Sinval Vieira “deu a ideia” diretor comentou da base ao profissional


sinval-vieiraO diretor de futebol do EC Vitória não teve filtros em entrevista concedida a rádio Sociedade, Sinval Vieira respondeu a tudo que foi questionado, de maneira direta e objetiva, ele “deu a ideia” como se diz num bom baianês.

A eliminação do time de Hamilton Mendes na Copa São Paulo foi o 1° grande tema e Sinval teceu duras críticas a divisão de base atual do clube.

“Iremos reformular toda base, com novos profissionais, uma nova dinâmica, a base é composta de 3 coisas: Busca, formação e transição”.

Busca de talentos, formação técnica destes atletas e o mais importante a transição deles para o profissional. Neste momento SV abriu um parêntese e passou a relatar histórias antigas de jogadores neste processo de transição para profissional com os treinadores Arthurzinho e Agnaldo Liz quando ele coordenava as divisões de base.

A entrevista seguiu e SV foi interpelado sobre as saídas de Gabriel, Yan e Nickson e respondeu: -Emprestamos estes atletas porque com as contratações que fizemos de Pisculichi, Dátolo e Cleiton eles dificilmente iriam jogar aqui, então buscamos vitrines para que eles possam jogar, ganhar experiência e também quem sabe gerar alguma receita futura para o clube.

CONTRATAÇÕES

O Luis Fabiano não vem, não está dentro do perfil que queremos, converso muito com Argel e todas as contratações foram feitas através de um perfil que acreditamos que o time vai jogar, por isso só trazemos jogador que queremos e que acreditamos que vai encaixar nesse modelo que estamos pensando.

Temporada 2017

Não conversei com Argel sobre poupar atletas por causa de gramado ruim, a ideia que eu tenho é que joguem todos os jogos, foram contratados pra isso.

“Montamos um time para jogar, para ganhar títulos, vamos entrar nas competições para ser campeão, a meta é ganhar o baiano, a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil”

PLANEJAMENTO

Já estamos planejando o futuro, estamos montando uma comissão que ficará de olho nas competições e que enviaremos para acompanhar os jogadores.

O pensamento é que em Setembro já ter o planejamento de 2018 definido e fazer as contratações, vimos várias equipes fazendo isso e é o que queremos fazer.

MARINHO

O jogador veio bem orientado pelo Jorge Machado e fez aquele teatro, foi tudo bem combinado para forçar a saída, só que eles não contavam com o endurecimento da diretoria.

Conversei com Marinho e Machado e explicamos que não teria como liberar sem o pagamento da multa, o torcedor iria cobrar pelo ídolo que ele se tornou e que iria ficar em maus lençóis.

Entendo perfeitamente ele vislumbrado para ganhar R$ 800 mil na China, Marinho ganha R$ 240 mil no Vitória só disse a eles paguem a multa e boa sorte.

Interessante que M7 atrapalhou muita negociação que fizemos, sempre que a gente ligava para um clube atrás de um jogador, ouvia: Liberamos se envolver o Marinho na negociação, isso nos atrasou, não fechamos alguns jogadores logo por este motivo.

Sobre Ídolos, estou conversando muito com o Viáfara, acredito que ele pode nos ajudar muito e futuramente estará no clube como preparador de goleiros. Finalizou Sinval Vieira.