[Botafogo 1×2 Vitória] Raça, suor e classificação


Caros amigos, mas uma vez vou usar esta frase que já esta batida aqui no blog: Adianta seu eu disser que avisei? Isso mesmo eu disse que o Vitória iria para o Rio de Janeiro e iria se classificar em cima do freguês Botafogo lá no Engenhão e que sem essa história da imprensa corrompida baiana de que com Loco Abreu, Jefferson e outros titulares o Botafogo passaria fácil pelo Vitória, esta aí o de vocês.

O jogo começou truncado com o Vitória aguardando o Botafogo e saindo nos contra-ataques e a verdade é que o jogo estava morno, insosso e sem qualquer expectativa de emoção, até que num lance faltoso de Loco Abreu em cima de Rodrigo a bola sobrou para Elkeson marcar, 1×0 Botafogo, após isso amigos, só deu Leão em campo.  O Rubro negro não sentiu o gol, e precisando empatar para levar aos pênaltis e 2 para se classificar direto foi verdadeiramente pra cima e aos 45 minutos o lance que mudou completamente a história do jogo, lançamento na área Neto toma a frente do goleiro Jefferson e a bola vai entrando e na verdade entrou, quando Lucas mete a mão na bola e o arbitro ao invés de arcar o gol deu  Pênalti e expulsou o defensor carioca, Neto Baiano partiu para a bola e o goleiro do Botafogo se adiantou muito e defendeu a cobrança e acabou o primeiro tempo.

Muitos poderiam acreditar que o Vitória iria se abater, mas o Leão rugiu foi alto, desde o começo do segundo tempo foi pra cima e Ricardo Silva tirou Geovanni e colocou Dinei, o time foi em busca do resultado e num lance bem tramado a zaga do Botafogo vacilou e Dinei tocou para trás, Pedro Ken recebeu ajeitou e marcou um golaço empate que já era mais do justo e o Vitória ainda na pressão.

Se esperavam que o time da Toca iria tentar segurar o empate, se enganaram pois foram diversos lances de pura pressão boas defesas de Jefferson e alguns lances de falta de sorte como na bela cabeçada de Neto Baiano quando ele se antecipou a defesa e por pouco não marcou, mas o gol não demorou em mais uma jogada de linha de fundo Wellington Saci lançou na cabeça de Tartá que marcou o gol do triunfo, antes do término o juiz ainda inventou uma expulsão  para Pedro Ken e mesmo assim as melhores oportunidades ainda foram do Leão.

Estamos na próxima fase contra o Coritiba e tenho que ser sincero se vencer domingo e vai ganhar me renderei a Mocota, é Ricardo Silva no comando do Vitória.

PEGA LEÃOOOOOOOOOOOOO!

Douglas: É um goleiraço, boas saídas e duas defesas difíceis, sem culpa no gol. Nota 8,0

Léo: Estava bem, mas se contundiu.

Rodrigo: Sua melhor partida com a camisa do Vitória, foi muito bem. Nota 8,0

Gabriel Paulista: É impressionante ver o futebol deste garoto, anulou o ataque do Botafogo. Nota 8,5

Wellington Saci: Até quem enfim uma boa partida, um ótimo lançamento Nota 8,5

Uelliton: É a expressão de pura raça, jogou muito: Nota 9,0

Rodrigo Mancha: Também foi bem, mas prefiro Neto Coruja: Nota 7,5

Pedro Ken: Um ótimo segundo tempo, golaço e boas jogadas, penas que o juiz inventou uma expulsão: Nota 9,5

Geovanni: Não foi bem, vai ter que voltar pro banco maestro: Nota 4,0

Tartá: Estava mal, mas cresceu com o time, passou a comandar o ataque e mercou o gol da classificação: Nota 9,0

Neto Baiano: Brigou muito, tentou bastante, perdeu uma penalidade e ficou na divida, tem que brigar para se redimir com o gol e com o título domingo. Nota:5,0

Romário: Entrou bem, foi pra cima e fez boas jogadas de ataque, além de neutralizar as investidas pelo lado direito: Nota 8,0

Dinei: Até quem  enfim entrou bem, ajudou muito com um belo p

asse e segurando a defesa adversaria. Nota 9,0

Mineiro: Entrou e deu velocidade, teve a chance de matar o jogo e não aproveitou. Nota 7,0

Ricardo Silva: Hoje foi muito bem, substituiu corretamente e fez o que se esperava dele.

Nota: 10,0

FICHA TÉCNICA

COPA DO BRASIL

Botafogo x Vitória 

Local: Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Data: Quarta-feira, 9 de maio.

Árbitro: Paulo César Oliveira (FIFA/SP).
Assistentes: Vicente Romano Neto (Asp. FIFA/SP) e Fábio Rogério Baesteiro (CBF/SP).

Cartão amarelo: Brinner, Herrera e Elkeson (Botafogo) / Rodrigo Mancha  e Uelliton (Vitória)

Cartão vermelho: Lucas (Botafogo) / Pedro Ken (Vitória)

Gol: Elkeson (Botafogo) / Pedro Ken e Tartá (Vitória)
Público: 8.816

Botafogo: Jefferson; Lucas, Fábio Ferreira, Brinner  e Márcio Azevedo; Marcelo M

 

attos, Renato, Elkeson (Herrera), Felipe Menezes (Gabriel) e Maicosuel; Loco Abreu. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Vitória: Douglas; Léo (Romário), Rodrigo, Gabriel Paulista e Wellington Saci; Uelliton, Rodrigo Mancha, Pedro Ken e Geovanni (Dinei); Tartá e Neto Baiano (Mineiro). Técnico: Ricardo Silva.