[Vitória 3×2 ABC] Classificação épica, mas…

Quem saiu de casa hoje a caminho do Barradão, não esperava que assistiria há um daqueles filmes de drama épico em que depois de apanhar tanto o protagonista resolve levantar e vencer no final, porém foi isso que aconteceu. O Vitória entrou em campo classificado e resolveu assegurar a frágil vantagem, o time abcediosta foi gostando do jogo e num vacilo tremendo da defesa chegou ao gol com Washington, daí para frente as coisas só pioraram, o Vitória se perdeu em campo e a equipe de Natal inteligentemente neutralisava os ataques rubro negros e saia para o contra-ataque.

A verdade é que o primeiro tempo acabou sem que o goleiro Camilo tivesse visto a cor da bola e com Saci e Léo errando tudo, Geovanni e Pedro Ken neutralizados e Rildo tentando resolver desesperadamente as coisas ficaram dificil.

O segundo tempo começou e o Vitória imprimiu uma pressão, mas muito na base  do desespero, mas sem levar perigo, e para piorar  num vacilo tremendo da defesa leonina o ABC chegou a segundo gol e foi aquele banho de agua fria, a verdade é que veio as decepções contra Atlético GO, Bahia de Feira e São Caetano a cabeça, e o cénario era de verdadeira desolação, neste momento torcedores iam embora e Arthur Maia entrava em lugar de Pedro Ken, o time ganhou velocidade mas nada que melhorassem as coisas, aí Ricardo Silva colocou Dinei e Tartá no lugar de Rildo e Geovanni e as coisas começaram a funcionar.

O Vitória foi para o desepero, se atirou ao ataque e Dinei recebeu a bola na direita e lançou, Neto Baiano cabeceou e a bola beijou a trava, Leó pegou a sobra e fez a unica coisa que ele fez de bom nesta partida deu um drible e sofreu o pênalti, Neto Artilheiro do Brasil Baiano pegou a bola, chutou e para o desespero geral ela ainda tocou caprichosamente na trave antes de entrar, neste momento os olhos rubros negros fitaram nos ponteiros que marcavam 34 do segundo tempo e pensamos, será que dá? .

O tempo passava o desespero aumentava e o time no verdadeiro vai como dá, num destes lances a bola chegou aos pés de Tartá que lançou a bola que passou podr vários jogadores até chegar em Neto Artilheiro do Brasil Baiano que de primeira marcou o segundo, olho novamente nos ponteiros 44 minutos e o árbitro assinala 3 minutos

, neste momento Neto bateu no peito chamou a galera e foi aquela vibração o time foi para o abafa, Léo lança e Uelliton é derrubado, Pênalti marcado aos 48 minutos do segundo tempo, quero confessar que fiquei na duvida entre olhar a cobrança ou esperar a manifestação da torcida, mas criei coragem e vi Neto Baiano confiante levantando as mão e mandando a torcida gritar naquele momento tão tenso em que quase todo time do ABC foi fazer pressão primeiramente no arbitro da partida e depois em Neto, mas ele partiu para cobrança e batue no mesmo canto selando a classificação. Épico esta é a palavra.

Neto Baiano tornou-se o maior artilheiro da história do Barradão com 46 gols marcados em partidas oficiais, ele superou Ramon Meneses que tem 44 tentos.

Há um mês e um dia da estréia do Vitória no campeonato brasileiro, ficamos com a prova de que ainda existe muita coisa a ser feito neste time, é preciso contratar e mudar muita coisa ainda, pois não dá para jogar  confiante no nome como foi no ano passado e amargamos a continuidade na série B.

O Vitória enfrenta o Botafogo-Rj na terceira fase, amanhã será feito o sorteio dos jogos amanhã na CBF.

FICHA TÉCNICA

Vitória x ABC

Local:

Estádio do Barradão, em Salvador (BA).

Data

: Quarta-feira, 18 de abril.

Árbitro

: Alicio Pena Junior (MG).

Assistentes

: Marcio Eustaquio S Santiago (MG) e Celso Luiz da Silva (MG).

Gols:

Neto Baiano (Vitória) / Washington e Raul (ABC)

Cartões amarelos:

Léo e Rildo (Vitória) / Berg, Camilo, Léo Gamalho e Raul (ABC)

Vitória

: Renan; Léo, Victor Ramos, Rodrigo e Wellington Saci; Uelliton, Michel, Pedro Ken (Arthur Maia) e Geovanni (Tartá); Rildo (Dinei) e Neto Baiano. Técnico: Ricardo Silva.

ABC:

Camilo; Murilo, Flávio Boaventura, Eduardo e Berg (Renato Potíguar / Edson); Bileu, Luís Ricardo, Makelele e Raul; Washington (Leandro Cardoso) e Léo Gamalho. Técnico: Leandro Campos.

Anúncios

4 comentários em “[Vitória 3×2 ABC] Classificação épica, mas…

  1. Confesso, que pensei em ir embora logo após o 1º gol de neto´ainda mais quando o entregador de camisas tirou Pedro Ken e deixou Geovanni andando em campo, pois como todos sabem não comum o VITÓRIA mesmo jogando dentro do MONUMENTAL empatar um jogo após esta perdendo quanto mais empatar a ultima vez que vi isto acontecer foi contra o São Caentano em 2007 na serie B, ontem após sair do monumental bebi por mim e por Mocota porque o coração estava fervendo então tinha que tomar umas Skol estupidamente gelado fato que só fui chegar em casa ás 02:00 da madruga mais feliz do que pinto no lixo e gritando que o entregador de camisas só deve sair após a conquista da copa do brasil e campeonato baianinho e ver a sua estatua construida na entrada do MONUMENTAL e não me venha o sr Alex querer fazer diferente só pra mim contrariar.

    Curtir

    • Obrigado Fábio, falar em texto já faz algumas semanas que eu encontro dificuldades em acessar a casa rubro negra, o anti-virus esta bloqueando a entrada!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s