Vitória x Bahia Final do campeonato baiano


A dupla BAVI tem a batalha final(1º semestre) no quinto clássico do ano, valendo o título estadual, o Vitória terá o Barradão lotado de rubro negros e precisa apenas de um empate para a conquista do baiano, o rival precisa quebrar um tabu de 6 anos sem vencer o leão em sua selva.

Cheio de problemas para montar a equipe, Wesley Carvalho não antecipou a escalação, a tendência é que Gabriel Xavier e André Lima sejam titulares, além deles Jhemerson será opção no banco de reservas, Kieza e Fred estão vetados. Acredito que Wesley volta com Gabriel Xavier no meio e Euller retorna a lateral em lugar de Geferson e Bruno Ramires assume no lugar do suspenso Willian Correia.

No lado do rival, Guto Ferreira não tem problemas mas também adotou o mistério e só revela a equipe nos vestiários.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Bahia
Campeonato Baiano – final
Local: Barradão, em Salvador
Data: 07/05/2017
Horário: 16h
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Jucimar dos Santos Dias (BA)
Vitória: Fernando Miguel; Patric, Alan Costa, Kanu e Euller (Geferson); Willian Farias, Bruno Ramires, Cleiton Xavier e Gabriel Xavier (Euller); David e André Lima(Rafaelson). Técnico: Wesley Carvalho.
Bahia:Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Pablo Armero; Edson, Juninho (Renê Júnior) e Régis (Gustavo); Allione, Zé Rafael e Edigar Junio. Técnico: Guto Ferreira.
Bahia 

[BAHIA X VITÓRIA] Leão com vantagem para ficar com título do baiano!


VITÓRIA X BAHIA

O Vitória se acostumou a ganhar o campeonato baiano nas ultimas 3 décadas, situação que deixou o Leão e sua torcida bem desconfortável com o fato de estar a 2anos sem ganhar a competição, agora com vantagem e amplo tabu em cima do rival, a expectativa é da retomada da hegemonia.

Mancini leva a campo o mesmo time que venceu o BAVI no ultimo domingo por 2×0 no Barradão, mesmo “recuperados” Dagoberto, Fernando Miguel e Tiago Real iniciam no banco e poderão reforçar a equipe no decorrer do jogo.

No time de Doriva a expectativa é de mudança de formação com Thiago Ribeiro mais avançado próximo a Hernane e mais aberto no meio buscando pressionar o Vitória nos minutos iniciais, o que deve gerar espaços para os contra ataques rápidos puxados por Leandro Domingues, Vander e Marinho e essa deve ser a maior arma rubra negra na tarde de hoje.

Recheado de provocações o BAVI viverá novamente hoje mais um capitulo de sua história, as torcidas se alfinetam mas tudo na paz e nos bastidores os presidentes também resolveram promover “tretas” domingo passado o Vitória provocou o Bahia no telão do estádio do Barradão, o Bahia promete o troco e com tudo isso o folclore do BAVI continua forte e mostra porque esse confronto é especial e apaixonante.

NÚMEROS

O Vitória pode perder pela diferença de um gol que fica com o título

O Leão esta a 8 clássicos mais de dois anos sem perder para o rival

Já ocorreram 12 BAVIs dia das mães com 6 triunfos do Vitória, 3 empates e 3 derrotas

O Bahia nunca na história conseguiu reverter à vantagem do Vitória no segundo jogo

Diego Renan,Vander,Caique e o presidente Raimundo Viana nunca perderam para o rival, Já Marcelo Santana presidente do Bahia nunca venceu o clássico

FICHA TÉCNICA

Bahia x Vitória

Campeonato Baiano (2º jogo da final)

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador

Data: 08/05/2015

Horário: 16h

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)

Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Luiz Cláudio Regazone (Asp. Fifa-RJ)

Bahia: Marcelo Lomba; Tinga, Lucas Fonseca, Éder e Moisés; Feijão, Paulo Roberto, Danilo Pires e João Paulo Gomes; Thiago Ribeiro e Hernane . Técnico: Doriva.

Vitória: Caíque; José Welison, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral, Willian Farias e Leandro Domingues; Vander, Marinho e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.

[BOTAFOGO X VITÓRIA] Final da Copa do Brasil sub-17, Leão precisa golear pra conquistar título


bot-x-Vitoria

Com títulos nas categorias sub-15 e sub-20 o Vitória quer aumentar o cartel e ser também campeão da Copa do Brasil sub-17, porém para tal feito o rubro negro terá de golear o Botafogo por três ou mais gols de diferença ou ainda vencer por 3×1 levar a decisão para penalidade e converter mais do que o time Alvinegro que venceu no Barradão por 3×1 e por isso tem boa vantagem.

O treinador João Burse do Vitória se apega aos números do Vitória na competição que sempre fez 3 gols fora de casa e o Botafogo já sofre revés em seus domínios, a tendência é que o leão sufoque a estrela solitária que buscará os contra ataques com os espaços deixados pelas tentativas desenfreada de reverter o placar adverso.

VITÓRIA: Jonh; Cedric, Rangerson, Gabriel e Padilha; Hebert, Luciano, Matheus e Yan; Eronildo e Potó.

[Vitória x Bahia] O Leão fará história!


bavi-1

Acostumado a vencer o estadual com tranquilidade nas ultimas décadas, o Vitória dessa vez decidiu ser mais ousado e fazer história, isso mesmo o Leão fará história nessa final de campeonato baiano.

O Retrospecto diz que nunca uma equipe coseguiu reverter a vantagem vencendo por mais de um gol para sagra-se campeão e é isso que o rubro negro irá fazer nesse domingo em Pituaçu. O Vitória vencerá o rival com uma diferença superior a de 1 gol e levantará a taça e deixará muitoa átonitos, principalmente os que á determinavam que a Sardinha já era campeã.

Fiquei muito animado quando vi a escalação do treino que Ney Franco promoveu, a saída de: É melhor nem falar o nome daquele zagueiro, a entrada de Coruja no meio e a ida de Juan para lateral equilibra o time e vamos que vamos para scima do tricolor de Itinga, a esxpulsão de Hugo e a saída de Mansur foram grandes redforços, pena o garoto Euller ter se machucado, mas estamos prontos para ir para cima do tricolor de Itinga.

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Luiz Gustavo, Matheus Salutiano e Juan; Neto Coruja (William Henrique), Cáceres e José Welison; Marquinhos, Dinei e Souza.

BAHIA: Marcelo Lomba; Diego, Demerson, Titi e Pará (Raul); Fahel, Rafael Miranda; Rhayner (Rafinha), Lincoln e Maxi Biancucchi; Talisca (Pittoni).

Estou com toda confiança de que vamos reverter o placar adverso e a imagem da semana será semelhante a esta:

bavi2

VITÓRIA BI CAMPEÃO BAIANO 2014…

[BAHIA X VITÓRIA] Agora é hora de decisão!


bahia x vitória campeonato baiano 2014

O DIA 06/04 PARA O VITÓRIA

– Nessa data, em 1997, o Rubro Negro vencia o BaVi na antiga Fonte Nova por 4 a 2. Com gols maravilhosos de jogadores como: Bebeto Gama, Ueslei e Agnaldo Capacete.

Foi um BaVi eletrizante, com uma Fonte Nova praticamente lotada. Mais de 75.000 pagantes (infelizmente nunca mais teremos um publico desse em BaVi) presenciaram um jogão de bola. Eu estava lá e vibrei com mais um momento mágico do Rubro Negro, goleamos o nosso rival, nesse jogo que assim como hoje, foi o 1º jogo da Final (só que naquele ano foi final do 1º turno).

Esse foi o único BaVi realizado nessa data. Espero que hoje se repita o triunfo, de preferência de goleada (se não golearmos, tá bom também)

Ah! e amanhã completa exatos um ano do 5 a 1 qua aplicamos no Jahia, na inauguração da Arena Fonte Nova.

Veja a ficha dos 4 a 2 que enfiamos no dia 06/04/1997:

Jahia 2 x 4 Vitória (06/04/1997, Fonte Nova)
Competição: Final do 1º Turno do Baiano de 97
Gols: Edmundo e Odemílson (Bah);
Bebeto Gama, Flávio Tanajura, Úeslei e Agnaldo (Vit)
Público: 75.044
Vitória: Nílson, Russo, Flávio, Júnior Tuchê e Esquerdinha; Preto Casgrande,, Bebeto Campos, Gil Baiano (Uéslei) e Chiquinho (Emerson); Bebeto Gama (Humberto) e Agnaldo
Técnico: Arturzinho

E veja os gols:

http://www.youtube.com/watch?v=6AknaA_VNzI

HISTORICO

FICHA TÉCNICA

Bahia x Vitória 
Campeonato Baiano – 1º jogo da final
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 06/04/2014
Horário: 16h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho (FIFA-GO) e Bruno Boschilla (FIFA-PR)
Bahia: Marcelo Lomba; Diego, Demerson, Titi e Pará (Guilherme Santos); Fahel, Uelliton, Pittoni, Lincoln e Rhayner;  Anderson Talisca. Técnico: Marquinhos Santos.

Vitória: Wilson; Ayrton, Matheus Salustiano, Rodrigo Defendi e Mansur; José Welison, Cáceres, Juan e Hugo; Souza e William Henrique. Técnico: Ney Franco.

TAÇA BH- VASCO 1X0 VITÓRIA


VITÓRIA X VASCO
O Vitória teve um pênalti a favor aos 11 minutos do primeiro tempo e o goleiro Jordi defendeu a cobrança de José Wellison. Numa cobrança de falta, no segundo tempo, Jhon Cley acabou acertando o ângulo do goleiro Guillermo, e o Vasco derrotou o Vitória, conquistando o título  da XXIX Copa BH de Futebol Junior.
A decisão foi disputada na Arena Jacaré, em Sete Lagoas, Região Metropolitana de Belo Horizonte, e reeditou a final de 1994 quando o Vitória se tornou o primeiro e até hoje único time nordestino a conquistar o torneio. Coincidentemente, o adversário naquela partida foi o Vasco.
Árbitro: Giovanni Fernandes, assistido por  Leandro Salvador da Silva e Filipe Ramos Santana (trio da Federação Mineira).
CAMPANHA DO VITÓRIA
1ª rodada
Dia 15/08
16h30
Vitória 2 x 1 Fluminense (RJ)
Estádio Emílio Ibrahim (Guarany), em Mariana
2ª rodada
Dia 17/08
15 horas
Vitória 3 x 0 Ouro Preto
Estádio Genival Alves Ramalho (campo da Barra), em Ouro Preto
3ª rodada
Dia 19/08
15h30
Vitória 1 x 3 Internacional
Estádio Genival Alves Ramalho (campo da Barra), em Ouro Preto
4ª rodada
Dia 21/08
19 horas
Vitória 8 x 0 Mariana
Estádio Emílio Ibrahim (Guarany), em Mariana
5ª rodada
Dia 23/08
16 horas
Vitória 2 x 0 Guaicurus
Estádio Genival Alves Ramalho (campo da Barra), em Ouro Preto
Oitavas-de-final
Dia 25/08
15 horas
Vitória 3 x 2 Criciúma
Estádio Emílio Ibrahim (Guarany), em Mariana
Quartas-de-Final
Dia 27/08
18 horas
Vitória 0 x 0 Coritiba (penaltis Vitória 5 x 4 Coritiba)
Estádio Genival Alves Ramalho (campo da Barra), em Ouro Preto
Semfinais
Dia 29/08
19 horas
Vitória 3 x 0 Sport Recife
Estádio Genival Alves Ramalho (campo da Barra), em Ouro Preto
Final
Dia 31/08
13 horas
Vitória 0 x 1 Vasco
Arena Jacaré, em Sete Lagoas

FINAL DA TAÇA BH- VITÓRIA X VASCO E CASOS SEMELHANTES AO DOPING DE ESCUDERO (Absolvidos)


VITÓRIA X VASCO

O Vitória vai em busca do bicampeonato da Taça BH, competição considerada a segunda mais importante entre divisões de base  no país, o time de Carlos Amadeu vem com a fama pela conquista da Copa do Brasil da categoria em 2012 e pela belíssima campanha até aqui na BH, para chegar a final o Leão fez a seguinte Campanha:

 

1ª rodada Vitória 2 x 1 Fluminense (RJ)

2ª rodada Vitória 3 x 0 Ouro Preto

3ª rodada Vitória 1 x 3 Internacional

4ª rodada Vitória 8 x 0 Mariana

5ª rodada Vitória 2 x 0 Guaicurus

Dia 25/08 Vitória 3 x 2 Criciúma

Quartas-de-Final Vitória 0 x 0 Coritiba (penaltis Vitória 5 x 4 Coritiba)

Semifinais Vitória 3 x 0 Sport

 

O Vasco é bicampeão da BH, é comandado por Sorato e eliminou equipes como Goias, América MG e Fluminense para chegar a final, time teve 6 triunfos, 1 empate e 1 derrota.

 

FICHA TÉCNICA: VASCO X VITÓRIA

Data/Hora: 01/09/2013 – 13H
Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas
Árbitro: Giovanni Fernandes (MG),
Auxiliares: Leandro Salvador da Silva (MG) e Filipe Ramos Santana (MG)

VASCO: Jordi; Richard (Eron), Alisson, Venício e Dieyson; Matheus Batista, Danilo, Jhon Cley, Guilherme Costa e Yago; Thalles – Técnico: Sorato.

VITÓRIA: Guillermo; Serafim, Vinícius, Josué e Ramon; José Wellison, Alex, Mauri e Wellington; Marcone e Agdon.

 

CASOS DE JOGADORES COM DOPING

IMAGEM_NOTICIA_3

CASO XANDÃO

O zagueiro Xandão, do São Paulo, foi absolvido por unanimidade, em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, por causa de um caso de doping. O atleta havia sido pego no exame antidoping do jogo contra o Atlético Paranaense, em Curitiba pelo uso de três substâncias proibidas, mas nenhuma estimulante, presentes em um colírio.

Acompanhado do médico do São Paulo, José Sanchez, Xandão prestou depoimento perante a Quarta Comissão Disciplinar do STJD e explicou o uso do colírio no dia do jogo na Arena da Baixada. “Se não tivesse usado o remédio, talvez não pudesse jogar, pois estava me atrapalhando demais. Minha reação quando me falaram sobre o doping foi de dar risada e de forma irônica. Não acreditei. O doutor Sanchez também não entendeu o motivo de eu ter sido pego no doping, pois utilizei o medicamento de uso oftalmológico”, disse o zagueiro.

CASO DECO

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) julgou o meia Deco por cerca de quatro horas e concluiu que o jogador não teve a intenção de fazer uso da substância dopante furosemida. Mas entendeu que ele é responsável por tudo que ingere e decidiu pela suspensão do atleta do Fluminense pelo período de 30 dias.

Deco testou positivo para o diurético furosemida após a partida contra o Boavista, pela fase de classificação da Taça Rio, no dia 30 de março. O jogador corria o risco de ser punido por até dois anos de suspensão, mas confiava na absolvição, uma vez que o caso era o mesmo do meia Carlos Alberto, do Vasco, que teve a mesma substância encontrada em sua urina e foi inocentado pelo mesmo TJD-RJ.

OUTROS CASOS

Romário: Com doping positivo para furosemida em 2007, o atleta alegou utilizar a tempos para queda de cabelo e com conhecimento de médicos dos clubes e da seleção. Foi inocentado pelo STJD.

Marcão: Mesma substância e ano do baixinho e mesma alegação, pegou 120 dias, mas depois teve a pena reduzida para 60 dias.

Renato Silva: Pego por uso de maconha pegou 120 dias, mas teve a pena reduzida para 60 dias.

CASO DE ATLETA DE VOLEI INOCENTADA COM A MESMA SUBSTÂNCIA

“Comprovamos que as substâncias são oriundas do medicamento que ela vinha utilizando por determinação médica”, disse advogado

Gazeta Esportiva

POMEDORE – Ponteira do Cativa/Pomerode, última colocado na edição 2008/2009 da Superliga feminina, Grace foi absolvida da acusação de doping pelas substâncias rednisolona e prednisona na derrota para o Pinheiros/Mackenzie, em 31 de janeiro.

“Comprovamos que as substâncias são oriundas do medicamento anti-inflamatório de nome Prelone, que ela vinha utilizando para dores nos joelhos por determinação médica, sem saber que o princípio ativo era proibido”, comentou o advogado da atleta, Roberto Pugliese Jr..

Grace foi liberada da suspensão entre 120 a 360 dias com três dos cinco votos dos auditores da Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Voleibol Brasileiro.

Depois do jogo contra o Pinheiros, a jogadora não atuou em mais nenhuma partida em razão de sua contusão e foi submetida à cirurgia nos dois joelhos em março. Com a divulgação do exame antidoping positivo, ela havia sido suspensa preventivamente até a decisão que a absolveu no julgamento.

 

 

TAÇA BH: [SPORT 0X3 VITÓRIA] Time se classifica para final contra o Vasco


fundo para novos layoutssAS

Com gols de Agdon, Marcone e Vínicius, o Vitória está garantindo presença na final da Taça BH sub-20. #MELHORBASEDOBRASIL

A Base Campeão do Brasil em 2012, agora busca o Bi- campeonato da Taça BH, que é muito importante no calendário brasileiro, considerada a segunda maior competição de divisão de base do país. O time enfrentará no sábado dia 31, o Vasco que venceu o Fluminense nos Pênaltis. O time de Carlos Amadeu conseguiu 5 triunfos, 1 empate( triunfo nos pênaltis) e 1 derrota.

PS: A sport tv anunciou o jogo e depois não transmitiu, desrespeito com os torcedores das equipes.

[BAHIA 3X7 VITÓRIA] Massacre, humilhante e impiedoso!


BAHIA X VITÓRIA

Eu dizia no pré-jogo que sem historinha de politicamente correto e coisas do tipo, o Vitória era favorito e tinha que se comportar como tal, foi o que aconteceu o rubro negro se impôs e deu uma surra acachapante no tricolor, coisa para ficar novamente marcado na história do ludopédio baiano.

O interessante foi ver a mídia baiana e a torcida tricolorida dando ênfase a questão da Camisa 5X1, e esquecendo que o elenco leonino é muito superior ao do Bahia, achei muito engraçado quando vi a diretoria  do Itinga colocando a camisa na concentração como motivação, continuem comprando camisas do Vitória, e continuem tomando lavada na Arena Fonte Nossa.

O Vitória massacrou, digna das histórias épicas das grandes Arenas antigas, o Leão deu ao público um grande espetáculo e foi impiedoso com o adversário, uma partida quase impecável, quase irretocável, realmente para entrar para história e dar de vez a escritura do estádio para o rubro negro.

Terceiro BAVI do ano e 3º triunfo, dois de forma humilhante, já são 7 jogos sem perder para o rival, 4 triunfos e 3 empates, 2 anos sem perder o clássico, 9 anos sem perder na Fonte Nova, 11 jogos, 7 triunfos e 4 empates, 3 jogos e 100% de aproveitamento na Arena, placar agregado 14×5, realmente não dá para questionar os números.

O JOGO

O Vitória começou arrasador, foi para cima do Bahia e aos 4 Minutos abriu o placar com Gabriel Paulista após cobrança de Renato Cajá. Aos 13 o Leão ampliava com uma linda jogada de Cajá e um chute esplendoroso de Dinei no ângulo, Vitória 2×0, aos 20 Cajá mostrou novamente o porque de vestir a 10, Colocou na cabeça de Fabricio que mandou novamente no ângulo, 3×0. O Vitória dominava totalmente e poderia até aumentar, mas resolveu tirar o pé do acelerador, aos 40 Deola cometeu um pênalti bobo e Fernandão cobrou no meio para diminuir 3×1 e fim de primeiro tempo.

Quem esperava a reação do Bahia, viu Dinei aos 40 segundo marcar de cabeça encobrindo Marcelo Lomba, 4×1 nessa hora Tarracha já tinha substituído Mansur no Leão. No minuto seguinte o Vitória se desconcentrou e Fernandão diminuiu, 4×2. Aos 13 Minutos Dinei recebeu a bola na esquerda e trouxe para o centro e bateu de direita, um chutaço forte que desviou na zaga e enganou Lomba, Vitória 5×2 e  ainda mais festa na Arena. O Vitória fazia o que queria, em uma jogada toda trabalhada, Michel lançou Escudero que tocou de prima para Maxi Biancucchi marcar o sexto, 6×2. Uma festa impressionante de cerca de 5 mil rubro negros e a torcida tricolorida já estava há muito tempo a caminho de casa. Aos 42 Fernandão fez grande jogada e Michael Jackson diminuiu( sim, ele não morreu), e no frigir dos ovos aos 45 minutos Dinei recebeu um belo lançamento e marcou o sétimo, Vitória 7×2 e o quarto do artilheiro que pediu musica.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Baiano

Bahia 3 x 7 Vitória

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data: 13/5/2013

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Rodrigo Henrique Figueiredo Correa (RJ)
Cartões amarelos: Demerson, Toró, Zé Roberto, Hélder (Bahia) / Deola, Mansur, Renato Cajá (Vitória)
Cartões vermelhos: Fahel (Bahia)
Gols: Ferrnandão (2x) e Adriano (Bahia) / Gabriel Paulista, Dinei (4x), Fabrício e Maxi (Vitória)

Bahia: Marcelo Lomba; Pablo, Titi, Demerson e Magal (Hélder); Toró, Fahel, Diones (Adriano) e Anderson Talisca; Zé Roberto (Feijão) e Fernandão. Técnico: Joel Santana.

Vitória: Deola; Gabriel Paulista, Victor Ramos, Fabrício e Mansur (Danilo Tarracha); Michel, Cáceres, Escudero e Renato Cajá (Vander); Maxi (Maxi) e Dinei. Técnico: Caio Junior.

Deola: Precisa ter mais tranquilidade nas saídas 6,0

Gabriel: Marcou gol e não comprometeu mesmo improvisado. 7.0

Fabricio: Golaço e passe de craque, marcou muito bem.  8.0

Victor Ramos : É a tranquilidade da defesa, mas vacilou no 3º gol. 7.5

Mansur: Fez uma boa partida, e foi substituído. 7.0

Michel: Muita raça, voltou a crescer, tem desempenhado bem sua função. 8.0

Cáceres: Joga muito, marca muito, joga fácil, não pode ser banco, ainda tem que diga que é homem de ligação. 8.5

Escudero: É um cara tático e técnico, nunca tivemos um jogador tão versátil assim, joga pra equipe. 8.5

Renato Cajá: É um autentico 10, o maestro. 10,0

Maxi Biancucchi: É traquino, buliçoso, craque, joga muito, mais um gol. 10.0

Dinei: Como tem que ser, importante para o esquema, mas também brocador, partida perfeita. 9+1

Tarracha: Jogou muito bem, fez uma boa estreia, parece ter qualidade. 7.5

Vander: Sabe muito, vai para cima e busca o jogo. 7.0

Marquinhos: É um reserva de luxo, voltou a jogar bola. 7.0

Caio Junior: Montou um time taticamente perfeito, soube mexer e garantir o ótimo resultado. 10.0

 

[BAHIA X VITÓRIA] O Leão é favorito e ponto final


BAHIA X VITÓRIA

Sem muita historinha, ou discursos politicamente correto e vazio, o Vitória é o favorito a vencer o BAVI e conquistar o título do campeonato baiano 2013, e não é difícil chegar a essa conclusão, os números são totalmente favoráveis ao rubro negro que fez a melhor campanha, tem a vantagem de dois resultados iguais e ainda defende alguns Tabus.

O Vitória não perde para o Bahia a cerca de 2 anos, sendo 6 jogos com 3 triunfos do Leão e 3 empates.

O Vitória ganhou o ultimo 6 BAVIs da Fonte Nova.

O Vitória ganhou todos os BAVIs da Arena Fonte Nova.

Se tudo isso não bastasse a analise dos elencos dos times, mostra uma superioridade técnica do Vitória, mas é claro que tudo isso não ganha jogo e ainda mais em se tratando de clássico, porém o rubro negro precisa sim tomar a postura de favorito e atropelar no BAVI, só o status não basta, é preciso traduzir tudo isso quando se estiver em campo.

OS PROBLEMAS DO VITÓRIA PARA O BAVI

A semana foi complicada para o treinador Caio Junior, o departamento medico do clube andou muito lotado, e para piorar com pacientes importantes, Renato Cajá, Escudero e Mansur não serão problema, mas Luis Alberto já esta descartado, a duvida agora é na lateral direita, Nino foi relacionado mas segue em tratamento intensivo e muitos já descartam a possibilidade do atleta jogar, Cáceres ou Gabriel Paulista devem ser improvisados no setor.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Baiano – final

BAHIA X VITÓRIA

Local: ARENA FONTE NOVA (BA).

Data: domingo, 12 de maio.

Horário: 16h.

Bahia: Marcelo Lomba; Pablo, Demerson, Titi e Magal; Toró, Fahel, Diones e Talisca; Zé Roberto e Fernandão. Técnico Joel Santana.
Vitória: Deola; Nino Paraíba(Gabriel Paulista), Victor Ramos, Fabrício e Mansur; Michel, Cáceres e Escudero, Renato Cajá; Maxi Biancucchi e Dinei. Técnico: Caio Júnior.