[Fluminense x Vitória] Muito mais coerente Cerezo e Eric Pino quer jogar no Vitória!


Após duas rodas escalando o time com 3 volantes, e apenas o lento Lucio Flavio como homem de criação, Cerezo voltou atrás e parece que escalará o time no 4-4-2 clássico com 2 volantes e 2 meias de oficio, 1 atacante de beirada e 1 centro avante, bom para o Vitória que nunca se acostumou a jogar com muitos pegadores na meiuca.

O jogo de hoje também é uma oportunidade para acompanhar o talento de 6 jogadores das divisões de base: Dimas, Dankler, Alan Henrique, Mineiro, Arthur Maia e Alan Pinheiro estão incumbidos de mostrar mais uma vez para todos as qualidades dos jogadores oriundos da Toca do Leão, empenho eu sei que não irá faltar.

Outra coisa interessante é o confronto de Agnaldo Liz e Allan Dellon que  fizeram nome justamente no rubro negro e hoje representam a equipe de Feira, outra novidade fica por conta do banco de reservas do Vitória, o goleador Dinei que saiu daqui prematuramente  com status de craque deve fazer sua reestréia no rubro negro e agora tem a responsabilidade de justificar o apoio da torcida.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE X VITÓRIA

Local: Estádio Alberto Olveira, em Feira de Santana (BA)

Data: 01/02/2012 (quarta-feira)

Horário: 21h50 (de Brasília).

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA).

Assistentes: José Carlos Oliveira dos Santos (BA) e Dijalma Silva Ferreira Júnior (BA).

Fluminense de Feira: Rodolpho, Jonathan, Jefferson, Odair e Julio Cesar; Evson, Jo, Fábio Augusto e Diego Perini; Alan Delon e Brasão.Técnico: Agnaldo Liz.

Vitória: Douglas, Léo, Alan Henrique, Dankler e Wellington Saci; Ueliton, Mineiro, Arthur Maias e Lúcio Flávio; Alan Pinheiro e Neto Baiano.Técnico: Toninho Cerezo.

Empresário não descarta acordo e jogador quer vim pro Leão

No meio de uma grande confusão, o meia chileno Eric Pino, que rescindiu contrato com o Antofagasta, clube que ajudou a colocar na primeira divisão do futebol do seu país, falou com exclusividade o Bahia Notícias nesta manhã. O jogador afirmou não entendeu nada desde sua chegada ao Brasil, mas começou a compreender a atual situação quando conversou com a diretoria do Vitória.

– Logo quando cheguei não sabia o que estava acontecendo, mas falei com a direção do Vitória nesta manhã e comecei a compreender o que estava acontecendo. Eu só cheguei ao Brasil para jogar bola e quero fazer isso. Imparato nunca foi meu responsável e não tem autorização para falar por mim. Estou bastante chateado – disse.

Segundo o atleta, o Vitória é o clube que ele gostaria de atuar.

– Eu desembarquei no Brasil para jogar bola e gostaria de jogar no Vitória, mas temos que sentar e conversar – finalizou.

Anúncios