5 Anos do Arena Rubro Negra, maior site de cobertura do ECV!


logo-arena-2-site1

Realmente 5 anos não são 5 dias, e digo isso com toda a sobriedade de quem passou e passa pelas mesmas dificuldades do Arena e que em breve também estará completando a mesma idade.

O Arena Rubro Negra é sem duvida alguma o melhor site independente de cobertura do Esporte Clube Vitória. Sem contar que conta com uma equipe muito qualificada, nomes que eu gostaria muito de contar aqui no LMP.

É difícil noticiar o dia de um clube e seus bastidores, sem qualquer apoio, somente com a paixão de torcedores. E o Arena encarou isso com maestria e hoje é o site camisa 10 de todo torcedor rubro negro.

 

Fica registrado a homenagem do LMP ao ARENA pelos seus 5 anos, muito sucesso e que a cada dia haja mais notoriedade, alcance e que se expanda a novos ares, elevando o nome e a marca do ESPORTE CLUBE VITÓRIA sempre.

Valmerson Santana/Leão Minha Paixão

Anúncios

[ AMÉRICA-RN 0X0 VITÓRIA] Leão nao sai do zero, mas esta classificado para enfrentar o Ceará


AMÉRICA-RN X VITÓRIA

Sem grandes aspirações no jogo por já estar com a classificação garantida, eis que Ney Franco resolveu testar alguns jogadores e um novo esquema tático, com isso faltou entrosamento e por isso o Leão não venceu e garantiu a primeira colocação, o time enfrentará o Ceará nas quartas de finais sendo o primeiro jogo em Pituaçu e o segundo em Fortaleza.

O time não apresentou um bom futebol, mas o conjunto até que foi bem, destaque individual para Mauri, o jogador segurou como volante e como meia sofreu uma bela penalidade desperdiçada por Dinei, no mais o jogo foi bem tranquilo sem grandes chances para ambas as equipes.

MARCA IMPORTANTE, LMP AGORA É 1000

POST

O blog chegou a sua milésima postagem e não escondo a satisfação dessa bela marca, agradeço mais uma vez a vocês leitores e colaboradores desse blog, grato pela paciência de vocês com os meus textos e explanações, você merecem um prêmio por tal feito.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-RN 0X 0 VITÓRIA
Copa do Nordeste  – 6ª rodada
Local: Arena das Dunas, em Natal (RN)
Horário: 21h15
Data: 05/02/2014
Árbitro: Renan Roberto de Souza (PB)
Auxiliares: Kilden Tadeu Morais (PB) e Anderson Silveira Ribeiro
Cartões amarelo: Márcio Passos (América-RN); Neto Coruja e Wilson (Vitória).
América-RN: Andrey; Raí, Edson Rocha, Cleber, Adalberto, Walber; Fabinho, Márcio Passos, Rubinho, Adriano Pardal e Isac.  Técnico:  Leandro Sena.
Vitória: Wilson (Gustavo); Nino Paraíba, Rodrigo Defendi, Jonathan Ferrari , Luiz Gustavo e Mansur; José Wellison, Mauri (Adaílton) e Leílson (Neto Coruja); Marquinhos e Dinei.  Técnico: Ney Franco.

Wilson: Muito seguro com saídas arrojadas 7.5

Nino: Voltou bem, fazendo sombra a Ayrton e acertando os seus lançamentos, ótima peça de reposição 7.0

Defendi: No sistema com 3 homens conseguiu sair bem, mas ainda não passa confiança 6.5

Ferrari: Quebra tudo hehehhe, não tem lero lero com ele, ou a bola ou o cara, mas ainda esta sem ritmo 7.0

Luiz Gustavo: Bem com zagueiro, cresceu como volante, é um ótimo coringa do time 7.5

Mansur: Um bom primeiro tempo, bela bola na trave e no segundo tempo sumiu 6.0

Welisson: Segurou a onda como primeiro homem, conhece o jogo, mas não apoiou muito hoje por causa do esquema 6.5

Mauri: Como volante estava muito distante, como foi para meia ele criou boas oportunidades e sofreu uma penalidade 8.0

Leílson: Mais uma contusão e nada de sequência, o moleque esta zicado. 3.0

Marquinhos: Não apareceu em campo, foi mal demais na partida 4.0

Dinei: O que é isso Telmario? Penalidade perdida e nada daquele faro de gol de 2013, precisa melhorar 3.0

Gustavo: Entrou e fez belas defesas, muito seguro, fez sua parte para garantir o resultado 7.0

Neto Coruja: Entrou e organizou o meio, depois disso acabaram os sustos. 8.0

Adailton: Muita correria e pouca mente, 5.0

Ney Franco: Para mim errou ao entrar com 3 zagueiros e errou quando ao invés de colocar Arthur Maia já que o time estava sem criação, colocou Adailton, mas como a questão era testar os jogadores, esta valendo. 6.0

Vitória na expectativa de marcar 2014 em sua história


cats

É inegável que o Vitória começa o ano de 2014 mais forte do que as ultimas temporadas, a manutenção da base com Escudero, Juan, Ayrton, Cáceres e Wilson, juntamente com o multi-especulado treinador Ney Franco empolgam, mas por outro lado, a falta das contratações para reposição neste dado momento preocupam e deixam o torcedor irritado.

A quinta colocação no campeonato brasileiro e ter ficado em 8º no ranking de melhores clubes do ano deram moral ao rubro negro e o discurso é de que será um ano muito forte e com maiores investimentos no futebol, além do mais o time conta com uma nova diretoria comandada por Carlos Falcão e Epifânio Carneiro que prometem continuar o ritmo de crescimento do clube.

Para que definitivamente 2014 fique marcado positivamente na história do leão, é necessário reforçar pontualmente o seu elenco, com mais da metade de jogadores oriundos das divisões de base, o rubro negro precisa de titulares para a zaga, um meia armador, mesmo acreditando no potencial de Arthur Maia, um outro meia, um atacante e dois centroavantes.

O aspecto negativo até agora, vem da não manutenção da dupla de zaga Victor Ramos e Kadu e do atacante Maxi Biancucchi o que criou grande reboliço, ainda mais com o desfecho do mesmo indo para Itinga.

Cadê a grana?

Com a venda de Gabriel Paulista houve a promessa de contratar um grande atacante, fazer reforços pontuais e isso não aconteceu, somado a isso veio a venda de Léo e o dinheiro já teria sido depositado na conta pelo Flamengo, mas o Vitória continua letárgico e perde-se grandes chances de reforçar pontualmente o elenco e é nesse ponto que faço as minhas criticas a diretoria (porque fazem parte da antiga gestão), falta objetividade, falta rapidez, falta parar de 3 diretores irem a rádios diferentes e cada um dizer uma coisa. Isso mostra desorganização e amadorismo.

Maxi e Contratações

Maxi: Houve erros na condução das negociações e faltou profissionalismo quando o clube não antecipou as conversas, empresário de Maxi é de falto um grande leiloeiro, mas a verdade é que Queiroz e Falcão terão que se desdobrar para anunciar um nome forte para posição e Zeballos já foi descartado.

Zagueiro: Léo do Cruzeiro pretendido em 2013 esta a disposição, basta agora correr atrás e procurar o atleta que acredito ter um bom potencial, com isso ainda precisaríamos de mais um bom zagueiro, isso contando que Dão dará muito certo.

TIME DE 2014

Goleiros: Wilson demonstrou sem um grande goleiro e tem tudo para se firmar no coração do torcedor, terá com sombra os goleiros da seleção brasileira de base Gustavo e Seleção Boliviana de base e principal Guillhermo, é uma posição que dá tranquilidade.

Zagueiros : O calcanhar de Aquiles, Com apenas Dão de contratação e os jovens da base Matheus Salustiano, Josué e Vinicius é sem duvida a posição mais carente e que precisa urgentemente de dois grandes nomes.

Laterais: Com Euller, Mansur, Tarracha e Juan na esquerda, Nino (caso se cure, vou mandar a sessão do descarrego) e Ayrton é outro setor com grande força, tem titulares e reservas de condição excelente.

Volantes: Cáceres e Marcelo saem na frente e terão a companhia de Neto Coruja, Gabriel Soares, Mineiro e Lucas Zen o setor é forte e deve alegrar Ney Franco.

Meias: Escudero, Arthur Maia, Mauri, Felipe e Leílson Escudero é incontestável e os garotos possuem potencial, mas ainda precisamos de 2 contratações no setor.

Atacante: Marquinhos que mantenha o futebol que teve com Ney e Willie deixe de ser o novo Jobson/Balotteli e coloque a cabeça no lugar, é talentoso mas acha que joga muito mais do que na verdade joga. Willian Henrique um bom reserva, e Léo Ceará tido como promissor pelo treinador, mostra que ainda precisamos de mais um atleta pelo lado do ataque.

Centro Avante: Com o artilheiro Dinei machucado o questionado Pedro Oldoni começa como referência, mas todos sabemos que precisamos de dois grandes nomes no setor.

TIME BASE: Wilson, Ayrton, Dão contratar, contratar, Juan,  Marcelo, Cáceres, Escudero, Arthur Maia, Marquinhos e Pedro Oldoni.

MAXI E ESCUDERO

RANKING LMP: Temos um novo campeão, Deivid superou o primeiro campeão Geraldo e o atual Bi-Campeão Mocota e sagrou-se o  novo cara do Leão Minha Paixão, na temporada 2013 Deivid foi imbatível e chegou ao título com extrema facilidade, diria até com 10 rodadas de antecipação, meus parabéns e agradecimento a Deivid e a todos que comentam no LMP, vocês são a razão deste blog existir.

1º Deivid

2º Mocota

3º Geraldo

4º Augusto Caffe

5º Vilson

6º Junior

7º Fábio Monteiro

8º Jessica

9º Dantas de BH

10º Marcos

[O OLHAR DA FELINA] Em casa?


O OLHAR DA FELINA

por: Jessica Gomes

Antes de começar o texto propriamente, eu tenho uma curiosidade… Alguém sabe qual é o remédio que o nosso presidente toma para manter esse nível nada-me-tira-do-sério-tô-nem-aí-tô-nem-aí? Assim, só pra saber, caso precise tomar de vez em quando, em dosagem bem menor, claro…

Confesso, eu fui algumas vezes à Arena Fonte Nova- a 51. Não, eu não estava curiosa, ou deslumbrada ou coisa do tipo. Fui, depois de tantas vezes repetir que não troco o nosso Barradão por nenhuma “arena padrão Fifa” de outrem (estou falando do consórcio, claro, antes que os lunáticos apareçam dizendo que a Arena é deles), e não troco mesmo, simplesmente porque não gosto de deliberadamente “abandonar” o Vitória, ou seja, quando eu posso ir, eu vou.

Aí tem um clássico, jogo em que a participação da torcida tem maior destaque ainda, o Vitória precisava de mim (enquanto unidade integrante de um todo que é a torcida)… Tínhamos que vencer o Salgueiro para avançar na Copa do Brasil. Como eu poderia negar meu apoio nesse momento? Fui a quase todos os jogos, não consegui abandonar o Vitória, no último jogo também.

Último jogo, aliás, agora acabou, não foi? E acabou mal!

Tudo bem que achincalhem publicamente a imagem do clube trocentas vezes sem que se tome qualquer providência, tudo bem. Mas durante nosso jogo, na nossa casa, é demais!

Não, pera, nossa casa?

g_2013102212618878

Hinos tocando, “sejam bem-vindos à Arena Fonte Nossa” (isso mesmo, Fonte NoSSa!), rugido de Leão ecoando no estádio, anúncio do placar de um determinado jogo quase que em tempo real (hahaha)… Boa tentativa, mas não adianta, não é a nossa casa. Mesmo que não tivessem ridicularizado a instituição Esporte Clube Vitória (isso porque estavam cuidando para nos agradar, viu, a situação está cada vez mais fora de controle), na nossa cara, não seria como a nossa casa. A Fonte Nova deve continuar sendo o local aonde a gente vai, dá show e mostra quem é que manda em todos os estádios dessa cidade, e só!

Espero que ninguém no Vitória ainda cogite mandar nossos jogos na Arena, pelo silêncio não duvido, mas acho que um pouquinho de vergonha na cara não faz mal a ninguém, né?!

Nossa casa é o Barradão!

barradão

P.S.1.: Tudo bem não! Aléxi, posso te falar uma coisa? Parar de se esconder é bem melhor! Se você não sabe o que fazer, faz assim, senta com alguém do departamento jurídico, chama um pessoal lá da assessoria de imprensa, jornalista e quem trabalhe com a parte visual, pra esclarecer como as coisas funcionam e a articular sobre as medidas necessárias e cabíveis, e porrada nessa cambada. Chama um perito, chama a Polícia Federal, chama o FBI, faz alguma coisa!

P.S.2.: Longe de mim querer tirar o foco do bom momento do Vitória no campeonato, precisamos continuar nessa pegada. O jogo foi difícil, a torcida espetacular, a explosão no final

foi incrível, tenho certeza que os jogadores se arrepiaram. Mas não posso deixar de mostrar, mais uma vez, o meu repúdio a esses acintes que o clube vem sofrendo sistematicamente e à falta de resposta por parte da diretoria. Isso não é gozação de rival a qual não se deve dar atenção, cada episódio desses repercute na mídia, se dermos atenção ou não, e sem reação todos se sentem tranquilos para cometerem “uma gafe”, “um engano”, “um lapso”, quando tem que se referir ao clube, nos sentimos sem representação. E, claro, reiterar a defesa incondicional a autonomia e identidade do estádio do clube, nosso patrimônio.

OUÇA AQUI A ENTREVISTA COM FÁBIO MOTA (Candidato a presidente do Vitória)


ENTREVISTA

O Leão Minha Paixão em parceria com o Programa Resenha Rubro-Negra e Arena Rubro Negra entrevistaram o candidato a presidência do clube Fábio Mota e ele respondeu os questionamento feito pela bancada e também enviadas pelos nossos ouvintes e seguidores.

OPINIÃO LMP: Gostei muito da entrevista, Fábio confirmou que é candidato, esclareceu a questão da formação da chapa e comentou fatos importantes como a questão do Barradão. Para Mota o Vitória não pode abandonar o seu estádio e tem que criar maneiras de viabilizar a Arena Barradão, o ponto alto para mim foi quando ele falou sobre a captação de recursos,  da maneira como conseguiu viabilizar a verba para Via expressa e sobre a má vontade da Conder em realizar a obra, afirmou ainda que existem outros recursos disponíveis para investir por exemplo nos esportes olímpicos mas que a atual diretoria não se mobiliza, ele criticou ainda a falta de transparência no processo eleitoral e pediu a abertura total da democracia no clube, clique e ouça na íntegra e emita a sua opinião.

Nesta quinta a partir das 20 horas entrevistaremos a Advogado do clube Patricia Saleão que defendeu o jogador Escudero no caso de doping.

Com problemas no meio campo, Vitória antecipa retorno de Arthur Maia


arthur-maia-540px

Sem conseguir sucesso nas contratações de um meia, o Vitória pediu ao Joinville a devolução de Arthur Maia e ele já se despediu do clube catarinense e é aguardado na Toca do Leão, onde será integrado ao elenco para disputa do segundo turno do brasileiro.

O retorno de Arthur Maia foi um pedido de Ney Franco, que analisou o elenco, tem estudado os garotos da base e conversado com os profissionais do Vitória, com isso o clube entrou em contato e conseguiu que Maia voltasse a vestir a camisa do Vitória ainda em 2013.

Arthur Maia disse que leva as coisas boas dá passagem, e uma saída pela porta da frente, reclamou da falta de sequência no momento em que estava atuando bem, mas agradeceu a oportunidade e experiência.

.“Foi uma opção do Vitória. Os dois clubes conversaram entre eles e acharam o que era o melhor pra mim”.

OPINIÃO LMP: Gosto muito do futebol do Arthur Maia e venho criticando a diretoria, Caio Junior a torcida pela forma como o garoto saiu, Maia sempre foi visto como grande craque, não é a toa que atraiu olhares de Barcelona, Benfica, e Manchester City, além de Cruzeiro e São Paulo.

Acredito que o empréstimo acabou sendo bom para ele, fez um gol importantíssimo no estadual num clássico e vinha jogando bem até que um dos ídolos do clube se recuperou de contusão e reassumiu a titularidade, com isso ele ficou indo para o banco e entrando em algumas partidas com uma certa desenvoltura, espero que este seja o momento de Arthur Maia realmente brilhar com a camisa do Vitória, para isso é preciso sequência, e o apoio que todos tiveram com Renato Cajá, tenham com o jovem promissor das divisões de base.

PS: David Braz reintegrado ao elenco

PS2: Nino e Mansur também estão fora do brasileirão.

[O OLHA DA FELINA] E aí, o que vai ser?


O OLHAR DA FELINA

POR: Jéssica Gomes

Mais uma derrota fora de casa, mais uma derrota no campeonato e uma sequência incômoda e preocupante. Campeonato esse que começou para nós com ares de “será que dessa vez vai?!”. Particularmente, quando questionada, respondi que ainda era cedo, não dá pra fazer prognósticos no início do torneio, mas, claro, estava curtindo o momento e com melhores expectativas. Analisando um pouco, na verdade, não tínhamos grandes feitos, começamos empatando em casa, como visitantes ganhamos do Náutico, arrancamos um pontinho aqui, outro ali (coisa que nem temos conseguido mais), mas também deixamos de ganhar pontos importantes em casa, enfim, como estava tudo fluindo, mantínhamos uma boa posição. O que quero dizer é que, sei lá, só com isso não se sustenta uma boa posição, entenda-se dentro do (ou beirando o) G4, por muito tempo…

A queda de rendimento veio acompanhada por uma queda na qualidade do futebol, o que é óbvio em médio (dentro da escala de um campeonato) prazo. Parece que o destacado futebol de Maxi (falo dele pois é o nosso coringa) estava atrelado ao seu hermano Escudero (deixem Escudero voltar, por favor!), não que ele esteja mal, mas está sem opções, com o esquema “vamos mandar a bola lá pra frente de qualquer jeito” está difícil. Vejo muita gente criticando quando se fala que Nino faz falta, que nos contentamos com pouco (o pouco que pensam que ele é), mas é inegável que ele é uma opção de saída para o jogo. Enfim, por falar nisso, ainda temos que torcer para nenhum jogador ir parar no departamento médico…

E após as derrotas fora de casa… “em casa a gente resolve”. É, vencer as partidas que restam em casa resolve sim, dá pra fugir do rebaixamento com tranquilidade!

O trabalho de Ney Franco está começando agora, nem dá pra contar a derrota para o Flamengo, mas espero que ele tenha percebido as deficiências, quem deve estar no time titular (sem predileções), fora todas as questões de ordem tática que são suas atribuições, por isso mudamos, para isso ele veio. Não veio para fazer milagres também (mas se souber fazer a gente não se importa), pode dar uma arrumada e tal, mas sem “o 10” o trabalho fica sempre mais complicado. A não ser que ele tenha o poder de extrair/resgatar algum bom futebol de algum jogador que eventualmente tenha perdido/esquecido/abstraído, acho que esse cara não é Cajá, não é Camacho. Esse cara parece ser alguém que ainda não faz parte do elenco…

Mas e aí, o que vai ser? Vamos aos trancos e barrancos, sofrendo, contando com o “fator Barradão”, jogando pra fazer 45 pontos (antes da última rodada, por favor, que aí já é tortura demais para os nossos corações rubro-negros!)? Ou vamos consertar o que está errado, sair para jogar com a convicção de que não somos coitadinhos, que temos capacidade de vencer qualquer time em qualquer campo (ou ao menos vender caro uma derrota) e fazer uma campanha honrosa?

Espero ter uma ideia da resposta para essa questão nas próximas rodadas, e que seja positiva, claro! Em todo caso, como o próximo jogo é em casa, não custa nada lembrar que o título do Atlético Mineiro não vai entrar em campo, portanto vamos manter a dignidade e jogar como ao menos em casa sempre fazemos, sem medo de ninguém, aqui é Barradão!

Os problemas só pioram


#VEMPROBARRADÃO

Considerando que o time titular do Vitória era Deola, Nino, Gabriel, Victor Ramos, Mansur, Michel, Luiz Alberto, Escudero, Renato Cajá, Maxi Biancucchi e Dinei e agora com a desfalques, má fase e venda do zagueiro revelado na base (isso mesmo na base, para aqueles que só vivem cornetando cada garoto da divisão de base). Temos o provável time Wilson, Dimas, Fabricio, Victor Ramos, Euller, Luiz Alberto, Cáceres, Vander, Camacho, Maxi Biancucchi e Rômulo ou seja apenas duas posições são mantidas considerando que Luiz Alberto vai jogar mais recuado do que a sua posição de origem.

É amigos a coisa anda feia, se o primeiro time já carecia de grandes reforços, o segundo nem preciso comentar, e o discurso de ir toda semana para sua rádio predileta e dizer que v ai contratar não basta, o time agora acaba de perder Gabriel Paulista que pode nem atuar nesta quarta feira, com isso os problemas que já eram grande, ficam ainda maiores.

Refutando cada nome especulado e não mostrando ao seu torcedor nenhuma expectativa de contratações além de promessas vazias, o limitado elenco, vai sofrendo baixas, e o sonho distante da Libertadores vai ficando cada vez mais impossível.

mentiras

Desde antes do brasileiro apostei num Vitória forte brigando justamente para ficar entre os 8 primeiros (antes que eu seja julgado de oportunista, corneteiro  e blábláblá, podem ler o texto pré-brasileirão com as expectativas para as 20 equipes), mas com uma possibilidade ainda que pequena de beliscar a tão sonhada Libertadores caso houvesse as tão prometidas 5 ou 6 contratações pontuais nas posições carentes que eram: Zagueiro, Volante, lateral esquerdo, lateral direito, Meia Armador e Centro Avante, destes vou livrar a diretoria da contratação do centroavante pois para mim André Lima era um bom nome e o que ocorreu foi uma fatalidade.

Para alguns as críticas podem parecer duras ou até mesmo indevidas, mas foi a nossa diretoria que reconhecia a limitação do elenco e que arrotava desde o inicio que dinheiro não era problema, reforços viriam, que as contas estão equilibradas e que se orgulhava de ser um dos 3 times há não adiantar as suas cotas de recebimentos

Pois,  vim com discurso contraditório que o não comparecimento em massa da torcida é que tem feito tais coisas, é abusar da inteligência, além do mais agora teremos o dinheiro do patrocínio com a Caixa e mais R$ 10 milhões da venda de 70% do passe de Gabriel Paulista, quero agora ver o que será feito, pois de promessas estamos vendo o bonde novamente andando.

 

SRN

PS: A cornetagem da torcida também tem seu peso, Expulsaram e desqualificaram Anderson Martins, Wallace, Elkeson, Arthur Maia, Edson, Alan Pinheiro, Dimas, Léo,Willie, Gustavo, Yuri e Gabriel Paulista só pra falar nos mais recentes e sofrem com os bondes vindos de outros clubes, podem suportar erros sucessivos de Renato Cajá e Michel, mas não admitem que um jogador revelado na base tenha uma partida ruim no currículo.

PS2: Apesar das minhas críticas e acredito que elas são pertinentes, o meu apoio ao Vitória é incondicional, Associar-se ao SOU MAIS VITÓRIA e comparecer para apoiar no Barradão, continuam sendo minhas duas grandes bandeiras para o torcedor do VITÓRIA.

 

Feliz dia dos Pais Nação Rubro-Negra!


VITÓRIA X FLUMINENSE

Sem tempo para texto pré-jogo, mas quero deixar aqui a minha homenagem aos pais rubro-negros, felicidades a todos e vamos comemorar hoje com um triunfo contra o Corinthians.

PRA CIMA DELES LEÃO!

 

FICHA TÉCNICA
Série A
Corinthians x Vitória
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).
Horário: 16h
Data: 11/08/2013
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (CBF/GO)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Bruno Boschilia (PR).
Corinthians: Cássio, Edenílson, Gil, Felipe e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Danilo, Romarinho e Emerson; Alexandre Pato. Técnico: Tite.
Vitória: Wilson; Gabriel Paulista, Victor Ramos, Fabrício e Danilo Tarracha; Michel, Cáceres, Camacho e Renato Cajá; Maxi e Rômulo. Técnico: Caio Júnior.