Atlético MG 2X1 Vitória Muita coisa precisa mudar

O leão segue sem vencer no brasileiro 2018, o time perdeu para o Atlético MG por 2×1 em uma tarde muito ruim coletivamente e desastrosa individualmente. Apesar de começar com uma marcação alta bem postada e dificultando as investidas do alvinegro, o time sucumbiu e quando Rhayner errou o contra ataque foi mortal e contou com erro de Kanu que deixa Ricardo Oliveira se desvencilhar e ainda ataca errado a bola, Ramon deixa o atacante antecipar e gol dos donos da casa.

Com 1×0 no placar o Atlético ficou a vontade no gramado e o Vitória se perdeu dentro da proposta de jogo adotada e só não foi pior porque a trave insistiu em salvar o rubro negro.

Mancini não mudou no retorno e os donos da casa continuaram perigosos e até quando o Vitória cresceu, eis que Roger Guedes aproveita assistência açucarada de Ricardo Oliveira que tomou a bola após vacilo de Kanu e 2×0 no placar.

O Vitória ainda diminuiu com gol considerado contra pela arbitragem e foi só. Time precisa se recuperar para superar o Corithians e América MG.

CAIQUE O segundo gol era defensável mas não deixou de ser um lance difícil dentro da pequena área.

WELISON Sofreu, time adversário se concentrou no lado direito e o pai veí sofreu demais com isso.

KANU Falhou nos dois gols, no segundo de maneira bizarra entrou o leite.

RAMON Dormiu no primeiro gol, esperou a definição de Kanu e ficou perdido.

BOTELHO NÃO DÁ!

FARIAS Muito abaixo do que já produziu!

CORREIA Mais uma vez muito abaixo do que Mancini vê.

RHAYNER Não dá para jogar de extremo, esta sofrendo. Contribui defensivamente mas esta sacrificado ofensivamente.

YAGO Burocrático, não rende a muito tempo para justificar ser o titular.

NEILTON Teve a chance de um gol de placa mas bateu pra fora, precisa de mais gente próxima a ele no meio.

DENILSON Errou tudo que tentou, não dá para confiar na qualidade técnica dele, sobra vontade.

GUILHERME Mais uma vez entra e esquenta a partida, importante no lance do gol.

BAUMJOHHAN Outro que entra e busca o jogo, arbitragem poderia dar o gol a ele.

JEFERSON Entrou deslocado e mandou a bola pra Kanu… Pouco tempo em campo.

MANCINI Erra ao insitir com Correia e Farias e demorou muito a mudar a equipe, ida de Jeferson para esquerda também não foi legal mesmo ele tendo atuado assim Pela Ponte.

FICHA TÉCNICA
Atlético-MG x Vitória
Campeonato Brasileiro – 2ª rodada
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 22/04/2018 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correia (RJ/Fifa) e oão Luiz Coelho de Albuquerque (RJ)
Assistentes adicionais: João Ennio Sobral (RJ) e Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ)
Gols: Ricardo Oliveira e Roger Guedes (Atlético-MG); Gabriel – contra (Vitória)
Cartões amarelos: Ricardo Oliveira, Gustavo Blanco (Atlético-MG) ; Ramon, Uillian Correa e Kanu (Vitória)

Atlético-MG: Victor; Patric, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco, Rómulo Otero (Erik) e Luan (Elias); Roger Guedes e Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Vitória: Caíque; José Welison, Kanu, Ramon e Pedro Botelho (Jeferson); Willian Farias (Guilherme Costa), Uillian Correia, Yago (Alexander Baumjohann) e Rhayner; Neilton e Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

5 comentários em “Atlético MG 2X1 Vitória Muita coisa precisa mudar

  1. Apesar dos pesares, não se pode esperar coisa diversa do time, até porque a máxima “de onde não se espera daí é que que não vem mesmo” nunca foi tão verdadeira.

    No segundo tempo, o jogo foi parelho, perdemos algumas chances que poderiam igualar o marcador ou mesmo, se mais feliz, virar o jogo.

    É claro que está mais do que provado que a defesa é o ponto fraco do time. Quando digo defesa, não me refiro somente aos dois zagueiros, mas o sistema defensivo: goleiro, laterais, volantes e zagueiros.

    Os goleiros, podem ser bons, mas são mau treinados. Vê-se falta de vários fundamentos. Saída de bola com os pés e mãos, saída de gol, colocação, retenção da bola para ganhar tempo.

    Venho repetindo isso, precisamos qualificar o setor de treinador de goleiros ou com outros profissionais ou com equipamentos.

    Os laterais são escolhidos sem critério. Ou não sabem marcar, ou não sabem apoiar, ou nem sabem marcar nem apoiar.

    Os zagueiros. Para mim Ramon não é zagueiro, mas volante. Não tem estatura e dá muito espaço ao atacante, dando tempo deste finalizar, fora que perde todas na bola aérea, não tendo físico para disputar no corpo com os centroavantes e atacantes; Kanu, é voluntarioso, afobado e não faz a leitura correta da jogada.

    Resultado: de grão em grão, ou melhor de dois em dois, a defesa enche o papo de gols.

    Enquanto isso, no prédio administrativo da Toca, o presidente consulta o manual de Stanislau Ponte Preta o “FEBEAPÁ” (FESTIVAL DE BESTEIRA QUE ASSOLA O PAÍS, e uma banda de Salvador).

    Curtir

  2. Valmerson, boa tarde. Estou rindo até agora…. Que comentário mais hilário sobre Kanu: “Falhou nos dois gols, no segundo de maneira bizarra ENTROU O LEITE”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s