[BOA ESPORTE 1X2 VITÓRIA] Superando o além e entrando no G4


Foi preciso enfrentar o sobrenatural, ir a cidade dos ETs e vencer o além para que  o Vitória conseguisse o objetivo de adentrar ao grupo dos quatro times que ascendem a primeira divisão, e digo mais, foi com um gol a ser estudado pelo movimento empírico, teria Neto Baiano ido ao memorial do Vitória e assistido os jogos de Petckovic ? Só isso explicaria tamanha façanha.

O Vitória começou bem pressionando a saída do time de Varginha e com isso criando algumas oportunidades, o rubro negro saia nos contra ataques e levava perigo ao gol de Max, e logo aos 5 minutos Tartá sofreu falta e Neto Artilheiro do Brasil Baiano pegou a bola para cobrar, lembrei do jogo passado em que ele queimou a minha língua lá no Barradão quando eu disse “ Neto cobrando falta, pobre Vitória”. Sorri e eis que vem a cobrança e golaço. Gol com a marca, inteligência e técnica dignas do lendário Pet, ou até mesmo de Bebeto e Ramon em seus tempo áureos e festa leonina no país inteiro.

Tudo vinha como manda o figurino, mas a marcação recuou e foi dando cada vez mais espaço ao time da casa, e num lance de impedimento grotesco o Boa Esporte chegou ao empate, banho de agua fria na gélida cidade mineira, 1×1 no placar, aos poucos o Vitória foi se recuperando do baque e quando o relógio findava o primeiro tempo, falta para o Vitória, Neto Baiano pega a bola e aí eu digo novamente” ah para com isso, se Neto fizer novamente, eu nem sei o que dizer”. Gol do Vitória, não foi de Neto, mas foi tão surpreendente como se tivesse sido do artilheiro do Barradão e do Brasil(perdoem a redundância), tento marcado em jogada ensaiada, há quanto tempo não via isso acontecer com o Vitória? Neto tocou de calcanhar, Uelliton soltou a bomba de direita, o goleiro Max espalmou e Tartá empurrou para as redes, Leão novamente na frente e fim de primeiro tempo.

No intervalo eu ainda não tinha conseguido decifrar os enigmas que estavam acontecendo na cidade dos ETs, realmente parecia que forças ocultas favoreciam ao Vitória, e agora era somente esperar e selar o triunfo no segundo tempo.

Começa o segundo tempo e só um pedido eu tinha para os seres extraterrestres, por favor tratem de abduzir o Xuxa, ele já é menos um em campo mesmo, tratem logo disso, mas o sujeito que estava lá em cima nos anéis de Saturno não meu ouviu, poxa Carpegiani, não era preciso tanto sofrimento. O Boa esporte avançou e passou a pressionar o rubro negro, que com as laterais abertas, pois parecia realmente que Gabriel e Mansur foram abduzidos, só não fez o gol porque Douglas, voltou a ser aquele cara que nos encantou na série B de 2011, muitas defesaças e até quando o goleiro vacilou e saiu errado, o zagueiro estava lá para tirar de cima da linha e salvar o Vitória, no final foi isso aí mesmo, Tartá poderia ter acabado com o sofrimento, mas foi fominha, o Boa pressionou a bola não entrou, o juiz prolongou o sofrimento com 6 minutos de acréscimos, mas o apito soou e conquistamos os 3 pontos e chegamos ao G4 pela primeira vez, e que força nenhuma seja capaz de nos tirar de lá. Amém!

 

SÉRIE B

Boa Esporte 1 x 2 Vitória 

Local: Estádio Dilzon Luiz de Melo, em Varginha (MG).

Data: Sexta-feira, 8 de junho.

Árbitro: Janio Pires Gonçalves (CBF/TO).

Assistentes: Cesar Augusto de Oliveira Vaz (CBF/TO) e Leonardo Mendonça (CBF/ES).

Gols: Marcelo Macêdo (Boa Esporte) / Neto Baiano e Tartá (Vitória)

 

Boa: Esporte: Max; Maicon (Luis Felipe), Gabriel, Léo Fortunato e Radar (Tiago Alves); Claudinei, Olívio, Radamés e Jajá (Francismar); Marcelo Macedo e Vanger. Técnico: Sidney Moraes.
Vitória: Douglas; Léo, Victor Ramos, Rodrigo e Mansur; Uelliton, Rodrigo Mancha, Xuxa (Leílson) e Tartá (Ananias); Marquinhos e Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Douglas: Deu um susto numa saída do gol, mas foi muito bem no jogo e garantiu o triunfo. NOTA 7,5

Léo: Não repetiu a boa atuação do ultimo jogo, saiu machucado. Nota 5,0

Rodrigo: Salvou em cima da linha, segurou bem a pressão. Nota 7,0

Victor Ramos: Anda preocupado com Nicole, tem que focar parceiro. Nota 5,0

Mansur: É este o seu lateral titular PCC? Pelo amor de Deus. Nota 4,0

Uelliton: Marca muito, e soltou uma pancada no segundo gol. Nota 7,5

Rodrigo Mancha: Até que ontem fez uma boa partida, marcou muito certo, mas seu passe é ruim. Nota 7,0

Xuxa: Ô ET faz um favor abduza este cara do Vitória, ver G10 ser sacado para ver menos um em campo. Nota zero

Tartá: Buliçoso e inteligente, marcou seu gol e ajudou no triunfo, saiu para não ser expulso. Nota 8,0

Marquinhos: Precisa recuperar o bom futebol, soltar um pouco a bola, esta devendo, vamos lá! Nota 6,0

Neto Baiano: Mais um de falta, 35 no ano, muita garra e entrega, para mim o melhor em campo. Nota 10,0

Gabriel: Entrou e mais uma vez esteve perdido na lateral, não é a dele. Nota 5,0

Ananias: Buscou segurar a pressão,  mas o Boa veio para cima, ajudou na marcação. Nota 6,0

Carpegiani: Como foi a diretoria e não você que bancou Xuxa ao invés de Geovanni, vou ser justo e atribuir uma boa nota, afinal os 3 pontos foram validos, e a cobrança ensaiada, tem a sua marca, mas deveria ter tirado logo Xuxa. Nota 7,0