GAME OF THRONES: Guerra ao trono da Toca do Leão!


th7c5fezckPela primeira vez na história o Vitória terá um poderoso embate para ver quem subirá ao trono de ferro da Toca do Leão. E se aqui não teremos Starks,Lannisters, Marteis e Targeriens, teremos ao menos 4 chapas numa disputa “sangrenta”.

As 17 horas as chapas:

CADA VEZ MAIOR, VITÓRIA DO TORCEDOR, VITÓRIA GIGANTE E VITÓRIA DE TODOS NÓS Oficializaram que irão para o bate chapa e com isso teremos uma guerra nunca vista para sabem quem fará parte do conselho do rei e quem sentará no trono do maior do norte-nordeste. Se a torcida estava decepcionada com as famigeradas eleições por aclamação, desta vez verá um pleito, embora haja ainda insatisfação por não haver eleição direta para escolha do presidente e nem formação de um conselho proporcional ao números de votos obtidos por cada chapa.

Hoje começou oficialmente a eleição para o próximo triênio no Leão da Barra e veremos quem sairá vivo e triunfante no dia 11/12.

[ELEIÇÕES NO VITÓRIA] Bastidores pegam fogo e nomes e grupos ganham força


13 de Maio Um nome na História2

Como antecipei no segundo semestre de 2012 as eleições do clube estão a todo vapor e pela primeira vez parece que o Vitória terá um bate chapa de verdade, dois grupos se opondo em força para saber quem tem a maioria do conselho, mas o que me deixa mais triste é que mais uma vez parece que o “sócio torcedor” não terá direito a voto, uma coisa absurda.

Evitarei falar em nomes porque os bastidores ainda não estão bem definidos pois ainda existem muitas tentativas de articulações e a ultima delas foi desastrosa em minha opinião, a união de MSMV com determinado grupo que acabou no afastamento do idealista Franciel e todos aqueles que tinham o seu mesmo ideal de um clube mais próximo da democracia, mais perto do verdadeiro sócio torcedor, mas parece que isso não vai acontecer.

Existem duas chapas já trabalhando a todo vapor, só que existe ainda a possibilidade de um nome que hoje é consensual tanto na situação como na oposição embarcar em pleito próprio e é justamente aí que as coisas estão indefinidas. Existe uma tentativa grande de uma das chapas em promover um verdadeiro massacre estilo 300, isso porque esse grupo politico vem se aliando com fortes movimentos e pessoas em prol de formar um chamado chapão e existe até a possibilidade de um famoso “golpe de estado” ou simplesmente de um testa de ferro sentar mas não mandar, séria como a monarquia britânica onde a figura da rainha é importante, mas quem manda é o primeiro ministro.

Figuras conhecidas do torcedor ganharam destaque nessa briga, isso porque essas duas pessoas gozam de prestigio dentro do conselho e eles encabeçam as defesas de seus aliados políticos, um grande grupo rubro negro rachou por causa dessa aproximação e apoio e desta vez não estou falando do MSMV, porém a influência de um destes líderes fez com que a perda não fosse maciça e seu apoio fiel a atual gestão tem sido de grande valia, pois se não os estragos seriam bem maiores. A outra cabeça surpreendeu ao se aliar a tal chapa de oposição, isso porque ela já bradava aos quatro ventos que seria oposição, o problema foi com quem foi feita a aliança, mas a quem diga que as duas cabeças foram convidados para um concilio com a terceira chapa que é consenso dos dois grupos e o que parecia ser uma Vitória fácil da oposição pode vim a ser uma briga épica sem aquele absurdo de aclamação da ultima eleição.

O nome que encabeça a terceira chapa hoje é tão forte em meio ao descredito dos cabeças da chapa 1 e chapa 2 que foi isso que teria motivado ele a não sair em parceria, mas simplesmente bater força, e seu maior trunfo é contar com a inimizade dos dois grupos, isso porque as vésperas das eleições existe uma grande possibilidade tanto de um lado como de outro lado retirar a chapa para apoiar o grupo 3 e deixar o rival politico vendo navio, e é por isso que a figura dos dois representantes da torcida são tão importantes nesse processo de aproximações. Embora ainda se fale numa quarta chapa com os dissidentes do MSMV liderados pro Franciel e que ainda busca um nome forte para compor chapa, isso é quase uma utopia e essa força revolucionaria deverá ficar para as eleições de 2016.

A situação conflitante nos bastidores refletem no clube, e este é o maior problema, o Vitória precisa logo decidir seus rumos e disso depende muito do futuro do clube, ir  para Fonte Nova, Reformar o Barradão, patrocínios, que divisão estará em 2014, dívidas externas e interna e etc.

PS: Mesmo evitando em falar em nomes quem sabe um pouco dos bastidores do clube matou fácil quem é quem nos lados da trincheira, desde os líderes de cada chapa, aos seus escudeiros, aos representantes e grupos de torcidas e ao nome que é consenso em todos os grupos.