Vitória 1×2 Flamengo A segundona é logo ali


O Vitória saiu na frente mas sofreu a virada diante do flamengo em pleno Barradão lotado e vai consolidando seu lugar na zona de rebaixamento e se aproximando cada vez mais da série B em 2017.

O time comandado por Mancini começou cheio de mudanças e até parecia que conseguiria o triunfo quando Serginho chutou forte e Muralha deu rebote e na seqüência foi lançada a bola e Kieza de cara.mandou pra fora, havia uma expectativa de que o leão pressionasse em busca do triunfo mas aos poucos os visitantes começaram a ficar a vontade.

O Vitória saiu na frente com o estreante Zé Love aproveitando chute cruzado de Serginho e fazendo a festa no Barradas. O time jogava bem e criava mas dava muito espaço ao adversário e foi justamente nesse espaço que veio o empate. Diego Renan tomou nas costas e Pará lançou para Fernandinho sozinho, livre de marcação sem muita dificuldade empatar e decretar o fim do primeiro tempo.

Quem esperava o triunfo teve um banho frio com o futebol apresentado pela equipe e quando Gabriel tabelou novamente nas costas de Diego  Renan e marcou o segundo gol foi o golpe de misericórdia pro time que acabou sendo salvo por Caique de um vexame maior.

A permanência de Mancini é insustentável, o time é 18 e sem nenhuma expectativa de sair da degola, a diretoria tem até o dia 16 para dar a ultima cartada e contratar, reforçar as laterais ridículas e a zaga mas não creio nisso, gostaria de ver Wesley Carvalho voltar ao comando da equipe que vai enfrentar o Inter num jogo de 6 pontos mas a letargia que marca as ultimas gestões do Esporte Clube Vitória não me deixa esperançoso.
FICHA TÉCNICA
Vitória x Flamengo
Campeonato Brasileiro – 24ª rodada
Local: Barradão, em Salvador
Data: 10/09/2016
Horário: 18h30
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Gustavo Rodrigues (SP)
Cartões amarelos: Diego Renan e Cárdenas (Vitória); Rafael Vaz (Flamengo)
Gols: Zé Love (Vitória); Fernandinho (Flamengo)

Vitória: Caíque; Diogo Mateus, Kanu, Ramon e Diego Renan;  Willian Farias, Serginho (Flávio) e Cárdenas; Zé Love , Marinho (Vander) e Kieza (Euller). Técnico: Vagner Mancini.

Flamengo: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Marcio Araujo, William Arão e Diego ( Mancuello) ; Fernandinho (Alan Patrick ), Gabriel (Marcelo Cirino) e Leandro Damião. Técnico: Zé Ricardo.

Anúncios

FUTEBOL DE 7: Com nomes conhecidos, Leão estreia com triunfo


IMAGEM_NOTICIA_3

O time de Futebol de 7 do Vitória estreou com triunfo no Campeonato Baiano. Jogando contra Deportivo Garra, o Rubro-Negro venceu  por 5 a 3. Os gols foram marcados pelos ex-jogadores Rodrigo e Fernandinho (duas vezes), Leilton e Robson Luís.
O time de futebol sete society do Vitória é coordenado pelo ex-volante rubro-negro Xavier. Entre os jogadores que compõem a equipe, o torcedor vai reconhecer nomes como Fernandinho, Robson Luís e Leílton. Todos eles tiveram passagem pelo Vitória, assim como o técnico Vitor.
“Nosso trabalho é sério e vamos lutar muito com esse grupo comprometido para melhorar sempre e alcançar nossos objetivos”, afirmou o coordenador Xavier.
No próximo sábado (29), o compromisso do Vitória é contra o Muqueka, às 21h, no Imbuí FC. Jogadores e direção convidam a massa rubro-negra para empurrar o time na busca pela liderança do grupo C.

[Ponte Preta 0x0 Vitória] Um jogo que me deixou animado!


Ainda não foi uma partida fantástica do Leão, mas enfrentando uma boa equipe, organizada técnica e taticamente, líder da competição e invicta em seu mando de campo, o Vitória conseguiu demonstrar um padrão de jogo pela primeira vez nesta série B, a equipe se comportou muito bem defensivamente e faltou pouco para ser efetivo no setor ofensivo.

Talvez muitos não tenham prestado a atenção, mas foi a primeira vez no ano que eu vi o rubro negro praticar uma jogada ensaiada, em cobrança de escanteio quando todos correram para área chamando a marcação,Nino recebeu livre na entrada da área e não aproveitou, Geninho começa a imprimir a sua filosofia no time, que teve uma boa postura defensiva e boas oportunidades de ataque.

Fernando – Primeira grande partida dele no Leão, três grandes defesas, foi muito importante hoje.

Nino – Não fez uma partida daquelas dignas de seus melhores dias com a camisa do brioso, falta alguém do meio encostar quando chega na linha de fundo.

Alison – Muito seguro, mais uma vez uma ótima partida.

Gabriel – Justificou o porque a torcida pede sua presença desde o inicio do baiano, fez ótima dupla com Alison.

Fernandinho – Apareceu pouco ofensivamente e o time sentiu isso, defensivamente esteve muito bem.

Rodrigo Mancha – Melhor partida dele desde que chegou na Toca, foi eficiente nos desarmes, e na cobertura da defesa.

Zé Luis- Outro que foi bem defensivamente, faltou apoiar o ataque e ser o homem surpresa.

Neto Coruja – Rapaz que surpresa!!!!!!!! Um partidaço, depois de 7 meses parado fiquei inseguro com a sua escalação, mas foi um guerreiro em campo, e me agradou bastante.

Geovanni – Fez no segundo tempo o que se espera dele, chamou a responsabilidade e quase marca em duas oportunidades, precisa que alguém encoste com ele na meiuca.

Rildo – Teve tudo para se consagrar, um belo passe para Geovanni, e duas chegadas fortes, mas peca na definição.

Edu – Não foi bem, o físico ainda atrapalha o seu rendimento, teve duas oportunidades em que ficou claro que não tinha perna, o time para mim renderia mais ofensivamente neste jogo se tivesse, um homem referencia em seu lugar

Edson, Felipe, e Léo Fortunato entraram num momento de definição mas nem foram efetivos, nem comprometeram.

Geninho – Armou bem a equipe, deu uma disciplina tática que me agradou, mas demorou a mexer.

Ponte Preta 0 x 0 Vitória – 7ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Data: 25/06/2011 (sábado), às 16h20
Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Arbitragem: Pablo dos Santos Alves (ES), auxiliado por José Maciel Linhares (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)

Ponte Preta: Julio César; Guilherme, Leandro Silva, Ferrón e Uendel; Xaves (Gérson), João Paulo, Josimar e Renatinho; Ricardinho (Bruno Soares) e Ricardo Jesus (Soares). Técnico – Gilson Kleina

Vitória: Fernando; Nino, Alison (Léo Fortunato), Gabriel Paulista e Fernandinho; Rodrigo Mancha, Zé Luís, Neto Coruja e Edu (Edson); Geovanni (Felipe) e Rildo. Técnico – Geninho

[Duque de Caxias 2×3 Vitória] Valeu pela entrega, pela vontade e pelo 3 pontos!


O primeiro triunfo de Geninho, a primeira vitória fora de casa e a primeira virada do ano para o Vitória. É para acabar com a má fase de vez e embalar na série B, e para não esquecer é a primeira vitória diante do Duque de Caxias, já que as equipes não haviam se enfrentado antes.

Ainda não foi uma excelente partida, mas hoje o Leão teve duas coisas muito importantes, vontade e postura, o time marcou em cima como Geninho vinha cobrando, diminuiu os espaços e disputou as jogadas, com isso o rubro negro conseguiu se impor em campo e sair com o triunfo, ainda é preciso entrosamento e condicionamento de alguns jogadores.

Fernando – Não teve culpa nos gols, mas tem que ter cuidado nas saídas 5.0

Nino- Bem longe daquilo que pode render e já rendeu por aqui 5.0

Alison- Muito seguro, bem na saída e não teve nada haver com os gols sofridos 7.5

Mauricio- Falha feia no primeiro gol, mas se redimiu com 2 gols para virada7.0

Fernandinho- Discreto, mas com uma boa apresentação para quem estava sem ritmo e entrosamento 6.0

Zé Luis- Foi uma boa estréia, gostei da marcação 6.0

Rodrigo Mancha- Marcou muito, teve raça e vontade7. 5

Jerson- Um Leão em campo, muita vontade, jogador que vem agradando 8.0

Xuxa- Péssima partida, muito lento, errando passes, tem que melhorar muito 2.0

Geovanni- Não fez uma boa partida, mas acabou participando das 3 jogadas de gols7.0

Neto Baiano- Esta um pouco perdido jogando sozinho, mas na oportunidade que teve brocou 7.0

Rildo- Entrou e movimentou o jogo, acabou sendo importante para o triunfo. 7.5

Esdras e Léo Fortunato entraram apenas para gastar o tempo.

Geninho- Escalou correto, e mexeu certo quando tirou Xuxa e colocou Rildo ainda no primeiro tempo 8.5

Ficha técnica Duque de Caxias 2×3 Vitória:

Duque de Caxias x Vitória – 4ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B
Data: 10/06/2011
Local: estádio Engenhão
Árbitro: Emerson Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Pedro Araújo Dias Cotta (MG)

Duque de Caxias: Fernando; Léo, Santiago, Bruno Costa (Genílson) e Paulo Rodrigues; Júlio César, Leandro Teixeira, Erick Flores e Tony (Gilcimar); Valdiram (Bruno Veiga) e Somália. Técnico – Alfredo Sampaio.

Vitória: Fernando; Nino Paraíba, Alison, Maurício e Fernandinho; Rodrigo Mancha, Zé Luís, Jérson, Xuxa (Rildo) e Geovanni (Esdras); Neto Baiano (Léo Fortunato). Técnico Geninho.

PS: O homem de amarelo queria empenar o jogo, depois do terceiro triunfo, um penal que foi assinalado de forma errada.

Classificação até este momento:

[Duque de Caxias x Vitória]É vencer, se impor e convencer.


Estamos na quarta rodada do campeonato brasileiro da série B, e até o momento o ECV ainda não demonstrou em campo o favoritismo depositado fora dele, as estatísticas comprovam que a 6ª rodada é o limite daqueles que sonham com o acesso, depois disso geralmente as equipes se mantém e as que ficaram para trás não conseguem se recuperar o suficiente para ficar entre os quatro melhores, da mesma forma como ocorreu com o Sport em 2010.

Não há mais desculpas para Geninho, já teve 3 semanas e 3 jogos para dar uma definição tática e técnica ao time, vencer é obrigação, se impor diante do lanterna da competição é o que rubro negro tem que fazer, pois tem que acabar com a balela de tem que respeitar os adversários, temos que respeitar nas declarações e fora de campo como agremiação, mas dentro de campo é necessário fazer jus a fama de maior da série B, e além disso é preciso convencer ao torcedor de que um padrão esta se formando e com os novos atletas do elenco o Vitória poderá sim rugir alto e brigar pelo título da competição nacional.

O Leão vai com 3 estréias para o jogo de hoje, Mancha, Zé Luis e Fernandinho estreiam na equipe, que terá uma nova formação 4-5-1 com Geovanni alternando de meia à atacante, Xuxa e Jerson chegando de trás e Neto Baiano fazendo o pivô entre os zagueiros, teremos pela primeira vez dos 1ºs volantes de oficio, e uma nova linha de 4 defensores com Nino,Alison,Mauricio e Fernandinho.

A campanha fraca nas duas fases do estadual 2011 revelou claramente os defeitos do elenco carioca, o Duque não deve ser uma surpresa e acredito que brigará para não cair.

Craque: Somália, com 8 gols no estadual, o artilheiro da equipe mostra qualidade para balançar as redes.

Destaque: Juninho e Lenilson (ex-Vitória), a dupla de meias, tem feitos gols e deixado Somália na cara para marcar, tem que marcar em cima, pois a experiência de um e a correria de outro, dá resultados.

Ponto Forte: A ligação rápida entre o meio e o ataque, que gera bons contra ataques e gols.

Ponto Fraco: Defesa que bate cabeça, jogadores lentos e que não suportam a pressão.

Estádio: Manda seus jogos no São Januario, não deve ser um mandante chato e nem ter torcedores.(foi alterado para o Engenhão)

Time Base: Fernando, Ari, Marlon, Fabio Braz e Hamilton; Lenon, Juninho e Lenílson; Geovani Maranhão, John e Somália.