VITÓRIA 4X1 BAHIA (JOGO COMPLETO) Campeonato brasileiro série B 2015


[BAHIA 1X1 VITÓRIA] Decepção e evolução!


bavi-1

 

O resultado do BAVI dada as circunstâncias foram ruins, sofrer um empate do rival ao 45 do segundo tempo é desanimador, porém se pensarmos em campeonato brasileiro, quando saímos para disputar 6 pontos e trouxemos 4, foi positivo, porém o melhor fator é ter conseguido observar evoluções no time.

O Vitória demonstrou  uma consistência defensiva, conseguiu marcar e anular os pontos fortes de Atlético-PR(1º Tempo) Fluminense e Bahia, coisa que não tínhamos visto na temporada, a entrada de Coruja e Alemão deram segurança ao setor defensivo que ficou mais protegido.

A deficiência do rubro negro agora esta em criar, com Hugo inoperante e laterais presos, principalmente Ayrton que há  muito não justifica a titularidade, um lateral que não marca e não apoia e que tem vivido de lampejos em cobranças de falta, ontem ficou olhando Pará entrar na área e empatar a partida, qualquer um outro tinha feito a falta e matado o lance.

Muita gente vem creditando o empate as substituições de Ney Franco, discordo, as alterações foram corretas, Coruja e Alemão estavam sem ritmo, tinha cartão e  cansaram e Hugo nem precisa comentar. E o treinador foi coerente, entraram Dão que foi bem, Josa e Léo Costa, sem alterar o formato da equipe, o gol foi uma sucessão  de erros individuais do Vitória e um pouco de sorte e talento do lateral tricolor, Ayrton não pode ficar olhando o cara entrar na área daquela forma e não fazer nada, dois pontos perdidos.

Wilson: 3 belas defesas, e depois quase dá uma entregada histórica,  contou com a sorte.

Ayrton: Não apoia, não marca, as vezes acerta uma falta, banco.

Luiz Gustavo: Seriedade, ola pro mato que é jogo de campeonato, foi muito bem na partida.

Alemão: Muita vontade, zagueiro pegador, gostei, uma estreia animadora, que mantenha a pegada.

Juan: Sem companhia na ala esquerda, já que Hugo é menos um, fica complicado, o time fica sem saída.

Coruja: Marca demais, um monstro, tomará que não mais se contunda, é o cara da 5.

Welisson: Também mostrou muita raça, faltou aqueles chutes de fora da área, mas foi bem.

Hugo: Não dá, tira esse inoperante até do banco, pelo amor de Deus.

Caio: Muita vontade, mas sem muita oportunidades ofensivas, ajudou fechando as laterais.

Marquinhos: Oscilou durante a partida, em alguns momentos bem e outros mal, pode resolver, mas ontem não foi o dia.

Souza: Um gol de centroavante e tá mostrando vontade, marcando, dando carrinho, tem que ser assim.

Josa: Entrou para segurar a onda, e não complicou, precisa ser mais observado.

Dão: Deu continuidade a pegada na defesa, sem culpa no lance do gol, tem mostrado melhor desempenho nas ultimas partidas.

Léo Costa: O time recuado não favoreceu, entrou na chamada fogueira, para tentar da ligação ao contra ataque que não aconteceu.

Ney Franco: Teve o esquema questionado, mas funcionou, Caio e Marquinhos fechando as pontas e Coruja protegendo a defesa, uma pena o empate, o time recuou muito no fim, mas não crédito o empate a ele.

Agora teremos dois jogos em casa e é obrigação vencer os dois e subir na tabela.

Ney Franco relaciona atletas e Souza fará sua estreia


CAVERNÃO SOUZA
Ney Franco relacionou os atletas que irão para partida contra o Vitória da Conquista pela semifinal do campeonato baiano logo após o coletivo que contou com mudanças, sem Luiz Gustavo e Welison o treinador vai de Salustiano na zaga e com o contestado Lucas Zen no meio, no ataque saiu Alan Pinheiro e entrou Souza.
O atacante antes apelidado de caveirão esta sendo rebatizado e quer ser conhecido no leão como #CAVERNÃO em homenagem aos Imbatíveis, Souza vive a expectativa de estrear bem e apagar seu passado polêmico no rival de Itinga.
O time que foi escalado como titular no coletivo por Ney Franco e deve ser confirmado contra o conquista é: Wilson; Ayrton, Matheus Salustiano, Rodrigo Defendi e Juan; Lucas Zen, Cáceres e Hugo; Marquinhos, Dinei e Souza no sistema 4-3-3.
Goleiros: Wilson e Gustavo
Laterais: Ayrton, Juan, Nino Paraíba e Mansur
Zagueiros: Rodrigo Defendi, Matheus Salustiano e Dão
Volantes: Cáceres e Lucas Zen
Meias: Hugo e Mauri
Atacantes: Marquinhos, William Henrique, Souza, Dinei e Alan Pinheiro.

[BAHIA X VITÓRIA] Clássico BAVI terá que superar a desconfiança


BAVI BAHIA X VITÓRIA

As humilhações impostas ao rival Bahia em 2013 deu a sensação  de que o Vitória teria que buscar um novo arqui-inimigo, alguém que realmente pudesse impor algum tipo de respeito, pois é notória a superioridade rubro negra nas duas ultimas décadas, tanto que nos anos 2000, o placar de conquistas esta em 9×1 para o leão.

Agora o clássico vive outro problema, a desconfiança da qualidade técnica, com os times jogando um futebol bem medíocre, as torcidas estão desconfiadas, não esta existindo a velha pirraça tradicional pré-jogo e nada parece chamar a atenção nesse BAVI, há quem diga que é um clássico que não vale nada, consideração que antes seria vista como loucura.

No Vitória existe a preocupação de mostrar que pode ser um time sem Escudero, desde o brasileiro, quando El mito sai o time sucumbi, o rendimento com o camisa 11 é ótimo, sem ele cai vertiginosamente e preocupa.

No Bahia a expectativa é de que Talisca esteja em um dia iluminado, e que Lomba opere seus milagres, pois o restante do time é visto com muita desconfiança, quem também sofre com grande pressão é o técnico Marquinhos Santos que a cada revés fica sob ameaça de demissão,  para tentar salvar seu cargo ele promoverá a estreia do recém chegado Diego Macedo e deve escalar o jovem Jean da divisão de base no ataque.

Mesmo sem um futebol encantador, a verdade é que o Vitória é mais eficiente que o Bahia, além disso o leão é líder invicto do campeonato baiano e buscará manter a invencibilidade e vencer o rival na Arena Fon73 Nova.

FICHA TÉCNICA
BAHIA X VITÓRIA
Campeonato Baiano – 17ª rodada
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 23/03/2014
Horário: 16h
Árbitro:  Manoel Nunes Lopo Garrido (BA)
Auxiliares:  Adson Marcio Lopes Leal (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Bahia: Marcelo Lomba; Diego Macedo, Demerson, Titi e Guilherme Santos; Uelliton, Pittoni, Lincoln, Talisca e Rhayner; Jeam. Técnico: Marquinhos Santos
Vitória: Wilson; Ayrton, Rodrigo Defendi, Luiz Gustavo e Mansur; José Welison, Cáceres e Felipe [Mauri]; Marquinhos, Alan Pinheiro [Marcelo] e Dinei. Técnico: Ney Franco.