O presidente, o marketing, o basquete e a incompetência

Diretor de planejamento e diretor de marketing existe melhor qualificação para conhecer os caminhos das pedras para patrocinadores?. Ricardo Davi presidente eleito do Vitória ocupou estes dois cargos no clube, se elegeu afirmando também que já tinha um patrocinador encaminhado para o clube e tudo parecia bem normal analisando a trajetória dele no clube.

A tal marca não surgiu ainda mesmo com 5 meses de mandato, porém o mais gritante é o que surgiu como uma bomba sobre a possibilidade de fim da parceria com o Universo, acabando com o time de basquete que foi tão celebrado nos últimos 3 anos.

21 EXIBIÇÕES EM 2017

Existe maior atrativo no mercado do que alta exposição da marca,e investimento relativamente baixo? Se isso não basta ainda tem o fato de que em quadra, o Universo Vitória chegou em 3/3 playoffs, sendo em 1 deles, semifinalista. O basquete rubro negro conseguiu somente em 2017, 21 transmissões, sendo 15 no SPORTV, 2 BAND, 2 TWITTER, 2 FACEBOOK.

É exposição pra investidor nenhum botar defeito, é a oportunidade de pegar o baixo investimento de R$ 350 mil que o Vitória contribui na parceria e transformar em alguns poucos milhões de investimento no case de sucesso e de receita para o próprio clube, mas ao invés disso, o projeto pode não ter continuidade por alegação de que o cofre do clube está “quebrado”.

Se no futebol tenho sido cauteloso e pedido paciência ao projeto Ricardo Davi, no basquete não podemos admitir sofrer tamanho golpe, não é apenas perder uma modalidade que ganhou novos adeptos, cresceu entre a torcida e está trazendo frutos há uma comunidade inteira da cidade, é perceber que existe uma incoerência entre o discurso e a incompetência observada na forma de gerir o caso, o basquete agregou valorização a marca Esporte Clube Vitória, deu orgulho a cada rubro negro e até o dia 31/05 queremos a informação de que a parceria foi renovada, os laços foram estreitados e que o grito entoado no Barradão e que ecoou em Cajacity não será abafado mas se ouvirá em cada cesta improvisada em Salvador e que estará nas quadras do NBB pelo Brasil.

 

2 comentários em “O presidente, o marketing, o basquete e a incompetência

  1. Que absurdo é esse? A imensa maioria dos torcedores históricos que conheço, inclusive muitos conselheiros do ECV, estão boquiabertos com essa falta de bom senso e visão política para dar solidez e amplificar o quadros de sócios torcedores. Essa equipe de marketing precisa é deixar de ser infantil e cartesiana; falta-lhes, visão holística e estratégica para qualificar as ações que colocariam o Vitória num patamar mais favorável às justas aspirações de quem quer ser do tamanho da história e da importância do Vitória no cenário nacional

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s