PONTOS IMPORTANTES DA ENTREVISTA DE PAULO CARNEIRO PARA O NO AR COM ANDRÉ HENNING

A entrevista do ex-presidente do Vitória Paulo Carneiro ao programa NO AR com André Henning tratou de assuntos da história do clube mas foca apenas no lado positivo da gestão PC, talvez por falta de tempo as perguntas tenham sido centralizadas aos feitos que destacaram Paulo ao longo do seu comando a frente do EC Vitória, dentro de tudo que foi dito destaquei 5 pontos que considero importantes e que valem a reflexão.

1-COPA E LIGA DO NORDESTE

2-CRIAÇÃO DE UMA LIGA NACIONAL

3-DIVISÃO DE BASE

4-CAMPEONATO BAIANO

5-POLITICA DO ESPORTE CLUBE VITÓRIA

 

1 COPA E LIGA DO NORDESTE

O ex-presidente Paulo Carneiro na entrevista contou parte dos bastidores da Criação da Copa do Nordeste e citou a importância do retorno da competição ao formato que o consagrou nos anos 90, para PC, os clubes precisam se unir para priorizar o formato com datas aos sábados e domingos, aumentando o interesse dos investidores e elevando a competição que hoje vale R$ 30 milhões há um patamar de R$ 100 milhões por ano.

2-CRIACÃO DE UMA LIGA NACIONAL

Paulo retorna ao polêmico assunto do clube empresa, cita o exemplo da Argentina e diz que há uma necessidade de criar uma liga que defenda os interesses dos clubes principalmente no que tange a negociação dos direitos de transmissão, o ex-presidente afirma que os clubes aceitam muito passivamente os valores oferecidos pelas emissoras e cita o exemplo da entrada do Esporte Interativo que com a quebra de monopólio fez os valores da tv fechada saltar de R$ 60 para R$ 500 milhões.

3- DIVISÃO DE BASE

Ao citar a formação de grandes nomes na divisão de base, Paulo Carneiro fala da metodologia e do projeto do clube, e diz ser necessário que o clube tenha uma identidade independente do treinador, mostrar ao profissional que a filosofia do clube é ter por exemplo 2/3 de atletas formados em casa, pois não tem como ser diferente dada a diferença de orçamentos e que o clube precisa aliar as novas ferramentas de fisiologia, psicologia na formação de novos atletas.

PC ainda citou as competições internacionais, os confrontos contra grandes equipes do futebol mundial como fundamental na formação e que demonstrava a força do Vitória como uma das principais escolas do futebol mundial.

4- CAMPEONATO BAIANO

Para o dirigente é necessário que a dupla BAVI se uma, reúna com os clubes para mudar o formato da competição com calendário até junho mas com equipes sub-23, ele cita a possibilidade de ampliar o numero de equipes, ter mais praças esportivas, aumentando o interesse do mercado na competição.

5- POLITICA NO ESPORTE CLUBE VITÓRIA

Um clube dividido politicamente, assim Paulo define o Vitória antes dele e o Vitória atual, para PC o clube só pode crescer na sua gestão porque houve um projeto que foi abraçado, porque os nomes se unirão em prol de um projeto de fortalecimento do clube.

“O Vitória esta dividido politicamente desde o inicio de 2017 e isso é muito ruim” disse Paulo.

PC diz reconhecer a legitimidade de Ricardo David e que torce pelo mesmo, mas critica o isolamento do atual presidente há quem afirmou já ter se colocado a disposição para ajudar e citou também o ex-presidente do Vitória e atual presidente da Liga do Nordeste Alexi Portela que poderia contribuir neste momento de turbulência.

“O Vitória precisa se unir, precisa acabar com essa instabilidade politica” finalizou.

PS: Reitero a opinião do Leão Minha Paixão de apoio incondicional a democracia do clube e do direito de Ricardo David em cumprir seu mandato e que o próximo presidente seja escolhido na eleição no final de 2019.

5 comentários em “PONTOS IMPORTANTES DA ENTREVISTA DE PAULO CARNEIRO PARA O NO AR COM ANDRÉ HENNING

  1. Embora nessa entrevista está destacado apenas o que foi positivo na gestão do Paulo Carneiro, ainda assim, é inegável a sua contribuição benéfica para o clube, penso até, contrariando a grande maioria da torcida, que um eventual retorno do PC juntamente com assessores sérios, certamente iria agregar bons resultados para o ECV.
    O fato do Paulo Carneiro ter trabalhado no rival Bahia não invalida a sua volta, qual o problema? Treinadores trocam de cores a todo instante, isso não significa que as portas estarão fechadas para os profissionais vindos de clubes adversários, desde que tenham bagagem positiva, como é o caso do PC.
    Como torcedor, desejo também, que o Ricardo David marque o seu nome na história do clube de forma brilhante, mas, não alimento muita expectativa nessa sua gestão, pelo menos até aqui. Vamos ficar na torcida para que tudo dê certo.
    Grande abraço Valmerson, pelo visto falamos a mesma língua.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá irmão, permita-me fazer um breve comentário em cima do seu…

      Acredito que a grande falha de Paulo Carneiro não tenha sido trabalhar no rival, mas sim a forma como ele saiu do Clube.
      Vestir a camisa do rival foi seu grande erro, desrespeitou o Clube e sua torcida.

      Diretor nenhum de futebol precisa vestir a camisa do Clube que é contratado!

      Apesar dele ter sido o melhor presidente que o Clube já teve, atualmente caberia a ele apenas o cargo de Diretor de futebol.

      SRN

      Curtir

  2. Olá Valmerson, também penso da mesma forma, espero que Ricardo Davi consiga dar sequência ao trabalho e possa qualificar essa equipe, porque se os resultados em campo aparecerem, ele terá um pouco de paz e quem sabe consiga colocar em prática algumas de suas idéias externadas em campanha. Quanto a PC, tenho saudade dos bons tempos de sua administração, sem esquecer dos erros. Destaco dois pontos como cruciais para o crescimento do Clube feitos por ele: a efetivação do Barradão como a casa do Vitória contra grande parte da imprensa e alguns torcedores, e a implantação das divisões de base de onde vinha os recursos para a instituição, já que não existia cota de tv e foi justamente o período em que o Leão mais cresceu sob todos os aspectos, seja em títulos numero de torcedores e tambem no seu patrimônio, mas sou torcedor do Vitória acima de tudo e portanto torço para que RD possa concluir o seu mandato e que o nosso Vitória possa navegar em águas mais tranquilas. SRN.

    Curtido por 1 pessoa

    • OK, caríssimo, obrigado pela sua valiosa observação, entretanto, ainda continuo pensando que o empregado deve sim, vestir as cores da empresa em que trabalha, afinal, o profissionalismo deve estar acima da paixão.
      Mudando de assunto, desde a época do blog da sra. Larissa Dantas, eu já questionava essa expressão “vitoriano”, embora esteja correta, soa mal que é uma disgrama…rsrsrsrs…Brincadeira, mas vou de chamar de rubro-negro de Sergipe.
      Abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s