BOTAFOGO-SP X VITÓRIA Leão começa a batalha rumo a série A


O Vitória estreia logo mais às 11 horas na série B 2019 diante do Botafogo-SP em Ribeirão Preto, o time que tem novo presidente, quer também mostrar uma nova direção, já que o primeiro semestre do leão foi tenebroso. O técnico Cláudio Tencati teve a oportunidade de treinar e dar um padrão a equipe que terá mudança na formação e de alguns titulares.

O rubro negro deve ir a campo com 3 volantes mas o treinador esclarece que não tem a intenção de retranca, e sim de ter posse de bola e propor o jogo já que Andrade, Léo Gomes e Dudu Vieira tem características de gostar de conduzir a bola. Por outro lado o treinador tem a perda de Ruy vetado, ele que tem sido a principal referência técnica da equipe.

O Botafogo tem no seu comando técnico o idólo rubro negro, Roberto Cavalo e dentro de campo as referências são o lateral Pará e o meia Bruno José, cuidado com eles.

FICHA TÉCNICA
Botafogo-SP x Vitória
Série B – 1ª rodada
Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Data: 27/04/2019 (sábado)
Horário: 11h
Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Assistentes: Carlos Henrique Alves Lima Filho  (RJ) e Carlos Henrique Cardoso de Souza (RJ)

Botafogo-SP: Darley, Lucas, Leandro, Naylhor e Pará; Jonata Felipe, Marlon Freitas e Nadson; Bruno José, Erick e Rafael Costa. Técnico: Roberto Cavalo.

Vitória:  João Gabriel; Matheus Rocha, Edcarlos, Victor Ramos e Capa; Léo Gomes, Dudu Vieira e Rodrigo Andrade; Caíque Silva, Andrigo e Neto Baiano. Técnico: Cláudio Tencati.

Anúncios

BOMBA: Chapa Vitória Gigante de Paulo Carneiro foi oficialmente impugnada!


vitória giganteA comissão presidida por José Rocha emitiu nota oficial no site do Vitória na qual decide impugnar a candidatura da chapa Vitória Gigante de Walter Seijo e Larissa Dantas com apoio do ex presidente Paulo Carneiro.

Membros das chapas Vitória de Todos Nós e Vitória do Torcedor fizeram requerimento para impugnação da chapa por descumprimento de regras do estatuto, e foi acatado.

O VG deve recorrer da decisão e podemos ter um grande imbróglio e judicialização da eleição do clube.

Abaixo o anexo da impugnação:

wp_ss_20161123_0001

Mais uma prova do Amadorismo e desrespeito ao ECV e seu torcedor


Estava com um texto pronto, quando li e não pude deixar de publicar aqui o texto do ex- vice presidente do ECV, sobre a maneira como a diretoria atual conduz o Vitória.

POR:Walter Seijo no Jornal Tribuna da Bahia

Tivemos durante o período de dezoito anos as duas faces da mesma moeda, o Esporte Clube Vitória (ECV), que encontramos geridos como um clube amador e a implantação de uma gestão profissional até culminar com a profissionalização plena no Vitória S/A.

Antes de nós, vários rubro-negros de imenso valor passaram pelo clube mantendo o mesmo modelo, como sabemos os resultados foram os esperados levando-se em conta o modelo. Aos que por lá passaram os nossos aplausos e maiores reconhecimentos. Tratavam com profissionalismo e enorme competência os seus negócios particulares e o ECV como Hobby. Ora, como sabemos, não obteremos jamais resultados diferentes se continuarmos a fazer da mesma maneira.

Mudamos o modelo, mesmo ainda na gestão do ECV e os resultados apareceram, não só dentro do campo quanto também e principalmente, fora dele. Seria cansativo enumerar os resultados que foram obtida, modéstia a parte, espetaculares.

Neste momento de mudanças profundas e velozes em todo o mundo, fica flagrante quando uma organização patina em modelos superados e arcaicos, particularmente no mundo do futebol profissional onde ainda tem quem persista no amadorismo, colocando as migalhas do seu tempo para uma atividade que requer imersão e concentração absoluta por todas as razões, sendo uma das mais importantes o fato de ser uma atividade extremamente competitiva, pois se trata de um jogo.

É urgente profissionalizar, independente de quem seja, tem que profissionalizar, não há outra alternativa.

O Vitória é muito grande, parou no tempo, é necessário voltar a crescer urgentemente sob pena de se tornar um nanico no mundo da bola. Independente das pessoas e seus projetos pessoais, o mais importante é a instituição e as gerações futuras não estarão dispostas a pagar o preço que a minha geração pagou. Vou me abster de criticar, vou focar no presente e constatamos facilmente que estamos perdendo muito do que conseguimos, e pensem bem, com muito, mas muito mais dinheiro do que dispúnhamos durante a nossa época.

Walter Seijo é ex-vice-presidente administrativo e financeiro do Vitória.