[SANTOS X VITÓRIA] Crônicas da Aranha e da Lanterna


santos x vitória

 

A semana do Santos foi conturbada e nada tem haver com a chegada de Enderson Moreira que fará sua estreia no comando técnico da equipe praiana, mas pelo episodio que ganhou manchetes nos jornais com o racismo sofrido pelo goleiro Aranha, se o foco lá não é futebol, aqui o foco é abandonar a luz no fim do túnel, abandonar a companheira lanterna.

O Vitória esta esperançoso, venceu duas de 3 partidas comandadas por Ney Franco, sendo que foi na Sul americana onde se classificou para fase internacional, mas ganhou confiança e que mostrar que evoluiu no campeonato brasileiro e surpreender o peixe em plena Vila.

Sem Escudero e Kadu, Ney tem difícil tarefa, o treinador parece ter abdicado da formação com 3 atacantes para esse jogo e colocou mais um volante no meio, Cáceres e Adriano brigam pela vaga, o primeiro é mais técnico e ajuda a ligar o ataque, o segundo é pegador, porém sem qualidade alguma na saída com a bola.

Com 4 derrotas nos últimos 5 jogos o alvinegro iniciou uma crise, demitiu o treinador e se afastou do G-4, hoje vê o Z-4 ainda distante, porém mais próximo do que a parte de cima, o time conseguiu classificação polêmica na Copa do Brasil e aguarda julgamento no pleno do STJD. O rubro negro tem campanha pífia, mas já andou aprontando fora de casa nesse certame, e foca justamente nisso para vencer, deixar a lanterna e quem sabe com a combinação de resultados, sair da zona.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro – 19ª rodada
Santos x Vitória

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 6 de setembro de 2014, sábado

Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Felipe Gomes da Silva – PR (ASP-FIFA)

Assistentes: Bruno Boschilia (PR-FIFA) e Rafael Trombeta (PR-CBF-1)
Santos: Aranha, Cicinho, David Braz, Edu Dracena e Zé Carlos; Souza, Arouca e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Gabriel e Leandro Damião. Técnico: Enderson Moreira.
Vitória: Júnior Fernandéz; Ayrton, Ednei, Luiz Gustavo e Juan; Adriano (Cáceres) Richarlyson, Luís Aguiar e Marcinho; Dinei e Caio. Técnico: Ney Franco

A rodada mais importante rumo a Libertadores


dinei_vitoria_ae.jpg_95

O Vitória quer a vaga para Libertadores e essa rodada pode ser definitiva para isso, os times postulantes jogam fora de casa e com adversários complicados, o Goiás enfrenta novamente o Flamengo no Maracanã, vale lembrar que o esmeraldino sucumbiu duas vezes na ultima semana contra o rubro negro.

Já o Grêmio além de abatido pela desclassificação, enfrenta o Cruzeiro em minas pensando em título.

O Botafogo enfrenta o instável Inter que sonha em recuperação.

O Atletico-PR vive a euforia da final da Copa do Brasil e pega o embalado São Paulo.

E o nosso Vitória vai duelar com a desesperada Ponte Preta, tem que vencer, aquele 1×0 que é goleada, é ponta da chuteira é decisão, só o triunfo interessa se quiser continuar sonhando com a competição continental.

PS: Sobre as eleições, uma vergonha, isso não é democracia, isso não é transparência, isso não é honestidade. Não entendo sinceramente o porque de tanto medo da atual gestão, complicar de todas as formas possíveis as formas de que outras chapas consigam se mobilizar é ridículo, ainda mais no bom momento vivido pelo clube.

 

[VITÓRIA 1X0 BOTAFOGO] Contra tudo e contra todos, caiu na Toca é pau!


VITÓRIA X BOTAFOGO

O Vitória entrou pressionado pelos resultados dos concorrentes, e se perdesse daria adeus a luta por uma vaga na libertadores, e nesses momentos é fundamental o apoio do torcedor, e este não decepcionou esta noite no Barradão, como eu disse no pré-jogo, uma festa que só nós sabemos fazer.

Uma partida perfeita taticamente do Vitória, é muito bom ver o time jogando assim, que coisa gostosa, que partidaça de Escudero, e que jogaço de Marcelo, é amigo! Quem tem treinador é outra coisa.

PS: Galera vocês irão me desculpar mas vou ser breve no texto por causa do horário e terei que ir trabalhar cedo amanhã.

Destaque para arbitragem que tentou de tudo para prejudicar o Vitória e ajudar o Botafogo, gol pessimamente anulado e a penalidade clara em cima de Juan chega a ser ridícula da maneira que Alicio estava em cima do lance.

Wilson: Muito seguro, boas defesas, é uma ótima liderança ajustando o posicionamento. 7.0

Ayrton: Começou pressionado por Lodeiro, mas depois foi crescendo no jogo e mostra porque ganhou a confiança do torcedor, precisa apenas calibrar o pé nas faltas. 7.5

Luiz Gustavo: Bela partida, impressiona a tranquilidade e a leitura que tem dos lances, ótima indicação de Ney Franco. 7,5

Victor Ramos: Parou de aparecer nas baladas, voltou a jogar bola, foi o zagueiro que nos gostamos de ver em campo. 8.0

Juan: Há muito tempo não tínhamos segurança na lateral esquerda, e ele chegou com desconfiança e mostra que sabe tudo da camisa 06, e quando vai para o meio, tem o talento no passe de um camisa 10, não tem como não ser 10,0

Marcelo: 100 partidas com a camisa do Leão? Não foi apenas a 2º, sendo a primeira como titular, e estreando de fato,  começou nervoso, mas com 10 minutos já comandava o meio de campo, jogou muito, anulou Seedorf, e saiu para o jogo, realmente Ney Franco tem olho para jovens talentosos. 9.0

Cácares: As vezes não aparece, mas se for olhar a partida tática dele, volto a dizer, é importantíssimo, joga pro time, mostra uma vontade, digna da camisa do Leão. 7.5

Escudero: Joga muito, renova logo Portela, o cara desse time, joga pro time, sem muito alarde, sendo simples, mas com uma qualidade impressionante, se já não bastasse, ainda marca como poucos, é a espinha dorsal desse time, quando foi para o meio, mostrou a Cajá como se joga, talento puro. 8,5

Marquinhos: Jogou bem, conseguiu uma assistência mal anulada e no segundo tempo, fez uma dupla que infernizou a defesa com Willian Henrique alternando os lados. 7,5

Dinei: Tem crescido em meu conceito desde que Ney chegou, pois além de ser importante no esquema, e de lutar, tem conseguido fazer seus gols, e até mesmo fazer o pivô. 7.0

Willian Henrique: Talismã, entrou errando, perdeu um gol, mas deu velocidade ao ataque e estava triangulando bem com Marquinhos, mais um gol e é peça importante nesse grande momento do time. 8.0

Euller: Falo desse garoto sempre, e muito bom jogador, tem coragem, vai pra cima, é lateral de qualidade, vem mais uma boa safra para o Leão, entrou e mudou a história do jogo, ótima assistência. 10.0

Elizeu: Entrou para segurar e foi bem, mostrou maturidade levando a bola para a lateral e tocando sempre para o Willian Henrique segurar o  jogo. 7.0

Ney Franco: Treinador é assim, tem que ter coragem, tem que mostrar que conhece do jogo e tem que mostrar que não é só discurso, ainda tem quem diga que não era para Caio cair? Nota 10,0

http://http://www.youtube.com/watch?v=n0YwpiiV-zY

FICHA TÉCNICA VITÓRIA 1 X 0 BOTAFOGO
Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 17 de outubro de 2013, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Público: 17.086 pagantes
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Fábio Pereira (Fifa-TO)
Cartões Amarelos: Juan (Vitória); Lodeiro, Renan (Botafogo)
Gols:
VITÓRIA: William Henrique, aos 33 minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Luiz Gustavo e Juan; Marcelo(Euller), Cáceres, Escudero(Eliseu) e Renato Cajá(William Henrique); Marquinhos e Dinei
Técnico: Ney Franco

BOTAFOGO: Renan; Edílson, Bolívar, Dória e Júlio César(Lima); Marcelo Mattos(Alex), Renato, Gegê, Seedorf e Lodeiro(Henrique); Rafael Marques
Técnico: Oswaldo de Oliveira

PS: Vitória de olho no mercado estrangeiro, Alexi Portela e outros dirigentes estão encaminhando documento a CBF para que em 2014 o numero de estrangeiros que podem atuar por uma equipe suba de 3 para 5.

[VITÓRIA X BOTAFOGO] O jogo da Libertadores, vai pra cima Leão!


VITÓRIA X BOTAFOGO

O Vitória vai pra cima do Botafogo hoje no Barradão para manter a escrita em cima do alvinegro, em campeonatos brasileiros no estádio são 8 jogos com 6 triunfos leoninos, 1 empate e apenas um revés, mas diga-se de passagem foi em 2010 com o Vitória pensando exclusivamente na final da Copa do Brasil daquele ano, agora é manter a escrita, aumentar esses números e partir rumo a vaga que era da própria estrela solitária.

O time de Ney Franco conta novamente com Escudero e terá a estreia do garoto da base Marcelo, na defesa Luiz Gustavo faz dupla com Victor Ramos, o restante é o mesmo que venceu o Coritiba.

Já o time de Oswaldo pode ser o mesmo contra o Flamengo, ou até mesmo ter o retorno do Uruguaio Lodeiro que estava servindo a seleção, Jefferson chegou a ser cotado, mas depois descartado de vim ao Barradão.

A expectativa é de pelo menos 20 mil rubro negros empurrando o Leão para o triunfo, numa festa que só nós sabemos fazer, e acredito no triunfo do Vitória, e com isso se concretizando, o Botafogo de Seedorf vai entrar em desespero e vai ceder o lugar no G-4.

Wilson, Ayrton, Luiz Gustavo, Victor Ramos, Juan, Marcelo, Cáceres, Renato Cajá, Escudero, Marquinhos, Dinei

Renan, Edilson, Bolívar, Dória, Julio Cesar, Marcelo Mattos, Renato, Gegê, Seedorf e Rafael Marques, Alex(Lodeiro)

 

[ATLÉTICO-PR 3X5 VITÓRIA] O Leão firme na briga pelo G-5


ATLÉTICO-PR 3X5 VITÓRIA

O vitória foi pra cima do Atlético-PR e chega para brigar por uma vaga no G-5 como expliquei no texto anterior.

O time de Ney Franco surpreendeu Mancini e fez uma primeira etapa fantástica, digna de nota, perfeita. O leão abafou o furacão e chegou ao gol numa jogada no mínimo estranha, Renato Cajá brigou com o zagueiro a bola bateu nele, o goleiro defendeu e abola sobrou para  camisa 10 fazer o gol e fazer as pazes com o torcedor, embora ainda esteja devendo um melhor futebol.

Quando alguns esperavam a reação atleticana, eis que Ayrton resolveu acertar aquilo que credenciou sua contratação, ele cobrou forte a falta que bateu na barreira e foi no canto do goleiro Weverton, Vitória 2×0 e Mancini desesperado.  No final do primeiro tempo ainda deu para marcar o terceiro, em contra ataque rápido, Dinei acertou um chutaço e marcou um lindo gol.

No segundo tempo eu confesso que temi quando vi Marquinhos perder aquele gol feito aos 45 segundos do segundo tempo, era para fazer aquele gol e acabar com  jogo, depois disso era natural que o time dono da casa viesse para cima e apertasse o Leão.

O maior problema é que a defesa que foi brilhante no primeiro, parece que dormiu, o time se acomodou e tomou uma pressão incrível, o baixinho Ederson fez um gol de cabeça no meio da defesa, logo depois em cobrança de escanteio a bola ficou quente e não se pode dar tanto espaço ao artilheiro Ederson que bateu contou com o desvio e fez o segundo dele e do Atlético.

O que parecia preocupante, ficou ainda mais, após cobrança de escanteio Roger, aquele mesmo crucificado pela torcida subiu sozinho no segundo poste em cobrança de escanteio e marcou o gol de empate. Daí para frente a pressão do furacão continuo forte, mas com o Vitória é assim, tem que ter emoção, e não se pode jogar a toalha jamais. O treinador Ney Franco fez a leitura perfeita do jogo e Willian Henrique resolveu decidir a partida, um belo gol e depois uma assistência primorosa, e com isso o Leão vai pra briga da libertadores.

 atl-pr-x-vit-ba

Wilson: Hoje não conseguiu fazer as defesas milagrosas, mas não teve culpa nos gols.6.0

Ayrton: Jogou muito, dois golaços, eu tinha dito, Adeus Nino. 8.0

Victor Ramos: Fez um primeiro tempo primoroso no segundo, parece que estava dormindo, todos os lançamentos não conseguia subir. 4.5

Kadu: Excelente primeiro tempo, vacilou no gol quando não subiu o suficiente com Ederson, mas continua batalhando, mostrando garra. 6.0

Juan: Tem muita qualidade, tem mostrado vontade, gosto muito do seu futebol. 6.5

Luiz Gustavo: Justificou sua escalação, uma bela partida, muito seguro fazendo a proteção da defesa, a primeira impressão foi boa. 7.5

Elizeu: Jogou bem hoje, embora tenha oscilado no segundo tempo, fez o seu e foi importante. 6.5

Renato Cajá: Desencantou, um gol na raça, na vontade, hoje foi um pouco melhor, mas ainda pode render mais, ainda mais como armador.6.5

Escudero: Joga para o time, o cara marca, desarma, vai para cima, muito importante, olha o rendimento do time com ele! 7.5

Marquinhos: Foi mal, não conseguiu repetir as ultimas atuações, e perdeu o gol que faria toda a diferença no jogo, graças a Deus não fez falta. 4.0

Dinei: Fez um golaço como esperamos dele e ainda lutou, deu grande passe, foi importantíssimo, jogou muita bola. 9.0

Alemão: Entrou muito mal, não conseguiu repetir sua ultimas atuações. 5.0

Willian Henrique: Jogou muito, partiu para cima e fez um belo gol e deu uma assistência digna de camisa 10. 10.0

Marcelo: O jovem da base entrou para segurar no finzinho e segurou, mas foi pouco tempo para avaliar.

Ney Franco: Que isso amigo? Quando eu disse que Caio Junior tinha que sair alguns estavam me batendo, agora respondam se eu não estava correto?, Treinador de coragem, no melhor momento do adversario colocou dois atacantes e conseguimos o triunfo. 8.5

 

  FICHA TÉCNICA
Série A
Atlético-PR 3 x 5 Vitória
Local:
Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR).
Data: 29/09/2013
Árbitro: Paulo Henrique de Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa/MG) e Nadine Schram Bastos (Asp. Fifa/SC)
Cartões amarelos: Manoel, Marcelo, Roger (Atlético-PR) / Victor Ramos, Elizeu (Vitória)
Gols: Éderson (2x), Roger (Atlético-PR) / Renato Cajá, Ayrton (2x), Dinei e William Henrique(Vitória)

Atlético-PR: Weverton; Jonas (Roger), Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Zezinho); Deivid, João Paulo, Everton (Dellatorre) e Paulo Baier; Marcelo e Ederson. Técnico: Vagner Mancini.

Vitória: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Elizeu, Luiz Gustavo (William Henrique), Escudero (Marcelo) e Renato Cajá (Alemão); Dinei e Marquinhos. Técnico: Ney Franco.

[Goiás 1×0 Vitória] Leão perde no recomeço do brasileiro e comprova o que todos já sabem, é preciso reforçar o elenco


GOIAS X VITÓRIA

 

Jogando no Serra Dourada o Vitória não teve forças para superar o Goiás, e viu a chance de chegar a liderança da competição adiada, o time não atuou bem e demonstrou muitas limitações em seu elenco, o que reforça a necessidade de novas contratações para o restante da competição.

Quando Maxi Biancucchi, Escudero e Renato Cajá não estão num dia iluminado vencer torna-se uma tarefa quase impossível no Vitória, ainda mais quando no banco não vemos jogadores com momento técnico capaz de entrar e dar conta do recado, Vander e Marquinhos não deram a dinâmica que precisava e o rubro negro continuou com uma pressão estéril em campo.

O Vitória chegou a marcar o seu gol em uma jogada em que o zagueiro mandou contra o patrimônio mas, mais uma vez Leandro Vuaden prejudica o Vitória, ele confirmou o impedimento assinalado pelo assistente. Já no segundo tempo Gabriel Paulista permitiu que o Walter antecipasse o lance e cabeceasse duas vez para abrir o placar e dar o triunfo ao Esmeraldino.

Agora o Vitória volta a Salvador onde enfrenta o São Paulo no Barradão!

 

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro

Goiás 1 x 0 Vitória

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Data: 07/07/2013

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Eduardo Calza (RS)

Cartão amarelo: Victor Ramos (Vitória)

Gols: Walter (Goiás)

Goiás: Edson; Clayton Sales, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Amaral, Thiago Mendes (Dudu Cearense), Renan Oliveira e Hugo (Ramon); Erik (Neto Baiano) e Walter. Técnico: Enderson Moreira.

Vitória: Wilson; Nino Paraíba, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Danilo Tarracha; Michel, Cáceres (Vander), Escudero e Renato Cajá; Maxi (Marquinhos) e Dinei (Rômulo). Técnico: Caio Júnior.

CONTRATAÇÃO

Camacho deve ser confirmado no Vitória nesta segunda, o meia chega com o aval de Caio Junior e terá contrato de produtividade, só receberá pelas partidas em que atuar. Outros nomes são esperados durante a semana, a diretoria promete mais 4 contratações além do atleta que estava na árabia.

[GOIÁS X VITÓRIA] Embate por objetivos diferentes


GOIAS X VITÓRIA

Até quem enfim o futebol voltou, e digo isso porque a minha seleção atende pelo nome de Esporte Clube Vitória, até assisto outros jogos e acompanho o ludopédio, mas o negocio só é avera mesmo quando o rubro negro esta em campo.

Rubro negro e esmeraldino tem objetivos diferentes na partida deste domingo, o leão busca a liderança enquanto os donos da casa buscam fugir da zona de degola.

O time de Caio Junior terá praticamente força máxima, isso porque o time é o mesmo que vinha atuando antes da parada, mas Deola, Mansur, Luis Alberto e Neto Coruja jogadores que já figuraram com a camisa titular, continuam em processo de recuperação de lesão e o novo contratado Daniel Borges ainda não ficou a disposição.

Nos confrontos entre as duas equipes costumam  acontecer muitos gols, em campeonatos brasileiros da primeira divisão os times já se enfrentaram 28 vezes com 11 triunfos para cada lado e 6 empates, o Goiás marcou 49 gols e o Vitória 47, na série A o Leão não vence o Goiás a 5 partidas, o ultimo foi em 2008 quando o rubro negro fez 3×0 no Barradão de lá para cá foram 3  triunfos goiano em casa e 2 empates  no Barradão, hora de quebrar o tabu.

ESQUEMA TÁTICO DO VITÓRIA (2)

FICHA TÉCNICA
Campeonato Brasileiro
Goiás x Vitória
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).
Data: 07/07/2013
Horário: 16h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Eduardo Calza (RS)

GOIAS: Renan, Clayton Salles, Ernando, Amaral, Rodrigo, Willian Matheus, Amaral, Thiago, Renan Oliveira, Hugo, Erik, Walter Téc: Enderson Moreira

VITÓRIA: Wilson, Nino, Gabriel Paulista, Victor Ramos, Danilo Tarracha, Michel, Cáceres, Escudero, Renato Cajá, Maxi Biancucchi, Dinei Téc: Caio Junior

[VITÓRIA 3X2 ATLÉTICO-PR] O Leão mostra as garras na selva do brasileiro


GRÊMIO X VITÓRIA

O mini campeonato  brasileiro foi positivo para o Esporte Clube Vitória, na segunda colocação da competição o rubro negro soma 10 pontos e só poderá cair uma posição, pois São Paulo e Grêmio se enfrentam na quarta e a depender do resultado o Vitória poderá cair uma colocação e figurar na terceira colocação até o retorno do brasileiro.

 

Como previsto os desfalques foram sentidos, jogar sem Nino, Renato Cajá, e Dinei não foi fácil, mas o time rubro negro se superou e com muita raça venceu o furacão por 3×2, o Leão teve ainda que driblar o péssimo gramado para chegar ao terceiro triunfo na competição.

 

Mais uma vez os gringos fizeram a festa, comandados por Maxi Biancucchi que novamente foi o destaque positivo.O Vitória abriu o placar com Cáceres, sendo o primeiro gol do Paraguaio no time e que aconteceu após uma bela jogada do camisa 7 que passou rápido pela defesa e tocou para Cáceres chutar forte no canto e vencer o goleiro. Logo após o gol o Atlético-PR chegou ao empate com uma bobeira completa de todo sistema defensivo, primeiro Botelho venceu Dimas, e lançou a bola ficou num bate rebate e Éderson chutou e marcou.

 

Mesmo com o empate o Vitória continuou melhor em campo e após lançamento preciso de Michel, Maxi Biancucchi deixou o zagueiro na saudade e soltou uma bomba para fazer o gol e dá numeros finais ao primeiro tempo.

michel-felipe_eduardomartins-agenciaatarde-ae
No segundo tempo o Vitória voltou buscando o resultado mas não conseguiu marcar e o Atlético cresceu, até porque o treinador colocou o time para frente e após novo vacilo o Luiz Alberto pegou empatou e no lance seguinte o Atlético quase consegue a virada.
No finalzinho do jogo o Leão conseguiu um contra ataque e a bola chegou aos pés de Damian Escudero e ele não decepcionou, o camisa 11 entrou na área e quase foi desarmado pelo zagueir, chegou a cair no lance, mas não desitiu, levantou, cortou e chutou para marcar o terceiro do Leão e decretar o triunfo. Antes do final, o goleiro Wilson ainda teve que fazer duas belas defesas, daquelas de pagar ingresso.

FICHA TÉCNICA

Série A

Vitória 3 x 2 Atlético-PR

Local: Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA).

Horário: 18h30

Data: 09/06/2013

Árbitro: Anderson Daronco (RS)

Auxiliares: Thiago Gomes Brigido (CE) e José Eduardo Calza (RS)
Gols: Cáceres, Maxi e Escudero (Vitória) / Éderson e Luiz Alberto (Atlético-PR)
Público: 4.802 pessoas
Renda: R$ 70.725,00.

Vitória: Wilson; Dimas, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Danilo Tarracha; Michel, Cáceres, Escudero e Marquinhos (Willie); Maxi Bianchucchi (Pedro Oldoni) e Giancarlo (Rômulo). Técnico: Caio Júnior.

Atlético-PR: Weverton; Jonas (Marcão), Manoel, Cleberson (Luiz Alberto) e Pedro Botelho; Juninho, João Paulo, Paulo Baier, Felipe (Marcelo) e Everton; Ederson. Técnico: Ricardo Drubscky.

WILSON Cresceu muito, tem feito belas partidas, tem sido um cara importante. 8.0

DIMAS  O garoto não foi bem, teve muita pressão dos jogadores atleticanos e não estava conseguindo o corte. 4.5

GABRIEL Falhou no gol, mas até que fez  uma boa partida, precisa manter a pegada durante os 90 min. 6.5

VICTOR RAMOS 100 jogos com a camisa do Leão e um a boa partida, VR3 7.5

TARRACHA Falta qualidade, é apenas razoável, se equivale com Mansur 5.5

MICHEL Esta lento, não tem conseguido a mesma pegada dantes da contusão, mas fez um ótimo lançamento para o segundo gol. 6.0

CÁCERES Joga muito, conhece de bola, e fez um gol de muita qualidade. 7.5

ESCUDERO É raçudo, não tem bola perdida, gol de quem tem vontade. 7.5

MAXI BIANCUCCHI É o melhor jogador do elenco do Leão, muito regular, golaço e assistência, 10.0

MARQUINHOS Não dá mais 4.0

GIANCARLO Volta para Ceará meu garoto. 0.0

RÔMULO Em 30 min fez muito mais do que Giancarlo em todas as partidas que ele entrou. 6.5

WILLIE O menino é elétrico conhece do jogo, as vezes precisa soltar mais a bola. 6.0

PEDRO OLDONI Sem tempo para um comentário que seja justo.

CAIO JUNIOR É notório que ele conseguiu dar padrão ao time, precisa as vezes ser mais sábio nas alterações. 7.5

[VITÓRIA X ATLÉTICO PR] A grande final da série B


São 38 finais neste campeonato brasileiro da série b, todo jogo é uma decisão e isso não é exagero e nem cliché, é fato, mas o jogo de logo mais entre Leão e furacão para mim é considerada a grande final da competição, vamos aos fatos. É bem verdade que se vencer hoje o Vitória ainda não estará matematicamente classificado, de acordo com o competente matemático e rubro-negro Marcelo Monteiro o brioso ainda precisará de mais 1 ponto para assegurar a classificação na casa dos 67 pontos, Já o Atlético tem a chance de adentrar definitivamente no g-4 e assegurar a vaga para retornar a elite e caso sofra o revés fica um tanto distante do sonho.

Todo mundo conhece as tradições de Vitória e Atlético e por isso este é chamado de um jogo de série A, e poderá vim a ser de fato em 2013, as equipes trilharam caminhos diferentes, mas foram consideradas desde o inicio como os grandes favoritos ao título, o Leão está na cola do Criciúma e espera confirmar o pressagio, já o furacão após ter um inicio bastante complicado figurando até na zona de rebaixamento, se recuperou e busca o retorno a elite.

Paulo Cesar Carpegiani fez treino secreto durante a semana, testou novas formações e o time que entra em campo é uma verdadeira incógnita, já se especulou 4 escalações diferentes com uma briga acirrada no meio de campo com Willie, Tartá, Marquinhos, Rodrigo Mancha e Arthur Maia e até mesmo a saída do atacante Willian, sendo que Mancha atuaria como um terceiro zagueiro, o restante do time segue o mesmo, com a ausência de Victor Ramos lesionado e a manutenção de Josué ao lado Gabriel que retorna de suspensão.

Já o adversário vem a Salvador bem definido com a mesma formação dos últimos embates e sem grandes surpresas, a expectativa é de um grande jogo e que as duas equipes busquem o triunfo do inicio ao fim.

15 ANOS DA TORCIDA UNIFORMIZADA OS IMBATÍVEIS-TUI

Eu que vi de perto o nascimento da TUI fico espantado ao ver nas arquibancadas como em apenas 15 anos aquele pequeno grupo que estava na arquibancada da fonte nova se transformou nesta gigante torcida respeitada no país inteiro, ser a maior referência da torcida rubro-negra não é fácil mas a TUI conduz isso com grande maestria e por isso ostenta qualidades que o fazem parecer unica em meia grande multidão de 3 milhões de leoninos espalhados por este país, parabéns TUI, parabéns Imbatíveis, de presente vamos virar esta faixa hoje1

FICHA TÉCNICA
31ª rodada da Série B 
Vitória x Atlético-PR
Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: sábado, 20 de outubro.
Horário: 16h.
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (Fifa/RS).
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (Asp. Fifa/ES) e Pablo Almeida de Costa (CBF/MG).

Vitória: Deola; Nino Paraíba, Gabriel Paulista, Josué e Gilson; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Willie (Marquinhos ou Rodrigo Mancha); Élton e William. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Atlético-PR: Weverton; Maranhão, Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Henrique e Elias; Marcelo e Marcão. Técnico: Ricardo Drubscky.

[O OLHAR DA FELINA] G4 – Daqui não saio, daqui ninguém me tira!


Esse é o meu sentimento, e creio que de boa parte da torcida (excetuando-se os pessimistas crônicos,claro), que podemos confiar na vontade, na raça, e, por que não dizer, na qualidade desse grupo que estamos vendo, jogo após jogo, se doar em campo. Que a vaga é nossa, e que daremos o sangue por ela!

Diferente do que aconteceu no ano passado, em que apenas fomos meros visitantes no grupo dos que sobem, esse ano chegamos com a força de quem não vai se entregar, de quem não vai se contentar com pouco, atitude que sempre queremos ver no nosso clube. E é por isso, além da posição na classificação, que estou muito feliz com o que vejo, com os momentos que o Vitória tem nos proporcionado. Fixamos residência na “área nobre” até o fim da série B 2012!

Ano que vem estaremos de mudança… Merecemos um lugar melhor, mais do que isso, precisamos ser moradores notáveis no novo velho lugar de sempre, mas isso é papo para daqui a alguns meses…

Vaga encaminhada (é o que se desenha, e o que se espera, amém!), penso que vamos buscar o título, não somente, e simplesmente, porque queremos, mas principalmente porque podemos. E justamente porque podemos não devemos deixar escapar mais essa oportunidade! É um título, de um campeonato nacional, disputado, honroso e incontestável (como qualquer título, desde que ganho dentro das quatro linhas…), que será muito comemorado.

O nosso principal obstáculo no momento, para ser justa, vem se mostrando um time surpreendente, principalmente com o destaque de alguns jogadores. Não sei se tem fôlego para manter esse ritmo até o final, mas não podemos, e nem devemos, menosprezá-los. Temos que fazer a nossa parte (e secar, por que não?!), sobretudo vencendo, dessa vez, o confronto direto, que se dará daqui a algumas semanas, no Santuário. Estivemos por alcançar a liderança nas duas últimas rodadas. Procurando o lado bom, o Criciúma ajudou a manter dois postulantes (bom, o América RN, em queda livre, nem sei mais…) ao G4 um pouco mais longe, enquanto, esperamos, guarda o nosso lugar.

Deixa que tudo tem seu tempo, deixa tudo em tudo acontecer… (Jauperi).

P.S.1: Não pude acompanhar a partida como se deve ontem pois estava trabalhando (é, alguém precisa trabalhar para pagar minhas contas, e, por acaso, esse alguém sou eu! rs).  Pelo que vi, a boa impressão deixada na rápida participação de Willie no último jogo se confirmou. Atacante bom é atacante que faz gol(s), portanto, já gostei de William! Na próxima Sexta-feira estarei lá, se Deus permitir, nosso próximo adversário vem embaladíssimo, temos que tomar cuidado com o JEC, mas aqui é Vitória, aqui é Barradão!!

P.S.2.: Sobre a venda das camisas da campanha “Meu Sangue é Rubro-Negro”, vale ressaltar que não estava nos planos comercializá-las, não sei qual o impedimento da Penalty em fabricar em escala maior para que qualquer torcedor possa comprar (talvez a confecção do terceiro uniforme esteja dando muito trabalho, porque está quase virando lenda!). Porém, confesso que acho interessante, se a quantidade é limitada (inicialmente, dizem), a venda apenas para sócio-torcedores, não porque sou sócia, não sei se vou comprar, mas porque acho que o sócio precisa se sentir valorizado, diferenciado, VIP (de very important person, pessoa muito importante…). O Sou Mais Vitória precisa melhorar em muitos aspectos, mas também acho que pequenas atitudes, como essa exclusividade, além dos aspectos já citados de valorização do sócio, chamam a atenção da torcida para os benefícios (bom, a camisa vai continuar custando os olhos da cara, mas tudo bem rs) de se associar.

 

PS: Jéssica me enviou o texto na madrugada de quinta feira mas infelizmente não tive tempo para ler e publicar e por isso somente hoje está aqui no LMP.