Vitória pretende renovar com Biancucchi, time treinará na toca durante a copa das confederações, time não teve proposta da Puma, contrato com a Caixa e Via Paralela/Barradão


MAXI BIANCUCCHI

MAXI BIANCUCCHI, ESCUDERO, CÁCERES

Em entrevista ao programa Grito Rubro Negro, o vice presidente do Vitória Carlos Falcão respondeu perguntas feitas por Renato Lavigne e o manager foi bem esclarecedor em suas respostas.

Começando sobre a questão do destaque do leão na temporada o atacante argentino Maxi Biancucchi, Falcão disse que o Vitória tem a pretensão de renovar o contrato do atleta, o clube espera ter a oportunidade de prolongar o vinculo do mesmo, mas sem adquirir os direitos econômicos, seja parcial ou total. Ainda falando de Maxi ele só sai do Vitória antes do termino de contrato caso algum clube pague a multa rescisória que é de R$ 10 mi para clubes brasileiros e R$ 15 mi para estrangeiros e o jogador desejar sair.

VITÓRIA NA TOCA

556455_288070464623547_423845295_n - Cópia

Quando se reapresentar na terça feira o Vitória vai sim treinar na sua casa a toca do Leão, cedida a FIFA para preparação das seleções que disputam a copa das confederações, a toca vai continuar como centro de treinamento do rubro negro, para tanto o time vai ter que treinar em horários diferentes em pelo menos 1 hora da seleção Italiana, e não utilizará o campo número 1, a quantidade de funcionários do clube será estudado e aqueles que forem trabalhar nesses dias serão credenciados para ter a entrada permitida e assim atender as necessidades do Vitória.

CASO PUMA

Uniforme-Padrao1_e_2_Por_Arena_Rubro_Negra2

O Vitória não teve nenhum contato com a Puma ou com nenhuma outra fornecedora de materiais esportivos para assumir o lugar que atualmente é da pênalti, Carlos Falcão afirmou que o clube esta feliz com a atual parceira e que existe uma cordialidade muito grandes entre tais empresas e que elas não costumam contatar clubes para quebra de contrato,  o que existe é apenas contatos para saber quando acaba o contrato vigente.

VIA EXPRESSA

O Manager disse ainda que já há uma empresa vencedora de licitação para realizar as obras e o Vitória esta acompanhando de perto e aguardando as ações do governo para execução das mesmas.

PATROCÍNIO DA CAIXA

Após a entrega da documentação necessária para o fechamento do contrato, o Vitória espera a assinatura do mesmo e a expectativa é de que na reestreia  no brasileiro o clube já estampe a nova marca em seus uniformes. Sobre a questão da necessidade de que o rival Bahia assine no mesmo dia, Falcão explicou que não é verdade, a Caixa pode e deve assinar com o clube que apresentar os requisitos, o outro terá que  buscar a documentação adequada para tornar a parceria vigente, o diretor explicou ainda a questão da dupla Coritiba e Atlético-PR que viveu caso semelhante com o Coxa só aderindo a marca agora, quase um ano após o rival.

Anúncios