[SAMPAIO CORRÊA X VITÓRIA} Não é uma questão de vingança, é uma questão de liderança!


gh

O Vitória dá inicio hoje a sua caminhada no returno do brasileiro como o time a ser batido, muito diferente do inicio da competição quando perdeu para o Sampaio Corrêa em pleno Barradão e estava mergulhado em crise, 19 rodadas depois o Leão busca vencer o advérsario e demonstrar que realmente o momento é outro e que embora alguns estejam falando em vingança, para o rubro negro a motivação é a liderança.

Com muitos desfalques na equipe Mancini teve que promover alterações forçadas, sem contar com Escudero, Fernando Miguel, Mattis, Diogo Mateus e Pedro Ken o Vitória vai ter que mostrar agora que tem um elenco, um grupo e não apenas 11 titulares que o levaram ao topo, o jogo é complicado no castelão mas essa é a hora de se consolidar e para isso os 3 pontos são mais que necessarios.

O Sampaio esta atualmente na 6ª colocação e sonha em voltar ao G-4 para isso precisa vencer em casa, com 31 pontos, apenas 2 o separando do Bahia quarto colocado, a equipe de Léo Condé afirma que não irá se defender mas buscará atacar, ataque este que já marcou 27 gols no brasileiro e é perigosissimo, mas ai estará também o trunfo de Mancini, os espaços gerados pela ofensividade adversaria permitirá ao Vitória surpreender com os contra ataques rapidos puxados por Rhayner e Deivid e também o lateral rapido Euller e com isso liquidar a partida.

O Vitória tem 37 pontos, lidera a competição tem o melhor ataque da série B.

FICHA TÉCNICA

Sampaio Corrêa x Vitória

Série B – 20ª rodada

Local: Castelão, em São Luís (MA)

Data: 22/08/2015

Horário: 16h30

Árbitro: Francisco de Paula dos Santos Silva (RS)

Assistentes: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) e Edson Antônio de Sousa (GO)

 

Sampaio Corrêa: Rodrigo; Daniel Damião, Luiz Otávio, Plínio e Willian Simões; Dê, Léo Salino e Diones; Edgar, Pimentinha e Douglas. Técnico: Léo Condé.

 

Vitória:  Júnior Gatito; Diego Renan, Kanu, Ramon e Euller; Marcelo Mattos, Flávio, Jorge Wagner e David; Rhayner e Elton. Técnico: Vagner Mancini.

 

[VITÓRIA X ATLÉTICO-PR] Depois da tempestade vem a bonança?


VITÓRIA X ATLÉTICO PR

O clima anda tempestivo na Toca do Leão, os péssimos resultados e eliminações refletem e Felipe “São Pedro” Ximenes foi chamado para abrir os céus sobre o rubro negro.

Reunião com comissão técnica, reunião com jogadores e Ximenes começa a sua história no Vitória num momento conturbado, mas já demonstrando um profissionalismo e conhecimento da função que exerce que não víamos no antigo gestor.

O JOGO

O Vitória que apagar o passado e fazer sua estreia como mandante vencendo e mandar a tempestade pra bem longe da Toca, o adversário também tenta um recomeço, tendo sido eliminado na primeira fase da Libertadores e perdido o título estadual o furacão conseguiu diminuir a pressão quando venceu o Grêmio na primeira rodada, mas entende que o resultado em Salvador é importante para afastar qualquer indicio de chuva.

Sem conseguir treinar por causa das fortes chuvas, Ney Franco terá que mudar na lateral esquerda já que Juan foi vetado pelo DM, Euller assume a posição, Marcelo também volta ao meio e Willian Henrique retorna para o banco, existe ainda a expectativa de duas alterações, Nino e Caio no lugar de Ayrton e Marquinhos mas não confirmada pelo treinador.

ESQUEMA TATICO

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Luiz Gustavo, Dão e Euller; Marcelo, Cáceres, José Welison e Hugo; Marquinhos (Caio) e Dinei.

ATLÉTICO-PR: Santos; Sueliton, Dráusio, Cleberson e Natanael; Deivid, João Paulo, Paulinho Dias e Marcos Guilherme; Marcelo e Ederson.

VITÓRIA X ATLÉTICO-PR

SALVADOR-BA

ESTADIO PITUAÇO

27/04/2014 ÁS 16: 00 HORAS

2º RODADA CAMPEONATO BRASILEIRO

26042014_treinochuva_divulgaecv3

Um triunfo é importantíssimo para o rubro negro baiano, essa é a hora da tempestade passar, eis que a bonança vem sobre a Toca.

 

 

[Vitória x Coritiba] O jogo da pressão


VITÓRIA X CORITIBA

Uma verdadeira batalha é o que se pode prevê para o jogo deste sábado pelo campeonato brasileiro, pressionados por melhores resultados, por afastar o perigo de degola e mirar no G-4, rubro negro e alviverde fazem duelo importantíssimo no Barradão.

Ainda sem contar com Escudero e Maxi Biancucchi, Ney Franco resolveu lançar um time com 3 volantes e desta vez Cáceres fará a sua verdadeira função como 3º homem do meio campo, onde ele se destacou jogando as primeiras partidas do comando do treinador. Ele ainda conta com o retorno de Ayrton a lateral direita, com isso Leílson  cede lugar no time e volta ao banco de reservas.

Alex andou como duvida pelo lado do Coxa, mas esta confirmado no duelo, o camisa 10 deve ser marcado de perto por Michel e Luiz Gustavo, pois é verdadeiramente o maestro da equipe, anulando as suas jogadas, o time de Chamusca perde muito da sua ofensividade.

Após um grande período de queda livre, o Coritiba voltou a vencer no brasileiro na ultima rodada em casa para o Santos, já o Vitória vem de duas derrotas e precisa do triunfo em casa para se manter na sexta colocação e mirar o G-4 e afastar qualquer possibilidade de proximidade com o z-4, o time esta pressionado por ter perdido o clássico BAVI depois de 2 anos e meio.

Ney Franco falou da importância da torcida nesse momento para voltar a vencer e disse que conta com a arquibancada para voltar aos triunfos.

Tira-teima

Vitória e Coritiba já se enfrentaram em 3 oportunidades este ano, pela Sulamericana o Vitória venceu no Barradão por 1×0 e depois perdeu pelo mesmo placar e foi eliminado nos pênaltis, pelo campeonato brasileiro eles empataram em 1×1 no Couto Pereira.

FICHA TÉCNICA
Série A
Vitória x Coritiba
Local:
Estádio do Barradão, em Salvador (BA)
Data: 12 de outubro de 2013
Hora: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Francisco de Assis Almeida Filho(CE)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva(PE)  e Carlos Jorge Titara da Rocha (AL)

Vitória: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel, Luiz Gustavo, Cáceres e Renato Cajá; Marquinhos e Dinei. Técnico: Ney Franco.

Coritiba: Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Luccas Claro (Chico) e Diogo; Júnior Urso, Gil, Robinho e Alex; Geraldo e Julio César. Técnico: Péricles Chamusca.

 

[VITÓRIA X VASCO] Na selva Barradão o Leão tem que rugir forte!


VITORIA X NÁUTICO

 

O Leão vai retornar a sua casa, a selva mais conhecida como Barradão, e no seu território o Vitória tem a obrigação de vencer sempre, todo e qualquer adversario deve ser visto como uma presa em que o rei tem a obrigação de transformar na sua caça, não que isso venha a ser fácil, mas no final do embate o Leão tem sempre que sair vencedor.

 

Na opinião deste blogueiro sobre o campeonato brasileiro o Vasco virá a brigar para não cair, mesmo com um treinador experiente e jogadores como Eder Luis e Tenório, o gigante da colina passa por grande crise e isso tem refletido em campo negativamente, o Vitória precisa se impor e mostrar que manda em casa.

 

O Leão vai ter o retorno de Cáceres em lugar de Edson Magal o restante do time é o mesmo que goleou o Náutico fora de casa, o time comandado por Caio Junior sabe da importância de vencer e se manter no g4.

 

A expectativa é de pelo menos R$ 25 mil pessoas hoje no Barradão empurrando o rubro negro em busca do triunfo, o clima é bom e é importante vencer para continuar crescendo, o Vasco esta longe de ter os grandes elencos de outrora e o Vitória tem que se aproveitar disso, o rubro negro que defende uma invencibilidade de 22 anos contra o Vasco da Gama jogando em Salvador, e nos últimos 8 jogos aqui foram 8 triunfos do Vitória em campeonatos brasileiros, os times ainda se enfrentaram pela Copa do Brasil.

 ESQUEMA TÁTICO DO VITÓRIA (2)

FICHA TÉCNICA

Série A

Vitória x Vasco 

Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).

Data: sábado, 1º de junho.

Horário: 18h30

Árbitro: Héber Roberto Lopes (FIFA/PR).

Assistentes: Carlos Berkenbrock (CBF/SC) e José Roberto Larroyd (CBF/SC)
Vitória: Wilson; Nino Paraíba, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Danilo Tarracha; Neto Coruja, Cáceres, Renato Cajá e Escudero; Maxi Biancucchi e Dinei. Técnico: Caio Júnior.

Vasco: Michel Alves; Nei, Luan, Renato Silva e Yotun; Sandro Silva, Fellipe Bastos, Wendel e Alisson (Dakson); Eder Luis e Tenório. Técnico: Paulo Autuori.