Mentira covarde e descabida Senhor Falcão!


CARLOS FALCOA

Em entrevista a rádio fm o presidente do Vitória Carlos Falcão comentou algumas perguntas e tratou de minimizar a ida de Maxi Biancucchi para o rival de Itinga, até aí normal, mas quando começou a falar de planejamento, contratações e emendou até a sua eleição, eis que disse coisas que irritam a qualquer torcedor rubro negro.

Carlos Falcão

O presidente disse após ser interpelado que a diretoria tem o apoio da grande massa de torcedores e que os “milhares” que votaram nele, isso mesmo disse “milhares”, concordam com a politica de pés no chão.  Quero deixar bem claro que concordo com o planejamento, e com teto salarial, mas as palavras de Falcão foram mentirosas e descabidas. Afirmar que houve unanimidade na eleição do Vitória é abusar do intelecto do torcedor, nem preciso ficar dizendo que não houve oposição e acrescentar o que considero como democracia fajuta.

O Vitória não poderia se render a Maxi e Chedid é verdade e aprovo a atitude, mas tentar ludibriar o torcedor é uma coisa inaceitável, o rubro negro precisa de contratações e isso é notório, o clube é letárgico e muitas vezes parece não ter qualquer tipo de planejamento e jogar a base as feras não é o procedimento correto.

Sou apoiador da base, acredito no potencial de Arthur Maia, Willie, Leílson, Josué e Matheus Salustiano, mas estes precisam ser utilizados pelo talento e não por falta de peças, os garotos precisam conseguir espaço como foi com Euller e Marcelo e como outrora foi com tantos outros, ter bem mais da metade do elenco de jogadores das divisões de base, não ter uma dupla de zaga “confiável” e algumas peças de reposição é um erro, e a diretoria tem que ter a hombridade de reconhecer isso.

Já disse que a  manutenção da base fez o time inicial do Leão, mais forte do que os das temporadas passadas, porém continuo afirmando que precisamos nos reforçar e não é com discurso vazio e desencontrado dos diretores que vamos conseguir chegar há algum lugar.