Inter 0x1 Vitória Argel estreia com triunfo, leão sai da zona e empurra o colorado!


Internacional 0x1 Vitória O Vitória foi ao Beira Rio e venceu o Internacional num duelo de 6 pontos contra o dono da casa e se deu bem, gol de Kanu com assistência de Zé Love, muita comemoração de Argel Fucks e leão fora da zona de rebaixamento, de quebra empurra o colorado no z4.

O time escalado só teve a mudança de FErnando Miguel em lugar de Caique, Argel manteve o esquema com 3 atacantes mas colocou Kieza e Marinho para marcar os laterais e isso deu muito certo, o time conseguiu anular as jogadas adversária e saia no contra ataque, Zé Love chutou uma por cima e lançou outra para Willian Farias desperdiçar, lá atrás o time se segurava.

No segundo tempo o time chegou ao gol com Kanu após lançamento de Cárdenas, toque para trás de cabeça de Ramon e assistência de Zé Love para o zagueiro balançar as redes.

Com a vantagem o Vitória se fechou, sofreu a pressão mas resistiu. Um ótimo começo de trabalho pra Argel Fucks mo comando do time

 

 

FICHA TÉCNICA
Internacional x Vitória
Campeonato Brasileiro – 25ª rodada
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 15/09/2016
Horário: 21h
Árbitro: Emerson Luiz Sobral (PE)
Assistentes: Francisco Chaves Bezerra Junior (PE) e Marlon Rafael Gomes de Oliveira (PE)
Cartões amarelos: Euller, Marinho, Kieza, Vander e Kanu (Vitória); Seijas (Internacional)
Gol: Kanu (Vitória)

1Time venceu fora de casa

2 Saiu da Zona

3 Venceu um concorrente direto

4 Estreia de Argel

5 postura do sistema defensivo

6 Zé Love 1 gol e 1 assistência em 2 jogos

Anúncios

Atlético Mineiro 2×1 Vitória Leão perde mais uma e volta a zona


o

atletico-2x1-vitoria

O vitória infelizmente perdeu +1 fora de casa e voltou a zona de rebaixamento após revés contra o atlético mineiro no estádio independência com 2 gols de Fred para o time mineiro e Kanu descontando para a equipe rubro negra.

O treinador vagner mancini insistiu no esquema com 3 atacantes E deixou serginho no banco a esperança do torcedor era ver o time no tradicional esquema 4 4 2 mas isso não aconteceu e o boliviano foi o escolhido pelo treinador para começar a partida. O jogo começou bom com o atlético buscando o ataque e o vitória saindo no contra ataque rápido e tentando abafar Com o sistema de marcação alta Porém os espaços deixados no meio campo foram perigosos e Robinho e Fred sempre conseguiam lances para finalizar dentro da área. Parecia não ser o dia do camisa 99 que perdeu 1 gol incrível depois de lançamento na área ele deu carrinho na bola sem goleiro e acertou o travessão mas infelizmente foi 1 ledo engano Fred viria a marcar nos acréscimos do 1os. tempo depois de lançamento ele finalizou no canto do goleiro Fernando Miguel abrindo o placar. Antes do gol de Fred 1 lance chamou muita atenção aos 36min 1 contra ataque rápido do vitória marinho recebeu em profundidade partiu conduzindo a bola e tentou encobrir o goleiro Giovanni que fez grande defesa o detalhe é que o atacante David passava Livre pra receber Marinho perdeu gol e ao final do 1. tempo o goleiro caíque reserva do rubro negro partiu pra cima do atacante e gerou 1 princípio de confusão mais os jogadores depois afirmaram que conversaram e se acertaram no vestiário.

No 2os. tempo puxe-nos continuaram buscando o gol o vitória chegou ao empate com o cano após cobrança de falta de diego renan pelo lado esquerdo o zagueiro cabeceou com precisão empatando a partida para vitória. Mancini mudou colocou Alipio e Serginho em lug r de Ramallo e David Mas foi o atlético que conseguiu o 2os. gol novamente com fred após vacilo da defesa do vitória o atacante recebeu sozinho e fuzilou o goleiro fernando miguel é decretado 2 a 1 para o atlético e dando números finais a partida.
FICHA TÉCNICA
Atlético-MG x Vitória
Campeonato Brasileiro – 23ª rodada
Local: Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 07/09/2016
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS/Asp. Fifa)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Maurício Coelho da Silva (RS)
Cartões amarelos: Fernando Miguel, Marcelo, Diogo Mateus, Ramon e Alípio (Vitória); Edcarlos (Atlético-MG)
Gols: Fred – 2x (Atlético-MG); Kanu (Vitória)

Atlético-MG: Giovanni; Carlos César, Gabriel, Edcarlos e Fábio Santos; Rafael Carioca, Lucas Cândido, Maicosuel (Yago), Robinho e Carlos Eduardo (Clayton); Fred. Técnico: Marcelo Oliveira.

Vitória: Fernando Miguel; Diogo Mateus (Euller), Kanu, Ramon e Diego Renan; Amaral, Marcelo e Cárdenas; Marinho, David (Alípio) e Ramallo (Serginho). Técnico: Vagner Mancini.

Vitória 2×3 Santos: Leão perde e se aproxima da zona


EC VITÓRIA x SantosO Vitória voltou a decepcionar em casa e com isso vê a zona de rebaixamento cada vez mais perto, com 19 pontos em 13° o time esta a 02 do Z-4 e a frente do próximo adversário, Figueirense que tem 17 pontos na 18 colocação.

O time começou bem, criando chances mas pecando na finalização e quando balançou a rede com Serginho o bandeira levantou o bastão de impedimento. O rubro negro não fez e vacilou na defesa,contra ataque rápido e Diego Renan ficou vendido, bola lançada Victor Ramos ver a bola passa, Euller tenta de Carrinho mas Vitor Bueno marca 1×0.

Depois do gol o Vitória continuou tentando e de tanto insistir o empate veio com uma bela cabeçada de Kanu mas quando todos ainda comemoravam e pensava na virada, veio o gol polêmico do Santos em novo cochilo defensivo e fim de primeiro tempo.

No segundo tempo o jogo permaneceu igual, Vitória indo pra cima e buscando o empate. Saíram Dagoberto e Serginho e Ramallo e Sherman entraram(Cárdenas pediu para ser chamado pelo primeiro nome).

Com a entrada do 10 o leão se organizou e em sua primeira oportunidade ele deu uma cavadinha e quase deixou Kieza de cada. O time cresceu e chegou ao empate com Vander chutando de esquerda.

A virada parecia surgir no Barradas,time tocando e buscando o gol,,Vander lançou e Cárdenas de cabeça quase vira mas Vanderlei fez excelente defesa e eis que vem o golpe derradeiro. Saída errada, zaga exposta e gol do Santos.

Agora é juntar os cacos e tentar o triunfo diante do Figueirense em jogo de 6 pontos no sábado.

Mancini precisa parar de insistir no esquema com 3 atacantes, parar de insistir em Dagoberto e arrumar essa defesa, todos os jogos o Vitória sofre gols de erros inacreditáveis. Ou muda ou chegou a hora de sair.
FICHA TÉCNICA

Vitória x Santos

Campeonato Brasileiro – 16ª rodada

Local: Barradão, em Salvador

Data: 24/07/2016

Horário: 18h30

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (ASP/Fifa-PR)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Cartões amarelos: José Welison, Dagoberto e Willian Farias (Vitória); Ricardo Oliveira (Santos)
Gols: Vitor Bueno, Copete e Jean Mota (Santos); Kanu e Vander (Vitória)
Vitória: Caíque; Diego Renan, Victor Ramos, Kanu e Euller; José Welison, Willian Farias (Tiago Real) e Serginho (Cárdenas); Vander, Dagoberto (Ramallo) e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato, Léo Cittadini (Jean Mota), Lucas Lima  (Fernando Medeiros )e Vitor Bueno; Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior

 

 

 

[BAVI-BAHIA 1X3 VITÓRIA] O leão mostra mais uma vez quem manda na Fonte Nova!


bahia 1x3 VITÓRIA BAVI

O Vitória continua a passear na Arena Fonte Nova, não importa o quanto os torcedores e até jogadores do rival vociferem os números mostram quem é o verdadeiro dono do estádio, mais um triunfo e o rubro negro passa 2015 invicto nos clássicos 2 triunfos e 1 empate e o 3×1 de hoje ainda sacramentou a 100ª partida de Vagner Mancini comandando o Leão em 3 passagens pelo clube.

O BAVI

Estádio lotado, festa nas arquibancadas e aos 15 segundos gol do Bahia num vacilo total de todo o time do Vitória que ainda não havia percebido que o arbitro já havia iniciado a partida, bola tocada de pé em pé, marcação frouxa e Kieza apareceu livre para fazer Bahia 1×0. A unica coisa que não deveria ocorrer, o único fator  que poderia tirar o triunfo do Vitória era realmente sofrer um gol logo no inicio mas o time foi maduro e conseguiria reverter.

Com 1×0 no placar o rubro negro parecia nervoso, errava muitos passes e não conseguia criar, era o momento do rival aproveitar mas eles adotaram uma postura errada e custou caro, ao tentar buscar os contra ataques o Bahia levou o leão ao ataque, porém foi num contra ataque fulminante que Escudero empatou o jogo aos 28 minutos do 1º tempo, a jogada foi iniciada pelo próprio argentino que recebeu antes do meio e tocou rápido e avançou por trás da defesa para pegar o rebote de Douglas Pires, após conclusão de Elton no lançamento de Diogo Matheus, 1×1 e o domínio do Vitória começa a ficar mais claro.

Finalzinho do segundo tempo e o lance que definiu completamente a partida, Kieza meteu a mão na bola e fez o gol, bem anulado por Leandro Pedro Vuaden que aplicou o segundo cartão amarelo e expulsou o camisa 9 do Bahia, confusão em campo, muita reclamação e parece que nos vestiários  da fonte a coisa ficou quente e isso desestabilizou ainda mais o rival.

O Vitória com um a mais voltou soberano para o segundo tempo, comandava as ações e buscava o gol e após cobrança de escanteio de Escudero a bola foi cabeceada na área e ficou livre para Rhayner que chutou estranho mas marcou o segundo, Bahia 1 x 2 Vitória. Tudo que o Vitória queria, com placar e quantidade numérica vantajosa, o leão passou a administrar e só não sacramentou logo por que o bandeira anulou corretamente o gol de Elton de cabeça.

O Bahia até que tentava mas esbarrava em Ramon e Gatito e nesse momento Mancini já percebendo a queda de rendimento fez mudanças na equipe para garantir os 3 pontos e quando parecia que o Vitória não tinha mais pretensões, tocando a bola pro lado e pro outro, eis que Diego Renan toca para Elton que lindamente fazo pivô e de calcanhar toca na entrada da área o lateral do Vitória dá um chutaço que toca na trave e morre no fundo das redes sacramentando o triunfo do Vitória.

Após o terceiro, a expectativa era de mais gols e mais uma goleada na Arena, porém o rubro negro não estava com tanto apetite e fez apenas gastar o tempo como rival fragilizado em campo e a torcida de 4 mil rubro negros calando 33 mil tricolores na Arena FONTE NOSSA!

O vitória diminuiu para 4 pontos a distância para o Botafogo na briga pelo título, aumentou a distância para o quinto colocado o próprio Bahia em 5 pontos e terá mais duas partidas em casa para consolidar o retorno a primeira divisão.

 

SÉRIE B – 29ª RODADA
Bahia 1 x 3 Vitória
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Horário: 16h30
Gols: Kieza, Escudero, Rhayner e Diego Renan
Cartões amarelos: Amaral, Diogo Mateus e Ramon (Vitória). Kieza, Maxi, Tiago Real e Yuri (Bahia)
Cartões vermelhos: Kieza
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison e Carlos Henrique Selbach
Bahia: Douglas Pires; Railan, Robson, Gustavo e João Paulo; Yuri, Paulinho Dias (Souza), Tiago Real e Eduardo(João Paulo Penha); Maxi Biancucchi e Kieza. Técnico: Sérgio Soares
Vitória: Gatito; Diogo Mateus, Kanu, Ramon e Diego Renan; Amaral, Pedro Ken, Vander, Rhayner (David) e Escudero (Jorge Wagner); Elton. Técnico: Vagner Mancini.

[BAHIA X VITÓRIA] Clássico quente com clima de decisão!


bahia x VITÓRIA BAVI

Bem diferente do ultimo encontro quando goleou por 4×1 no Barradão. O Vitória chega ao clássico com moral, antes desanimado e em crise pelas eliminações do primeiro semestre, agora o rubro negro enfrenta o rival com a expectativa de se consolidar no G-4 e diminuir a distância para o líder Botafogo e de quebra instaurar uma possível crise no tricolor que por sua vez tenta ganhar novo folego na competição, já que vive um momento de grande instabilidade e perder hoje sacramenta sua saída do grupo dos 4 e pode ocasionar a demissão do treinador Sergio Soares.

O Vitória esta na segunda colocação com 49 pontos e 14 Vitórias, triunfando  abrirá 5 pontos e terá 3 triunfos a mais nos critérios de desempate do que o 5º colocado o proprio Bahia que possui  47 pontos e 12 Vitórias. O Bahia busca passar o rival, fato poucas vezes conseguidas nesse brasileiro, triunfando voltaria ao G-4 e ainda ficaria com 1 ponto de vantagem do rubro negro, dando o gás que eles precisam para encarar essa reta final.

Sem muitos mistérios o Vitória de Vagner Mancini esta escalado e a única ausência é do zagueiro Guilherme Mattis que foi expulso polêmicamente no ultimo jogo, recuperado Diogo Matteus deve reassumir a lateral direita e Diego Renan volta a esquerda no lugar de Euller e a provavél escalação deverá ser: Júnior Gatito, Diego Renan, Kanu, Ramon e Euller; Amaral, Pedro Ken, Escudero e Rhayner; David e Elton.

Já no time de Itinga existe a briga na zaga entre Robson e Jailton e a dupla de ataque mesmo com tanto suspense deverá ser mesmo Kieza e Maxi Biancucchi que ao longo da semana se queixaram de dores mas treinaram normalmente no ultimo coletivo da semana, com isso o Bahia deverá is a campo com: Douglas Pires; Railan, Robson (Jailton), Gustavo e João Paulo;  Yuri, Paulinho Dias, Tiago Real e Eduardo; Zé Roberto (Maxi) e Kieza.

Estratégias: Enquanto o Bahia deverá atuar buscando fechar os espaços e adiantando a marcação, o Vitória deverá usar a velocidade de Diogo e Rhayner e também a forte bola parada de Escudero, o rubro negro deverá tomar as iniciativas enquanto o tricolor tentará sair em contra ataque.

Publico recorde na Fonte Nova e uma grande festa com toda certeza das torcidas no maior clássico do norte-nordeste um dos maiores do Brasil e porque não dizer do mundo. A beleza e rivalidade de um BAVI é inexplicavél e contagiante, já perdi as contas de quantos assisti, só tenho a certeza que sorri muito mais do que chorei e espero hoje comemorar mais uma vez e como sempre deixo uma provocação aos meus amigos tricolores, repetirei a frase do ultimo clássico: É na Fonte Nova!HAHAHA então menos de 5 eu nem comemoro!

PEGA LEÃO!