Atlético MG 2X1 Vitória Muita coisa precisa mudar


O leão segue sem vencer no brasileiro 2018, o time perdeu para o Atlético MG por 2×1 em uma tarde muito ruim coletivamente e desastrosa individualmente. Apesar de começar com uma marcação alta bem postada e dificultando as investidas do alvinegro, o time sucumbiu e quando Rhayner errou o contra ataque foi mortal e contou com erro de Kanu que deixa Ricardo Oliveira se desvencilhar e ainda ataca errado a bola, Ramon deixa o atacante antecipar e gol dos donos da casa.

Com 1×0 no placar o Atlético ficou a vontade no gramado e o Vitória se perdeu dentro da proposta de jogo adotada e só não foi pior porque a trave insistiu em salvar o rubro negro.

Mancini não mudou no retorno e os donos da casa continuaram perigosos e até quando o Vitória cresceu, eis que Roger Guedes aproveita assistência açucarada de Ricardo Oliveira que tomou a bola após vacilo de Kanu e 2×0 no placar.

O Vitória ainda diminuiu com gol considerado contra pela arbitragem e foi só. Time precisa se recuperar para superar o Corithians e América MG.

CAIQUE O segundo gol era defensável mas não deixou de ser um lance difícil dentro da pequena área.

WELISON Sofreu, time adversário se concentrou no lado direito e o pai veí sofreu demais com isso.

KANU Falhou nos dois gols, no segundo de maneira bizarra entrou o leite.

RAMON Dormiu no primeiro gol, esperou a definição de Kanu e ficou perdido.

BOTELHO NÃO DÁ!

FARIAS Muito abaixo do que já produziu!

CORREIA Mais uma vez muito abaixo do que Mancini vê.

RHAYNER Não dá para jogar de extremo, esta sofrendo. Contribui defensivamente mas esta sacrificado ofensivamente.

YAGO Burocrático, não rende a muito tempo para justificar ser o titular.

NEILTON Teve a chance de um gol de placa mas bateu pra fora, precisa de mais gente próxima a ele no meio.

DENILSON Errou tudo que tentou, não dá para confiar na qualidade técnica dele, sobra vontade.

GUILHERME Mais uma vez entra e esquenta a partida, importante no lance do gol.

BAUMJOHHAN Outro que entra e busca o jogo, arbitragem poderia dar o gol a ele.

JEFERSON Entrou deslocado e mandou a bola pra Kanu… Pouco tempo em campo.

MANCINI Erra ao insitir com Correia e Farias e demorou muito a mudar a equipe, ida de Jeferson para esquerda também não foi legal mesmo ele tendo atuado assim Pela Ponte.

FICHA TÉCNICA
Atlético-MG x Vitória
Campeonato Brasileiro – 2ª rodada
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 22/04/2018 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correia (RJ/Fifa) e oão Luiz Coelho de Albuquerque (RJ)
Assistentes adicionais: João Ennio Sobral (RJ) e Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ)
Gols: Ricardo Oliveira e Roger Guedes (Atlético-MG); Gabriel – contra (Vitória)
Cartões amarelos: Ricardo Oliveira, Gustavo Blanco (Atlético-MG) ; Ramon, Uillian Correa e Kanu (Vitória)

Atlético-MG: Victor; Patric, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco, Rómulo Otero (Erik) e Luan (Elias); Roger Guedes e Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Vitória: Caíque; José Welison, Kanu, Ramon e Pedro Botelho (Jeferson); Willian Farias (Guilherme Costa), Uillian Correia, Yago (Alexander Baumjohann) e Rhayner; Neilton e Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

Anúncios

Campeonato Brasileiro 2ª Rodada Atlético MG X VITÓRIA


O Vitória busca seu primeiro triunfo no brasileiro diante do Atlético MG no Independência, a equipe de Mancini tem o reforço do lateral Jeferson na direita, e vai com o restante da equipe que venceu o Inter pela Copa do Brasil.

Com expectativa de estádio cheio e na bola perigosa de Otero, o Galo quer se estabelecer no ano, questionada, a equipe de Thiago Larghi esta pressionada para vencer o leão em seus domínios e deve se lançar ao ataque, por sua vez Mancini deve mudar um pouco a postura do rubro negro para o modelo reativo que deu tão certo nas partidas como visitante no brasileiro 2017, para isso o time precisa marcar forte e ter mais velocidade nas transições.

O atacante Denílson falou da dificuldade do jogo mas afirmou que a equipe vai em busca dos 3 pontos mesmo sabendo da dificuldade que é enfrentar o Atlético.

Expectativa de um grande jogo e se tem uma coisa que queremos do Vitória de 2017 neste brasileirão, são os triunfos fora de casa, repetir a sequência é a certeza de um bom brasileiro para o LIAUNM!

FICHA TÉCNICA
Atlético-MG x Vitória
Campeonato Brasileiro – 2ª rodada
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 22/04/2018 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correia (RJ/Fifa) e João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ)
Assistentes adicionais: João Ennio Sobral (RJ) e Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ)

 

Atlético-MG: Victor; Patric, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Elias, Gustavo Blanco; Rómulo Otero, Luan; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

 

Vitória: Caíque; Jeferson Kanu, Ramon e Juninho; Willian Farias, Uillian Correia, Yago e Rhayner; Neilton e Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

VITÓRIA X CORINTHIANS Nas oitavas de finais da Copa do Brasil


Em sorteio realizado a pouco na sede da CBF ficou definido o adversário do Vitória nas oitavas de finais da Copa do Brasil 2018, o leão enfrenta o Corinthians, primeiro jogo será no Barradão e decisão fica para arena Corinthians.

confrontos


1 CHAPE X ATLÉTICO MG
2 CRUZEIRO X ATLÉTICO PR
3 VASCO X BAHIA
4 GRÊMIO X GOIAS
5 CORINTHIANS X VITÓRIA
6 PALMEIRAS X AMÉRICA MG
7 FLAMENGO X PONTE PRETA
8 SANTOS X LUVERDENSE

VITÓRIA 1X0 INTER Leão vence, Neilton e Caique brilham, classificação e 2,4 milhões na conta!


O futebol é apaixonante, tem o poder de mudar tudo a sua volta em muito pouco tempo e vivenciamos isso na noite de ontem(19) no Barradão, o Vitória recebeu o Inter precisando vencer e o goleiro Caique que falhou na derrota do 1º teve e a  chance de se redimir e o fez. Primeiro numa partida com 3 grandes defesas e depois na disputa de pênaltis onde defendeu 2 e ajudou o leão a chegar as oitavas de finais da Copa do Brasil.

O jogo começa com a surpresa na escalação, Neilton que estava machucado e desfalcou a equipe nos últimos jogos foi pro jogo e reforçado o leão se lançou o ataque mas no primeiro tempo sem organização e pouca velocidade nas transições, o time parou na forte marcação do colorado. Na segunda etapa a equipe voltou mais acesa, foi buscando o gol, acertou a trave com Denílson, obrigou Lomba a fazer grande defesa com Rhayner e aos 35 minutos, Kanu foi derrubado e o juiz assinalou o primeiro pênalti da noite, Neilton pegou a bola e bateu com categoria para fazer 1×0 no placar e levar o jogo para decisão nas penalidades.

Caique que já havia feito 3 grandes defesas durante os 90 minutos, foi novamente protagonista e pode de fato se redimir, ele pegou duas cobranças e mesmo com Lomba pegando o de Nickson o Vitória venceu por 4×3 e espera hoje o sorteio para saber o adversário nas oitavas.

CAIQUE Pegou tudo, foi muito seguro e espero que o momento o ajude a crescer e ter a confiança para assumir de vez a titularidade.

ANDRADE Se machucou muito cedo

RAMON Muito seguro, tem que jogar ai, sabe do jogo e está voltando a melhor forma.

KANU Andou um pouco perdido mas depois se acertou e foi decisivo como homem de área.

JUNINHO Nervoso, errou muitos passes, precisa ter tranquilidade, quando não se precipitou serviu bem ao Denílson.

FARIAS Ainda não esta no seu melhor mas cresceu muito no segundo tempo antes de ser substituído.

CORREIA Ontem brigou, não se escondeu como cobramos dele, tem que ser assim para justificar esta na equipe.

YAGO Tem sido improdutivo com excesso de passes curtos para os lados, precisa tentar mais o drible, bolas enfiadas ou vai pro banco.

RHAYNER Primeiro tempo morno e segundo tempo no estilo dele, ainda mais quando Mancini o recuou para a posição em que foi destaque em 2015.

NEILTON Tem estrela o garoto, foi pra cima, teve frieza nas penalidades e mesmo antecipando o retorno mostrou que vive mesmo o grande ano da carreira.

DENILSON É aquele cara que surpreende, parece esta fora do jogo e daqui a pouco aparece num lance e manda na trave, tem sido importante.

WELISON Tem muito mais qualidade na lateral do que os outros, foi importante no jogo e bateu com consciência.

GUILHERME Merece mais chances, quando entra da velocidade, movimenta o ataque.

NICKSON Entrou para dar velocidade pela direita para puxar os contra ataques e tomou um susto na penalidade perdida, mas tem talento.

MANCINI Mandou um time coerente a campo, substituição ainda mais coerente, é apenas fazer o simples professor.

 

FICHA TÉCNICA
Vitória 1 (4) x (3) 0 Internacional
Copa do Brasil – 4ª fase
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 19/04/2018 (quinta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Pedro Martinelli Christino (PR)
Cartões amarelos: Rhayner e Uilllian Correia (Vitória) ;Patrick, Pottker e D’Alessandro (Internacional)
Gol: Neilton (Vitória)

Vitória: Caíque; Rodrigo Andrade (José Welison), Kanu, Ramon e Juninho; Willian Farias (Nickson), Uillian Correia, Yago (Guilherme Costa) e Rhayner; Neilton e Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

Internacional: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo (Klaus), Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias, Patrick, D’Alessandro (Camilo); Nico Lopes e Pottker (Marcinho). Técnico: Odair Hellmann

VITÓRIA X INTER Vale vaga nas oitavas e 2,4 Milhões na conta!


O Vitória enfrenta o Inter com a obrigação de vencer, o time comandado por Vagner Mancini precisa de dois gols de diferença para classificar direto e 1 gol para levar a disputa para penalidades. O colorado afirma que mesmo com vantagem do empate vai tentar se impor no Barradão, o primeiro jogo terminou 2×1 no Beira Rio mas agora não tem mais a regra do gol qualificado.

Mancini fez treino fechado e não confirmou o time que começa a expectativa é que o lateral Jeferson possa começar jogando e Guilherme Costa pode ter uma oportunidade no meio.

O meia Patrick afirmou que o Inter vem pra cima e que apesar da vantagem o time vai manter a postura ofensiva. O treinador Odair também afirmou que não pode ficar apenas se defendendo e que é um jogo arriscado.

Quem classificar para oitavas de finais da Copa do Brasil, ainda recebe um bônus de 2,4 milhões.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Internacional
Copa do Brasil – 4ª fase
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 19/04/2018 (quinta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Pedro Martinelli Christino (PR)

 

Vitória: Caíque, Rodrigo Andrade, Kanu, Ramon e Juninho; Willian Farias, Uillian Correia, Yago e Guilherme Costa; Rhayner e Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

Internacional: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias, Patrick, D’Alessandro; Nico Lopes e Pottker. Técnico: Odair Hellmann.

VITÓRIA 2X2 FLAMENGO Empate recheado de polêmicas na estreia dos rubros negros


O Vitória começou a saga do brasileiro empatando em 2×2 com o Flamengo em um jogo cheio de erros de arbitragem, e com gol relâmpago de Paquetá que com 16 segundos recebeu na área e bateu colocado para vencer Caique e fazer 1×0 para os visitantes. Após o gol o leão se lançou ao ataque e num verdadeiro abafa ao 10 minutos a bola teimou em não entrar num verdadeiro bate e rebate que culminou na marcação de uma penalidade e expulsão do meia do urubu quando Everton Ribeiro tenta impedir o gol estando acima da linha do gol e levanta os braços, o arbitro em cima da lance marcou erroneamente já que a bola explode no rosto do jogador.

Na cobrança da penalidade, Yago bateu com convicção e empatou. Mesmo com 1 a menos o Flamengo continuou perigoso em campo, os contra ataques da equipe de Barbiere trazia embaraços a defesa leonina e isso mudou um pouco quando o treinador tirou Henrique Dourado e colocando Arão, o Vitória respirou e foi para o ataque mas a lentidão na transição ofensiva e na inversão da bola facilitou a vida da defesa adversaria.

No segundo tempo o Vitória continuou buscando o gol mas foi o Flamengo que marcou após impedimento escandaloso não assinalado pelo bandeira, Flamengo 2×1 e pressão do Vitória que não poderia perder com um a mais dentro de casa e após linda jogada de Rhayner que mandou na área, Denílson subiu e balou a rede, 2×2 e fim de jogo com clamores pelo arbitro de vídeo no Barradão.

CAIQUE Teve uma atuação razoável, não teve culpa nos gols, mas a torcida iniciou uma vaia no 1º gol mas depois do empate acalmaram, fez o dele.

ANDRADE Tem um bom poder de marcação mas não tem características pra posição, Mancini precisa parar de inventar.

RAMON No lance do 1º gol foi pego fora de posicionamento, depois fez uma boa partida.

KANU Esteve mal em campo, parece ter sentido o ritmo, apanhou muito da bola.

BOTELHO Perdido no lance do gol, tem sido bancado erroneamente pelo treinador.

FARIAS Completamente sem ritmo, esta sentindo o longo período de inatividade mas vai evoluir.

CORREIA Erra todo passe que tenta e não tem tanta pegada na marcação, esta merecendo um banco.

YAGO Bateu com segurança mas precisa de objetividade nas transições, muito toque de lado e pouco perigo.

BAUMJOHANN Busca o jogo, não se esconde mas com o meio povoado ficou complicado pra ele.

RHAYNER Sofreu com a forte marcação, precisa calibrar os chutes mas acertou uma bela assistência para Denílson.

DENILSON Contestado mas brocador, o cara sempre esta no lugar certo, GOLAÇO de camisa 9.

JUNINHO Tem que jogar na sua na lateral

GUILHERME Entrou insinuante, tem que ter mais chances.

JEFERSON Fez boa estreia no pouco tempo, torço para que ele assuma a posição definitivamente.

MANCINI As invenções é o que complica, precisa fazer o básico e parar de improvisar.

FICHA TÉCNICA
Vitória 2×2 Flamengo
Campeonato Brasileiro – 1ª rodada
Local: Barradão, em Salvador
Data: 14/04/2018 (sábado)
Horário: 19h
Árbitro: Wagner Reway (Fifa/MT)
Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho (MT) e Marcelo Grando (MT)
Assistentes adicionais: Odílio Ramos dos Santos (MT) e Marcelo Alves dos Santos (MT).

Cartão amarelo: Rhayner, Rodrigo Andrade (Vitória) / Diego, Willian Arão (Flamengo)

Cartão vermelho: Éverton Ribeiro (Flamengo)

Gols: Yago, Denilson (Vitória) / Lucas Paquetá, Réver (Flamengo)

 

Vitória: Caíque; Rodrigo Andrade (Jeferson), Kanu, Ramon e Pedro Botelho (Guilherme Costa); Willian Farias, Uillian Correia, Yago, Alex Baumjohann (Juninho) e Rhayner; Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

 

Flamengo:  Diego; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Paquetá (Geuvânio) e Diego; Everton Ribeiro, Vinícius Junior (Pará) e Henrique Dourado (William Arão). Técnico: Maurício Barbieri.

VITÓRIA X FLAMENGO Começa a saga do brasileirão e que leão veremos no certame?


O Vitória inicia sua saga no brasileiro 2018 diante do Flamengo no Barradão e não quer ter o sofrimento das duas ultimas temporadas mas para isso o presidente Ricardo David tem que confirmar mais reforços além de Wallyson e Jeferson que chegaram essa semana, o lateral já reforça a equipe no jogo de hoje(14) ás 19 horas no estádio Manoel Barradas.

Mancini não confirmou se começa com Caique ou Fernando Miguel já que os dois goleiros não vivem uma boa fase, apesar da falha no jogo contra o inter que custou a derrota da equipe o treinador revelou ter total confiança no camisa 23 e disse que erros acontecem, na lateral direita o time deve começar com o recém chegado Jeferson e Juninho na esquerda, Nickson e o alemão brigam por um lugar no meio.

O Flamengo também esta pressionado, tendo perdido o estadual e demitido o treinador Carpegiani a equipe chega a Salvador com a marca negativa de nunca ter vencido como mandante na era dos pontos corridos, no histórico dos confrontos são 39 jogos com 22 triunfos do Flamengo 8 empates e 9 triunfos do Vitória, o ultimo jogo foi justamente no Barradão e o time carioca venceu por 2×1.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Flamengo
Campeonato Brasileiro – 1ª rodada
Local: Barradão, em Salvador
Data: 14/04/2018 (sábado)
Horário: 19h
Árbitro: Wagner Reway (Fifa/MT)
Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho (MT) e Marcelo Grando (MT)
Assistentes adicionais: Odílio Ramos dos Santos (MT) e Marcelo Alves dos Santos (MT).

 Vitória: Fernando Miguel; Jeferson , Kanu, Ramon e Juninho; Willian Farias, Uillian Correia, Yago e Rhayner; Nickson e Denílson. Técnico: Vagner Mancini. 

Flamengo:  Diego; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuellar, Paquetá e Diego; Everton Ribeiro, Vinícius Junior e Henrique Dourado. Técnico: Maurício Barbieri.

 

COPA DO BRASIL Inter x Vitória O jogo da rivalidade


O leão vai a Porto Alegre onde enfrenta o Inter pela Copa do Brasil num jogo cercado de rivalidade. Rebaixado no campo e no tribunal na disputa ferrenha contra o rubro negro em 2016, os colorados encaram a partida como a chance de vingança, para o Vitória é apagar o trágico estadual e sacramentar o caso VR3.

Reforçado o time de Vagner Mancini tem o retorno dos titulares, Ramon, Kanu, Yago, Denílson e Rhayner mas sente o desfalque do seu artilheiro e destaque da Copa do Brasil Neilton.

O Inter também decepcionou no estadual e agora aposta as fichas na competição nacional.

FICHA TÉCNICA
Internacional x Vitória
Copa do Brasil – 4ª fase
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 11/04/2018 (quarta-feira)
Horário: 19h30
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro(SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

Internacional: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, D’Alessandro e Rossi; Roger. Técnico: Odair Hellmann.

Vitória: Fernando Miguel, Lucas, Kanu, Ramon e Juninho; Uillian Correia, Rodrigo Andrade, Yago e Rhayner; Nickson e Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

Mancini relaciona Vitória com W Farias e sem Fernando Miguel para duelo da Copa do Nordeste


Com a presença de Willian Farias, Mancini convoca os jogadores para o duelo da Copa do Nordeste contra a Ferroviário. Treinador decidiu poupar Fernando Miguel, Nickson e Felipe Soutto, Kanu foi convocado mas ainda aguarda a decisão do efeito suspensivo.

Goleiros: Caíque e Ronaldo
Laterais: Pedro Botelho, Juninho e Cedric
Zagueiros: Kanu, Bruno Bispo, Ramon e Walisson Maia
Volantes: Willian Farias, Rodrigo Andrade, José Welison e Lucas Marques
Meias: Cleiton Xavier , Yago, Jhemerson e Alexander
Atacantes: Jonatas Belusso , Denilson, Flávio e Luan.

Vitória x Inter Duelam na 4a fase da Copa do Brasil


Confronto de série A, embate polêmico, Vitória x Inter na quarta fase da Copa do Brasil 2018 é aquele jogo que pode ser chamado de revanche.

Em 2016 rubro negro e colorado protagonizaram duelos contra o rebaixamento em campo e no tribunal, sempre com o leão saindo triunfante.

Pro Vitória é como sacramentar o cinturão, para o Inter ter sua vingança, quem classificar ainda terá um bônus de R$ 2,4 milhões para comemorar.