Ponte Preta 2×0 Vitoria O sofrimento continua


Ponte Preta 2x0 Vitória A Ponte Preta não teve dificuldades pra vencer o Vitória no Moisés Lucarelli por 2×0 com gols de Rhayner e Wendel com falhas bizarras de Diego Renan e Fernando Miguel.

O rubro negro poderia respirar e abrir 5 pontos da zona de rebaixamento mas o sofrimento vai ficar até a ultima rodada com esse elenco sofrível que depende em muito dos lampejos de Marinho.

Em campo encharcado com bola com dificuldade de rolar, tivemos mais uma partida ruim do Vitória, enfrentando a macaca que tem a segunda pior defesa do campeonato, o time malmente assustou o goleiro Aranha e foi alvo fácil do adversário que chegou aos gols após lambanças da defesa rubro negra. primeiro Diego Renan saiu errado, Clayson tocou e a bola chegou em Rhayner que deu um baile em Diogo Mateus e fez Ponte 1×0.No segundo gol Ramon vinha protegendo a bola e Fernando Miguel deu uma furada bizarra, tirou o zagueiro romance e seu um presente para Wendel marcar e selar a partida, já que o segundo temos vimos tudo,menos futebol.
FICHA TÉCNICA
Ponte Preta x Vitória
Campeonato Brasileiro – 30ª rodada
Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 13/10/2016
Horário: 19h30
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ/Asp.Fifa)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ/Asp.Fifa) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ).
Cartões amarelos: Clayson, Fábio Ferreira, João Vitor e Reinaldo (Ponte Preta); Willian Farias e Kieza (Vitória)
Gols: Rhayner e Wendel (Ponte Preta)

Ponte Preta:  Aranha, Nino Paraíba, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Wendel (Matheus Jesus) e Maycon (Elton); Rhayner (William Pottker), Clayson e Roger.  Técnico: Eduardo Baptista

Anúncios

PONTE PRETA X VITÓRIA Com metas diferentes mas precisando vencer


Ponte Preta x VitoriaO Vitória vai a Campinas para enfrentar a Ponte Preta os objetivos das equipes até o momento são diferentes na competição, a macaca com 39 pontos ainda sonha com o G6, o leão com 35 pontos quer se afastar da zona de rebaixamento. O alvinegro sem vencer a 4 jogos tendo perdido os 3 últimos não quer entrar em crise e figurar em outra briga, o rubro negro tem os olhos fitos em chegar aos 45 pontos o quanto antes pra não chegar nas últimas rodadas no sufoco.

O treinador Eduardo Baptista lamentou as ausências na equipe, os desfalques de Galhardo e Pottker são os mais sentidos. Argel Fucks também lamenta a ausência de Marinho artilheiro do time na temporada e peça decisiva dentro do esquema mas garante que o elenco pode superar a ausência.

O Vitória precisa aproveitar o momento ruim da Ponte e também a fragilidade da sua defesa que é a segunda pior com 45 gols sofridos junto com o lanterna America MG, a frente apenas do Santa Cruz que já sofreu 50 tentos.

HISTORICO

A Ponte leva vantagem com 8 triunfos 5 empates e 2 triunfos do Vitória mas o leão não perde nesse confronto desde 2004, os últimos jogos foram os dois triunfos e justamente no Moises Lucarelli o Vitória fez 3×0 nos donos da casa.

Ficha técnica:Ponte Preta x Vitória

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas
Data e horário: quinta-feira, às 19h30
Provável escalação: Aranha, Nino Paraíba, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Wendel e Maycon; Rhayner, Clayson e Roger

Vitória: Fernando Miguel, Diogo Mateus, Kanu, Ramon, Diego Renan, William Farias, Marcelo, Tiago Real, Cárdenas, Kieza, Zé Love.
Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (ASP-FIFA) apita o jogo, auxiliado por Luiz Cláudio Regazone e Dilbert Pedrosa Moisés, todos do Rio de Janeiro

[PONTE PRETA 0X3 VITÓRIA] O Leão quer rugir nas Américas!


ponte-preta-0x3-vitc3b3ria

Poucas palavras, não há muito o que dizer… VAMOS QUE VAMOS LIBERTADORES!

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 0 X 3 VITÓRIA
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 10 de novembro de 2013 (domingo)
Horário: 16 horas (horário da Bahia)
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Gols: Renato Cajá, Ayrton e Dinei.

Cartões amarelos: Baraka (Ponte Preta); Marcelo (Vitória)
PONTE PRETA:Roberto; Régis, César, Diego Sacomam e Uendel; Baraka, Fellipe Bastos, Chiquinho (Elias) e Adrianinho; Rildo (Fernando Bob) e William (Rafael Ratão) Técnico: Jorginho
VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Danilo Tarracha; Marcelo (William Henrique), Cáceres, Renato Cajá (Michel) e Escudero; Marquinhos e Dinei (Maxi Biancucchi). Técnico: Ney Franco