VITÓRIA 4X1 BAHIA (JOGO COMPLETO) Campeonato brasileiro série B 2015


Anúncios

E o Esporte Clube Bahia VICEou de vez


bahia-vice
Texto de Victor Hugo. Retirado do Futebol Bahiano.com
Com o término do campeonato baiano de futebol feminino, que ocorreu na tarde do último sábado quando o São Francisco se tornou campeão pela 13ª vez consecutiva, oficialmente termina a temporada baiana de futebol de 2013.
Apesar de ter perdido mais um título no ano, a comemoração do Bahia foi intensa por mais um Vice Campeonato em sua história, desta vez o primeiro na categoria feminina.
Para um clube que se destacou na década passada por ser o maior vice em todo o Brasil (foi 8 vezes vice pelo Campeonato Baiano de Futebol profissional, e outras 22 vezes pelas categorias de base, sempre com o rival Vitória como campeão), até que o ano de 2013 foi proveitoso, afinal só no estadual foi vice no profissional, júnior e juvenil, além do feminino.
E os vices de 2013 não se restringiram aos torneios estaduais. O Bahia também conquistou o vice campeonato da Copa do Brasil sub 15, da Copa Nike com o time sub 15 e da Copa 2 de Julho com o time sub 17. Ao menos mostra que diferente de outros anos o clube vem chegando forte em algumas finais.
Com os vices campeonatos da temporada 2013, os mais importantes perdendo para o Vitória, o Bahia chega a marca de mais de 60 torneios de futebol (profissional e base) sendo vice do rival, uma marca de respeito que provavelmente não tenha igual em nenhum lugar do mundo. Essa marca até poderia ser maior se o clube disputasse outras modalidades esportivas, afinal o Vitória foi campeão em mais de uma dezena de esportes só nesse ano que passou.
A única exceção do ano aconteceu no infantil, que diferente de todos os outros torneios disputados pelo clube, o Bahia conseguiu levantar uma taça. E olha que nesse ano não teve nem suspeita de “gatos”! Para os mais otimistas fica a esperança de que no futuro essa nova geração consiga dar outras alegrias se não a de ser vice e a de escapar de rebaixamentos. É o que a torcida tricolor mais quer!
Victor Hugo