[VITÓRIA 4X0 IPATINGA] Como tem que ser no Barradão


No texto da quinta feira aqui no blog eu já dizia que o Vitória tinha que entrar em campo hoje e atropelar, não se tratava de menosprezar o Ipatinga, mas de fazer reviver a fama do rubro negro nos seus domínios, o leão rugiu alto em sua selva e não tomou conhecimento da presa, que indefesa só fez agonizar e esperar que o sofrimento acabasse.

É isso que tem que ocorrer, como nas antigas lutas do lendário Mike Tison onde o combate era vencido antes mesmo de entrar no ringue, era sempre no olhar após a pesagem que o pugilista estraçalhava o moral dos seus oponentes e quando eles subiam no campo de batalha era apenas para tentar apanhar pouco e buscar evitar o nocaute, pois a derrota era sempre eminente. Assim sempre foi o Vitória no Manoel Barradas,  mas ultimamente esta mística estava sendo desfeita e eu afirmei que o Vitória teria que ganhar, golear, massacrar e convencer e foi o que ocorreu, nossos inimigos devem entrar no Barradão sempre com o pensamento de que o objetivo é perder de pouco, e logo no inicio o Vitória mostrou isso ao Ipatinga.

Vamos ao Jogo

O Vitória teve um inicio como deve ser em casa, simplesmente arrasador, o time foi para cima pressionando a saída de bola e sufocando o adversário que estava retraído em campo, logo aos 4 minutos o esforço deu certo, Neto Baiano lançou Eduardo Ramos que cruzou na área para Marquinhos abrir o placar, festa rubro negra  no Barradão. Quem esperava uma tentativa de reação dos mineiros viu o brioso em cima e sem dar oportunidades e logo aos 8 minutos o volante da Ipatinga bobeu e perdeu a bola para Tartá que avançou e marcou o segundo dando grande tranquilidade no jogo.

Um Vitória muito mais organizado em campo, tocando a bola e marcando no campo adversário e por mais que o Ipatinga tentasse reagir era o Vitória que criava as melhores oportunidades de marcar, em uma delas Neto Artilheiro do Brasil Baiano quase marca de letra, após este lance, como é normal o time segurou o jogo até o fim do primeiro tempo.

Após o intervalo eu esperava um Vitória administrando o placar, mas não foi isso que aconteceu 2 minutos e a zaga vacila, Neto Baiano aproveita e marca seu gol de numero 33 no ano e segundo na série B 2012, após o gol que esfriou qualquer tentativa de reação adversaria o Leão se retraiu e procurou jogar nos contra ataques, o Ipatinga até tentou assustar mas só conseguiu isso em duas falhas do zagueiro Rodrigo, pois que conseguia mesmo construir as jogadas e levar perigo era o Vitória.

Carpegiani mudou, entrou Geovanni no lugar de Eduardo Ramos(partidaça diga se de passagem) e Dinei no lugar de Neto Baiano e no primeiro lance do suplente de Neto em campo ele marcou um belo gol e deu números finais a partida, Ananias ainda entrou no lugar de Michel para segurar o resultado e poupar o volante que estava voltando de contusão.

É isso aí amigos, o Leão agora tem que repetir o feito na terça feira no Barradão e chegar ao g4 do brasileirão.

SRN

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 4 X 0 IPATINGA
Campeonato Brasileiro 2012 – 1º turno (4ª Rodada)

Data 2 de junho às 16h20
Local Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA)
Gols 1º tempo
Marquinhos, aos 4min, e Tartá, aos 8min
Gols 2º tempo
Neto, aos 2min, e Dinei, aos 34 min
Árbitro Ítalo Medeiros de Azevedo (RN/CBF)
Assistentes 1 – Luiz Carlos Câmara Bezerra (RN/CBF) 2 – Lorival Candido das Flores (RN/CBF)
Cartão amarelo
Mansur (Vit), Everton e Leanderson (Ipa)

Público: 7 mil e 379 pagantes  Renda: R$74.015,00

VITÓRIA:Douglas; Gabriel, Victor Ramos, Rodrigo Costa e Mansur; Michel (Ananias), Rodrigo Mancha, Eduardo Ramos (Geovanni) e Tartá; Marquinhos e Neto (Dinei)
Técnico: Paulo César Carpegiani

IPATINGA:Bruno; Gasparetto, Azevedo (Everton) e Pedrão; Ruy (João Neto), Leanderson, Leandro Brasília, Wellington Bruno e Chiquinho; Tiago Pereira e Márcio Diogo (Djavan)
Técnico: Ney da Matta