[VITÓRIA X SÃO CAETANO] Quando a Sobrevivência nos permite a Vingança


Parece roteiro de filme, parece mais um dos épicos da dramaturgia, mas não é, é vida real, é embate, é sobrevivência e vingança trilhando lado a lado, eis que rubro-negro e azulão estão novamente frente a frente e quis o mundo do ludopédio que fosse com as seguintes características, para que haja mais sabor, e que sejamos brindados por vingar a nossa derrota diante do inimigo.

Não há como esquecer aquele fatídico dia de 2011, porém o Vitória tem a chance de reescrever a história de uma maneira mais positiva e com um final feliz. É claro que vencer  hoje significa o retorno para elite e isso já seria o suficiente, mas ter a chance de tirar da briga quem te eliminou há cerca de 1 ano, é a cereja do bolo.

No seu segundo jogo a frente do comando do Vitória Ricardo Silva irá manter a equipe que venceu o CRB e conta ainda com o retorno do atacante Willian que estará no banco de reservas. O time contará ainda com o apoio incondicional dos guerreiros torcedores que irão ao Barradão cantar e com Fé em Deus comemorar o acesso, mesmo tendo o horário como grande inimigo, jogo as 18:30 horas é uma brincadeira muito sem graça da CBF, mas tudo bem, sempre foi assim, contra tudo e contra todos, vamos lá mais uma vez.

Quero terminar o texto com uma frase marcante de Aquiles em TROIA:

Guerreiros, estão vendo a glória, vão em frente, peguem na, é de vocês!  

FICHA TÉCNICA

Vitória x São Caetano

Série B – 33ª rodada 

Data: 26/10/2012

Horário: 18h30 (horário da Bahia)

Local: Estádio Barradão, em Salvador

Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (RJ)

Assistentes: Wilton José Lins da Silva (SP) e Jossemmar Diniz Moutinho (SP)

Vitória: Deola; Nino Paraíba, Gabriel, Josué e Mansur; Michel, Uelliton, Pedro Ken e Tartá; Elton e Marquinhos. Técnico: Ricardo Silva.

São Caetano: Luiz; Samuel Xavier, Eli Sabiá, Gabriel e Diego; Augusto Recife, Moradei, Éder e Pedro Carmona (Ailton e Luciano Mandi); Danielzinho e Leandrão. Técnico: Ailton Silva (interino).

 

PS: Não vou ficar aqui me defendendo das acusações infundadas de Mocota e nem vou render assunto, quem me acompanha durante estes 4 anos sabe muito bem que nunca tive problemas no blog com pensamentos contrários aos meus e sempre tive a humildade de retornar a este espaço e me retratar quando errei, mas julgar a idoneidade e a veracidade dos meus textos é algo inconcebível, já que a minha postura aqui sempre foi a de prezar pela verdade dos fatos e não ser dado as especulações e nada daquilo que eu não pudesse comprovar, para você Mocota que diz que nos blogueiro deveríamos abrir as nossas fontes, deveria saber que isso algo sigiloso em todo o meio jornalístico e que as mesmas devem ser preservadas, tudo que escrevo aqui, o faço com ciência com conhecimento, com horas de pesquisa e dedicação, mas se cerca de 4 anos não bastam para mostrar para você a idoneidade deste blogueiro, peço simplesmente que deixe de ler os meus textos e que sempre que for necessário utilizarei o blog para fazer criticas aqueles que você protege com tanta veemência se assim eles merecerem, da mesma forma que já utilizei em muito para elogiar as suas ações positivas.

[Vitória x São Caetano]Para superar o trauma e extravasar a irá


Geralmente eu tiro a possibilidade de vingança dos meus textos por uma série de motivos, mas no jogo de hoje, é diferente, as circunstâncias permitem chamá-lo de vingança e serve também para superar um grande trauma recente na história do Leão.

É um fato que ninguém esqueceu aquele fatídico jogo entre Vitória x São Caetano pela penúltima rodada da série b 2011, e por isso vencer o azulão hoje no Anacleto Campanela ajuda a apagar um pouco daquela grande decepção.

O Vitória vai à busca de seu sétimo triunfo consecutivo, para isso terá apenas uma mudança, Gabriel Paulista no lugar de Dener, o time terá o reforço de Eduardo Ramos no banco de reservas, ele que está recuperado de lesão e pode pintar durante o jogo, o restante do time será o mesmo que venceu o CRB por 1×0 no sábado no Barradão.

Sem tempo para treinar, os acertos na equipe se deram por meio de conversa, o grupo ainda foi a campo por 20 minutos, mas o trabalho foi exclusivamente de orientação de posicionamento, o Vitória vai em busca Da conquista de mais 3 pontos fora de casa e com isso confirmar mais ainda a fama de visitante mais incômodo da competição, tendo vencido 5 de 7 jogos até aqui.

O São Caetano de Sergio Guedes é muito mais forte do que o de 2011, isso é possível analisando as duas campanhas, o time do ano passado escapou do rebaixamento na ultima rodada e o de 2012, vem brigando por uma vaga no g4, a meta do rubro-negro é atrapalhar as pretensões do azulão e vencer um jogo considerado de 6 pontos.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B

São Caetano x Vitória 

Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano (SP).

Data: Terça-feira, 30 de julho.

Horário: 21h50.

Árbitro: Anderson Daronco (CBF/RS).

Assistentes: João L Monteiro de Souza Jr. (CBF/RS) e José A Chaves Franco Filho (CBF/RS).

 

São Caetano: Fábio (Luiz); Samuel Xavier, Eli Sabiá, Gabriel e Diego Corrêa; Augusto Recife, Moradei, Éder e Aílton; Geovane e Somália. Técnico: Sérgio Guedes.

 

Vitória: Deola; Nino Paraíba, Dankler, Victor Ramos e Gabriel Paulista; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Leílson; Marquinhos e Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani.

[ABC 0X1 VITÓRIA] Com sabor de goleada, terceira colocação!


Eu falei no texto pré-jogo o quanto o Vitória gosta de jogar no frasqueirão e desta vez não foi diferente, o Leão conseguiu vencer a  terceira partida fora de casa nesta série B e assume a 3ª colocação na tabua de classificação e continua forte no G4.

Foi o triunfo da persistência de um time que acreditou até o ultimo minuto que era possível vencer, o rubro-negro jogou com personalidade e saiu de campo com os 3 pontos na bagagem.

O Jogo começou com o Vitória tentando assumir logo de cara uma postura ofensiva, mas os erros de passes na entrada da área dificultavam as coisas, a bola não chegava limpa em Neto Baiano que lutou bastante mas não conseguiu ampliar a sua marca no ano. Tartá não fez uma boa partida e isso prejudicou muito o rendimento do Vitória que ficou com o setor esquerdo estéril, apesar de que Mansur até teve boas infiltrações, porém no quesito defensivo ele deixou muitos espaços.

O ABC tentava ir ao ataque somente em contra ataques, com o perigoso Washigton, mas com 3 volantes e a defesa do Vitória bem postada, foi difícil levar perigo, mas quando o alvinegro chegou esbarrou  nas defesaças de Douglas que esteve numa tarde inspirada, foram 4 belas defesas e dois milagres, espero que ele continue nesse ritmo, da maneira que fez ele ganhar a confiança da galera em 2011.

No segundo tempo o Vitória voltou com uma nova postura, Michel entrou no lugar de Manha e a marcação foi avançada, o Vitória levou perigo em algumas oportunidades, mas o goleiro Abcdista esteve atento, e para agravar o ultimo passe sempre demorava a acontecer ou não era feito com da melhor maneira possível o que dificultava a abertura do placar. A tônica do jogo era a seguinte, o Vitória indo para cima e o ABC buscando os contra ataques, o jogo ficou assim até os 45 minutos quando o jogador Guto foi expulso, o arbitro deu 5 minutos de acréscimo e o Vitória foi todo para o ataque e tentou tanto até que aos 49 minutos e 47 segundos Foi cobrado o escanteio e Victor Ramos cabeceou e venceu o goleiro,GOOLLL DO VITÓRIA e 3 pontos na tabela.

Como diária Geraldo, foi a famosa goleada, o importante nesta série B é vencer e se consolidar no G4, a briga pela liderança vai chegar e ela começa terça feira com a nação lotando o BARRADÃO.

SRN

FICHA TÉCNICA 

SÉRIE B

ABC x Vitória 

Local: Estádio do Frasqueirão, em Natal (RN).

Data: Sábado, 7 de julho.

Horário: 16h20.

Árbitro: Wagner Reway (Asp. FIFA/MT).

Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho (CBF/MT) e Thyago Costa Leitão (CBF/PI).

ABC: Andrey; Pedro Silva, Alison, Eduardo Neto e Renatinho Potiguar; Guto, Bileu, Jérson e Raul; Éderson e Washington. Técnico: Ademir Fonseca.

Vitória: Douglas; Nino Paraíba, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Mansur; Uelliton, Rodrigo Mancha, Pedro Ken e Tartá; Marco Aurélio e Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani.

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO

https://valmerson.wordpress.com/campeonato-baiano/brasileiro/

OLHA SÓ ESTE VIDEO HAUHUAHUAHUAHUA:watch?v=bu6X3J98HJg&feature=player_embedded

 

[ABC X VITÓRIA] Que as boas lembranças inspirem os 3 pontos!


 

O Leão vai a capital Potiguar para buscar os 3 pontos e seguir na cola da liderança do campeonato brasileiro série b, o time terá novidades na defesa e no ataque e espera manter a invencibilidade no estádio do Frasqueirão.

Com Marco Aurélio no lugar de Marquinhos e Gabriel no lugar de Rodrigo o Vitória de Paulo Cesar Carpegiani busca vencer mais uma fora de casa e permanecer forte no G4 da competição, o time abcdista conta com reforço no banco, recém-chegado ao clube o treinador Ademir Fonseca foi contratado na quarta, chegou na quinta e já treinou a equipe e assumi o comando da mesma na partida, o time alvinegro conta ainda com velhos conhecidos do Leão, Washington, Alison, Eduardo Neto e Jérson atuaram pelo Vitória e ultimo pertence ao brioso e atua por empréstimo.

O Vitória costuma se dar bem jogando no frasqueirão, o time nunca foi derrotada na casa do ABC e para completar foi Tetra Campeão do Nordeste lá, boas lembranças, na ultima partida lá, houve empate pela Copa do Brasil e no retorno foi aquela virada histórica com 3 gols de Neto Artilheiro do Brasil Baiano em menos de 15 minutos, quando o Vitória perdia por 2×0 e precisava virar o jogo para se classificar para a próxima fase, e conseguiu tamanho feito, por isso não falta motivação para o rubro-negro conseguir trazer mais 3 pontos na bagagem, ainda mais que o ABC não vive um bom momento na competição e briga para se distanciar da zona negra de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA 

SÉRIE B

ABC x Vitória 

Local: Estádio do Frasqueirão, em Natal (RN).

Data: Sábado, 7 de julho.

Horário: 16h20.

Árbitro: Wagner Reway (Asp. FIFA/MT).

Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho (CBF/MT) e Thyago Costa Leitão (CBF/PI).

ABC: Andrey; Pedro Silva, Alison, Eduardo Neto e Renatinho Potiguar; Guto, Bileu, Jérson e Raul; Éderson e Washington. Técnico: Ademir Fonseca.

Vitória: Douglas; Nino Paraíba, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Mansur; Uelliton, Rodrigo Mancha, Pedro Ken e Tartá; Marco Aurélio e Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani.

PS: Como o uniforme do ABC é alvinegro e o 1º Uniforme do Leão atualmente é rubro negro e o 2º é branco, o que irá acontecer? Será que o Vitória vai voltar atrás e jogar de vermelho e preto? Na verdade eu soube por fontes segurar que o Vitória vai lançar hoje seu uniforme de 3, o amarelo que venceu a votação entre os torcedores, mas vamos aguardar para saber o que vai acontecer de fato.

[VITÓRIA 2X0 AVAÍ] Trauma superado e G4 confirmado


 

O Vitória ainda estava sob pressão pela derrota sofrida diante do Goiás de virada por 4×3 após está vencendo por 3×0, mas mesmo sem jogar bem o Leão manteve a invencibilidade no Barradão em 2012 e carimbou os 3 pontos e a permanência no g4, o rubro negro, ou seria alvinegro? Manteve a quarta colocação, mas agora com 04 pontos de distância do quinto colocado.

Cheio de mudanças o Vitória não conseguiu engrenar como de costume no Barradão, mesmo com o Avaí buscando somente se defender e sair em contra ataque, os passes errados atrapalhavam muito o time da casa que não conseguia levar muito perigo ao gol de Diego, Marquinhos, Tartá e Pedro Ken não estavam numa tarde feliz e com isso a bola pouco chegou no artilheiro do Brasil Neto Baiano.

Ainda no primeiro tempo o que deu a tônica foi  Vitória no ataque mas sem levar perigo, e o Avaí assustando somente nas patinadas de Rodrigo que quase entrega o famoso leite em duas oportunidades, Carpegiani percebeu as falhas e logo no primeiro tempo, mandou Gabriel para o aquecimento, mas o jogo terminou na primeira etapa sem mudanças e com 0x0 no placar.

O Vitória precisava vencer, e Carpegiani colocou Marco Aurélio para fazer a sua estreia no lugar de Tartá, e Gabriel no lugar de Rodrigo, mas quem esperava  Vitória em cima logo no inicio, viu um jogo tão parado como no primeiro tempo, somente após os 10 minutos que o Leão começou a tentar e Diego salvou em duas oportunidades, daí para frente o nome de Marco Aurélio passou a ser o nome mais pronunciado no ataque leonino, ele chutou, tocou, lançou e despertou a vontade de vencer, o sangue que estava faltando com a ausência do vermelho no manto rubro negro, e foi justamente num bela jogada de Marcou Aurélio que achou Neto Baiano que fez o pivô com maestria para Pedro Ken que estava mal, marcar Vitória 1×0, festa no Barradão.

Já era esperado que a retranca do Avaí não iria continuar, eles vieram para cima e ameaçaram, Douglas fez duas boas defesas e em outro lance quase vacila, mas Gabriel esperto tirou, quando o resultado parecia se confirmar eis que uma mudança mudou a cara do jogo, Mineiro entrou em lugar de Marquinhos e num contra ataque rápido ele passou por dois defensores e chutou no canto na saída do goleiro Diego e garantiu o triunfo Rubro Negro, Vitória 2×0 e três pontos somados na classificação.

 

DOUGLAS: Fez boas defesas, mas assustou em duas oportunides, precisa ter de volta a tranquilidade, tem que ter sequência para isso. Nota 7.0

NINO: É o titular, é o cara que a torcida aprendeu a gostar, vai para cima e marca com qualidade, mesmo com tanto tempo longe ele não se omite. Nota 7.0

RODRIGO: Uma lastima, foi muito mal em todos os lances que participou, quase entrega o leite. Nota 3.0

VICTOR RAMOS: Esteve muito bem, e no primeiro tempo teve que jogar por ele e por Rodrigo. Nota 8.0

MANSUR: Foi bem hoje, marcou muito bem,  e apoio com uma certa qualidade. Nota 7.5

UELLITON: Guerreiro em campo, estou gostando de ver os seus lançamentos, muita qualidade. Nota 8.0

RODRIGO MANCHA: É um bom reserva, erra muitos passes, mas não comprometeu. Nota 6.0

PEDRO KEN: Esteve muito mal, mas no momento em que teve chance, mostrou qualidade e por isso merece uma boa nota. Nota 8.0

TARTÁ: Hoje não foi nem de longe o cara que tem sido o destaque do Leão. Nota 4.0

MARQEUINHOS: Lastimável, perdeu dois gols na cara com  goleiro, precisa melhorar muito. Nota 3.0

NETO BAIANO: Não teve muitas oportunidades, mas fez o pivô como ninguém hoje, deixou Marquinhos duas vezes na cara do gol e deu o passe para Pedro Ken marcar o gol. Nota 7.5

MARCO AURÉLIO: Mudou a cara do jogo, uma bela estreia, foi para cima, chutou e criou boas oportunidades de gol. Nota 8.0

GABRIEL: Zagueirão, foi muito bem e corrigiu as falhas de Rodrigo, quase marca o seu, mas lá atrás deu conta do recado: Nota 7.5

MINEIRO: Retornou ao time depois de um longo tempo e mostrou sua qualidade, um bonito gol, espero que tenha continuidade. Nota 8.0

PAULO CESAR CARPEGIANI: O Treinador foi muito bem hoje, sua única falha foi começar com Rodrigo, mas mexeu muito bem nas 3 oportunidades e foi decisivo para os 3 pontos: Nota 9.0

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B

Vitória x Avaí 

Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador (BA)

Data: Sábado, 29 de junho.

Árbitro: Marcelo Aparecido R. de Souza (SP-CBF).

Assistentes: Herman Brumel Vani (SP-CBF) e Celso Barbosa de Oliveira (SP-CBF).
Cartões amarelos: Nino Paraíba, Marquinhos, Mineiro, Neto Baiano e Rodrigo Mancha (Vitória) / Diogo Orlando, Patrick e Cleber Santana (Avaí)
Cartão vermelho: Marcinho Guerreiro (Avaí)
Gols: Pedro Ken e Mineiro (Vitória)

 

Vitória: Douglas; Nino Paraíba, Victor Ramos, Rodrigo (Gabriel Paulista) e Mansur; Uelliton, Mancha, Pedro Ken e Tartá (Marco Aurélio); Neto Baiano e Marquinhos (Mineiro). Técnico: Paulo César Carpegiani.

Avaí: Diego, Arlan (Jefferson Maranhão), Cássio, Sillva e Aelson; Marcinho Gerreiro, Diogo Orlando (Evando), Patrick e Cleber Santana; Acosta e Felipe Alves (Laércio). Técnico: Hemerson Maria.

O Vitória atuou neste jogo com a camisa alvinegra, isso ocorreu por causa de uma campanha de marketing que visa que torcedores doem sangue e ajude o Hemoba. Para contribuir com a campanha, o torcedor deve acessar o site http://www.meusanguerubronegro.com.br e conferir os postos de doação credenciados pelo Hemoba.

[Vitória 1×0 Guarani] Com sabor de goleada, Tabu cai no Barradão!


O Vitória nunca tinha vencido o Guarani em jogos pela série B, e até perdeu ano passado no Barradão para o Bugre, mas desta vez o tabu caiu e o Leão se aproximou da liderança da competição com 13 pontos ganhos.

Um ótimo resultado final, mas com momentos de muito sofrimento, assim foi o jogo, o Vitória dominou o primeiro tempo, colocou duas bolas na trave e esbarrou nas defesas do goleiro bugrino e também faltou pontaria em pelo menos 4 oportunidades que forma para fora, com isso o Guarani que só se defendia conseguiu segurar o primeiro tempo em 0x0.

Assim que começou o segundo tempo o Vitória voltou a ir para cima do adversário e com duas tentativas logo no primeiro minuto conseguiu abrir o placar quando Tartá pegou a segunda bola, e lançou na área, Victor Ramos se antecipou ao lance a marcou um bel gol, Vitória 1×0 Guarani. A expectativa é que depois do gol o rubro negro crescesse ainda mais com os espaços cedidos pelo alviverde que teria que se arriscar mais em busca do empate, mas o time recuou tanto que passou um verdadeiro sufoco para garantir os 3 pontos.

O Guarani mexeu colocando o time mais ofensivo, o Vitória substituiu por conta de um cartão amarelo de Uelliton e depois Tirando Dinei e colocando Eduardo Ramos para segurar a bola no meio e acabar com as ligações diretas e com Gabriel no lugar de Saci machucado, aí foram duas improvisações, com Léo indo para lateral esquerda e Gabriel tendo que compor a direita, mas mesmo com toda a pressão o Vitória conseguiu se segurar e vencer mais uma no Manoel Barradas.

Dois aspectos negativos, o numero de torcedores que compareceram ao Barradão foi ridículo 6526 pagantes, o menor do clube nesta série B com uma campanha que é pelo menos satisfatória até o momento, não dá simplesmente para ficar cobrando e não fazer a sua parte, o torcedor precisa comparecer e empurrar o Vitória e que isso já aconteça nas próximas partidas.  Marketing inexistente, data comemorativa, dia meio chuvoso e nada para atrair o torcedor, o que é isso? Ontem era dia de lançar promoção do tipo mulher com a camisa não paga, ou até mesmo, casal rubro negro só paga um ingresso, nos dois casos teríamos um numero acredito de pelo menos 20 mil pessoas no estádio e agradaria em muito ao torcedor e ajudaria ao Vitória com certeza, oportunidades como esta não podem passar em branco, vamos se ligar diretoria.

Estou muito contente com o inicio de campeonato do Vitória e acredito que estes 12 dias de folga serão ótimos por dois motivos, Carpegiani terá tempo para trabalhar com o elenco e ganhar mais padrão de jogo e a regularidade que a gente tanto precisa e jogadores com Nino, Pedro Ken, Arthur Maia, e Mansur já estarão aptos a voltar ao time, aumentando as possibilidades do elenco.

Vamos que Vamos, e o pacto continua selado aqui no Leão Minha Paixão!

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 1 X 0 GUARANI
Campeonato Brasileiro 2012 (Série B)  – 1º turno (6ª Rodada)

Data
12 de junho
Hora
21 horas
Local
Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA)
Gol
2º tempo
Victor Ramos, a 1min
Árbitro
Edivaldo Elias da Silva  (PR/CBF)
Assistentes
1 – José Carlos Dias Passos (PR/CBF)
2 – Adair Carlos Mondini (PR/CBF)
Cartão amarelo: Uelliton, Léo e Wellington Saci (Vit), Thiaguinho, Emerson, Domingos, Danilo Sacramento e Kleiton Domingues
Renda: R$61.970,00
Público: 6 mil e 526 pagantes

VITÓRIA
Douglas; Léo, Victor Ramos, Rodrigo Costa e Wellington Saci (Gabriel); Uelliton (Michel), Rodrigo Mancha, Tartá e Dinei (Eduardo Ramos); Marquinhos e Neto
Técnico: Paulo César Carpegiani

GUARANI
Emerson; Chiquinho (Medina), Domingos, André Leoni e Bruno Recife; Jackson (Rafinha), Fábio Bahia, Kleiton Domingues e Danilo Sacramento; Ronaldo e Thiaguinho (Pardalzinho)
Técnico: Oswaldo Alvarez

[BOA ESPORTE 1X2 VITÓRIA] Superando o além e entrando no G4


Foi preciso enfrentar o sobrenatural, ir a cidade dos ETs e vencer o além para que  o Vitória conseguisse o objetivo de adentrar ao grupo dos quatro times que ascendem a primeira divisão, e digo mais, foi com um gol a ser estudado pelo movimento empírico, teria Neto Baiano ido ao memorial do Vitória e assistido os jogos de Petckovic ? Só isso explicaria tamanha façanha.

O Vitória começou bem pressionando a saída do time de Varginha e com isso criando algumas oportunidades, o rubro negro saia nos contra ataques e levava perigo ao gol de Max, e logo aos 5 minutos Tartá sofreu falta e Neto Artilheiro do Brasil Baiano pegou a bola para cobrar, lembrei do jogo passado em que ele queimou a minha língua lá no Barradão quando eu disse “ Neto cobrando falta, pobre Vitória”. Sorri e eis que vem a cobrança e golaço. Gol com a marca, inteligência e técnica dignas do lendário Pet, ou até mesmo de Bebeto e Ramon em seus tempo áureos e festa leonina no país inteiro.

Tudo vinha como manda o figurino, mas a marcação recuou e foi dando cada vez mais espaço ao time da casa, e num lance de impedimento grotesco o Boa Esporte chegou ao empate, banho de agua fria na gélida cidade mineira, 1×1 no placar, aos poucos o Vitória foi se recuperando do baque e quando o relógio findava o primeiro tempo, falta para o Vitória, Neto Baiano pega a bola e aí eu digo novamente” ah para com isso, se Neto fizer novamente, eu nem sei o que dizer”. Gol do Vitória, não foi de Neto, mas foi tão surpreendente como se tivesse sido do artilheiro do Barradão e do Brasil(perdoem a redundância), tento marcado em jogada ensaiada, há quanto tempo não via isso acontecer com o Vitória? Neto tocou de calcanhar, Uelliton soltou a bomba de direita, o goleiro Max espalmou e Tartá empurrou para as redes, Leão novamente na frente e fim de primeiro tempo.

No intervalo eu ainda não tinha conseguido decifrar os enigmas que estavam acontecendo na cidade dos ETs, realmente parecia que forças ocultas favoreciam ao Vitória, e agora era somente esperar e selar o triunfo no segundo tempo.

Começa o segundo tempo e só um pedido eu tinha para os seres extraterrestres, por favor tratem de abduzir o Xuxa, ele já é menos um em campo mesmo, tratem logo disso, mas o sujeito que estava lá em cima nos anéis de Saturno não meu ouviu, poxa Carpegiani, não era preciso tanto sofrimento. O Boa esporte avançou e passou a pressionar o rubro negro, que com as laterais abertas, pois parecia realmente que Gabriel e Mansur foram abduzidos, só não fez o gol porque Douglas, voltou a ser aquele cara que nos encantou na série B de 2011, muitas defesaças e até quando o goleiro vacilou e saiu errado, o zagueiro estava lá para tirar de cima da linha e salvar o Vitória, no final foi isso aí mesmo, Tartá poderia ter acabado com o sofrimento, mas foi fominha, o Boa pressionou a bola não entrou, o juiz prolongou o sofrimento com 6 minutos de acréscimos, mas o apito soou e conquistamos os 3 pontos e chegamos ao G4 pela primeira vez, e que força nenhuma seja capaz de nos tirar de lá. Amém!

 

SÉRIE B

Boa Esporte 1 x 2 Vitória 

Local: Estádio Dilzon Luiz de Melo, em Varginha (MG).

Data: Sexta-feira, 8 de junho.

Árbitro: Janio Pires Gonçalves (CBF/TO).

Assistentes: Cesar Augusto de Oliveira Vaz (CBF/TO) e Leonardo Mendonça (CBF/ES).

Gols: Marcelo Macêdo (Boa Esporte) / Neto Baiano e Tartá (Vitória)

 

Boa: Esporte: Max; Maicon (Luis Felipe), Gabriel, Léo Fortunato e Radar (Tiago Alves); Claudinei, Olívio, Radamés e Jajá (Francismar); Marcelo Macedo e Vanger. Técnico: Sidney Moraes.
Vitória: Douglas; Léo, Victor Ramos, Rodrigo e Mansur; Uelliton, Rodrigo Mancha, Xuxa (Leílson) e Tartá (Ananias); Marquinhos e Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Douglas: Deu um susto numa saída do gol, mas foi muito bem no jogo e garantiu o triunfo. NOTA 7,5

Léo: Não repetiu a boa atuação do ultimo jogo, saiu machucado. Nota 5,0

Rodrigo: Salvou em cima da linha, segurou bem a pressão. Nota 7,0

Victor Ramos: Anda preocupado com Nicole, tem que focar parceiro. Nota 5,0

Mansur: É este o seu lateral titular PCC? Pelo amor de Deus. Nota 4,0

Uelliton: Marca muito, e soltou uma pancada no segundo gol. Nota 7,5

Rodrigo Mancha: Até que ontem fez uma boa partida, marcou muito certo, mas seu passe é ruim. Nota 7,0

Xuxa: Ô ET faz um favor abduza este cara do Vitória, ver G10 ser sacado para ver menos um em campo. Nota zero

Tartá: Buliçoso e inteligente, marcou seu gol e ajudou no triunfo, saiu para não ser expulso. Nota 8,0

Marquinhos: Precisa recuperar o bom futebol, soltar um pouco a bola, esta devendo, vamos lá! Nota 6,0

Neto Baiano: Mais um de falta, 35 no ano, muita garra e entrega, para mim o melhor em campo. Nota 10,0

Gabriel: Entrou e mais uma vez esteve perdido na lateral, não é a dele. Nota 5,0

Ananias: Buscou segurar a pressão,  mas o Boa veio para cima, ajudou na marcação. Nota 6,0

Carpegiani: Como foi a diretoria e não você que bancou Xuxa ao invés de Geovanni, vou ser justo e atribuir uma boa nota, afinal os 3 pontos foram validos, e a cobrança ensaiada, tem a sua marca, mas deveria ter tirado logo Xuxa. Nota 7,0