[BAHIA 0X2 VITÓRIA] O Leão domina o rival e vence o clássico com autoridade


BAhia 0x2 VITÓRIA BAVI

O Vitória não tomou conhecimento do rival e em mais um jogo comemorativo da Arena Fonte Nova, o leão faz a festa e de quebra acaba com a invencibilidade do rival na temporada 2016.

Mancini promoveu mudanças na equipe e surpreendeu a todos, a entrada de Marinho no ataque era aguardada, Arthur Maia foi sacado para tal mas a entrada de Caique no gol e Welison improvisado na lateral direita deixou a todos atônitos e na expectativa de como a equipe se comportaria em campo.

O JOGO

O BAVI começou pegado com as equipes fazendo faltas e abusando da troca de farpas entre os jogadores, de criação muito pouco, Amaral chutou de fora pra defesa de Lomba, o Bahia respondeu com Edigar Junior para grande defesa de Caique que iniciaria ali sua grande participação, sendo o melhor em campo na sua estreia como profissional aos 18 anos, justamente em um clássico.

Os Vitória detinha a posse, abria a bola nas laterais com Marinho e Vander mas não tinha objetividade e nem velocidade, sem contar que Tiago Real isolado no centro pouco aparecia. O Bahia buscava os contra ataques e assustava com Luisinho, porém Ramon e Vinicius estavam atentos e quando não conseguiam parar o ataque rival, eis que surgia Caique com boas defesas. O rubro negro ainda teve duas grandes chances de abrir o placar ainda no primeiro tempo desperdiçadas, a primeira de cabeça com Robert sozinho na pequena área mandando pra fora e a segunda no ultimo lance com um contra ataque rápido com 5 jogadores contra 3 defensores e Amaral recebeu na área mas isolou.

Segundo Tempo

Mancini e Doriva resolveram apostar no mesmo time, porém a postura do Vitória mudou e em menos de um minuto, o Leão com a marcação avançada roubou a bola e Vander recebeu em profundidade na esquerda, ajeitou e bateu colocado de direita no canto de Marcelo Lomba pra fazer Vitória 1×0 Bahia. Com o gol a superioridade do leão tomou corpo e logo no lance seguinte, Robert sozinho sem goleiro conseguiu chutar em cima do zagueiro. O time de Mancini passou a pressionar, criar jogadase acuar o Bahia de Doriva, até que em jogada rápida o Vitória roubou a bola, avançou e após juiz não marcar uma penalidade escandalosa, Tiago Real conseguiu roubar a bola e tocar colocado por cima de Lomba, no ângulo fazendo um lindo gol e decretando o triunfo rubro negro que ainda teve chances de ampliar mas desperdiçou.

Fim do centésimo jogo da Arena Fonte Nova e o Vitória chega a marca de 7 BAVIs de invencibilidade e quase 02 anos.

FICHA TÉCNICA

Bahia x Vitória Campeonato Baiano-

6ª Rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador

Data: 13/03/2016 Horário: 16h Árbitro: Gleidson Santos Oliveira Assistentes:  Elicarlos Franco de Oliveira e Dijalma Silva Ferreira Junior Gols: Vander, Tiago Real,

Cartão Amarelo:Amaral, Vander, João Paulo, Ramon, José Welison

Bahia: Marcelo Lomba; Hayner, Gustavo (Robson), Éder e João Paulo; Feijão; Paulo Roberto (Rômulo); Juninho, Luisinho e Edigar Junio; Zé Roberto (Jacó). Técnico: Doriva

Vitória: Caique; José Welison, Ramon, Vinícius e Diego Renan; Amaral, Willian Farias e Tiago Real (Leandro Domingues); Marinho (Arthur Maia), Vander e Robert (Flávio). Técnico: Vagner Mancini

CAIQUE Pelo menos 3 grande defesas, muito seguro, saindo do gol segurando o go quando vencendo, mostrou qualidade e maturidade, melhor em campo NOTA 10

WELISON: Apesar de improvisado conseguir desempenhar bem sua função que foi evitar os avanço do lateral esquerdo João Paulo e foi muito b. NOTA 7

VINICIUS: Du vacilo contra Paulo Roberto mas depois se recuperou, teve duas chances de marcar de cabeça desperdiçou mas fez a dele la atrás NOTA 6,5

RAMON: Mesmo com pouca idade e com a responsabilidade de ser o xerife da defesa, ele se saiu muito bem, bela partida anulando o ataque do rival: NOTA 8

DIEGO RENAN: oi bem na marcação mas tímido nos apoios, melhorou no segundo tempo NOTA 6,5

AMARAL:Levou cartão no inicio e preocupou, erra muitos passes e teve uma chance e ouro e isolou, no segundo tempo cresceu e anulou o meio  Bahia. NOA 6

WILLIAM FARIAS: Marca bem mas não tem conseguido dar continuidade as jogadas, erra passes simples e rmite os contra ataques. NOTA 5

TIAGO REAL: Isolado o centro no primeiro tempo, foi importante no segundo e marcou um golaço. NOTA 7,5

VANDER: Primeiro tempo horroroso, pedi até que ele fosse substituído mas que bom que Mancini não me ouviu, primeira jogada e gol com sua marca registrada, chute colocado sem chances pra Lomba e tranquilidade para o Vitória. NOTA 7

MARINHO: Não foi tão brilhante mas teve papel decisivo, segurou os laterais, comandou as puxadas de ataque pelas pontas e impôs mais respeito ao adversário NOTA 7

ROBERT: Centroavante que se preza não pode perder os gols que perdeu. NTA 4

Leandro Domingues, Arthur Maia e Flavio: Entraram para segurar a bola e garantir o triunfo e foram bem NOTA 6.0

MANCINI: Mudou e surpreendeu a todos, time venceu bem e ganha moral pras finais NOTA9

Anúncios

[BAHIA X VITÓRIA] BAVI põe dupla BAVI a prova


BAVI

Quando a bola rolar para o centésimo jogo da história da Arena Fonte Nova mais do que 3 pontos estarão em jogo, além de uma invencibilidade de quase 2 anos e 06 jogos o rubro negro lutará para mostrar pela primeira vez em 2016 futebol e o rival tricolor quer confirmar que os 100% não se tratou de ter adversários frágeis.

Num clássico marcado pelos desfalques, o Vitória perde Fernando Miguel, Maicon Silva e perde em não poder contar com o ainda não regularizado Victor Ramos, já o Bahia não contará com o seu artilheiro Ernane que só retorna aos gramados no segundo semestre. Em compensação a dupla conta com reforços, o Leão tem de volta Amaral, e o tão festejado Marinho, e poderá ter a estreia de Leandro Domingues que vai pro banco, já Doriva contará com João Paulo novamente na lateral esquerda.

O BAVI terá mais uma motivação, porém esta fora de campo a contratação do mais recente ídolo tricolor, Kieza, fez as manchetes esportivas turbinarem durante semana, enquanto no rival há muita choradeira, os rubro negros aproveitam para provocar e com certeza nas arquibancadas veremos coros dos dois lados, mesmo sem que K9 esteja em campo, porém o fato é que a contratação apimentou ainda mais o clássico de logo mais. Outro personagem polêmico deverá ser Tiago Real, tendo também pulado do fazendão para toca do Leão em 2016, é a primeira vez que enfrenta a ex- equipe e se diz preparado para a responsabilidade e que se marcar, não hesitará em comemorar.

Como nova formação, tendo a presença de um camisa 9, o vitória deve explorar as subidas de Diego Renan e seus bons lançamentos para Robert, aproveitando a principal dificuldade do sistema defensivo do Bahia, a bola alçada, outro trunfo é a velocidade de Marinho que reaparece a equipe, eu sacaria Vander, porém a escolha de Mancini parece ter sido Arthur Maia.

Doriva perdeu seu homem referência mas espera contar com o equilíbrio que o Bahia vem tendo e tentará surpreender no setor mais problemático do Vitória a defesa, sem o paredão Fernando Miguel, cabe a Wllace em sua segunda partida no profissional honrar as tradições de grande revelador de goleiros do Vitória, fato que até já faz um tempo que não acontece. Para isso o novo camisa 1 terá uma dupla de zaga e o lateral esquerdo também da base, Ramon, Vinicius e Euller, apenas Diego Renan e os volantes Amaral e Willian Farias para trazer mais experiência ao setor defensivo.

Entre desfalques, retornos, contratações e polêmicas, fica a expectativa de um grande jogo, com tudo a verdade é que mesmo com o triunfo  Bahia ou Vitória ainda estarão longe de ser o time em que se espera para o campeonato brasileiro das séries B e A respectivamente.

 

FICHA TÉCNICA

Bahia x Vitória

Campeonato Baiano- 6ª Rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador

Data: 13/03/2016

Horário: 16h

Árbitro: Gleidson Santos Oliveira

Assistentes:  Elicarlos Franco de Oliveira e Dijalma Silva Ferreira Junior

 

Bahia: Marcelo Lomba; Hayner, Gustavo, Éder e João Paulo; Feijão; Paulo Roberto; Juninho, Luisinho e Edigar Junio; Zé Roberto. Técnico: Doriva

 

Vitória: Wallace; José Welison (Euller), Ramon, Vinícius e Diego Renan; Amaral, Willian Farias e Tiago Real; Marinho (Arthur Maia), Vander e Robert. Técnico: Vagner Mancini