonista e pode de fato se redimir, ele pegou duas cobranças e mesmo com Lomba pegando o de Nickson o Vitória venceu por 4×3 e espera hoje o sorteio para saber o adversário nas oitavas.

CAIQUE Pegou tudo, foi muito seguro e espero que o momento o ajude a crescer e ter a confiança para assumir de vez a titularidade.

ANDRADE Se machucou muito cedo

RAMON Muito seguro, tem que jogar ai, sabe do jogo e está voltando a melhor forma.

KANU Andou um pouco perdido mas depois se acertou e foi decisivo como homem de área.

JUNINHO Nervoso, errou muitos passes, precisa ter tranquilidade, quando não se precipitou serviu bem ao Denílson.

FARIAS Ainda não esta no seu melhor mas cresceu muito no segundo tempo antes de ser substituído.

CORREIA Ontem brigou, não se escondeu como cobramos dele, tem que ser assim para justificar esta na equipe.

YAGO Tem sido improdutivo com excesso de passes curtos para os lados, precisa tentar mais o drible, bolas enfiadas ou vai pro banco.

RHAYNER Primeiro tempo morno e segundo tempo no estilo dele, ainda mais quando Mancini o recuou para a posição em que foi destaque em 2015.

NEILTON Tem estrela o garoto, foi pra cima, teve frieza nas penalidades e mesmo antecipando o retorno mostrou que vive mesmo o grande ano da carreira.

DENILSON É aquele cara que surpreende, parece esta fora do jogo e daqui a pouco aparece num lance e manda na trave, tem sido importante.

WELISON Tem muito mais qualidade na lateral do que os outros, foi importante no jogo e bateu com consciência.

GUILHERME Merece mais chances, quando entra da velocidade, movimenta o ataque.

NICKSON Entrou para dar velocidade pela direita para puxar os contra ataques e tomou um susto na penalidade perdida, mas tem talento.

MANCINI Mandou um time coerente a campo, substituição ainda mais coerente, é apenas fazer o simples professor.

 

FICHA TÉCNICA
Vitória 1 (4) x (3) 0 Internacional
Copa do Brasil – 4ª fase
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 19/04/2018 (quinta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Pedro Martinelli Christino (PR)
Cartões amarelos: Rhayner e Uilllian Correia (Vitória) ;Patrick, Pottker e D’Alessandro (Internacional)
Gol: Neilton (Vitória)

Vitória: Caíque; Rodrigo Andrade (José Welison), Kanu, Ramon e Juninho; Willian Farias (Nickson), Uillian Correia, Yago (Guilherme Costa) e Rhayner; Neilton e Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

Internacional: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo (Klaus), Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias, Patrick, D’Alessandro (Camilo); Nico Lopes e Pottker (Marcinho). Técnico: Odair Hellmann

VITÓRIA X INTER Vale vaga nas oitavas e 2,4 Milhões na conta!


O Vitória enfrenta o Inter com a obrigação de vencer, o time comandado por Vagner Mancini precisa de dois gols de diferença para classificar direto e 1 gol para levar a disputa para penalidades. O colorado afirma que mesmo com vantagem do empate vai tentar se impor no Barradão, o primeiro jogo terminou 2×1 no Beira Rio mas agora não tem mais a regra do gol qualificado.

Mancini fez treino fechado e não confirmou o time que começa a expectativa é que o lateral Jeferson possa começar jogando e Guilherme Costa pode ter uma oportunidade no meio.

O meia Patrick afirmou que o Inter vem pra cima e que apesar da vantagem o time vai manter a postura ofensiva. O treinador Odair também afirmou que não pode ficar apenas se defendendo e que é um jogo arriscado.

Quem classificar para oitavas de finais da Copa do Brasil, ainda recebe um bônus de 2,4 milhões.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Internacional
Copa do Brasil – 4ª fase
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 19/04/2018 (quinta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Pedro Martinelli Christino (PR)

 

Vitória: Caíque, Rodrigo Andrade, Kanu, Ramon e Juninho; Willian Farias, Uillian Correia, Yago e Guilherme Costa; Rhayner e Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

Internacional: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias, Patrick, D’Alessandro; Nico Lopes e Pottker. Técnico: Odair Hellmann.

VITÓRIA 2X2 FLAMENGO Empate recheado de polêmicas na estreia dos rubros negros


O Vitória começou a saga do brasileiro empatando em 2×2 com o Flamengo em um jogo cheio de erros de arbitragem, e com gol relâmpago de Paquetá que com 16 segundos recebeu na área e bateu colocado para vencer Caique e fazer 1×0 para os visitantes. Após o gol o leão se lançou ao ataque e num verdadeiro abafa ao 10 minutos a bola teimou em não entrar num verdadeiro bate e rebate que culminou na marcação de uma penalidade e expulsão do meia do urubu quando Everton Ribeiro tenta impedir o gol estando acima da linha do gol e levanta os braços, o arbitro em cima da lance marcou erroneamente já que a bola explode no rosto do jogador.

Na cobrança da penalidade, Yago bateu com convicção e empatou. Mesmo com 1 a menos o Flamengo continuou perigoso em campo, os contra ataques da equipe de Barbiere trazia embaraços a defesa leonina e isso mudou um pouco quando o treinador tirou Henrique Dourado e colocando Arão, o Vitória respirou e foi para o ataque mas a lentidão na transição ofensiva e na inversão da bola facilitou a vida da defesa adversaria.

No segundo tempo o Vitória continuou buscando o gol mas foi o Flamengo que marcou após impedimento escandaloso não assinalado pelo bandeira, Flamengo 2×1 e pressão do Vitória que não poderia perder com um a mais dentro de casa e após linda jogada de Rhayner que mandou na área, Denílson subiu e balou a rede, 2×2 e fim de jogo com clamores pelo arbitro de vídeo no Barradão.

CAIQUE Teve uma atuação razoável, não teve culpa nos gols, mas a torcida iniciou uma vaia no 1º gol mas depois do empate acalmaram, fez o dele.

ANDRADE Tem um bom poder de marcação mas não tem características pra posição, Mancini precisa parar de inventar.

RAMON No lance do 1º gol foi pego fora de posicionamento, depois fez uma boa partida.

KANU Esteve mal em campo, parece ter sentido o ritmo, apanhou muito da bola.

BOTELHO Perdido no lance do gol, tem sido bancado erroneamente pelo treinador.

FARIAS Completamente sem ritmo, esta sentindo o longo período de inatividade mas vai evoluir.

CORREIA Erra todo passe que tenta e não tem tanta pegada na marcação, esta merecendo um banco.

YAGO Bateu com segurança mas precisa de objetividade nas transições, muito toque de lado e pouco perigo.

BAUMJOHANN Busca o jogo, não se esconde mas com o meio povoado ficou complicado pra ele.

RHAYNER Sofreu com a forte marcação, precisa calibrar os chutes mas acertou uma bela assistência para Denílson.

DENILSON Contestado mas brocador, o cara sempre esta no lugar certo, GOLAÇO de camisa 9.

JUNINHO Tem que jogar na sua na lateral

GUILHERME Entrou insinuante, tem que ter mais chances.

JEFERSON Fez boa estreia no pouco tempo, torço para que ele assuma a posição definitivamente.

MANCINI As invenções é o que complica, precisa fazer o básico e parar de improvisar.

FICHA TÉCNICA
Vitória 2×2 Flamengo
Campeonato Brasileiro – 1ª rodada
Local: Barradão, em Salvador
Data: 14/04/2018 (sábado)
Horário: 19h
Árbitro: Wagner Reway (Fifa/MT)
Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho (MT) e Marcelo Grando (MT)
Assistentes adicionais: Odílio Ramos dos Santos (MT) e Marcelo Alves dos Santos (MT).

Cartão amarelo: Rhayner, Rodrigo Andrade (Vitória) / Diego, Willian Arão (Flamengo)

Cartão vermelho: Éverton Ribeiro (Flamengo)

Gols: Yago, Denilson (Vitória) / Lucas Paquetá, Réver (Flamengo)

 

Vitória: Caíque; Rodrigo Andrade (Jeferson), Kanu, Ramon e Pedro Botelho (Guilherme Costa); Willian Farias, Uillian Correia, Yago, Alex Baumjohann (Juninho) e Rhayner; Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

 

Flamengo:  Diego; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Paquetá (Geuvânio) e Diego; Everton Ribeiro, Vinícius Junior (Pará) e Henrique Dourado (William Arão). Técnico: Maurício Barbieri.