A MELHOR NOTÍCIA DE 2011

O Movimento Somos Mais Vitória foi apresentado oficialmente à direção do Esporte Clube Vitória no final da tarde da última terça-feira, dia 26. Porém, o que era para ser apenas um encontro formal acabou se constituindo em uma reunião bastante produtiva. Por mais de duas horas, os coordenadores do MSMV, o presidente em exercício, Carlos Falcão, e o diretor de Futebol, Beto Silveira, debateram temas extremamente relevantes, de modo franco e direto.

Os trabalhos, que começaram exatamente às 17h30, foram abertos com uma exposição sobre a origem, princípios e objetivos do MSMV feita pelo coordenador-geral provisório, Franciel Cruz. Na sequência, Thiago Matos (vice-coordenador), Alessandro Araújo (Tecnologia da Informação) Zainildo Pinto (Financeiro) e seu suplente Gerson Ferreira fizeram uma série de questionamentos, especialmente relativos ao tratamento que vem sendo dado ao torcedor.

Eles destacaram que, mesmo depois do time ser rebaixado à 2ª Divisão e não apresentar nenhuma importante contratação, a torcida compareceu ao Barradão em bom número, mas não recebeu ao menos uma saudação de boas-vindas. Ao contrário. Os torcedores tiveram que conviver com problemas antigos, a exemplo do placar que parecia estar de luto. Além desta comunicação com a torcida, os coordenadores também defenderam a tese de que é preciso modificar a relação com a imprensa. “Nos últimos tempos esta relação tem sido bastante complicada, pois o Clube não se posiciona de modo firme e ainda repete as acusações de que o torcedor não prestigia, quando o que ocorre é exatamente o contrário”, destacou Thiago Matos.

Logo em seguida, Carlos Falcão informou que já conhecia o Movimento, reconheceu os problemas apontados pelos integrantes do MSMV, prometeu empenho para resolvê-los e aproveitou ainda para fazer um balanço sobre a gestão atual. Ele disse que também é preciso que se reconheça o trabalho que vem sendo feito atualmente. “Pegamos um clube no fundo do poço, na 3ª divisão, sem credibilidade no mercado e tivemos, sim, muitos avanços. O que nos deixa triste é que, pelas críticas, parece que nunca fizemos nada certo. E tenho a certeza de que já acertamos muitas coisas e vamos acertar mais ainda”. Já Beto Silveira aproveitou para falar sobre sua atuação à frente da diretoria de futebol, informando os critérios que têm sido uutilizados nas contratações. Ele destacou que não trará pacotes de jogadores e que continuará analisando o mercado.

FORTALECIMENTO

Os integrantes do MSMV fizeram questão de destacar que as críticas feitas pelo Movimento são sempre de modo construtivo e com o intuito de fortalecer o clube, nos mais diversos aspectos. “Nós temos como objetivo central lutar pelo fortalecimento do Clube. Não nos apegamos em minúcias nem vamos jamais tumultuar o ambiente. Porém, continuaremos com independência para apontar o que achamos que está errado”, afirmou Franciel Cruz.

Depois do debate franco e aberto, passou-se à discussão de um ponto em comum. Tanto os integrantes do MSMV quanto Carlos Falcão entendem que é preciso reformar o atual estatuto. O presidente em exercício informou, inclusive, que o Clube vai instituir uma comissão específica no dia 7 de fevereiro para tratar do tema e sugeriu que o MSMV apresente suas propostas até esta data. E o MSMV vai, sim, apresentar uma proposta para o novo estatuto. Porém, como sempre atuamos de forma democrática, queremos ouvir as opiniões e sugestões de todos os cadastrados. Assim, vamos definir o local e convocaremos uma reunião específica apenas para tratar disso já na próxima semana. Portanto, fiquem atentos, pois podemos interferir em um tema de extrema importância já a partir de agora.

Voltando à reunião, vale destacar que ela foi finalizada com Carlos Falcão colocando-se à disposição do Movimento para se reunir sempre que necessário.

Apesar de manter as divergências em relação à atual gestão, os integrantes do MSMV fizeram questão de elogiar a abertura deste canal de diálogo, que já é um indício de que as coisas podem começar a mudar para melhor em nosso Clube.

http://somosmaisvitoria.com.br/

6 comentários em “A MELHOR NOTÍCIA DE 2011

  1. Valmerson, mais uma vez parabéns pelo texto (na verdade reprodução) do que ocorreu na reunião do dia 26/01, vc, Larissa e até o Fábio (o qual conheci em uma das reuniões do MSMV e acabamos conversando tirando as possiveis divergências que existiam) tem ajudado e muito na divulgação do movimento porém falta a sua presença nas reuniões.

    Curtir

  2. Prezado Valmerson,

    Pessoalmente, gosto do seu site porque você se preocupa com questões estruturais.

    Na verdade, apenas a compreensão de que o clube tem que ser muito mais que um time pode tornar nosso clube forte.

    Já vi torcedor dizendo que não precisa investir em infra estrutura porque o Flamengo é um gigante que não tem nada.

    Ocorre que, o Flamengo tem uma torcida incomparável com qualquer outra e a “apesar da falta de estrutura” consegue times de excelência pela “vontade dos atletas” jogarem no clube e dinheiro de marketing que corre solto.

    O problema é que, clubes médios, só se destacam após se organizarem (o exemplo disso é o cap).

    O problema, a letargia em nosso clube é tão grande, que iniciativas de clubes do nordeste, para mim, passaram a ser referência.

    Algum tempo atrás, comparava nosso trabalho de marketing com o Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid, Porto ….

    Depois, compreendi que nosso site é tão ordinário que perde para os dos times do norte nordeste.

    I. O SITE DO ABC.

    No site do abc, no link “clube”, tem a opção relacionada a “estrutura”.

    Ali, existem 15 fotos demonstrativas da estrutura do ABC.

    Na opção “frasqueirão”, tem vídeos e fotos a respeito do estádio do “modesto ABC”.

    Pois bem, o item correspondente em nosso site não tem nada além de três fotos sobre o barradão (e os campos, e as fotos do ct, e a sede naútica …..).

    Não quero acreditar que a estrutura do ABC é melhor que a nossa (o estádio, certamente, é muito melhor).

    No entanto, a letargia do marketing deixa de divulgar qual é o patrimônio do Vitória.

    II. CAMISA RETRÔ DO FORTALEZA (site do fortaleza)

    O Vitória lançou camisas retrôs sobre os títulos baianos de 72 e 85.

    Pessoalmente, após a conquista de 26 títulos estaduais, não acredito que títulos baianos tenha tanto apelo para a torcida.

    Sugiro uma camisa retrô relacionada ao Campoenato do Nordeste de 1999 conquistado em um baxvi na fonte nova no ano do nosso centenário.

    Talvez, o título mais festejado por nós.

    Ademais, o “Fortaleza” (na série C) lanaçou uma camisa “retrô 1923” (ano da fundação).

    A iniciativa é muito interessante e acredito que seria bem recebido a idéia de uma camisa “retrô 1899” com material típico da época, a gola usada na época e etc …. .

    Aliás, se o ano da fundação já foi objeto de discussão para alterar o nome do clube “vitória1899” porque não fazer uma camisa retrô em sua homenagem.

    III. REVISTA 1914 (site do Ceará).

    O Ceará lançou uma revista bimestral para contar notícias sobre o clube com o anome alusivo ao ano da fundação 1914.

    Pessoalmente, não recomendaria uma iniciativa como essa para o Vitória (revista bimetral é custo fixo e as notícias podem ser facilmente divulgadas por um site bonito e bem elaborado – que não é nosso caso).

    De qualquer modo, poderíamos pegar a idéia do ano de fundação e lançar um livro ilustrado com fotos (que foi feito por barcelona e outros) contando a história do clube, a torcida e, finalmente, o patrimônio.

    Além de comercializado com a torcida, o livro poderia ser um mecanismo de divulgação junto a imprensa e empresas que já patrocinaram o clube nos últimos 111 anos.

    Curtir

    • Robson, simplesmente perfeito o seu comentário, já sugeri ao marketing a criação de um portal do ECV, com notícias de todos os departamentos do clube, desde Futebol e Divisão de Base à Patrimônio e Esportes Olimpicos, sobre a revista, acho muito interessante pois esta amplia os horizontes do marketing e das informações(fortalecendo a marca ECV), é verdade que gera um custo, mas este pode ser facilmente revertido em lucro se o projeto for bem elaborado(tanto nas vendas, como no âmbito de marketing), mas a ideia do livro é muito inteligente e eu não descartaria.

      Me preocupa muito o andamento das relações do clube com o patrimônio, falta investimentos e divulgação, até hoje não sabemos se o Vitória esta tentando algo de real para o Barradão e a Toca do Leão com questão a Copa de 2014, uma reformulação geral tem que acontecer no clube e é justamente por isso que acredito no movimento:SOMOS MAIS VITÓRIA. Penso que os projetos de Franciel, Geraldo e Cia podem alavancar o melhor do nordeste a uma nova dimensão do futebol brasileiro com o reconhecimento da importancia da participação da torcida em todos os processos que envolvem o clube.

      SRN

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s