[VITÓRIA X ABC] O rei da selva precisa voltar a rugir


A expectativa é de Barradão lotado novamente e o grito ecoando das arquibancadas e fazendo o rubro-negro ir para cima do adversário, os 3 pontos desta vez não é apenas um desejo, é uma necessidade, precisamos do triunfo para retomar o que nos é de direito, a liderança da competição.

O Vitória ainda enfrenta alguns problemas para escalar a sua equipe, Leílson voltou a sentir, Nino e Willian continuam vetados e com isso Carpegiani foi obrigado a mudar, a equipe terá ainda o retorno do capitão Uelliton no meio de campo e Léo recuperado fará a lateral direita.

Carpegiani treinou a equipe durante toda a semana e fez muitos testes para escolher o time que vai a campo, mas prevaleceu a base dos últimos jogos com: Deola, Léo, Victor Ramos, Gabriel Paulista, Gilson, Michel, Uelliton, Pedro Ken, Willie, Tartá, Elton. O treinador ainda fes testes com Marquinhos e Arthur Maia entre os titulares, mas eles devem ficar apenas no banco a disposição e entrar no decorrer do jogo.

Em 15º na classificação o ABC está a 8 pontos da zona de rebaixamento e tenta desesperadamente se afastar da zona de degola, por isso o time chega a salvador com a necessidade de marcar pontos e não descarta a possibilidade de ficar na retranca para não ser surpreendido pelo Vitória, o treinador Ademir Fonseca vai tentar se segurar na defesa e só arriscar nos contra ataques, o que é uma tentativa pra lá de arriscada contra o Vitória que busca de qualquer forma vencer para retomar a liderança.

O Leão vai em busca do triunfo e contará com o apoio do Barradão lotado empurrando, e uma novidade no manto, o time estreia seu novo 3º uniforme hoje e será uma  verdadeira festa. Com o dourado predominando e mangas e gola em preto e um Leão estampado na parte inferior esquerda e a logomarca da cavalera, assim é a camisa que foi escolhida por voto popular entre os torcedores e que já faz grande sucesso. O clube ainda lançou um espaço exclusivo dentro da loja centauro denominado de shop in shop Vitória em parceria com a Penalty.

O marketing do clube e a fornecedora de uniformes tem feito trabalhos dignos de nota, a cada ação uma surpresa positiva e isso tem atraído cada vez mais o torcedor que tem ficado orgulhoso com as iniciativas, durante a semana houve um pequeno desencontro  com a questão do lançamento do uniforme que ocorreria no sábado passado contra o Goiás, mas nada que tirasse o brilho do lançamento e da estreia hoje.

Equipe Sub-20 estreia no brasileiro

Hoje o sub-20 fará a sua estreia no brasileiro contra o América-MG, a expectativa é de um bom jogo e que os leõezinhos vençam sua partida.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE B

Vitória x ABC

Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).

Data: Sábado, 6 de outubro.

Horário: 16h.

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS).

Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa/RS) e Roberto Braatz (Fifa/PR).
Vitória: Deola; Léo, Gabriel Paulista, Victor Ramos e Gilson; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Tartá; Willie e Elton. Técnico: Paulo César Carpegiani.
ABC: Andrey; Pedro Silva, Flávio Boaventura, Leandro Cardoso e Renatinho Potiguar; Guto, Henik, Cascata e Walter Minhoca; Diego Clamentino e Éderson. Técnico: Ademir Fonseca

[Vitória x Goiás] Num campeonato de decisões, eis o jogo do título


A série b é uma decisão a cada rodada, mas o jogo deste sábado é verdadeiramente especial, ele é o que se pode chamar de final antecipada, o jogo do título, e não digo isso simplesmente para apimentar ou trazer contornos dramáticos, mas porque estamos falando do líder geral do campeonato o Vitória e o time de melhor rendimento no segundo turno o Goiás e para completar eles estão separados por apenas 5 pontos e esta rodada pode definir literalmente os rumos da competição.

O leão terá casa cheia e muito apoio de cada rubro-negro para vencer o duelo, essa foi uma semana complicada, apesar do descanso de uma semana, o ritmo frenético, tirou jogadores importantes, Nino e Uelliton, o reserva imediato Léo e agora o artilheiro Willian que sentiu e é duvida , o restante do time é o mesmo que vem atuando nas ultimas partidas.

Na equipe esmeraldina a única duvida é o atacante Renan Oliveira, ele sentou durante os treinamentos e pode não enfrentar o leão, caso não jogue o substituto será o experiente Iarlei.

O brioso é o líder da série b com 54 pontos e o Goiás é 3º com 49.

Vitória e Goiás já se enfrentaram 33 vezes e o Leão venceu 13, perdeu 12 e ocorreram 8 empates, foram61 gols marcados para cada lado e no Barradão ocorreram 12 embates com 6 triunfos do Vitória, 4 empates e 2 triunfos do Goiás.

 

VITÓRIA X GOIÁS

DATA: 22/10/12 ÁS 16:00 HORAS

LOCAL: ESTÁDIO MANOEL BARRADAS CARNEIRO-BARRADÃO NO DIA

ARBITRAGEM: Ricardo Marques Ribeiro

ASSISTENTES: Diberth Pedrosa Moises e Lilian da Silva Fernandes Bruno
ESCALAÇÃO DO VITÓRIA: Deola; Carlinhos, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gilson; Michel, Fernando Bob, Willie e Pedro Ken; William e Elton. Téc: Paulo Cesar Carpegiani

ESCALAÇÃO DO GOÍAS: Harlei; Vítor, Ernando, Valmir Lucas e Egídio; Amaral, Thiago Mendes, Ramon, Renan Oliveira e Ricardo Goulart; Walter. Téc: Enderson Moreira

 

PS: Desculpe galera a não atualização do blog por mais de uma semana, mas a correria está grande e isso dificulta bastante, não gosto de escrever qualquer coisa e postar, vocês merecem muito mais do que isso, confesso que essa semana pensei até em fechar o LMP, com a felina com problemas contratuais(foi devolvida a divisão de base, até solucionar estes entraves rsrsrsrrs) a coisa ficou ainda mais complicada e entendo bastante os e-mails e comentários , mas vocês não sabem o quanto leva tempo para atualizar o blog, não é só escrever qualquer coisa e já foi, é muito mais além do que isso, mas está aí o pré-jogo e desta vez teremos pós jogo também rsrsrs.

Abraços e SRN.

[Vitória x Boa Esporte] Vamos ganhar nêgo!


Após 3 empates consecutivos o Vitória fica meio pressionado a vencer, isso acontece devido ao crescimento de algumas equipes dentro e próximo ao G4, apesar da distância para o vice-líder ter aumentado, é necessário fazer o dever de casa para continuar no trilho da liderança rumo a série A e conseguir também consolidar a busca pelo título.

Para o jogo desta terça o Leão contará com força máxima, Victor Ramos cumpriu suspensão e retorna a equipe que formará com: Deola; Nino Paraíba, Victor Ramos, Gabriel e Gilson; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Tartá; Elton e William. O treinador Paulo Cesar Carpegiani tem buscado corrigir os erros das ultimas partidas para que o time volte a vencer, apesar de tudo o clima é bom na Toca do Leão e a expectativa é que o rubro-negro acumule mais 3 pontos.

O jogo desta terça representa muito, vencer é dá uma resposta aos adversários que ávidos buscam chegar no Leão, mas perder ou empatar, fará com que algumas cobranças comecem a acontecer e isso consequentemente trás cobranças e o que menos desejamos é pressão num momento tão importante da competição.

Então meus queridos, todos vocês que irão ao Barradas, tratem de apoiar  do inicio ao fim e lembrem-se que este Vitória é um time que independente da dificuldade aprendeu a vencer, mas antes de se preocupar com goleada, saiba que os 3 pontos é o mais importante e que 1×0 e goleada!

SRN

[ASA 2X3 VITÓRIA] Com sustos, mas o triunfo prevaleceu.


O Vitória chegou há mais um triunfo na série B 2012 e aguarda o fechamento da rodada para saber se é o novo líder da competição, a sua parte já foi feita, agora é torcer pela derrota do Criciúma para o ABC em Natal.

Jogando como a torcida gosta, assim começou o rubro-negro indo para cima dos donos da casa e pressionando como se estivesse no Barradão, aos 8 minutos Pedro Ken com a sua visão além do alcance(Lion do Thundercats), observou a corrida de Marquinhos e lançou a bola em profundidade, o camisa 11 que retornou ao time titular tirou o goleiro e marcou o primeiro do Vitória fazendo 1×0.

Mesmo com tantos desfalques o brioso não sentiu dificuldades e dominou o time do ASA no primeiro tempo, e só não ampliou por que Nicácio ainda não está em boa forma física. No segundo tempo o Leão começou arrasador e justificou a superioridade da primeira etapa. Novamente ele Pedro Ken cobrou uma falta com rapidez e inteligência e Nino soltou um torpedo, Vitória 2×0 e maior tranquilidade. Pouco tempo depois ainda comemorava o gol, quando o Vitória marcou o terceiro com Victor Ramos de cabeça, aí era só comemorar.

Porém foi justamente aí que os sustos começaram, 20 minutos e o Vitória vencia para 3×0, lançamento na área e a defesa fica assistindo o jogador pular no meio da área e marcar o gol. O que parecia ser apenas o gol de honra, chegou a assustar e lembrar aquele jogo contra o Goiás, isso porque 3 minutos depois em novo vacilo da defesa, o ASA chegou ao segundo gol e aí amigo, foi um verdadeiro Deus nos acuda, pressão dos donos da casa e contando os minutos para o jogo acabar, o alvinegro ainda teve um jogador expulso e com isso o Leão retomou o domínio da partida, e teve até mais duas chances para ampliar o resultado que terminou com ASA 2X3 VITÓRIA.

Um ótimo resultado, o Leão justificou a fama de melhor visitante da série B, e o melhor, abriu uma vantagem de 6 pontos  para o 5º colocado. O Time começou com um volume muito bom e a marcação bem ajustada, um equilíbrio nos setores e pressionando o adversário, essa é a postura que queremos ver, infelizmente a condição física de Nicácio e Marquinhos não eram as melhores, pois poderíamos ter um melhor desempenho, é preciso corrigir as oscilações que com isso seremos o Campeão da série B com certeza.  No próximo jogo o Vitória não contará com o goleiro Douglas suspenso pelo terceiro cartão amarelo, mas tem o retorno do artilheiro do Brasil Neto Baiano, o jogo será contra o Atlético PR em Paraná.

Ficha técnica – ASA 2×3 Vitória
11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Local: Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca-AL.
Data: Terça-feira, 17 de julho.
Horário: 19h30.

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA).
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Victor Oliveira Cruz (SE).

Gols: Lúcio Maranhão e Roberto (aos 20 e aos 23 minutos, respectivamente) para o ASA; Marquinhos, Nino Paraíba e Victor Ramos (aos sete minutos do primeiro tempo, aos quatro e aos 15 do segundo, respectivamente) para o Vitória.

Cartões amarelos: Gaúcho e Fabiano (ASA); Douglas (Vitória).

Cartão vermelho: Gabriel (ASA).

ASA: Gilson; Gabriel, Gaúcho (Danilo Cruz), Fabiano e Chiquinho; Cal, Elvis, Lucas (Geovane), Valdívia (Maranhão) e Roberto Jacará; Lúcio Maranhão. Técnico: Heriberto da Cunha.

Vitória: Douglas; Nino, Victor Ramos, Gabriel e Dener; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Leílson (Eduardo Ramos); Marquinhos (Willie) e Marcelo Nicácio (Tartá). Técnico: Paulo César Carpegiani.

Douglas: Foi muito bem, fez boas defesas, saídas de gol e garantiu o triunfo, Nota 7,5

Nino: Um monstro, correu muito e marcou um golaço Nota 8,0

Victor Ramos: Está se especializando em fazer gols, mais um na conta e foi bem na defesa: Nota 8,0

Gabriel: Esteve muito bem também, vacilou junto com todos no gol do ASA. Nota 7,5

Dener: Uma boa estreia, marcou com eficiência, sofreu um pouco no final do jogo com o time saindo nas costas dele, mas resistiu bem a pressão, quero ver a sua continuidade. Nota 7,0

Uelliton: Bom jogo, mas precisa caprichar no passe de bola, assustou em duas oportunidades, como sempre um guerreiro em campo. Nota 7.0

Michel: Marca muito e saí bem para o jogo, é o grande parceiro de Uelliton: Nota 7,5

Pedro Ken: É  um maestro em campo, marca muito e saí fácil para o jogo, coloca a Vitória na conta dele. Nota 10,0

Leílson: Não repetiu a boa atuação do ultimo jogo, mas não complicou, o garoto tem muito futuro. Nota 6,5

Marquinhos: É um talento nato, marcou um golaço e colocou pressão em Carpegiani e em Tartá. Nota 7,5

Marcelo Nicácio: Sentiu muito a falta de ritmo e o condicionamento físico irregular, mas foi aquele jogador que pelo menos buscou fazer a sua função e segurou a defesa adversaria. Nota 6,0

Ricardo Silva/Carpegiani: Colocou o melhor que tinha em campo e o time foi bem, venceu mais uma fora de casa e substitui coerentemente. Nota 9,0

[VITÓRIA 4X3 PARANÁ] Na Luta, na Raça, o que vale é os 3 pontos!


Parabéns, isso mesmo, quero parabenizar aos 6784 guerreiros que não são de açúcar, 6784 valentes que com toda adversidade não arredou o pé, este triunfo, com uma bela virada foram de vocês, vocês são dignos da minha admiração.

Cheguei ontem por volta da 20:35 no Barradão e encontrei o meu Brother Franciel Cruz(http://victoriaquaeseratamen.wordpress.com/ e http://www.somosmaisvitoria.com.br/) nos saudamos e entrei para me concentrar para o ludopédio, o clima estava agradável o céu com algumas nuvens, mas sem indícios daquele pré-diluvio que passou a cair durante a partida, pois bem, vi o novo telão que diga-se de passagem de qualidade infinitamente superior ao antigo, porém é preciso aproximar mais a câmera para que possamos conseguir visualizar os lances do jogo(ao vivo), estava parecendo partida de FIFA 2012 no XBOX 360 heheheh.

O Vitória começou em cima, pressionando o Paraná e encurralando a saída de bola, por duas vezes Neto fez o  abafa e quase saiu o gol do Leão, na primeira ele pressionou o goleiro que se atrapalhou e o gol só não saiu porque Pedro Ken não acreditou no lance, a bola ficou livre na cara do gol e não teve ninguém para empurrar para dentro, já no segundo lance Neto pressionou o zagueiro tomou a bola e tocou para trás, Michel bateu de primeira e quando a nação já gritava gol, a bola caprichosamente passou a direita do goleiro Wendel. O rubro-negro dominava, o Paraná tentava nos contra ataques e assutava com as Léo BR324 e Mansur AV Paralela totalmente livre de congestionamento é só chegar e passar, porém Douglas conseguiu fazer boas defesas, e Victor e Gabriel também espanavam tudo que sobrava na área.

O Vitória tentava o gol e na saída do buliçoso Marco Aurélio machucado o jovem Leílson entrou em campo, e no primeiro lance mostrou qualidade. Tudo começou com o valente Neto Baiano, ele roubou a bola no meio de campo e lançou Pedro Ken, o camisa 8 atravessou a bola  da direita para o centro-esquerdo e Leílson avançou com velocidade e tocou na saída do goleiro, festa no Barradão, Vitória 1×0 Paraná, a expectativa era a melhor possível, nesse momento o brioso dominava a partida e aí uma palavra utilizada pelo Butagreno do nordeste, Franciel em seu ultimo texto veio a tona, o time do Vitória é oximoro.

O “alvinegro” recuou e viu o tricolor do Paraná crescer e explorar a BR324 e a AV Paralela, mas por graças chegou o fim do primeiro tempo. O segundo infelizmente começou da mesma forma que terminou o primeiro tempo, Vitória recuado e o Paraná tentando as laterais, pois bem, para piorar Uelliton estava numa noite infeliz, errou todos os passes que tentou e pensou, e num vacilo desse nasceu o escanteio que gerou o gol de empate de Wendel, detalhe, cobrança no segundo pau, e Uelliton fica parado como se não houvesse ninguém adversário, mas o camisa 7 estava logo atrás dele e cabeceou com sabedoria para vencer Douglas que nada pode fazer, 1×1. O time de Ricardinho cresceu no jogo, e há muito já estava gostando da partida, e num novo vacilo, Uelliton fez falta na entrada da área e aquela merda do Lento Flavio que não acertou nada aqui em um ano, conta com a colaboração duma pane geral da defesa para deixar Wendel livre para marcar o seu segundo gol e estabelecer a virada do Paraná, Lúcio Flavio cobrou a falta, toda a barreira pulou e abriu, a bola passou por baixo, Douglas espalmou para frente, Léo ficou parado olhando, carrinho do atacante e gol, já caia um diluvio no Barradão, o frio era de arrepiar a medula, mas foi justamente aí que veio o banho de agua fria.

A torcida por um momento sentiu o golpe da virada mas aos poucos começou a se restabelecer e a apoiar o time, neste momento eu já estava ao lado novamente de Franciel e toda a sua galera, e falei com ele, o seu Francis manda uma palavra de Salvação aí pelo amor de Deus! Pronto o time nos ouviu e resolveu honrar o manto, o sangue a que a torcida dava na arquibancada parece que voltou a camisa naquele momento e o Vitória chegou ao gol com Neto Baiano o bandeirinha assinalou impedimento (que trio de arbitragem péssimo, os caras vieram para enojar o babá , rebanho de sacripantas), mas o Leão continuou com o seu objetivo e quando Pedro Ken recebeu a bola e inteligentemente lançou para o meio da área Léo fez a única coisa boa dele durante os 90 minutos, driblou o goleiro e marcou o gol de empate, lembro que a primeira reação foi olhar para o bandeirinha, e depois ver a explosão na arquibancada 2×2 no placar, mas precisávamos e queríamos mais.

O Vitória se encontrou no jogo, e ontem o artilheiro do Brasil estava mais para garçom, tudo começou com uma das características marcantes dele, a bola saiu da área e iria para escanteio, mas ele correu e impediu a saída, olhou para área e colocou na cabeça de Tufão, quer dizer Victor Ramos, 3×2 Vitória e festa no Barradão, nesse momento tudo era alegria e acontece um lance inusitado, virou para Franciel e para galera e digo: Franciel manda uma palavra de Salvação aí para ver se Mansur acerta uma. Contra ataque do Vitória e Mansur erra o drible mas a bola chega em Neto, ele tocou fácil e Mansur acertou uma como pedi, Vitória 4×2 Paraná, prenuncio de goleada e tranquilidade não é? Que nada, um minuto depois Uelliton toca novamente errado, Léo BR 324 só vê Fernandinho livre tocar para Arthur descolocar Douglas e deixar o clima tenso, Vitória 4×3 Paraná e aí foram 13 minutos de tensão até o juiz determinar o fim do jogo.

Foi sofrido, foi molhado, foi gripado, mas valeu a pena, mais 3 pontos, 7 pontos para o quinto colocado, 22 jogos de invencibilidade no Barradão e estamos fortes na competição.

PEGA LEÃO

FICHA TÉCNICA – VITÓRIA 4 X 3 PARANÁ CLUBE

Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: 10 de julho de 2012, terça-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Felipe Duarte Varejão.
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Jose R. Maciel Linhares.
Cartões Amarelos: Douglas, Victor Ramos, Uelliton, Pedro Ken (Vitória); Paulo Henrique, Anderson, Fernandinho, Luisinho, Lúcio Flávio e Wendel (Paraná)
Cartão Vermelho: Fernandinho (Paraná)
Público – 6784 pessoas

GOLS: VITÓRIA: Leílson, aos 22 minutos do primeiro tempo, Léo, aos 22 do segundo tempo, Victor Ramos, aos 28 do segundo tempo, e Mansur, aos 35 do segundo tempo

PARANÁ CLUBE: Wendel, aos cinco e aos 12 minutos do segundo tempo, e Arthur, aos 36 do segundo tempo

VITÓRIA: Douglas; Léo, Victor Ramos e Gabriel Paulista e Mansur; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Tartá (Eduardo Ramos); Marco Aurélio (Leilson depois Dankler) e Neto Baiano Técnico: Paulo César Carpegiani

PARANÁ: Luis Carlos; Paulo Henrique, Anderson, Alex Alves e Fernandinho; Cambará, Luisinho (Nilson), Wellington (Marquinhos) e Lucio Flavio (Lucas); Wendel e Arthur
Técnico: Ricardinho

Douglas: Um ótimo primeiro tempo, vacilou no rebote do segundo gol, mas houve uma contribuição geral da defesa. Nota 6,0

Léo: Muito ruim, o gol foi a única coisa boa. Nota 4.0

Victor Ramos: Tufão,Tufão,Tufão, esteve bem, mas as vezes tem que sair espanando tudo, mais um gol na conta, tá virando artilheiro. Nota 7.5

Gabriel: A mesma coisa, quase complica tentando sair com a bola, campo molhado espana a bola garoto, mas foi bem. Nota 7.0

Mansur: É impressionante, não marca nada, mas até apoiou com qualidade, errou o lance e acabou fazendo o gol. Nota 4.5

Uelliton: Uma partida para esquecer, não acertou nada, 3 vacilou nos gols. Nota 3,0

Michel: Teve que trabalhar triplicado, por ele, por Uelliton e por Léo, Nota 8.0

Pedro Ken: O maestro, dois belos passes e muita determinação tática, ajudou muito na marcação: Nota 9.0

Tartá: Oscilou junto com o time, começou puxando bem os contra ataques, mas depois  passou a errar passes e viradas de bola, se recuperou no meado do segundo tempo, mas pode render mais. Nota 6.0

Marco Aurélio: Estava buliçoso, mas saiu machucado. SEM NOTA

Neto Baiano: Guerreiro, eu gosto da determinação dele,  boas assistências, faltou marcar o dele. Nota 9.0

Leíson: Uma grata surpresa, para mim um dos melhores em campo, entrou com personalidade e deu dor de cabeça a defesa e ainda ajudou na marcação pelo setor esquerdo, um belo gol. Nota 9.0

Eduardo Ramos: Entrou para segurar a onda no meio e foi bem, teve a chance de marcar o seu mas desperdiçou. Nota 6.5

Dankler: Quase marca em seu primeiro lance, entrou para ajudar na marcação na lateral direita e não comprometeu: NOTA 6,5

Carpegiani: Seu time tem oscilado professor! No geral o time foi bem, tem  sido valente para buscar os resultados e ele mudou corretamente. Nota 7.0

Jogos da terça-feira – Série B

Vitória 4 x 3 Paraná
Criciuma 4 x 3 Boa Esporte
Guaratinguetá 2 x 1 ASA
Atlético-PR 1 x 0 Ipatinga