Quando eu era menino… ESPORTE CLUBE VITÓRIA

escudo-18992

Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. (1 Coríntios 13.11)

 Ao lembrar essa frase do livro sagrado, lembro-me de outra frase, que é até muito utilizada entre os cronistas da imprensa esportiva baiana: Menino não veste calça de homem!

Esse humilde blogueiro remete as duas frases ao Esporte Clube Vitória, o time que tem medo de crescer, não deixa as meninices de lado e se aventura virar homem formado (clube grande).

A inoperância atitude de Alexi Portela, Carlos Falcão e Raimundo Queiroz é algo que não consigo entender. Antes de tudo deixe me voltar um pouco no tempo, mais precisamente 20/05/2010 a data não te faz lembrar nada? Vou refrescar sua memoria Vitória 4×0 Atlético-GO e classificação para final da Copa do Brasil contra o Santos.

O Vitória tinha 70 dias, isso mesmo 70 dias para reforçar o elenco para tentar o título mais importante da sua história, suspensos Uelliton e Viáfara desfalcariam o time,  com Nino machucado, um lateral direito era esperado, assim como reforços pontuais em outras posições para tornar o time competitivo com o estrelado time do Peixe, mas ao invés disso, Alexi não contratou sob a desculpa de não desmotivar os jogadores que vinham atuando, o resultado do dia 30/07/2010 todos já sabem.

Retornando aos dias atuais, no dia 01/06/2013 o Vitória deu largada no campeonato brasileiro empatando em 2×2 com o Inter na Arena Fonte Nova e todos afirmavam a necessidade de contratar: 2 zagueiros, 1 Lateral direito, 1 Lateral Esquerdo, 1 meia de Ligação e 1 Centroavante. A competição teve uma parada de 24 dias após a 5ª Rodada e o discurso do trio da direção é que o rubro negro faria as contratações pontuais, jogadores para assumirem a titularidade, os dois zagueiros não chegaram, 1 lateral foi reprovado nos exames, o outro lateral foi reprovado em campo, o meia também, e o único que verdadeiramente veio para reforçar, sofreu uma contusão e não atuará mais em 2013.

Para completar tudo isso o fraco elenco sofre diversas perdas por contusão, e o principal jogador da defesa ( o mais regular e o que mais atuou no ano) é vendido,  e como miséria pouca é bobagem o treinador resolve poupar “ o que tem  de melhor” no jogo de estreia de uma competição internacional importante, vencemos por 1×0, no jogo de volta perdemos pelo mesmo placar e fomos eliminados, e o discurso que antes era de briga por libertadores, agora já é o de calculadora para fugir do rebaixamento.

Venho criticando as incoerências de Caio Junior desde o inicio da Copa do Nordeste, primeira competição do ano, e as atitudes e discursos dele só pioram, já estava revoltado com a eliminação e quando vi ele dizendo que o objetivo é fazer 45 pontos no brasileiro e fugir do rebaixamento… É melhor nem dizer.

Quero saber até quando o Vitória vai insistir em se apequenar e ter medo de se tornar verdadeiramente um clube grande, um time que se arrisque as conquistas, que busque mostrar verdadeira mente como diz o seu hino “TODO SEU PODER”, A cada eliminação precoce, a cada derrota por covardia, a frustração domina esse coração rubro-negro e mais uma vez o sonho foi adiado e o pior é que com a atitude tardia da diretoria, com o medo do treinador e sua incoerência, com uma preparação física pífia e sem a confiança do torcedor, as expectativas sobre o campeonato  brasileiro despencaram e é torcer para que pelo menos o time continue um Leão em casa.

O exemplo do Atlético-MG de Kalil

Assisti uma entrevista de Alexandre Kalil presidente do Galo e fiquei sinceramente encantado com aquele cara, que presidente porreta, que cara. E vou logo dizendo que vai muito além do título, mas a postura do Manager, que coisa fantástica.

Kalil dizia sobre a emoção da conquista em seu ultimo ano a frente do Galo, que levou o troféu para casa, que acabou com aquela história de azarado, de time do quase e como tudo isso aconteceu. A montagem do elenco, a permanência de Cuca no comando em momentos de crise a chegada de Ronaldinho e como podou as festinhas do baladeiro assim como Jô e outros tidos como problemáticos e cada palavra dele me deixava ainda mais atônito.

Me fez pensar novamente quanto é preocupante a politica dos pés no chão sem perspectivas de crescimento principalmente em pequeno e médio prazo, a falta de ações de marketing, de ajustamento junto ao torcedor, a manutenção do Barradão( olha o exemplo do que o pequeno Horto representou em detrimento da Arena Mineirão) e aqui se faz Lobby pela Arena Fonte Nova.

Alexi muitas vezes apequena o Vitória, trata o time como bolacha quebrada, como coitadinho, não cria expectativas, oportunidades, opções e vemos um clube estagnado, fadado a mediocridade, a ser mediano sempre, a ficar na expectativa do quase e isso fere ao seu torcedor, olhar para o passado do Atlético e vê-lo campeão da Libertadores, é entender que um trabalho ousado, com critério e seriedade, rende frutos, espero a manutenção dos principais atletas em 2014, boas contratações e valorização de bons atletas da base para termos um time competitivo.

VAMOS AO JOGO

Wilson: Duas belas defesas  mas pena que não foi suficiente, tem crescido no meu conceito.

Dimas: O garoto foi mais seguro do que de costume, mas apoia muito mal, ainda não esta pronto para o profissional, tem que emprestar para ganhar mais confiança.

Victor Ramos: O interessante é ouvir Alexi Portela dizer que antes de contratar, chamou o atleta, seu empresário e sua mãe e falou que não iria tolerar as suas idas a noite de Salvador, ele não só esta em todas as festas de camisa soteropolitana, como aparece em festinhas no país inteiro, futebol que é bom, nada.

Fabricio: Só presta para dar cagada em bolas paradas,  Matheus Salustiano e Josué muito melhores que ele.

Elizeu: O melhor do jogo, a tempos não via uma roubada de bola e ontem o time teve isso, vimos um carrapato, um marcador, espero que ele continue nessa pegada, hoje é o dono da camisa 05.

Luis Alberto: Depois da contusão desaprendeu, erra tudo, Gabriel Soares no lugar dele.

Felipe: Acertou bons passes, foi o homem de lucidez do meio no primeiro tempo, mas foi preterido ao invés de Cajá.

Renato Cajá: Errou tudo que pode, deu o passe para o ataque que resultou no gol do Coritiba, mais alguma coisa?

Maxi Biancucchi: Único homem de ataque do time, apanhou, apanhou e apanhou e desta forma não dá para fazer muita coisa, estão acabando coma boa fase dele.

Marquinhos, Vander e Pedro Oldoni( Mandam para Ricardo Silva no Feira de Santana FC)

Caio Junior: Ontem armou o time corretamente, com boa marcação e não teve peças para mudar o quadro, mas como ele é muito incoerente, quero só ver a escalação dele contra o Criciúma.

Espero ver em campo: Wilson, Ayrton, Matheus(não creio) ,Victor Ramos Euller, Elizeu, Gabriel Soares,(não creio) Felipe,(não creio) Escudero, Maxi Biancucchi e Alemão

NÃO CREIO QUE ELE FARÁ ESSAS ALTERAÇÕES!

Anúncios

13 comentários em “Quando eu era menino… ESPORTE CLUBE VITÓRIA

  1. Caro Valmerson, belo texto!

    Espero que um dia tenhamos um presidente que empolgue e lidere a todos nós, que estimule a “compactação” entre torcida, técnico/jogadores e diretoria.

    “Sonho que se sonha junto se torna realidade”

    O que o Kalil fez no Atletico Mineiro foi de emocionar!

    Abs.

    Curtir

  2. Prezado Valmerson,

    Um comentário muito coerente.

    O jogo, em si, foi razoável.

    Perdemos a classificação nas penalidades.

    A envergadura do goleiro coxabranca pesou, uma vez que, qdo o sujeito acertava o canto ficava fácil para ele.

    Pessoalmente, o que me irrita não foi simplesmente a desclassificação.

    O problema é imaginar que, mesmo diante da disputa da sul americana e do campeonato brasileiro, não tivemos a decência de trazer reforços para o elenco.

    O problema é que, daqui a 5 anos, nosso discurso é o mesmo.

    Temos um elenco mediano.

    Não temos força para disputar as primeiras colocações, mas o discurso e o pensamento deve ser figurar na primeira metade da classificação até o final.

    Não se pode permitir um discurso derrotista de treinador.

    Qto. a incompetência administrativa é chover no molhado.

    Não temos marketing.

    Não temos qualquer iniciativa para consolidar nossa torcida no interior.

    Assistimos o empenho em sucatear o Barradão.

    Curtir

  3. Ponto1.
    Caio Júnior eliminou o Vitória da Copa do Brasil contra o Salgueiro, fez o mesmo no Campeonato do Nordeste e agora na Sul-Americana. Eliminações precoces, inclusive duas delas contra times de divisões INFERIORES e BAIXOS orçamentos, o Salgueiro e o Ceará.
    Ponto 2.
    Nesses 8 meses no comando técnico da equipe Caio quase sempre ele exalta em demasia os adversários do Sul e Sudeste e acaba, querendo ou não, DIMINUINDO o CLUBE, A INSTITUIÇÃO E A TORCIDA com suas declarações (a última foi finalmente dizer que o objetivo do Vitória é não ser rebaixado, enquanto antes era o de buscar a Libertadores), como se nossa realidade fosse essa de conviver e aceitar resignadamente o fracasso e a condição de mero participante das competições.
    Ponto 3.
    Tirando os jogos contra o Náutico, foram 7 jogos fora de casa no Brasileiro em que perdemos 6 jogos e empatamos 1, tomamos 14 gols e fizemos 2, saldo negativo de 12 gols fora de casa e 1 ponto alcançado em 21 disputados, tudo isso com uma atitude amplamente COVARDE e com uma pequenês tamanha (essa postura que tem sido o nosso principal problema, pois Bahia e Atlético-Pr, por exemplo, demonstram outra postura fora de casa e já ganharam mais pontos do que a gente possuindo times tecnicamente iguais ou inferiores ao nosso)!

    Enfim, o meu principal problema com Caio é esse, ele passa a imagem de que não acredita de verdade na grandeza do Esporte Clube Vitória, não acredita na qualidade de seus jogadores, não demonstra ambição de verdade e não conseguiu até hoje dar uma postura corajosa, agressiva ao time nos jogos fora de casa.
    Podem achar o que quiser, mas eu prefiro um treinador que respeite e enalteça ECV, que tenha identidade com a instituição e que valorize e acredite na nossa base, assim eu ficaria com dois nomes: Carlos Amadeu e Péricles Chamusca.
    Se for só pra participar das competições que ao menos participemos com honra, com raça e com fé, mas NUNCA com um discurso que diminui a auto estima do brioso torcedor rubro-negro!!!!
    Figueirense no Brasileirão foi sexto em 2011 com baixo orçamento, quase alcançaram uma Libertadores.
    Santo André e Paulista já foram campeões da Copa do Brasil. Ninguém perde de véspera só o Vitória nos jogos fora de casa com Caio Júnior como técnico!!!

    Curtir

    • Concordo com tudo falado por você, realmente as vezes tento achar o por que dessa mentalidade de apequenamento dessa nossa diretoria, conheço uma galera que se tivesse uma chance de gerir o Vitoria fariam de tudo para o time crescer e ganhar grandes competições. (fariam de tudo, como também maluquices que poderiam nos afundar hhahaha, mais sempre com o único intuito de ganhar e crescer.)

      Espero muito que Perícles possa comandar nosso leão.

      Curtir

      • É isso aí, Guilherme, realmente precisamos de pessoas que pensem em um Vitória grande, vencedor, infelizmente não é o que vemos no ECV de hoje. Agora me diga uma coisa, você tem algum parentesco com Péricles…? Seu sobrenome deixou essa dúvida no ar! SRN!

        Curtir

      • Péricles Chamusca? Espero que não!
        Por duas vezes ele rejeitou o convite do Vitória, inclusive para ir para o esporte.

        Curtir

    • Concordo com quase tudo, menos Chamusca e já disse o porque, e Carlos Amadeu para mim é o nome a tempos, mas tem que dar suporte ao cara espero que deixe ele no inicio do ano que vem.

      Curtir

  4. Valmerson,

    Concordo com muita coisa que você falou e também tenho me sentido frustrado com certos acontecimentos no ECV (escalar o time misto no 1° jogo foi além do pensamento pequeno…foi BURRICE mesmo). Mas sobre a copa do Brasil de 2010, infelizmente não era mais possível fazer contratações. Veja abaixo trecho do regulamento:

    CAPÍTULO III
    Da Condição de Jogo dos Atletas

    Art. 8º – Somente poderão participar da competição os atletas que tenham sido registrados na DRT – Diretoria de Registro e Transferência e cujos nomes constem do BID – Boletim Informativo Diário publicado pela DRT até o último dia útil véspera de partida.
    Art. 9° – Novos contratos de atletas para utilização na Copa somente poderão ser registrados até o início da 4ª Fase da Copa (Quartas de Final).

    Foi só uma informação visando colaborar com seus textos que são sempre muito bons!

    Vamos esperar o retorno de Nino e Escudeiro (ou Ayrton na direita) e que ele mantenha Elizeu e Felipe no meio campo. Deixaria Luis Alberto jogando, mas aí é aquela questão de opinião pessoal, sendo que no fim das contas queremos o mesmo: reforço na marcação, pra liberar os laterias e ter mais chegada na frente com Escudeiro, Maxi e Alemão (tomara que seja escalado).

    P.s: Tem horas que lembro de alguns camisas 10 que já passaram no ECV e me dá uma saudade retada…Petkovic que o diga!

    Curtir

    • Uma grande demonstração de pequenês dessa diretoria nessa Copa do Brasil de 2010 foi a venda de Neto Berola antes do jogo final contra o Santos. O time, em geral, era compostos por jogadores limitados e lentos, contudo tinha como desafogo Elkesson e N. Berola, no entanto este último foi vendido depois da semi-final e não pôde jogar a decisão, esse fato me demonstrou quão “grande” é a ambição da atual direção do Vitória!

      Curtir

    • Arthur o regulamento foi altamente alterado, o Vitória ainda poderia contratar, inclusive o Santos chegou a contratar um atleta. Mas obrigado pela contribuição.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s