FLUMINENSE 2X2 VITÓRIA CBFLU apronta novamente!


FLUMINENSE X VITÓRIAO Vitória empatou com o Fluminense no maracanã com o placar em 2×2 e mais uma vez o time da vergonha, o tapetense teve ajuda, o time do CBFLU teve assinalado ao seu favor um PÊNALTI muito mal marcado. E uma sequência desastrosa me faz ter a certeza do assalto que foi esse jogo.

1° A CBF escala um trio Pernambucano para o jogo e um dos concorrentes do Vitória contra o rebaixamento é o Sport-Re. O ex-árbitro e comentarista de arbitragem da ESPN Savio Espíndola chamou isso de no mínimo falta de bom senso d CBF.

2°Victor Ramos Puxa jogador do Fluminense pelo menos uns dois metros da linha da área, o juiz vai andando sem convicção e marca pênalti que foi confirmado pelo bandeirinha mas olhem o posicionamento do auxiliar:

imageaaaIsso pra mim deixa claro o ROUBO a qual o rubro negro foi submetido nessa noite no Rio, sem contar que Pierre deveria ter sido expulso e outros lances sendo conivente com a caça a Marinho em campo.

SOBRE O JOGO

Gol de Marcelo com assistência de Marinho cobrando falta.

Gol ROUBADO do Fluminense

Pichotada de Victor Ramos e Kanu para virada do Flu

GOLAÇOOOOOOOO de Marinho num baile de favela feito por Euller que deixou Wellington Silva caído no chão.

FICHA TÉCNICA
Fluminense x Vitória
Campeonato Brasileiro – 33ª rodada
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: 28/10/2016
Horário: 18h30 (de Salvador)
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Assistentes:  Marcelino Castro de Nazaré (PE) e Bruno Cesar Chaves Vieira (PE)
Gols: Marcelo, Richarlison, Cícero, Marinho
Cartão Amarelo: Victor Ramos, Marcelo, Pierre, Gum

Fluminense: Júlio César; Wellington Silva, Gum, Henrique e Giovanni; Pierre, Douglas, Cícero e Gustavo Scarpa; Wellington e Richarlison (Magno Alves). Técnico: Levir Culpi

Vitória: Fernando Miguel; Diego Renan, Kanu, Victor Ramos e Euller; Amaral (David), Willian Farias, Marcelo e Cárdenas (Serginho); Marinho e Kieza. Técnico: Argel Fucks.

Anúncios

Foi com o Bahia, mas e se fosse com o Vitória da Bahia?


Esperei um pouco para postar esse texto devido a repercussão que o assunto ganhou, mas acho muito importante a discussão entorno da péssima arbitragem na partida em Porto Alegre, no âmbito da rivalidade é valido gozar o Bahia, porém no histórico é algo em que precisamos nos solidarizar e nos preocupar.

Utilizei o termo Vitória da Bahia, justamente porque boa parte da nossa torcida odeia, e acredita que é um a tentativa da mídia sulista em diminuir o clube, pois  bem, e não é isso que que os erros constantes de arbitragens a favor de clubes do eixo em detrimento de clubes do nordeste? O que aconteceu no domingo não é fato exclusivo do Bahia, eu poderia citar dezenas de situações em que arbitragens tendenciosas prejudicaram ao Vitória, Sport, Náutico, Santa Cruz, Bahia e tantos outros.

Em 2010 o Vitória foi vitima de muitas intervenções dos homens de preto, teve aquele lance de Heber Roberto Lopes punindo Viáfara, teve uma penalidade clara em Schwenck não assinalada no primeiro jogo da final na Vila Belmiro, mas um jogo que se assemelhou em muito ao do rival Itinga, Vitória 1×1 Corinthians no Barradão. Para quem não lembra, essa partida era válida pela 36ª Rodada do campeonato brasileiro 2010, e foi a primeira vez que o Vitória entrou na zona de rebaixamento, vamos relembrar alguns lances.

O Corinthians fez 1×0  após boa jogada de Ronaldo que deu um passe fenomenal para o companheiro Danilo marcar, após este resultado o Vitoria foi para cima e empatou com Viáfara de Pênalti, o zagueiro Ralf meteu a mão na bola e o juiz assinalou a infração 1×1 no placar, mais um detalhe importante, Ralf já tinha amarelo e era para ser expulso, mas o juiz não teve coragem.

No segundo tempo o Vitória foi ainda mais para cima e os erros de arbitragem ficaram ainda mais evidentes. Em um lance rápido Adailton foi lançado na área e chutou, o goleiro Julio Cesar fez grande defesa, mas a bola retornou aos pés de Adailton que tentou driblar o goleiro e foi atropelado pelo mesmo, penalidade clara não assinalada, Simon mais uma vez amarelou, o Leão da Barra não se intimidou e continuou buscando o triunfo e aos 44 minutos do segundo tempo um lance que jamais irei esquecer: Junior Diabo Loiro é lançado entre 3 defensores do Corinthians ele se livra, dribla o goleiro, deixa o zagueiro no chão e marca um golaço Vitória 2×1 Corinthians, sabe o que isso representava naquele momento? O Vitória estava se afastando da zona de rebaixamento, empurrando Flamengo e Atlético MG para baixo para se engalfinharem para não entrar no Z-4, só isso? Não, o Corinthians era líder do Brasileiro com 63 pontos e o Fluminense vinha em segundo com 62 pontos, com o empate o timão foi para 64 e ficou apenas um ponto do Flu que vencerá e foi a 65. Isso mesmo, descaradamente o gol do Vitória foi anulado para favorecer o time alvinegro, com isso o Vitória entrou pela primeira vez na zona de rebaixamento e o interessante foram às manchetes do dia seguinte.

Corinthians só empata na Bahia e vê o título se complicar

Prejudicado com penalidade inexistente, o Timão cai para segunda colocação

Ronaldo se machuca e Corinthians tem dificuldades para empatar com o Vitória-BA

Corinthians praticamente dá adeus ao título empatando com time que está na zona de rebaixamento.

É impressionante como nenhum dos noticiários esportivos falaram de como o Vitória foi operado no Barradão, eles só se davam conta de que o poderoso Corinthians perdeu a liderança e naquele momento via o Fluminense com grandes possibilidades de assegurar o título, mas do Vitória que foi prejudicado e entrou na zona de rebaixamento as citações foram apenas de diminuição, por tanto volto a repetir que embora tenha acontecido com o nosso maior rival, nós já sentimos na pele as barbáries de arbitragens tendenciosas.

É lamentável ainda que a imprensa como um todo se exima da responsabilidade de noticiar os fatos de maneira verídica em detrimento de um preferencia cega e nociva para o esporte como um todo, e duas rodadas depois eu ainda tive que engolir Carlos Eugenio Simon encerrando a carreira como uma grande estrela do futebol, a globo fez reportagens incríveis distorcendo até mesmo vaias de torcedores em celebração a histórica carreira do naquele momento já ex-arbitro, vocês me dão asco!

FICHA TÉCNICA 
VITÓRIA 1 x 1 CORINTHIANS

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 21 de novembro de 2010, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Julio Cesar Rodrigues Santos (RS)
Cartões Amarelos: Ralf, Elias (Corinthians); Nino Paraíba, Egídio (Vitória)

Gols: CORINTHIANS: Danilo, aos 20 minutos do primeiro tempo; VITÓRIA: Viafara, aos 43 minutos do primeiro tempo.

VITÓRIA: Viáfara; Nino Paraíba, Gabriel Paulista, Anderson Martins e Egídio; Neto Coruja (Bida), Uelliton, Ramon (Fernando) e Elkeson (Henrique); Adaílton e Júnior
Técnico: Antonio Lopes

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Danilo; Jorge Henrique (Paulinho) e Ronaldo (Iarley)
Técnico: Tite