Estatísticas dos BAVIs de Pituaçu


HISTORICO

Estatísticas dos Jogos Entre Vitória e Bahia em Pituaçu

Na retrospectiva dos jogos entre Vitória e Bahia em Pituaçu, o time Rubro Negro leva grande vantagem, foram 13 BaVis realizados, o Leão da Barra venceu sete jogos, o Bahia venceu três e houve três empates, (sendo 12 jogos pelo Campeonato Baiano e um jogo pela Copa do Nordeste), com 19 gols feitos pelo Vitória e 11 feitos pelo Bahia, dos 13 jogos já realizados, três foram finais de campeonato Baiano (2009, 2010 e 2012). Vale lembrar que o Vitória não perde para o Bahia em Pituaçu há três anos (ou três jogos). O último clássico em Pituaçu ocorreu em maio de 2012, pela Final do Campeonato Baiano. O jogo terminou empatado em 3 a 3, com Neto Baiano fazendo dois gols e se tornando o maior artilheiro do Vitória em uma edição de Campeonato Baiano (fez 27 gols).

TODOS OS BA-VIS EM PITUAÇU

Nº 01: Bahia 0 x 2 Vitória (02/04/1995)
Competição: 2ª Fase do 1º Turno do Campeonato Baiano de 95
Gols: Ramon Menezes e Dão
Público: 18.418
Vitória: Borges, Rodrigo, Flávio Tanajura, Vanderci e Elias;
Ney Santos, Bebeto Campos (Wilson), Adoílson e Ramon Menezes;
Dão (Giuliano) e Welder.
Técnico: Péricles Chamusca

Nº 02: Bahia 0 x 1 Vitória (12/04/1995)
Competição: Semifinais do 1º Turno do Campeonato Baiano de 95
Gol: Adoílson
Público: 14.465
Vitória: Borges, Dedimar (Elias), Flávio Tanajura, Vanderci e Junior;
Ney Santos, Bebeto Campos (Fabinho), Adoílson e Ramon Menezes;
Dão e Wilson
Técnico: Péricles Chamusca

Nº 03: Bahia 2 x 1 Vitória (02/07/1995)
Competição: 2ª Fase do 2º turno do Campeonato Baiano de 95
Gols: Alê e Souza (Bah); Marquinhos (Vit)
Público: 4.557
Vitória: Borges, Ellias, Flávio Tanajura, Emerson e Junior;
Ney Santos, Bebeto Campos, Adoílson e Renato Nascimento (Wilson);
Dão (Paulinho Kobayachi) e Marquinhos.
Técnico: Péricles Chamusca

Nº 04: Bahia 0 x 0 Vitória (22/03/2009)
Competição: 1ª Fase do Campeonato Baiano de 2009
Público: 30.423
Vitória: Viáfara; Apodi, Thiago Gomes, Anderson Martins e Bosco;
Ramirez (Rafael Bastos), Wallace, Bida e Ramon Menezes (Gláucio);
Nadson e Neto Baiano (Washington)
Técnico: Mauro Fernandes

Nº 05: Bahia 1 x 2 Vitória (26/04/2009)
Competição: FINAL do Campeonato Baiano de 2009
Gols: Ramon Menezes (2) (Vit) e Reinaldo Alagoano (Bah)
Público: 30.015
Vitória: Viáfara; Wallace, Victor Ramos e Luciano Almeida; Apodi,
Vanderson (Uellinton), Carlos Alberto, Ramon Menezes (Leandro Domingues)
e Bida; Jackson (Adriano) e Neto Baiano
Técnico: Paulo César Carpegiani

Nº 06: Vitória 2 x 0 Bahia (24/01/2010)
Competição: 1ª Fase do Campeonato Baiano de 2010
Gols: Wallace e Ramon Menezes
Público: 19.113
Vitória: Viáfara, Nino Paraíba (Rafael Granja), Wallace, Anderson Martins
e Egídio; Uelliton, Vanderson (Neto), Bida e Ramon Menezes;
Índio e Schwenck (Vilson).
Técnico: Ricardo Silva.

Nº 07: Bahia 2 x 1 Vitória (28/02/2010)
Competição: 1ª Fase do Campeonato Baiano de 2010
Gols: Alisson e Abedi (Bah); Schwenck (Vit)
Público: 19.601
Vitória: Viáfara; Nino Paraíba, Wallace, Anderson Martins e Valmir
(Arthur Maia); Vanderson, Uelliton, Bida e Ramon Menezes;
Adailton (Rafael Cruz ) e Schwenck (Júnior).
Técnico: Ricardo Silva.

Nº 08: Bahia 0 x 1 Vitória (25/04/2010)
Competição: FINAL do Campeonato Baiano de 2010
Gols: Junior
Público: 32.142
Vitória: Viáfara, Marcos Pimentel (Rafael Cruz), Wallace, Reniê e
Egídio; Fernando (Neto Coruja), Uelliton, Bida e Ramon Menezes
(Renato Ribeiro); Elkeson e Júnior.
Técnico: Ricardo Silva.

Nº 09: Bahia 1 x 5 Vitória (16/06/2010)
Competição: 1ª Fase da Copa do Nordeste de 2010
Gols: Bebeto (Bah); Vilson, Renato, Fernando, Renan Oliveira
e Lenílson (Vit)
Público: 3.859
Vitória: Vinícius, Jonas, Vilson (Anderson Martins), Gabriel Paulista e
Rafael Granja; Fernando, Ricardo Conceição, Renan Oliveira e
Evandro (Renato Ribeiro), Jacson (Lenílson) e Schwenck.
Técnico: Flávio Tanajura.

Nº 10: Bahia 2 x 0 Vitória (20/02/2011)
Competição: 1ª Fase do Campeonato Baiano de 2011
Gols: Marconi e Ávine
Público: 14.149
Vitória: Viáfara; Nino Paraíba, Alison, Léo Fortunato e Ernani (Léo);
Uelliton, Bida (Esdras), Júnior Timbó (Geovanni) e Elkeson; Rildo
e Neto Baiano.
Técnico: Antônio Lopes.

Nº 11: Bahia 0 x 1 Vitória (24/04/2011)
Competição: Semifinal do Campeonato Baiano de 2011
Gol: Geovanni
Público: 21.458
Vitória: Viáfara; Nino Paraíba, Alison, Léo Fortunato e Eduardo Neto;
Esdras, Uelliton e Mineiro (Léo); Nikão, Elkeson (Rildo) e
Geovanni (Arthur Maia).
Técnico: Antonio Lopes.

Nº 12: Bahia 0 x 0 Vitória (12/02/2012)
Competição: 1ª Fase do Campeonato Baiano de 2012
Público: 29.388
Vitória: Douglas, Léo, Gabriel, Dankler e Élton; Uelliton (Michel),
Rodrigo Mancha, Mineiro (Pedro Ken) e Róbston (Arthur Maia);
Marquinhos e Neto Baiano.
Técnico: Toninho Cerezo.

Nº 13: Bahia 3 x 3 Vitória (13/05/2012)
Competição: FINAL do Campeonato Baiano de 2012
Gols: Fahel, Gabriel e Dione (Bahia); Neto Baiano (2) e Dinei (Vitória)
Público: 32.157
Vitória: Douglas, Romário (Gabriel Paulista), Victor Ramos, Rodrigo
e Wellington Saci; Uelliton, Rodrigo Mancha, Pedro Ken e Tartá;
Marquinhos (Dinei) e Neto Baiano (Geovanni).
Técnico: Ricardo Silva

[Vitória x América-RN] Leão estreia na Copa do Nordeste e mira o hexa


VITÓRIA X AMÉRICA-RN

Com a base do time que encantou o Brasil pelo futebol ofensivo e envolvente que ter minou o brasileiro na quinta colocação, o Vitória vai em busca do hexa campeonato largando contra o também campeão da competição, América de Natal.

O time de Ney Franco vem forte e no jogo treino goleou o até então líder do campeonato baiano, Jacuipense por 5×0. A expectativa é de um bom publico no Barradão apesar do horário de 19:00 horas que é incomum para o domingo. E por falar na nossa casa, esse será o jogo de despedida do estádio que entrará em reforma para alcançar o padrão FIFA de centro de treinamento de seleção para copa do mundo, o rubro negro deve mandar seus jogos no Pituaçu por todo o primeiro semestre.

Ney ainda tem duvida no time titular,Tarracha, Willie e Alan Pinheiro brigam com Mansur, Willian Henrique e Pedro Oldoni .

nordestão

Estatísticas dos Jogos Entre Vitória e América – RN

Vitória e América-RN se enfrentaram 11 vezes pela Copa do Nordeste. Foram  oito triunfos do Vitória, dois triunfos do América-RN e um empate. Nos jogos disputados no Barradão, o Rubro Negro leva vantagem, pois venceu seis jogos e ocorreram três empates, em nove jogos realizados (sendo seis jogos pela Copa do Nordeste, dois jogos pelo Brasileirão e um jogo pela Série B). Lembrando que nos últimos dois confrontos no Barradão, o Vitória não venceu o América – RN (foram dois empates)

Na estatística geral, foram 21 jogos entre Vitória e América-RN e a vantagem é do Rubro Negro, o Vitória venceu 12 jogos, o América-RN venceu três e houve seis empates, com 43 gols feitos pelo Vitória e 23 feitos pelo América-RN, os dois times já se enfrentaram pelas seguintes competições: Brasileirão (seis jogos), Série B (dois jogos), Copa do Nordeste (11 jogos) e Torneios (dois jogos). Vale lembrar que o Rubro Negro não perde para o América-RN há quase 14 anos (ou nove jogos).

NORDESTE

 JOGOS ENTRE VITÓRIA E AMÉRICA-RN

Nº 01: América – RN 1 x 1 Vitória (24/10/1973, Castelo Branco)

Competição: 1ª Fase do Brasileiro de 73

Gols: João Daniel (Ame) e André Catimba (Vit)

Público: 7.394

          Vitória:  Agnaldo, França, Valter, Dutra e Jorge Valença; Mário Sérgio,

Davi e Deco; André Catimba, Didi (Luciano) e Osni

Técnico: Carlos Castilho

Nº 02: América – RN 0 x 1 Vitória (02/12/1973, Castelo Branco)

Competição: 1ª Fase do Brasileiro de 73

Gol: André Catimba

Público: 9.207

          Vitória:  Agnaldo, Roberto, Valter, Dutra e França; Mário Sérgio,

Davi, Fernando (Gibira) e Deco; André Catimba e Osni (Titi)

          Técnico: Carlos Castilho

Nº 03: Vitória 1 x 1 América – RN (06/04/1974, Fonte Nova)

Competição: 1ª Fase do Brasileiro de 74

 Gols: André Catimba (Vit) e Garcia (Ame)

 Público: 9.645

         Vitória: Joel Mendes, Roberto, Valter, Dutra e França; Mário Sérgio,

Luciano (Roberto Menezes) e Didi (Natal); André Catimba, Davi e Osni.

Técnico: Carlos Castilho

Nº 04: América – RN 1 x 0 Vitória (14/11/1976, Castelo Branco)

Competição: Torneio José Américo de Almeida Filho

Gol: Santa Cruz

Público: 7.796

          Vitória: Williams, Jurandir, Joãozinho, Valter e Teixeira; Paulo Roberto,

          Léo Oliveira e Silvinho; Zé Júlio, Geraldão e Fischer (Ferreti).

         Técnico: Denílson

Nº 05: América – RN 0 x 3 Vitória (18/12/1976, Castelo Branco)

Competição: FINAL do Torneio José Américo de Almeida Filho

Gols: Zé Júlio (2) e Geraldão

Público: 6.860

          Vitória: Williams, Jurandir, Joãozinho, Valter e Teixeira; Paulo Roberto,

          Léo Oliveira e Valdo; Zé Júlio, Geraldão (Joel Leão), Ferreti (Leninho).

Técnico: Denílson

         OBS; Vitória: Campeão do Torneio José Américo de Almeida Filho.

Nº 06: Vitória 8 x 1 América – RN (23/03/1980, Fonte Nova)

Competição: 1ª Fase do Brasileiro de 80

Gols: Sena (3), Válder (2), Pita, Sivaldo e Tatá (Vit); Tarso (Ame)

 Público: 11.111

         Vitória: Gelson, Válder, Zé Preta, Otávio Souto, Xaxá e Luciano;

Sena e Pita (Zé Júlio); Tatá, Zé Mário (Dendê) e Sivaldo

Técnico: Orlando Peçanha

Nº 07: Vitória 1 x 1 América – RN (01/10/1997, Barradão)

Competição: 1ª Fase do Brasileiro de 97

Gols: Kléber

 Público: 9.886

         Vitória: Zé Carlos, Russo, Flávio Tanajura (Emerson), Marcone e Rubem;

Preto Casagrande (Kléber), Bebeto Campos, Luiz Gustavo (Gil Baiano) e Uéslei;

Saulo e Túlio Maravilha

Técnico: Evaristo de Macedo

Nº 08: Vitória 2 x 1 América – RN (20/05/1998, Barradão)

Competição: 1º jogo da FINAL da Copa do Nordeste de 1998

Gols: Evando e Flávio Tanajura (Vit); Leonardo (Ame)

 Público: 3.631

         Vitória: Sérgio, Paulo Cezar (Donizete Amorim),Flávio Tanajura, Fábio

Bilica; (Alex Mineiro) e Esquerdinha; Preto Casagrande, Donizete Oliveira

e Kléber (Elvis); Alex Mineiro (Renato Nascimento) Evando e Petkovic

Técnico: Hélio dos Anjos

Nº 09: América – RN 3 x 1 Vitória (04/06/1998, Machadão)

Competição: 2º jogo da FINAL da Copa do Nordeste de 1998

Gols: Biro-Biro, Paulinho Kobayashi e Carioca (Ame). Flávio Tanajura (Vit).

Público: N.D.

          Vitória: Sérgio, Paulo César (Donizete Amorim), Flávio Tanajura, Fábio Bilica

         e Esquerdinha; Donizete Oliveira, Preto Casagrande, Fernando (Evando) e

         Kléber (Alex Mineiro); Agnaldo e Petkovic.

         Técnico: Hélio dos Anjos

         OBS; América-RN: Campeão da Copa do Nordeste de 1998.

Nº 10: Vitória 3 x 0 América – RN (16/09/1998, Barradão)

Competição: 1ª Fase do Brasileiro de 98

Gols: Agnaldo, Petkovic e Esquerdinha

Público: 5.609

         Vitória: Sérgio, Paulo César, Flávio Tanajura, Elóy e Esquerdinha;

         Matuzalém, Donizete Amorim (Alex Mineiro), Donizete Oliveira e

         Petkovic (Moisés); Agnaldo (Hernandez) e Elivelton.

         Técnico: Geninho

Nº 11: Vitória 3 x 1 América – RN (13/02/2000, Barradão)

Competição: Quartas de Final da Copa do Nordeste de 2000

Gols: Manoel, Edmilson e Fernando (Vit); Ciro (Amé).

Público: 2.089

         Vitória: Fábio Costa, Moura (Wilson), Flávio Tanajura, Moisés e

         Paulo Rodrigues; Tácio, Fernandinho, Leandrinho e Allan Delon;

         Edmílson (Cláudio) e Manoel

Técnico: Marco Aurélio

Nº 12: América – RN 1 x 0 Vitória (16/02/2000, Machadão).

Competição: Quartas de Final da Copa do Nordeste de 2000

Gol: Paloma

Público: 6.959

          Vitória: Fábio Costa; Flávio Tanajura, Moisés e Eloy (Pedro Paulo);

         Moura, Tácio, Fernando, Fernandinho e Leandrinho; Edmílson

         (Marcelo Paulista) e Manoel (Alecsandro).

        Técnico: Marco Aurélio.

Nº 13: América – RN 1 x 3 Vitória (07/02/2001, Machadão)

Competição: 1ª Fase da Copa do Nordeste de 2001

Gols: Zé Ivaldo (Ame), Alan Delon (2) e Vítor (Vit).

Público: 2.114

          Vitória: Jean; Moisés, Rodney e Marcone; Marcel (Moura), Tácio,

         Xavier, Dudu (Artur) e Leandrinho; Allan Delon e Flávio (Vítor).

         Técnico: Mário Sérgio.

Nº 14: Vitória 3 x 2 América – RN (02/02/2002, Barradão)

Competição: 1ª Fase da Copa do Nordeste de 2002

Gols: André, Robson Luis e Fernando (Vit);

Rui Barbosa e Val Araguaia (Ame)

Público: 4.287

         Vitória: Jean, Maurício, Índio, Marcos e Paulo Rodrigues; Xavier, Fernando;

          Leandrinho e Samir (Sand); André (Robson Luís) e Aristizábal (Dejair).

Técnico: Arturzinho

Nº 15: América – RN 0 x 1 Vitória (28/02/2003, Machadão)

Competição: Semifinal da Copa do Nordeste de 2003

Gol: Alecsandro

Público: 3.458

          Vitória: Paulo Musse, Moura, Aderaldo (Samir), Marcelo Heleno e Almir;

          Xavier, Dudu (Leandro Domingues), Vander (Nadson) e Allan Delon;

          Alecsandro e Zé Roberto

         Técnico: Joel Santana

Nº 16: Vitória 3 x 2 América – RN (07/03/2003, Barradão)

Competição: Semifinal da Copa do Nordeste de 2003

          Gols: Dionísio e Nadson (2) (Vit); Elissandro (2) (Ame)

Público: 1.115

         Vitória: Juninho, Marcel (Alessandro Azevedo), Adaílton, Anselmo e

         Dudu Paraíba; Arivélton, Dionísio, Leandro Domingues (Kléber) e Samir;

         Nádson e Jeferson (Vítor)

Técnico: Joel Santana

Nº 17: Vitória 2 x 1 América – RN (10/07/2010, Barradão)

Competição: 1ª Fase da Copa do Nordeste de 2010

          Gols: Renato Ribeiro e Wallace (Vit); Dick (Ame)

Público: 2.246

         Vitória: Viáfara, Rafael Cruz, Wallace, Anderson Martins e Egidio;

         Vanderson, Ricardo Conceição, Bida (Renato Ribeiro) e Ramon

         Menezes (Schwenck); Elkeson (Soares) e Júnior.

         Técnico: Ricardo Silva.

Nº 18: Vitória 2 x 2 América – RN (05/06/2012, Barradão)

Competição: 1º Turno da Série B de 2012

Gols: Dinei e Neto Baiano (Vit); Pingo e Cleber (Ame).

Público: 7.949

         Vitória: Douglas, Gabriel Paulista (Léo), Victor Ramos, Rodrigo e Mansur;

         Michel, Rodrigo Mancha, Eduardo Ramos (Dinei) e Tartá;

         Marquinhos e Neto Baiano

        Técnico: Paulo César Carpegiani.

Nº 19: América – RN 2 x 2 Vitória (01/09/2012, Nazarenão, em Goianinha/RN)

Competição: 2º Turno da Série B de 2012

Gols: Lúcio Curió e Cleber (Amé); Victor Ramos e Willie (Vit)

Público: 1.702

         Vitória: Deola, Léo (Tartá), Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gilson;

         Uelliton (Rodrigo), Michel, Pedro Ken e Willie (Fernando Bob); Élton

         e William.

        Técnico: Paulo César Carpegiani.

Nº 20: América – RN 1 x 2 Vitória (20/01/2012, Nazarenão, em Goianinha/RN)

Competição: 1ª Fase da Copa do Nordeste de 2013

Gols: Fabinho (Amé); Marquinhos e Marcelo Nicácio (Vit).

Público: 2.118

         Vitória: Deola; Léo (Dimas), Gabriel Paulista, David Braz e Fabrício

        (Renié); Rodrigo Mancha, Michel, Mineiro e Arthur Maia

        (Lúcio Maranhão); Marquinhos e Marcelo Nicácio.

        Técnico: Caio Júnior.

Nº 21: Vitória 1 x 1 América – RN (06/02/2013, Barradão)

Competição: 1ª Fase da Copa do Nordeste de 2013

Gols: Marcelo Nicácio (Vit); Pingo e Cleber (Ame).

Público: 3.304

         Vitória: Douglas; Marcos, Gabriel Paulista, David Braz e Mansur;

         Luís Alberto, Fernando Bob (Gabriel Soares), Mineiro (Vander) e

         Marquinhos (Dinei); Alan Pinheiro e Marcelo Nicácio

         Técnico: Caio Junior.

RESUMO ESTATISTICO

 

 

Maior Goleada do Vitória: Vitória 8 x 1 América-RN,  pela 1ª fase do Brasileirão de 1980, na Fonte Nova.

Maior Goleada do América-RN: Não Houve

Maiores Goleadores dos Confrontos: André Catimba e Sena (Vit) com 03 gols, cada

Maior Público: 11.111 pagantes, no jogo Vitória 8 x 1 América-RN , pela 1ª fase do Brasileirão de 1980, na Fonte Nova.

Menor Público: 1.115 pagantes, no jogo Vitória 3 x 2 América-RN , pelas semifinais da Copa do Nordeste de 2003, no Barradão.

 

 

Média de Público dos Confrontos: 5.550 pagantes por jogo

Jogador doVitória, que  disputou mais partidas contra o América-RN: Flávio Tanajura, com  06 jogos

Técnico do Vitória, que disputou mais partidas contra o América-RN: Carlos Castilho (Década de 70), com 03 jogos.

Partida com Maior Número de Gols: 09 Gols, no jogo: Vitória 8 x 1 América-RN , pela 1ª fase do Brasileirão de 1980, na Fonte Nova.

Placar mais Repetido: 1 a 0 e 1 a 1, ocorreram em quatro jogos, cada

Média de gols por jogo: 3,1 gols por partida (66 gols em 21 jogos)

Maior seqüência invicta do Vitória sobre o América-RN: 09 jogos, desde o dia 07/02/2001 (seis triunfos e três empates)

 

 

Maior seqüência invicta do América-RN sobre o Vitória: 02 jogos, de: 06/04/1974 a 14/11/1976 (um triunfo e um empate)

Curiosidades de Vitória x América-RN:

– A maior goleada da história do Vitória em Brasileirões foi numa partida contra o América-RN, pelo campeonato Brasileiro de 1980, o Vitória goleou pelo incrível placar de 8 a 1, com três gols do atacante  Sena. O jogo foi na Fonte Nova e sabem quem era um dos zagueiros do América-RN naquele jogo? Joel Santana, ele mesmo, o home da prancheta, como zagueiro não impediu que os atacantes do Rubro Negro fizessem a festa na defesa do América.

– Vitória e América-RN já se enfrentaram em duas decisões: A primeira foi pelo Torneio José Américo de Almeida Filho de 1976, esse torneio reunia as 11 principais equipes do Nordeste e mais o Volta Redonda do Rio de Janeiro, o Rubro Negro tinha perdido o jogo da 1ª fase para o América, mas na Final o Vitória se vingou e enfiou 3 a 0, tornando-se campeão do Torneio (alguns pesquisadores, jornalistas e torcedores consideram esse Torneio de 76 como campeonato do Nordeste,eu particularmente não considero, pois tinha um time do Rio de Janeiro na disputa, além de que, oficialmente o Torneio não foi considerado como Campeonato do Nordeste). A 2ª decisão ocorreu 22 anos depois, em 1998, agora sim pela Copa do Nordeste o América se tornou campeão ao vencer o jogo de volta da final, lá em Natal, por 3 a 1. Embora o Rubro Negro tenha vencido o 1º jogo por 2 a 1no Barradão, o América deu o troco lá em Natal aplicando 3 a 1, conquistando o título pelo saldo de gols. Muitos afirmam que aquele título foi uma vingança do técnico Arturzinho do América-RN que no ano anterior tinha sido relegado pelo Vitória, mesmo de tornando campeão.

– A média de gols dos confrontos entre Vitória e América-RN é altíssima, são 3,1 gols por partida (66 gols em 21 jogos), tivemos no mínimo três gols em 13 desses 21 jogos, ou seja: em 62% dos jogos o público presenciou no mínimo três gols em cada partida.

– Um jogo sensacional, ocorreu entre Vitória e América-RN pelas semifinais (jogo de volta) da Copa do Nordeste de 2003, no Barradão (uma sexta á noite). O Vitória abriu o placar aos 11 minutos do 1º tempo com Dionísio. O América empatou aos 13 do segundo tempo com Elissandro, vinte minutos depois o time de Natal virou o jogo em 2 a 1, mais uma vez com Elisandro, o Vitória só foi empatar e aliviar a sua torcida, aos

37 minutos com Nádson que dominou as bola de costa e meteu uma bicicleta, fazendo um dos gols mais bonitos da história do Barradão. Já nos descontos, aos 48 minutos do 2º tempo, Nádson aproveitou um lançamento em profundidade e sozinho na área deu o “drible da vaca” no goleiro e completou para o fundo do gol, deixando a torcida eufórica, comemorando a ida do time para a grande final do Nordestão daquele ano.

Por

Professor Marcelo Monteiro

marcelo monteiro

PS: Toda a parte de estatísticas envolvendo Vitória X América-RN foi feita pelo professor  Marcelo Monteiro o novo reforço do blog Leão Minha Paixão!