Vitória como é difícil jogar neste time

Caros amigos, eu fico impressionado com algumas coisas que acontecem no Esporte Clube Vitória e que parecem que nunca irão mudar, no jogo contra o Grêmio ouvi uma frase que ouço há muito tempo e que infelizmente tenho que concordar: O Vitória é o time mais difícil de começar a jogar do futebol mundial. Alguns podem estar se perguntando quais os motivos que me levaram a afirmar isso e aonde isso vai chegar, pois bem, quero chegar às divisões de base do Leão, na política de contratações e no comportamento da nossa torcida.

A constante perda de jogadores da Base

Nos últimos anos o ECV tem perdido grandes perolas da Toca do Leão para outras equipes do futebol brasileiro e mundial, e muitas vezes eu cheguei a me perguntar quais os motivos da saída de Guido, Alan, Ryder e tantos outros, seria apenas uma questão salarial, somado com as brechas da lei Pelé ou existe algo escuso que influência a saída dos jovens atletas.

Lembrei de uma conversa que tive com Diego e Stefan ambos da base do Vitória o primeiro está no São Caetano e Stefan não tenho informações no momento, porém sei que seu passe pertence ao Cruzeiro, como ambos moravam há alguns metros daqui da minha casa, eu sempre tinha oportunidades de conversar sobre a situação deles no clube, e me espantei quando Diego falou que estava indo para o time de São Paulo e quem estava intermediando tudo era o seu Tio Junior da Gaita lateral do Atlético MG e que foi revelado no Vitória, perguntei a ele o porquê e o mesmo disse: é muito difícil as coisas na divisão de base do Vitória, amo este time queria jogar aqui, mas muitas vezes não me dão espaço.

Já Stefan não tive como conversar com ele, mas lembro que ele subiu para o profissional e depois de 3 partidas foi sacado e devolvido a base, logo foi vendido para o Cruzeiro e emprestado ao Camaçari, onde não foi bem, junto com ele lembro, de Rafael Pelezinho, Léo, Arthur Maia, Edson e tantos outros que não tiveram oportunidades e acabaram indo para outros clubes ou que estão encostados na divisão de base sem expectativa de atuar no profissional do Leão. É verídico que a lei Pelé deu brechas para perdermos vários valores, mas também é verdade que a política de contratações do clube e de gestão de aproveitamento das divisões de base é totalmente equivocada e isso abre espaço para que os garotos fiquem insatisfeitos e saiam do clube, pois além da questão salarial, muitas vezes está o desejo de jogar, mas a falta de aproveitamento dos colegas faz com que muitos aproveitem a primeira oportunidade de ir embora, vide que perdemos jogadores para clubes menores como: Paraná, Guaratinguetá, e Fortaleza.

A pífia política de utilização e exploração da base Em qualquer outro clube do Brasil veríamos um processo incrível de valorização das divisões de base, com tantos títulos e jogadores revelados o slogan de “melhor divisão de base do Brasil” deveria ser explorado com grande ênfase, os garotos deveriam sentir que jogar no Vitória é a melhor coisa para a carreira dele, e empresários, seleção brasileira de base e tantos outras benefícios seriam ainda mais constantes no clube, e poderíamos preparar melhor os jovens para começar no profissional do melhor do Norte-Nordeste, deveríamos ter uma maior interação entre profissional, base e torcida, vide que quase não temos mais preliminares, não temos divulgação maciça de atividades da base aberta ao torcedor, não vemos slogans, outdoors e etc enaltecendo os títulos conquistado mundo afora, nem demonstrando orgulho por ter mais um garoto vestindo a camisa da seleção brasileira seja esta de que categoria for, e além disso ainda vemos muitos destes que ganharam títulos importantes, chegaram à seleção e que não são aproveitados no Leão.

A pressão da torcida é muito prejudicial

Vou citar alguns jogadores que perdemos por pressão da torcida, ou que viveram esta pressão: Marcelo Moreno,Neto Berola, Muriqui, Elkeson, Marquinhos, Willians Santana,Léo, Elkeson, Arthur Maia, Gabriel, Thiago Regis e etc. Pois bem, me irrito muito quando ouço alguém dizendo: Berola ta comendo a bola no Atlético, Muriqui é o cara lá em Minas, Marcelo Moreno é o cara da seleção, Marquinhos e Willians tem que voltar urgentemente, mas quando estavam aqui não haviam paciência por parte da torcida, vaias em qualquer situação e muitas situações difíceis, será que vai ser sempre assim? Revelamos, mandamos embora e depois choramos por que estes estão brilhando pelo Brasil afora? Não adianta pedir Arthur Maia, Romário, Sheldon e outros, quando execraram o goleiro Thiago Regis depois de duas falhas, não podemos clamar pela base, quando detonamos Gabriel por um erro numa partida em que estava improvisado, e não podemos pedir Arthur Maia e Sheldon quando Elkeson é detonado toda vez que perde a bola, mesmo possuindo características parecidas com a dos outros.

Já estou vendo um monte de torcedor que xinga Elkeson lamentando por que o mesmo queria que o Vitória aceitasse a proposta do Santos de 5 milhões, mas como ele não deve querer ir se aqui a cada jogada errada ou acertada a torcida pega no seu pé? O interessante é que Henrique prende bola, perde gol e etc da mesma forma que Elkeson mas o menino da base do São Paulo tem a confiança e o menino da base do Vitória é hostilizado, não estou pedindo protecionismo aos jogadores da base, mas que tenhamos paciência com estes, vamos lembrar que é o primeiro ano deles no profissional e que precisam muito crescer, vide Neymar e Ganso:

Ano passado eles começaram no profissional do Santos e em muitas partidas foram sacados ou iniciaram no banco,mas Luxemburgo e a torcida santista sempre o apoiaram e mostraram que uma temporada faz muita diferença, outra coisa, é claro que não apoio a atitude de Neymar contra Dorival, mas se fosse aqui no Vitória a diretoria e a torcida teriam uma postura de proteger o jovem patrimônio do clube? Portanto meus queridos é preciso muita coisa para que possamos frear o êxodo de jogadores da base para outras equipes, ainda mais na pressão com estes jogadores, na adianta formar e velos brilhar somente na seleção ou em outros clubes, quer ver cada jogador atuando com o manto do Leão e nos fazendo ter orgulho de possuir: A melhor divisão de base do Brasil.

SRN

PS: Este post foi feito a pedido de Enéas Barreto o qual sugeriu falar da perda de jogadores da divisão de base, procurei ver os diversos fatores que levaram a este processo, espero que tenha gostado do texto e que tenha contribuído para dirimir as suas duvidas.

8 comentários em “Vitória como é difícil jogar neste time

  1. Concordo com o q foi divulgado aqui sobre nossa divisão de base… E pra vc ver o quanto ela é desvalorizada por aqui, aposto q tem muito torcedor do nosso VITÓRIA q nem sabe q nossa base possui títulos nacionais e mundiais no currículo, em diversas categorias, por pura falta de divulgação dessas conquistas… Eles sabem q houve frutos de expressão como Dida, Edilson e mais alguns, mas a coisa para por aí…

    Só um pequeno exemplo: há + ou menos 1 mês, o Vitória foi campeão Brasileiro sub-15, no Rio de Janeiro, e garantiu vaga para o mundial q será realizado ano q vem… Meu pai, q é vascaíno, quando assistiu essa notícia (passou no Esporte Espetacular) achou uma “zebraça” o nosso time sub-15 ser campeão!!!! Pire aí !!!! Quando na verdade, o Vitória, nestes torneios, costuma entrar como um dos Favoritos ao título, não como mero coadjuvante, como vemos com nossa pífia equipe principal… Falou, rei!!!

    Curtir

  2. Valmerson e demias, estou passando aqui apenas para convida-los a reunião do “Somos Mais Vitória” que ocorrera hoje á noite ás 19:00, no auditório norte do Salvador Trade Center (situado na Av. Tancredo Neves logo após o Jornal A TArde e o Shopping Sumaré) espero contar com vcs.

    Curtir

  3. Exelente post Valmerson. De fato é terrível a atual desasistência que nossas revelações tem hoje…

    Dessa parte aí a gestão anterior (toc toc toc) era muiiiiiiito melhor… e os torcedores eram mais pacientes… afinal o time era montado com nossa divisão de base.

    Bom, espero que bons ventos tragam AL para o Vitória e que ele olhe melhor pela base…

    SRN

    Curtir

  4. Valmerson, parabéns pelo ótimo texto! Lendo ele tive um sentimento de impotência e revolta muito grande. Uma coisa que vc falou é de grande relevância, se trata da falta de apoio que o nosso torcedor tem com os meninos da base, eu fico indignado quando vejo a torcida vaiar Elkeson.

    A cada dia que passa me decepciono mais com o clube, precisamos ter voz ativa lá dentro, senão as coisas vão continuar acontecendo e ano após ano como num passe de mágica, sendo esquecidas! O torcedor ao invés de vaiar tem que procurar seu espaço no clube para tentar melhorar o que acha que tem que ser mudado. Por isso vou divulgar aqui um movimento que tem crescido e que gostaria que vc através do seu blog desse visibilidade. É o movimento SOMOS MAIS VITÓRIA, segue o link:

    http://somosmaisvitoria.com.br/

    SRN

    Curtir

    • Enéas, conheço o movimento: SOMOS MAIS VITÓRIA, e até tenho divulgado sempre aqui, o Franciel e Geraldo são pessoas apaixonadas pelo ECV e tem o meu apoio para utilizar este espaço sempre que necessário em prol do movimento.

      Curtir

  5. Você têm razão.
    Por exemplo,Arthur Maia tem apenas 17 anos,entretanto para que ele consiga render o que rende na base é necessário paciência da torcida e planejamento da diretoria de forma que o garoto não tenha a mesma atribuição tática dos demais,no sentido de diminuir a responsabilidade do atleta nos jogos até que ele esteja totalmente adaptado,aliás como os bons clubes formadores fazem,vide o Santos com Neymar e os demais. (No Santos é feito um esquema para o Neymar jogar).
    Com essa falta de planejamento para lançar o garoto da base, o Clube acaba perdendo muito dinheiro como o que estava para acontecer no caso ELKSON ,quando ano passado estava queimado no Vitória pela torcida e quase foi emprestado para clubes pequenos… mas hoje ele vale pelo menos 5 milhões.
    Se contarmos a quantidade de passes errados que os jogadores maduros dão,verificaremos que não é menor em relação aqueles executados pelos atletas lançados na base,entretanto ,como os mais velhos tem a sua perfomance mais conhecida o impacto do erro é menor,daí ser necessário dar bastante tempo para conhecermos melhor os pontos positivos dos meninos da base para depois sim,fazermos uma avaliação mais fundamentada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s